O que fazer quando o encanto da relação acabou?

11
Leitora: Sou noiva dum rapaz tem 5 anos, porém não sei o que faço. No início da relação tudo ia bem: ele era carinhoso e nos dávamos bem, transávamos no mínimo 5 vezes por semana… Mas com o passar do tempo fui me sentindo insegura, porque ele sempre exigiu um tempo anormalmente grande sozinho, coisa de querer ficar 2 semanas sem me ver (ele é pintor e curte ficar só em casa). Além do mais, ele foi ficando cada vez mais grosseiro nas nossas discussões. E ele é do tipo que discute fácil, e não consegue se controlar no que diz. 
O problema é que mesmo com essas desavenças a paixão continuava. Só que isso mudou recentemente. Não sinto vontade de ficar perto dele, de falar com ele, nada. Sinto que minha “energia” com essa relação já acabou. E penso em outros rapazes (jamais trairia, não é do meu feitio, mas antes eu reparava só nele). E às vezes penso em como seria gostoso voltar a ser solteira…Mas fico dividida. Sei que, apesar dos pesares, ele gosta de mim, ele tem uma maneira torta de demonstrar isso, mas o faz… E ele já me ajudou em situações dificílimas, foi um grande companheiro, e muito paciente quando precisei muito dele. Mas a nossa relação já perdeu todo o encantamento, isso é fato… A cada discussão, me sinto exaurida, penso em acabar. Antes não era assim. Minha dúvida é: insisto nessa relação?

“Parabéns” para o seu parceiro: ele se afastou tanto que conseguiu fazer com que você não sinta mais falta dele. Sabe aquele velho ditado “Quem muito se ausenta, um dia deixa de fazer falta”?. Pois é, bem que ele podia ter isso colado na porta da geladeira dele rsrs.

Discutir demais e se distanciar é algo que raramente não acaba com uma relação. Se fosse uma distância sem brigas ainda ia, pois ainda haveria o tempo sozinho para pensar coisas legais sobre o parceiro (relembrar a última conversa, bons momentos, etc). Agora, quando brigamos e ainda por cima estamos longe (nem que seja para pintar, tal como no caso dele), temos tempo de sobra para pensar na negatividade que tem prevalecido no pouco tempo que temos com a pessoa, e isso já é o suficiente para corroer cada vez mais a relação. É claro que não necessariamente esse círculo se torna vicioso e muitas vezes tem como sair dessa, porém, a depender do quanto que você é capaz de aguentar, pode ser que o problema não tenha mais volta. Na verdade, cá para nós que o seu saco já está mais cheio do que o do papai Noel em época de Natal….

É normal na vida de qualquer casal que o sexo seja mais abundante em alguns períodos do que em outros, e pensar que antes vocês tinham mais sexo e agora já não tem mais tanto poderia não ser algo (tão) relevante caso não tivesse como adição todo o contexto que você citou na pergunta. No seu caso, provavelmente a falta de sexo foi só um reflexo da falta de sintonia entre vocês: mais cedo ou mais tarde, discussões em grande quantidade e a distância acabam fazendo com que a gente aprenda a viver sem a pessoa, até mesmo como uma forma de auto proteção para não ter que ficar passando por aquele sentimento ruim quando estamos juntos dela. Nisso, quando menos esperamos o amor já entrou em colapso. Infelizmente, esse parece ser o seu caso: perceba que do seu presente com ele você só falou em coisas negativas e tudo o que você falou de bom dele está no passado: que antes ele era carinhoso, antes transava mais, antes se dava bem contigo (antes, antes e antes….). Até o agradecimento você tem no passado, falando que um dia ele te ajudou em uma “situação muito difícil”. Ter gratidão é algo que é sempre bom, porém, não é porque você é agradecida a algo que ele te fez, que você terá que amá-lo para sempre. É claro que a pessoa ser legal nos ajuda a amá-la, porém, no seu caso, parece que o tempo dos bons frutos já se foi e agora você vive de recordação, como se quisesse que ele fosse o que era antes, justamente por você amar o que ele foi no passado e não mais o homem que ele se tornou no presente.

