Cinco dicas para sentir menos ciumes:

44

Atenção ciumentos de plantão! mais um post unissex =)

Quer esquentar com o resumo em vídeo?

Escolha bem o parceiro: Se você já tem o DNA do inseguro, nada de ir atrás de gente bonita demais, pop demais e afins (malandrinhos e malandrinhas então nem se fale…). Gente assim costuma ter muita badalação em volta e, se você é ciumento demais, dificilmente conseguirá sair psicologicamente bem dessa. Se não tiver jeito e você já estiver com um companheiro “super acessado”, tente fazer algo para aumentar a sua segurança e você se sentir mais ao nível dele – aqui vale arrumar um bom emprego, academia, terapia ou o que for necessário para te fazer se sentir melhor e mais feliz consigo mesmo e, consequentemente, pegar menos no pé do outro!

Arrume o que fazer: Todo mundo sabe que mente vazia é a oficina do diabo. Assim, se você tira o dia todo apenas para ficar pensando no que ele está fazendo, com quem está falando, porque que não te ligou até agora e coisas afins, você certamente ficará doida e acabará emparedando ele, que pode muito bem (e com razão) te achar uma chata.  Assim, nada de ficar desocupada porque certamente você tem muita coisa para fazer da vida, ou você quer deixar que ela passe em branco? Pinte um quadro, escreva aquele livro que você tanto quis, faça um favor para a sua mãe, seja útil para alguém, qualquer coisa menos dar uma de bisbilhoteira! Fora que, além de fazer bem para você e para sua auto estima, seu companheiro e até mesmo outras pessoas poderão te achar mais interessante agora que você faz mais coisas na vida!

Tente não pensar muito: Se distraia, vá ver novela, fazer qualquer coisa, mas não perca o seu tempo bancando a adivinha que contabiliza em pensamento todos os passos que ele “pode” estar tomando naquele exato momento porque, se na pior das hipóteses ele de fato estiver com outra, você ficar se matando por isso não mudará nada e só te trará dor em dobro: pela sua cabeça que será sugada pela neurose e pelo chifre que você levou (caso exista um de fato!). Se você foi traída, termine e pronto, não é porque você levou enfeite na cabeça que sua vida terminará, ou então aceite o chifre numa boa, só não vale ficar neurótica e atrapalhar a vida do outro por isso. Se perdoou está perdoado, se não, termine para não ficar se matando aos poucos. Atitudes como essa diminui o seu problema pela metade, ficando neurótica apenas quando for realmente necessário e com base em fatos reais.

Faça amigos: Não tem coisa pior para um ciumento do que viver apenas ele e o parceiro sem ter uma vida social ativa. Ter amigos significa que você terá mais gente para se preocupar, mais pessoas para cuidar e conversar e, consequentemente, isso significa que você terá o seu tempo, bem como neuroses mais uma vez divididas, o que com certeza fará com que falte tempo para devaneios negativos, que podem inclusive corroer o seu relacionamento.

Não queira ser sempre o centro das atenções: Pode ser triste para muitos, mas a vida não gira apenas em torno de você e o seu romance. Às vezes as pessoas precisam de um tempo para ficar sozinhas, ver a família e/ou os amigos, e até mesmo para trabalhar. Não leve tudo para o lado pessoal pensando que se ele não está com você é porque está aprontando. Tente aceitar de uma vez por todas que a vida não gira apenas em torno de você, e que nem por isso você será menos amada.

Lembre-se que um pouco de ciúmes é sempre bom e pode até levar um temperinho a mais para o relacionamento, só que como tudo, tem que ter a dose certa. Nada de bancar o neurótico descontrolado, certo?!

Homem gosta de mulher que marca território?

Até amanhã!!!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.