A família atrapalha o meu namoro.

19

Leitor: Olá, há umas coisas em meu relacionamento, que me perturbam.

Ela faz faculdade, tem 19 anos, porém não trabalha, eu tenho 22, trabalho e faço faculdade.
O pai dela é mto ciumento, e todos os namoros das irmãs mais velhas dela, sempre o pai enchia o saco e ficava chiando.
não o conheço ainda, mesmo com 6 meses de namoro, e isso atrapalha mto nosso relacionamento, toda vez a mãe dela tem que colocar horario e dia q a gnt pode se ver, ela vive com medo do pai descobrir e sempre obedece isso como uma criancinha.
não quero que ela arranje encrenca com a mãe, mas gostaria dela mais independente. (já estamos procurando emprego p/ ela a um bom tempo, até fazemos concursos juntos)
como procedo??
e outra coisa é, no sexo, ela sempre chega ao orgamos antes de mim (mto homem procura isso), porém após o orgasmo se eu continuo ela fica com dor e eu fico na vontade louca de gozar dentro, mas não consigo, tenho que terminar sozinho na mão (as vezes, somente as vezes tenho ajuda dela e ela ainda fica com nojo dos meus ‘fluidos’)
o q me diz, como poderia melhorar nesses pontos??

      Desempregado já vi que você não é e, caso você seja um cara minimamente apresentável e não seja nenhum drogado prostituído que as mamães geralmente não gostam, aí vão alguns conselhos que podem te ajudar a sair dessa:
        Primeiramente, tente conhecer melhor os pais dela, e, principalmente o pai, que pelo visto você nem viu!! É difícil haver pais que não tenham ciumes do filho, ainda mais quando se trata de uma menina. Então, pode ter certeza que grande parte desse problema é devido ao fato deles quererem tudo do bom e do melhor para a filha e não quererem que ela se meta em encrenca. Isso significa que querem para ela uma boa pessoa e é essa boa pessoa que você terá que mostrar ser!!! Converse com ela sobre a ideia de te apresentar para a família porque, caso você consiga fazer com eles gostem de você, o seu problema estará em grande parte resolvido. Marque um dia de aparecer na casa dela e vá desarmado, ou seja, disposto a ouvir tudo quanto é tipo de pergunta, indiretas e diretas da família dela. Isso inclui se preparar para responder aos clássicos ” o que você faz da vida?”, “você estuda?”, “trabalha?” e tudo mais o que possam vir a perguntar e, tenha em mente desde já algumas respostas que você poderia dar (falo isso não no sentido de armar para mentir alguma coisa, mas sim para não ficar muito nervoso na hora pensando no que dizer).
         Caso alguma resposta que você tenha (nunca minta nada, porque se não depois o sogrão descobre e aí que você estará perdido mesmo!) não seja muito bem vista socialmente e pela maioria dos pais (do tipo não estudo e parei no segundo grau, por exemplo), responda à pergunta com naturalidade, falando que infelizmente não pode terminar os seus estudos, mas que gosta muito da filha dele – o que acredito que seja verdade, já que você me procurou –  e está disposto a melhorar de vida (ou não está?). É claro que todo sogro iria preferir que você já viesse “perfeito e príncipe”, mas se pelo menos você amenizar falando que pretende batalhar pelo tempo perdido, com certeza isso será um ponto a mais para você! Enfim, esse foi só um exemplo para tentar amenizar algum defeito que você possa vir a ter que defender na hora do encontro e você pode moldá-lo de acordo com a sua situação real. O importante é ter em mente, que, se você realmente não estiver disposto a se mostrar uma pessoa boa e confiável para a família dela (e acreditar que ela merece esse esforço), é melhor nem perder o seu tempo tentando mostrar coisas que você não pretende cumprir, já que com certeza os pais delas não esperam menos do que algo bom vindo de você e que beneficie a filha deles (se não, como você iria poder sair com ela e deixar eles em paz?!).
              Uma outra sugestão que sempre causa uma boa impressão é levar alguma coisa para a casa da família dela. Se for um almoço por exemplo, leve alguma sobremesa (se não sabe fazer, compre!), algo que a mãe dela goste (nesse caso, o presente tem que visar mais a sogra do que o sogro, já que tradicionalmente os namorados presenteiam mais a mãe da menina e, para isso, você pode sondar a namorada sobre o que a sogra gosta) ou até mesmo alguma coisa que sirva para a casa inteira, menos cerveja porque, ainda que o povo lá adore a bebida, sabe-se lá o que eles iriam achar disso. Enfim, não precisa ser algo caro, pode ser singelo mesmo. Esse agrado seria só para não chegar lá de mãos abanando mesmo, já que afinal, será a sua primeira impressão e já sabemos que é ela que fica!!
                Você deve estar pensando que até agora eu basicamente que só falei de visitar os sogros como se essa fosse a solução da sua vida e é!! (pelo menos no momento!). Ela encontrar um emprego também sempre é uma boa saída, mas, mesmo assim, se você não conquistar a confiança da família continuará sofrendo, já que os pais são quase que um “apêndice eterno”, em maior ou menor grau a depender do valor do salário que você e/ou ela ganharem e da realidade de vida que vocês vivem.
               Se a família dela é quem mais atrapalha, é lá que você buscará a solução. Vamos cortar o mal pela raiz, ou melhor, vamos ser amigos “do inimigo”. Se o seu sogro desconfia de você, procure a confiança dele e isso vale para tudo na sua vida, até mesmo para o trabalho!! É importante ressaltar mais uma vez que isso só vale a pena caso você realmente goste da menina e pretenda causar boa impressão (inclusive nela!)! Faça essa tentativa e depois me conte no que deu!!
                  Por fim, esse  negócio de ter nojo dos seus fluídos me parece ser uma frescura vinda da parte dela e isso é algo difícil de ser mudado, já que você não poderia simplesmente falar “olha pare aí de ter nojo” e mudar isso depende muito mais dela do que de qualquer tipo de pedido vindo de você. Talvez desse para pensar que quando se ama não se sente nojo, mas acho isso bem relativo e acaba não tendo muito a ver, ou seja, acaba sendo uma frescura pessoal mesmo – que nem você deve ter as suas- e a dela infelizmente é essa. Quanto ao problema da dor no ato sexual é algo que precisa de um encaminhamento médico porque isso não é normal. Só uma ginecologista para dizer como proceder. Peça a colaboração da sua namorada para procurar uma profissional imediatamente,  já que não dá para transar com dor, certo?!

Boa sorte!!!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.