Entrevista com uma virgem de 24 anos:

61
Como é ser virgem aos 24 anos? Seria muita idade? Quais seriam os motivos para tal condição? A partir dessa entrevista muita gente verá que nem todos os esteriótipos são condizentes com a realidade!

PAM: Você acredita que ser virgem com essa idade nessa época moderna é algo realmente diferente ou não?

V: Depende do ponto de vista pelo qual você está analisando a questão. Se você estiver observando pelo ângulo de que as pessoas se iniciam sexualmente cada vez mais cedo porque vivemos em uma sociedade onde o sexo é o deus e que prega que para alguém ser feliz basta transar, ser virgem aos 24 anos realmente é “diferente”. Prova disso é que quando alguém vê uma pessoa mal humorada diz logo que é falta de sexo, como se sexo fosse resolver os problemas de alguém… No entanto, se você analisar a questão por um prisma mais sensato, de que sexo é uma relação profunda entre duas pessoas e que, para isso, é necessário que haja, acima de tudo, respeito, cumplicidade e empatia, você verá que não tem nada de diferente, que eu sou apenas alguém que está buscando o melhor para si e desfrutar o sexo da melhor forma possível.

PAM: O que te faz ser virgem até hoje? Seria por algum motivo religioso, pessoal, falta de opção ou o que?
 
V: Apenas porque ainda não encontrei alguém em quem pudesse confiar para puder ter uma relação tão íntima e profunda como é o sexo.
PAM: Você acha que virgindade pode ter algo a ver com excesso ou falta de segurança? Ou não tem nada a ver com nenhuma dessas ideias? Pergunto isso porque, ainda que possa parecer absurdo para alguns, tem meninas que não transam porque se acham feias, pouco atraentes, e até mesmo tem medo de serem largadas, usadas, etc.
 
V: Para começar a transar é preciso, primeiro, ter maturidade para tal porque quer queira, quer não é uma experiência que mexe com o emocional da gente. Quem tem muitos grilos como se achar feia, medo de ser largada e tal, o ideal é que primeiro resolva essas pendências emocionais para só depois disso começar a transar para, pelo menos, garantir que não vá travar na hora “H”. Eu não tenho nenhum desses problemas: não me acho feia, nem tenho medo de ser largada, até porque penso que para existir uma relação sexual os fatores essenciais devam ser o respeito, empatia, cumplicidade e o tesão entre as partes (se houver essas três coisas, raramente o cara irá sumir porque ficou com a gente); não havendo necessidade alguma de haver maiores vínculos afetivos como os dois serem noivos, namorados, casados… Se houver, ótimo! Mas não que isso seja fundamental para mim, nem uma garantia de que o sexo vá ser bom.  Às vezes, uma transa pode ser mais satisfatória com alguém que não se tem vinculo de namorado ou afins do que com quem o tenha porque acredito piamente que  a qualidade de uma relação sexual independe  desse vínculo.
PAM: O que você acha daquela ideia que diz que quem muito escolhe acaba sendo escolhido? Já ouvi muita menina virgem que exigiu tanto do provável parceiro que, na hora “que o bicho pegou e o tesão prevaleceu”, foi com um cara que era bem menos do que ela esperava. O que você acha disso? Você tem medo de passar – ou já está passando – por esse caso?V: O que eu verdadeiramente acho é que a gente tem que dançar conforme a música.  Se o sonho de uma menina virgem é transar com um cara a partir de 1,85 cm de altura, saradão, lindo de morrer, com 21 cm de rola, pegada, olhar matador e ela chegou a uma certa idade e esse cara não apareceu ainda, o mais sensato é que ela “desça” o nível porque determinados padrões de escolha que a gente estabelece não são nada razoáveis, habitam tão somente o nosso reino das fantasias.  Então, muitas vezes o problema não está em escolher, mas nos parâmetros estabelecidos para efetuar tal  escolha. Sendo assim, acredito que deva ser nesse sentido que a sabedoria popular diz que quem muito escolhe acaba sendo escolhido. Assim, a menina que só queria ter a primeira vez com um homem que tivesse tal perfil pode perfeitamente perceber que pode, também, sentir tesão por homens com outro biotipo. Problema é que, muitas vezes, nosso critérios refletem muito nossos preconceitos, que podem nos induzir a uma resistência maior em relação a um determinado biotipo. Não tenho muito medo de passar por isso, não, porque não acho que seja tão exigente assim. Penso que, nesse sentido, eu seja mais sensata do que exigente…

PAM: Você conta para os homens que você é virgem? Sempre lembro do caso de uma menina que quando era virgem morria de medo de contar e o cara se fingir de apaixonadinho ou algo do tipo só para transar com ela. No fim, a pessoa que teve esse privilégio nunca ficou sabendo disso! Você tem medo de alguém se aproveitar dessa situação? Porque convenhamos que muitos homens fazem questão de transar com meninas virgens só para dizer que foram os primeiros – é infantil, mas é verdade!V: Eu revelar isso ou não depende do contexto, do tipo de relação que eu tenho com o rapaz. Até porque chega um tempo que o cara saca. Não tenho muito medo de contar isso e o cara se finja de apaixonado só para me comer, não, porque eu acredito em atitudes e não em papo furado.

