Sou casado e tenho uma amante volúvel.

27

Leitor: Conheci uma mulher em janeiro de 2011.Chegou meio depresiva, precisando de uma palavra.Ela mora no mesmo quintal que eu moro. Papo vai, acabei por investir sobre ela. Começamos um romance, após um tempo, sexo.Com o passar do tempo fui descobrindo com quem estava lidando: uma mulher volúvel, segundo mesmo ela identificou-se. Foi casada, teve 04 filhos, mas não a visitam, segundo ela o marido a traiu;Teve outro relacionamento, uma nova filha, também vive em outro lugar.Esta mulher é abandonada pela família, ninguém dá importância para ela.É evangélica.

              É atraente, corpo vilão, não é boa de sexo, mas eu me envolvi. Sou casado, bem casado.Tenho um filho adolescente.Esta mulher é do tipo de fazer jogos, trapaças no amor. Após me dizer que era volúvel, comecei a investigá-la.Descobri que ela que traiu o marido ainda quando era casada, passado um tempo arrumou outro cara, com este teve uma filha. Segundo ela, este também o trai. No entanto, esta semana conversando com ela, ela me diz que está sendo flertada por outro, diz que é muito assediada no trabalho.Fizemos sexo na segunda-feira, dia 28/05, ela estava fria, percebi que nem lubricada no momento do ato estava, por aí concluí, é melhor me afastar pois creio que há outro na parada.
           Como disse, sou casado, mas vivo muito só, minha esposa não é muito chegada no sexo, no entanto, faz tudo para me agradar, me ajuda muito. Espero uma opinião.Muito obrigado.



