Estou afim do motorista do ônibus e não sei o que fazer!

27

Leitora: Bom, eu sempre pego o mesmo ônibus para ir a faculdade. E faz algum tempo que reparei em um motorista. Certa vez ele buzinou e olhou para mim e desde então comecei a repará-lo mais. As vezes pego ônibus com ele, e sempre ele fica me olhando e me cumprimenta. Uma vez, ele pediu para segurar minha mochila, mas eu nem me toquei e recusei. Nesse mesmo dia, quando eu fui descer no ônibus, ele disse: tchau Linda. Ele sempre me olha, fala um bom dia com um sorriso e me olha. Confesso que estou encantada e afim dele, pois tem algo a mais que me chama a atenção nele. Pelo fato dele estar trabalhando não tem como eu puxar assunto. Eu quero muito tentar sabe, ele me chama muito a atenção, mas não sei como agir diante disso.

Desde já agradeço.

Não sei se é porque você falou em uma profissão que usa muito as mãos, mas logo de cara pensei em te perguntar se você já olhou para as mãos dele. Desde então, nunca havia pedido para nenhum leitor olhar as mãos do pretendente aqui no blog, mas como você não sabe nada sobre ele que não seja a profissão, dessa vez “um anjinho” (será que eles existem?!) me pediu para te dar esse recado um tanto quando obvio e prático, mas que mesmo assim constantemente deixamos passar despercebido. Caso o motorista seja comprometido, nem precisa dizer que ter algo com ele terá grandes chances de ser pura encrenca, né? Ok ok que ele pode ter namorada e não usar aliança, mas vai que você encontra uma aliança de casado mesmo, daquelas bem douradas? aí você já desencana e nem precisará conhecê-lo mais a fundo para saber que ele tem alguém rsrs. Se ele não usar aliança e tiver namorada, aí o jeito é conhecê-lo para saber isso, visto que essa dica do anel foi mais a título de eliminar possibilidades e não de garantia absoluta (vai que o relacionamento dele é moderninho e ninguém usa “coleira”? Eu mesma não uso rsrs). Brincadeiras a parte e caso ele não seja comprometido, vamos logo ao que interessa! 

Acho interessante ouvir o tal do “tchau linda” porque sempre me pareceu muito coisa de conquistador malandrinho, daquele tipo que só usa das frases clássicas batidas para conquistar, porém, pode ser que isso seja só um preconceito que me persegue devido ao fato de que, durante toda a minha vida, os homens que me falaram coisas desse nível eram mais malandrinhos pegadores, por assim dizer, mas não sei, vai que foi um azar meu e dos maus fluídos que me perseguiram nessas horas de cantada? rsrs. Independente dele ser ou não um espertalhão galanteador, acredito que a princípio você não irá querer algo que vá muito além de conhecê-lo melhor e ficar com ele, certo? Inclusive, você precisa passar por isso para chegar a uma conclusão mais exata sobre o valor que ele terá ou deixará de ter na sua vida.

Assim, já que esse primeiro passo é o que mais importa nesse momento, vamos às dicas práticas!

1- Tente pegar mais vezes o ônibus que ele dirige: Não é para ficar desesperada e só pegar de forma descarada os ônibus no horário que ele trabalha, até porque ninguém gosta de gente pegajosa, e essa disponibilidade em excesso pode pegar mal. Porém, você também não pode ficar totalmente indisponível, sendo assim, na medida do possível e do discreto, tente pegar mais vezes o ônibus que ele estará dentro!

2- Use mais o olhar: Como ele não pode descer do volante e ir bater um longo papo contigo, acredito que nessa hora é importante investir no olhar pelo simples fato de que, a princípio, vocês não terão muito mais do que isso. Assim, seria interessante tentar trocar uns olhares com ele, nada estilo psicopata que nem pisca e que fica duas horas olhando o pretendente, mas um olhar fixo nos olhos dele durante alguns SEGUNDOS já pode exercer uma boa função.

3- Aproveite o sorriso: Nada de gargalhadas ou rir de tudo que nem boba, porém, dar um sorriso acompanhado de um bom dia pega bem em qualquer contexto e mostra que você é uma pessoa simpática, o que até mesmo inconscientemente acaba fazendo com que a pessoa recebedora do sorriso te ache mais acessível e se sinta mais confortável em ir falar contigo, porque afinal de contas, quem é que não se sente melhor em conversar com uma pessoa simpática?!

4- Se ele oferecer ajuda, aceite: É claro que não é qualquer coisa que ele irá oferecer que você aceitará, porém, se for algo do nível de perguntar se você não quer que ele segure a sua mochila – tal como ele já fez – talvez fosse legal você responder que sim. Aceitar a gentileza dele não só estará abrindo uma porta para vocês, como também será um pretexto a mais para vocês baterem um papo, porque afinal de contas se ele – ou qualquer outra pessoa – se oferece para segurar a sua mochila, você certamente não sairá de perto dele (e nem dela), certo?! Nisso vocês serão quase que “obrigados” a manter algum assunto, a não ser que vocês não se sintam nenhum pouco mal em ficarem mudos enquanto acontece a gentileza.

5- Veja se tem como saber de alguma parada que ele desce: seja para tomar uma aguinha, ou até mesmo trocar de motorista. Se a parada for muito longe ou inacessível para você, esqueça essa parte e espere o dia que ele tomará alguma atitude, porque quem quer dá um jeito, pode acreditar! Ele pode até não poder puxar um longo papo contigo na hora do trabalho, mas se ele realmente quiser e você já tiver dado algumas pistas que está afim, mais cedo ou mais tarde ele pedirá o seu telefone, ou qualquer outra coisa que faça ele te encontrar fora do expediente!

Por fim, não se esqueça que ele não deixa de ser um estranho, então, aproveite a conquista, mas fique na precaução. Se possível, avise para algum amigo dessa história com ele, principalmente se um dia vocês forem sair!

Boa sorte!


Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.