PAM: Então você acha que não é possível o cara te enganar através de atitudes, só por palavras¿ pode parecer neurótico, mas muito cara também finge bastante bem enquanto essa parte da atitude.
 
V: Pode acontecer de um homem enganar por atitudes. Mas aí fica mais difícil porque para ter atitude é preciso ,no mais das vezes, ter boa vontade porque a atitude de que estou falando exige esforço. Geralmente o cara que tá só a fim de “botar uma pala”, ele se vale muito mais da conversa fiada dele do que das atitudes. Agora que fique bem claro que quando eu falo em atitudes, não estou me referindo àquelas atitudes que o homem faz conscientemente com o intuito de impressionar como mandar flores, ficar abarrotando minha caixa de mensagem do celular com mensagenzinha melosa de 7:00 horas da manhã  dizendo “ bom dia, linda e às 22:00 horas dizendo “boa noite, meu amor”. Isso não me impressiona nem um pouco! Refiro-me àquelas atitudes inconscientes, ou seja, àquelas que a gente realiza porque estima de verdade o outro, sem o intuito de querer impressionar para ganhar simpatia de outrem a fim de auferir, com isso, alguma vantagem. Refiro-me apenas àquelas atitudes que a gente tem porque respeita o outro como não ficar criando insistentemente situações para transar com a menina se ela falou que ainda não é o momento.

 

PAM: O que você faz com a sua energia sexual acumulada? Porque não dá para negar que acumula…
 
V: Eu quando mais nova, escrevia textos eróticos. Tinha até um blog sobre isso. Trocava emails picantes com um ex colega de faculdade, me tocava e agora saio com um amigo
.
PAM: Masturbação hoje em dia você não faz mais?
 
V: De masturbação gosto muito. Mas hoje sinto necessidade de que outra pessoa, um homem, faça isso em mim. Hoje sinto necessidade de realizar isso a dois.
PAM: Você acha que a mulher só deve transar com o namorado/marido? O que você pensa a respeito da ideia que diz que “se sentir vontade, transe!”? Você acha que o sexo tem que depender de algo que vai além da simples vontade? Tal como haver sentimentos, etc.V: Antes de tudo, sexo é uma necessidade emocional, biológica; o que não quer dizer que alguém vá definhar fisicamente por falta de sexo. Apenas seus sintomas são diferentes das outras necessidades essenciais ao corpo. Sendo assim, ninguém precisar estar apaixonado para que tal necessidade ecloda. Às vezes, a pessoa não está com ninguém e fica com vontade de transar. Seria cruel que todas as vezes que isso acontecesse, a mulher tivesse que esperar se apaixonar por alguém, o que convenhamos é um evento futuro e incerto para satisfazer sua vontade. Então, se alguma mulher está com vontade de transar, tem maturidade e responsabilidade para isso, trepe mesmo!
PAM: Mas você não transa só por vontade, né?
 
 V: Acredito que o motor para uma transa de qualidade seja a vontade. Porém, minha vontade  está lastreada em padrões mínimos de razoabilidade. Quando eu digo “trepe mesmo” não estou dizendo que se deva pegar o primeiro ser humano que mije em pé, pois isso não é vontade e sim desespero e eu me sentiria uma irresponsável comigo mesma se, cedendo à minha vontade, que é muita, saísse com qualquer homem sem nem observar se ele tem capacidade de me respeitar.
PAM: O que um homem teria que fazer para “ganhar a sua virgindade”? Dizem que não é tão difícil assim lubridiar uma virgem, que é só dizer que está apaixonado e que quer algo sério (risos). O que você nos diz?V: Eu teria que ter uma relação de muita confiança com esse homem, ou seja, para “ganhar” minha virgindade, ele tem que ter caráter e não ser um idiota metido a conquistador que se acha o máximo porque comeu alguns cabaços.Quanto a esse negócio de que basta um homem dizer que está apaixonado para faturar uma virgem, isso é lenda, pois seguir essa linha de raciocínio é afirmar em sentido contrário que toda mulher que não é mais virgem perdeu sua virgindade porque caiu na lábia de algum “Don Juan”. Sim,porque quem não é mais virgem um dia, obviamente, foi virgem…
PAM: Por fim, você idealiza o primeiro homem da sua vida? Quais características mínimas você esperaria dele?V: Não idealizo. Só quero que ele tenha caráter, seja carinhoso e me respeite e saiba guardar segredo…rsrsrs
PAM: Por que guardar segredo?V: Poxa, eu não gostaria nadinha que um homem saísse dizendo o que fez ou o que deixou de fazer comigo na cama. Uma que tenho pavor, quase uma fobia de expor minha vida íntima. Prefiro o segredinho mesmo. Fica mais excitante. Depois que quem come calado come sempre mais vezes.  Se não quiser mais, é porque ou, na primeira, a menina tava muito travada ou ele tem medo de, com o passar do tempo, ela percebe que ele não é de muita coisa. Então ele adestra o pinto dele só para furar cabaço. Fora isso ele faz mais nada dentro de uma xota…rsrsrs
PAM: Muito obrigada pela entrevista! Aposto que com ela muita gente se dará conta que, ao contrário do que muita gente pensa, uma virgem pode não ter nada de sonhadora que romantiza o homem perfeito, mas sim conserva essa condição por motivos que nem sempre tem a ver com romantismo.
Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.