      Cada vez mais me dou conta de uma coisa: traição pode até ser algo gostoso para muita gente, mas sinceramente não sei se compensa o trabalho. Fora os fatores lógicos como estar enganando uma pessoa que teoricamente é fiel a você e só estar pensando em si mesmo, tem um outro (grande) problema, que é a possibilidade (não rara!) de a sua amante dar mais problema ainda do que a sua própria mulher!! Pois é, tem gente que trai para se livrar de um problema e acaba voltando com dois para casa!
          Acredito que esse papo que ela te jogou de “ser uma pessoa volúvel” é mais coisa de gente irresponsável que quer colocar a culpa no psicológico para legitimar as aprontadas que dá do que qualquer outra coisa. Ao que parece, o maior problema dessa mulher não é psicológico, mas sim falta de juízo mesmo. Tudo bem que, tal como você mesmo disse, ela já sofreu muito, mas – me desculpe se parecer maldosa – parece que ainda não aconteceu aquele baque suficiente para ela tomar vergonha e repensar as próprias atitudes!!! Pode até ser que ela goste de diversão e que não queira nada sério com alguém, até porque pelo o que entendi atualmente apenas você continua casado e ela está solteira. Quero dizer com isso que o comportamento de sua amante não necessariamente significa que ela tenha um problema de volatilidade (e se esse for realmente o problema caia fora antes que dê besteira para o seu lado porque ninguém merece gente assim!), mas sim de comodidade em aproveitar a vida “livre, leve e solteira” (e esse solteira vale até para quando ela era casada, já que para ela, ter compromisso não impede que o comportamento de “solteira” prevaleça). De qualquer forma, se atualmente ela está sem nenhum compromisso sério, esse seria mais um motivo para ela poder fazer o que bem entender, no que inclui conhecer outros homens, porém, cabe a você decidir se aceita ou não essa situação.
        Não se esqueça que você é casado e, justamente por isso, não poderá cobrar muito dela: se você já tem “dona”, por quê ela teria que se preocupar tanto assim contigo? Acredito que a partir do momento que decidimos ser ou ter alguém de amante, também temos que ter em mente que esse alguém não estará sempre a disposição, e que inclusive poderá “ficar” com outras pessoas. Ter uma amante pode até ser algo literalmente prazeroso, porém, tudo tem um preço e você tem que se decidir se está ou não disposto a pagar por ele. Dentro desse preço há não apenas os contras que você se queixou na pergunta, como outros que acredito que seriam inclusive muito mais importantes e aterrorizantes caso acontecessem, tal como o fato da sua mulher descobrir esse seu caso, bem como os seus filhos (caso você tenha), e demais familiares. Ou seja, o problema que você está se queixando ainda é fichinha, pois pior do que ter uma amante volúvel, seria ainda ter a adição de uma traição descoberta e um grande amor perdido, visto que acredito que você ainda prefere a sua mulher de uma forma ou de outra – se não você não estaria com ela.
          Ainda que você não queira largar o osso com a esposa, você provavelmente está sentindo um sentimento novo pela amante, tal como aquele tesão renovado, novas aventuras, etc. Porém, é importante tomar cuidado para não confundir aventura com algo mais sério como o amor e até mesmo como a paixão e acabar perdendo quem realmente importa na sua vida. Eu sei que é tentador ter que ficar com apenas uma pessoa enquanto há um milhão de outras pessoas interessantes no mundo, porém, isso não anula o fato de que você que escolheu ser casado e cabe a você cuidar disso com responsabilidade e fazer da sua escolha um casamento feliz. Cabe a você optar por fazer do seu casamento algo construído a dois, ou optar por fazer cobranças e apontar defeitos que podem ter muito mais a ver contigo do que com a sua esposa e por comodismo você finge não perceber, já que trair parece muito mais fácil, né?
        Lembre-se que sua amante tem a vida dela e você a sua, então, seria mais útil você se preocupar mais em tentar reavivar o seu casamento, do que pensar picuinhas do tipo tentar saber se sua amante tem outro ou não! Até porque se ela fica contigo mesmo sabendo da sua condição comprometida, se já traiu outros (inclusive o próprio ex marido), por quê você sairia imune a esse ciclo fatídico? Errar uma vez é humano, mas mais de uma vez é falta de noção ou desvio de carater mesmo e, cabe a você pensar qual caso se encaixaria melhor ao dela (sendo que nenhum é bom, claro).                 
          Acredito que no seu caso o melhor a se fazer é tentar reascender a chama do seu casamento que, tal como você mesmo disse, felizmente foi com uma pessoa que faz de tudo para te ajudar e não te traz toda essa vunerabilidade que a outra te faz sentir. Espero que você não tenha que perder a sua esposa para se dar conta que, tendo amor, uma das coisas mais importantes em um casamento é a paz e o companheirismo, benefícios que pelo visto você tem e não tem dado valor por querer sempre mais e mais na rua. Comece a perceber mais essa mulher que dorme e acorda todos os dias ao seu lado e que sempre tenta te ajudar e te fazer feliz.
          Você disse que a sua esposa não é muito chegada a sexo, mas será que isso também não é culpa sua? Não raramente alguns homens postam aqui nos comentários do blog que não existe mulher fria, mas sim uma que não foi bem esquentada! Será que você tem esquentado bem a sua? Se ela já não é mais a mulher de antigamente, será que você ainda é o homem de antigamente? Não deixe tudo nas mãos dela, como se a culpa não fosse minimamente sua e que por isso é legítimo ter uma amante. Não legitime os problemas no seu casamento como motivo para pular a cerca e, ainda que não seja fácil, tente gostar mais de você e do que você construiu em família e deixe essa mulher problemática para lá, até porque você também tem problemas que precisam ser urgentemente resolvidos, a começar pelo o do seu casamento, que pode e deve ser resolvido em casa.

Para te ajudar ainda mais leia o post Como convencer a minha mulher a transar mais vezes?

De qualquer forma, tentarei postar por esses dias algumas dicas para reacender o fogo do casamento que se esfriou. Quem sabe ele não te ajudará mais ainda?!

Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.