É normal ser traída e sentir tesão nisso?

100
Leitora: Oi, meu namorado me traiu faz alguns meses atras e eu descobri faz pouco tempo, porém junto com a raiva, com a vontade de matar ele e a mulher, quis saber os detalhes. Sabe o que mais me deixou assustada? É que conforme ele ia falando me deixava com tesão imaginar ele com outra. Isso não pode ser normal. Poderia me dar uma ajuda?
 
Você-descobriu-que-sua-melhor-amiga-foi-traída-como-falar-1

Menina, se a homarada aqui soubesse quem é você aposto que iria chover pretendentes na sua horta! Muitos homens – e mulheres também – bem que iriam adorar que o parceiro sentisse tesão em saber que ele(a) está com outro(a)! Quanto a pensar se isso é normal não importa tanto, desde que seu tesão não te prejudique e nem prejudique ninguém.

Acredito que talvez essa seja uma oportunidade para se desvencilhar um pouco dessas convicções culturais de monogamia, e pensar se as vezes – nesse seu caso – não valeria a pena tentar manter inclusive um relacionamento aberto. Eu sei que muita gente fala que traição não tem perdão, mas acredito que a maioria fala isso justamente porque não sente nada de bom vindo dessa situação, muito menos tesão! Nem precisa falar que o seu caso parece ser diferente, e justamente por isso vale a pena pensar se realmente não haveria nenhum proveito a ser tirado dessa aspecto que é – em parte – “poligâmico”, nem que fosse para servir de experiência.

Você disse que sentiu raiva e tesão, mas raiva por quê? tesão por quê? qual deles foi maior? Às vezes você sentiu raiva só por orgulho ferido mesmo, por puro ego, e não porque você não viu nada de interessante na situação. Porém, às vezes você também pode ter sentido tesão apenas no plano mental, o que não necessariamente significa que você iria ser feliz na prática vendo seu parceiro ficando com outra(s). O que quero dizer com isso é o clássico de colocar os sentimentos na balança: qual deles pesou mais? Seria esse lado do fetiche por “ter visto” seu parceiro com outra, ou pelo lado do desgosto e raiva por haver sido traída? É claro que algum dos dois sentimentos foi maior e cabe a você tirar proveito do que te traria um melhor benefício ou que pelo menos te faria sofrer menos, independentemente do que o padrão social costuma dizer sobre isso.

Procure pensar se esse seu tesão continuaria no plano prático e real, ou se foi apenas um despertar momentâneo, uma vontade de ter ele todo para você agora que você soube que ele tem capacidade de te “trocar por outra” – coisa que não necessariamente significaria que você o ama de fato, mas sim que o quer todo para você em um sentimento de posse, do tipo: ele é meu e ninguém tasca – nem gosto tanto assim mas ele é meu e se outra pegar eu fico louca!! Se você chegar a conclusão de que a ideia de vê-lo com outra realmente tem um grande valor positivo e te dá tesão de fato, talvez fosse o caso de você pensar em manter o tal do relacionamento aberto – coisa que, ainda que muitos vejam de maneira negativa, aqueles que realmente acreditam que ninguém é de ninguém afirmam que esse pode ser o melhor caminho para um (bom) romance moderno, e por que não feliz. Se por outro lado você chegar a conclusão de que o tesão nem foi bem um tesão, mas sim uma confusão de posse e mimo por ter perdido seu brinquedo para outra, acho que nem precisa dizer para desencanar dessa e recomeçar uma nova vida com outro, né?!

 Acredito que independentemente de cultura e do que os outros vão pensar da gente, temos que tentar colocar em prática o que nos traz alegria e tesão – tanto para a gente como para o nosso parceiro. Não é só porque a sociedade fala que traição não tem perdão que você deve praticar essa ideia, e não é porque outros tantos dizem que não é normal sentir tesão em ver a pessoa que a gente ama com outro que você tenha que se sentir estranha caso saia do padrão comum dos relacionamentos. Acredito muito naquele clichê que diz que “se é de consentimento dos dois e não prejudica ninguém, tudo é válido!”. Acho que você está presa demais aos conceitos culturais a ponto de não conseguir detectar o que você realmente sente a respeito disso. É claro que não é porque você sentiu tesão que você deve perdoá-lo, e mais do que isso, que você será feliz com ele. Tem coisas que são maiores do que o tesão, e o se sentir bem é um deles. Vale a pena tentar separar da sua cabeça o que é raiva, o que é desejo e o que é orgulho ferido e ver até que ponto o uso desses sentimentos te trariam algo de bom, porque enquanto você ficar se preocupando se isso é normal ou não, você não poderá aproveitar bem o que VOCÊ realmente quer e sente.

Te aconselho a ler o nosso post “Desejo ver minha mulher transando com outros” e  o “Quero muito ver minha mulher com outro, mas na hora “H” desisto” – inclusive bastante  acessados no blog. É claro que esse caso não é exatamente o mesmo que o seu, mas acredito que servirá de base para você perceber que esse tesão em ver o parceiro com o outro é mais comum do que você imagina!

Assista ao vídeo”Você tem medo de ser traído(a)”?! Aproveite e assine o Canal =)

Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.