  • Brega in Style

    entrevista muito bacana mesma, a hora de transar quem tem que decidir é a própria pessoa e não a sociedade.
    comenta lá no meu:

    http://bregainstyle.blogspot.com.br

    bjs

  • Entrevista interessante.

  • M!sunderstood

    Bom, primeiro vou falar do comentário que você deixou lá no Infinita Liberdade: É triste como as pessoas ainda tem esse preconceito contra os homossexuais. Eles são pessoas como nós, inteligentes e sentimentais como nós. Eu não acho que a sua opção sexual vá fazer ‘Deus’ gostar mais ou menos de você. Seus atos fazem isso.

    Agora quanto a sua postagem: Na minha humilde opinião, acho que o sexo está muito banalizado hoje em dia, as pessoas fazem sexo como se só estivessem ‘beijando na boca’. Podem me chamar de careta, mas eu detesto esse lance de ‘sexo casual’, isso pra mim é coisa de p*ranha (ok, podem me xingar). Pra mim não existe esse lance de ‘mulher segura faz sexo casual’, pra mim, isso só mostra ainda mais insegurança, ainda mais necessidade de ser cobiçada/desejada. Sei lá, acho fútil. Não gosto de transar, gosto de fazer amor. /Prontofalei.

    Beijos, Misunderstood.

    • Pois é!! muito triste as pessoas que pensam que Deus ou seja lá quem for lá “em cima” vê orientação sexual como fator para ser ou não amado: gays ou não, todos nós podemos ser lindos ou podres por dentro, e a orientação sexual não faz diferença nenhuma nisso.

      Eu também não sou muito a favor do sexo casual, mas para quem se sente bem praticando tá valendo, o negócio é se sentir bem e isso já vale muita coisa!

  • Anonymous

    Minha irmã tem 34 anos e é virgem.

    • Anonymous

      que chique heim…

  • cada um sabe de sí ,mas acho que ela pode se arrepender muito depois rsrsrs

  • Anonymous

    Acho que ela só irá se arrepender se ela se entregar ao primeiro cara por pressão da sociedade… Apesar de estarmos em um mundo moderno , onde essas convenções não são tão rigorosas, ser ou não virgem… acredito que ela será muito valorizada quando encontrar a pessoa certa para ela… Não é machismo, mas se um cara se deita com uma menina da mesma idade que a dela sabendo por exemplo que a garota, perdeu a virgindade com uns 15 anos e já namorou muito, uma hora ou outra isso vai ser um peso entre os dois, a não ser que o rapaz seja desencanado… Mas eu não sou nada contra a pessoa perder a virgindade com a idade que quiser e sair com quem quiser, cada um é dono de seu corpo, só que hj as pessoas não respeitam mais o corpo, saem com qualquer um a troco de nada e, depois ainda ficam mal faladas (principalmente nós mulheres…)

  • O importante para a mulher é reconhecer alguém que é realmente especial para ela e então mergulhar. É triste que algumas fazem com qualquer um que apareça só pra se livrar do estigma de virgem, essas são estúpidas e n são confiáveis…