É triste dizer, mas nem tudo dura para sempre e o fato de vocês estarem juntos há tantos anos atrapalha você a aceitar isso, te fazendo pensar em coisas como: “Como assim a gente está junto todo esse tempo e agora vamos nos separar?”, “Como assim amei tanto esse homem e agora não o amo mais?”. Vamos direto ao ponto que nem xarope amargo que é ruim, mas passa: ao que tudo indica, você não o ama mais e ponto. Bem, pelo menos não como antigamente e não a ponto de se casar com ele e acho que já passou de hora de você pensar com clareza e maturidade sobre isso. Sem fugas ao passado, mas sim com coragem para enfrentar o presente de vocês.

Muita gente tem a ideia do amor eterno como algo que não precisa ser cuidado, como se fosse uma pedra que nunca se desgasta e que, desde que você a encontre uma vez, a terá sempre por lá. O amor não é algo tão sólido assim, não adianta apenas um se preocupar, o cuidado tem que vir de AMBOS e a falta desse equilíbrio certamente é o que faz muitas relações durarem tão pouco. Não adianta o cara ser o super bom de cama, o super carinhoso, o super príncipe se um dia ele deixar de ser tudo isso de bom para você. Seria como a lógica da dieta: não adianta você fazer dieta um mês, emagrecer 10 quilos e depois voltar a comer de tudo que nem você comia antigamente: os bons hábitos a gente tem que praticar para sempre caso queiramos manter os benefícios deles. Você se apaixonou por ele de um jeito, se ele começa a piorar, o risco lógico é que o encanto vá se acabando mesmo. Tão importante quanto saber disso, é também saber que ninguém consegue ser perfeito em 100% do tempo e isso significa que não dá para cobrar perfeição de alguém sendo que nem você é perfeita. Nenhum ser humano consegue manter todas as suas qualidades em tempo integral pelo resto da vida pelo simples fato de que viver também é ser colocado em situações tristes, ruins, estressantes e mais tantas outras que podem fazer com que nossas qualidades nem sempre sejam muito estáveis. Porém e apensar de tudo isso, você tem que colocar tudo na balança, respirar fundo e responder com sinceridade: apesar de todos os defeitos, ele vale a pena?

Ele está sendo “chato” há muito tempo ou só em certos períodos? O sexo tem sido escasso sempre ou só de um ou dois meses pra cá, por exemplo? Respostas para essas perguntas são importantes para saber se o seu caso ainda tem chance de ser passageiro ou não. Se você percebe esses defeitos há muito tempo e, mais importante do que isso, se o seu encanto por ele já se esgotou faz tempo, talvez seja a hora de reconhecer que o seu relacionamento já deu o que tinha que dar. Se por outro lado você discordar disso e perceber que foi apenas uma fase de desânimo e que te fez pintar as coisas mais de negro do que realmente são, essa é a hora de repensar a situação. Só não deixe de terminar seu noivado por conta de comodismo, por medo de não encontrar outro, ou qualquer coisa do tipo. Se você chegar a conclusão de que não o ama mais, você não o ama mais e ponto! Não fique vivendo de saudosismo e de lamentação por algo que um dia foi bom. Se já não é mais, foi-se o tempo. Não tenha medo de recomeçar a sua felicidade de outra forma. Muitas vezes, recomeçar do zero é mais estimulante e benéfico do que você imagina.

Recomendo a leitura do post “Como saber se o amor acabou”, que fala sobre sinais gerais que costumamos encontrar em relacionamentos em decadência.

 Boa sorte!!

 

Compartilhe:

About Author

Luiza Costa

Criadora e Administradora do site Pergunte a uma Mulher e autora do livro de mesmo nome. Brasiliense de nascença e em parte curitibana devido aos anos em Curitiba. Acredito que o grande sentido da vida é fazer sentido na vida de outras pessoas e por isso estou aqui. Meu grande amor? Chocolates!! Brincadeirinha, amo quem me ama, o resto ainda não me ama porque precisa que eu cative o amor deles. Não é assim a vida? Estou reativando meu twitter. Me encontre por lá!! @luizacosta2006

  • Anonymous

    Obrigada por comentar minha história!

