Afim do cara que pouco ou nada conhece

4
    Quem nunca passou por essa de se interessar por um cara que pouco sabe ou nada sabe? O problema disso é como se aproximar de um cara desses, ou melhor, fazer ele se aproximar de você! Nesse caso não tem jeito, não adianta falar que ser gente boa, inteligente, compreensível, boa cozinheira ou sei la o que adiantaria alguma coisa, que não adiantaria nada pelo simples fato de que ele ainda não teria acesso ao seu interior e ao seu íntimo e só estaria vendo a sua carcaça mesmo (que nem você provavelmente só viu isso dele também).
    A princípio, o que adianta nesse caso é ser bonita mesmo e, esse bonita não precisa ser bonita pra todos, mas, você precisa torcer pra fazer o gosto do bofe, já que não tem como, esse papo de que beleza não é tudo é até verdade, mas pra quem não (ou mal) conhece o cara se a beleza não é tudo, é 90%!
     Então, não tem jeito: tem que investir na aparência, ir bonita, cheirosa, gostosa e tudo mais de “fútil” que você conseguir, porque se você chegar lá de de boa com roupa de escola pode não causar aquele impacto que causaria com a ajuda de uma pequena produção ( também não va exagerar, heim). Aí, depois que ele ver que você é bonita, dá pra começar a mostrar suas outras qualidades, sua inteligência e o que mais você tiver a seu favor que com certeza potencializará positivamente sua situação.
      No entanto, depois de mostrar sua beleza e antes de morar sua inteligência, vem aquele limiar que é fazer o cara conversar pela primeira vez, ou, se você o conhece pouco, falar um pouco mais com você. O que importa é que, se você é afim de um cara é porque certamente o vê com certa frequência, seja no trabalho, na academia, ou onde for. Então, você tem que dar um jeito de fazê-lo prestar atenção em você, ainda que de uma forma sutil (não va falar ou rir alto que nem muita mulher faz achando que tá abafando que é mico na certa).
      Uma boa alternativa pra iniciar é perguntar sobre algo indiferente que não dê pra ele ter certeza que você está interessada e não ficar se achando (sem contar que a presença da dúvida é sempre interessante). Assim, se for uma academia dá para perguntar se ele terminou o exercício ou se vocês podem revezar o aparelho. Se for no trabalho, melhor ainda, é so pedir ajuda com algo. Tudo isso com uma cara simpática, mas não de boba que tá babando por ele porque, no caso, você não estaria chegando nele, mas sim proporcionando oportunidade dele falar com você caso queira.
     Pode ser uma visão machista, mas sempre acho que o cara prefere chegar e, aqueles que dizem que gostam que a iniciativa parta da mulher, geralmente assim dizem só por ego e pela facilidade de não ter que arrumar o que falar ou pra se livrarem do risco de levar um não. Mas, no geral, todo mundo gosta de receber pelo trabalho e valoriza mais quando o trabalho é árduo. Então, você pode até dar a minhoca pra ele pescar, mas o peixão mesmo quem tirará do mar é ele! (brega mas real heim!)

Até amanhã!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.