    Então, respondendo suas perguntas: o sexo foi ficando cada vez mais escasso do fim do ano passado pra cá, quando eu tive uma infecção e ele ficou com “nojo de mim” (nas palavras dele). Ele passou um tempo dizendo que ia precisar esperar um pouco pra voltarmos a transar, só que com todos esses períodos de distância entre nós, esse tempo foi passando, passando… E sem brincadeiras, de dezembro até agora fizemos sexo no máximo umas 10 vezes. Nem chega a isso.

    Quanto à chatice dele, tem sido progressivo. É mais ou menos assim: no começo da relação, ele era “bonzinho” quase 100% do tempo. Depois, foi alternando entre fases boas e ruins (o que é normal, creio)… Só que as fases ruins foram ficando cada vez mais frequentes, e cada vez piores (ele me ofende mais nas discussões, é mais frio…)… hoje em dia, diria que é bom em 5% do tempo, ruim em 50% e MUITO ruim em 45%. Nos vemos 1 vez por semana no máximo e brigamos semanalmente por telefone.

    E o pior é que ele continua falando em casar, ficar junto, parece realmente fazer planos comigo! Quer ter filhos, tudo isso… Ele parece desesperadamente se prender no futuro, e negligencia o presente…

    • http://www.blogger.com/profile/10509521196654906989 Pergunte a uma mulher

      Que nada, disponha!
      é difícil afirmar isso por aqui, mas pelo o que você fala o relacionamento já deu o que tinha que dar, pelo menos de sua parte…
      dá também para tentar dar um tempo (caso ele aceite essa ideia) e ver se é término mesmo! continuar assim é que não dá..
      boa sorte!

  • Anonymous

    sera q eh por causa dele ser pintor?
    rs minha namorada tbm eh pintora… diz q eu sou a inspiracao dela… por enquanto… Oo

  • Anonymous

    Olha, eu sou casada a 4 anos. Não é fácil a vida conjugal. Pense bem se você quer casar com uma pessoa que a principio não te faz bem. Você o vê uma vez por semana e mesmo assim vivem brigando. Se imagine em uma convivência diária com ele e tendo que suportar todas essas ofensas.. É normal que ocorram brigas e tudo mais, mas acredito que a maior parte tem de ser em respeito.

  • luciadiniz

    Li e reli sua história,achei o texto interessante,bom o que acho sinceramente é que se o seu relacionamento esta frio assim é por que já foi,já era e vc deve pensar em ser feliz,longe desse pintor,pois não vivemos de passado e de sonhos. No amor é preciso que as duas partes se entreguem se curtam,e se amem,um somente lutando,correndo atrás e se colocando na situação da canseira mesmo,e as grossuras e falta de paciência palavras duras e pouco carinho vão minando a relação.No mais boa sorte e seja muito feliz.

  • luciadiniz

    Li e reli sua história,achei o texto interessante,bom o que acho sinceramente é que se o seu relacionamento esta frio assim é por que já foi,já era e vc deve pensar em ser feliz,longe desse pintor,pois não vivemos de passado e de sonhos. No amor é preciso que as duas partes se entreguem se curtam,e se amem,um somente lutando,correndo atrás e se colocando na situação da canseira mesmo,e as grossuras e falta de paciência palavras duras e pouco carinho vão minando a relação.No mais boa sorte e seja muito feliz.

  • SANTOS COMBATE

    A fila anda a catraca gira..se sentiu saudades, vai pro final da fila…

    Linda..seu relacionamento subiu no telhado..esqueça..bola pr frente..tem q ser muito artista pr manter um relacionamento pintando o 7..se hoje vc tem suas fantasias com outros homens, voce acha que vale a pena insistir?

    Hoje voce pode dar as suas saidinhas, curtir outras pessoas ver gente nova, e voltar pr casa e ficar na solidão da sua cama com raiva ou feliz…mas quando estiver debaixo do mesmo teto dividindo a mesma cama, a coisa vai complicar e muito.

    O agradeça pela força que ele te deu em momentos dificeis, mas é hora de novos desafios, para ambos..

    Qd quiser me escreva..sem compromisso…

    Anonimãoooooooo

  • fim das amantes

    casamento é uma coisa muito difícil, se já está ruim cai fora, por que depois so piora.

  • Pingback: ontario payday loans

  • Pingback: direct payday loans lenders only lender

  • Pingback: drugrehabcentershotline.com residential treatment centers