  • Beatriz

    Fui virgem até os 23 anos (hoje tenho 25).
    Durante a faculdade as pessoas ficavam incomodadas e comentando sobre a minha virgindade, me davam palpite sem eu pedir, perguntavam quando eu ia perdê-la, o cara lindo que dava em cima de mim dizia “deixa eu resolver seu problema!”, minhas amigas diziam “dá logo!”… Um pior que o outro! Aliás, eu havia contado apenas para os 5 amigos que eu tinha na sala e logo a notícia foi se espalhando! Assunto polêmico né?!
    Mas era pelo mesmo motivo da Pam: queria um homem com caráter e que me respeitasse.
    Então comecei a ficar com um cara e fomos nos gostando cada vez mais. Começamos a namorar e enfim tentamos minha primeira vez, que não deu certo. Nem a segunda, nem a terceira… Eu sentia dor e ele respeitava minha dificuldade. Finalmente na quarta tentativa conseguimos finalizar e correu tudo bem. Depois disso o sexo foi só melhorando! Nosso namoro durou só 5 meses, mas terminou bem, foi ótimo enquanto durou, porque foi uma relação que se baseava no respeito, no companheirismo e na sinceridade. E isso fazia eu me sentir a vontade no sexo.
    Depois fiquei imaginando: será que se minha primeira vez tivesse sido com o cara lindo que chamava minha virgindade de “problema”, ele teria sido tão cuidadoso? Aposto que não.
    Ou seja, vale a pena esperar a hora certa e a pessoa certa, porque sexo é coisa séria! 😉

    • Rana

      Oi Beatriz, minha história é bem parecida com a sua. Perdi minha virgindade com 24 anos (ainda tenho 24) mas como vc disse eu tbm qndo estava na faculdade as pessoas ficavam incomodadas com isso (os poucos q sabiam) eu tinha/ tenho uma amiga q sempre me dizia “faz qndo vc tiver realmente vontade(segura) não vai pela cabeça dos outros” e como vc disse muitas dizem “dá logo”, conheci e fiquei com caras q falavam “deixa eu resolver o seu problema”…E eu como vc queria um homem que me respeitasse…
      Conheci uma pessoa e fomos ficando e nos conhecendo melhor atualmente é meu namorado e já temos relações ele é uma pessoa que me respeita desde o início do nosso relacionamento. Não sei s ele é o homem da minha vida mas no atualmente posso dizer que valeu a pena esperar!

  • Beatriz

    Correção: “Mas era pelo mesmo motivo da V.” – PAM é o Blog, dããã pra mim! Hahahaha 😛

  • Anonymous

    Tenho 26 e sou virgem , isso é de cada um.

  • Anonymous

    A idade não tem nada a ver… tenho várias amigas com 23, 24, 26 anos [contei 5 aqui] que ainda são virgens e por opção! Isso depende muito da criação da pessoa, do meio em que vivem, das crenças religiosas ou da escolha própria mesmo. Cada um deve fazer quando se tem vontade e não pra satisfazer pressão da sociedade ou dos amigos ou namorado. É mais comum do que se parece! A liberdade sexual deve ser entendida como cada pessoa ter sua opção e ser respeitada por isso… mas as pessoas confundem liberdade com libertinagem!

  • Anonymous

    Senti na entrevista que a entrevistada estava meio tensa, isso com toda certeza eh pura falta de SEXO! =)

    Moça, na boa, transar é a melhor coisa do mundo, seja com quem for, se tiver atração não tem pq nao transar…

    Faça um favor a vc mesma, transe muito!!!

  • Anonymous

    Idiota esse último comentário…Adorei o q falaram.Tenho 24 anos, sou virgem e acabei de ter q mentir sobre minha vida sexual pq a amiga da minha prima parecia tão assustada ao perguntar se eu era virgem, q não tive coragem de falar!!!Ainda não transei pq não encontrei alguém legal e tal…minhas amigas msm quase não falam isso cmg, todas já transaram e fikm meio me zuando!às vezes me sinto péssima, como agora; ai venho na internet e vejo que não sou tão diferente…um alívio pois no mundo de hoje ser virgem é ser pior do que uma puta de 15 anos q ja deu pra 20 homenss!Difícil…

    • Anonymous

      Concordo com vc… é muito dificil entender a sociedade. Também sou virgem tenho 22 anos e sou noiva e nao me envergonho disso, simplesmente é uma escolha minha. Hj em dia é raro encontrar pessoas virgens, nada contra as meninas de 15 anos, mas essas nao se valorizam !

  • Anonymous

    Sou virgem e tenho 21 anos, adorei a entrevista,mas e a respeito dos homens casados, tipo por atração mesmo, vale a pena perder a virgindade com um homem comprometido??

    • Creio que quem deva avaliar se vale a pena ou não seja você mesma. Porém, eu particularmente não acho boa idéia e isso por motivos morais e racionais. Bem, penso que você não gostaria se fosse uma mulher casada de saber que uma determinada moça se relaciona com seu marido. Tudo bem que ele como casado, como o comprometido da história tem mais culpa que você. Mas isso não a isenta de responsabilidade, pois o ato, a traição só ocorreu porque houve sua colaboração e consentimento para que acontecesse.

      No plano racional, há o risco de você se apaixonar por ele e fica muito complicado se apaixonar por um homem que já tem compromisso e que talvez não esteja disposto a largar a esposa por você e mesmo que tivesse, seria mesmo interessante você erguer o seu lar em cima de um que fora destruído? Caso a esposa a conheça, a história pode vazar e a depender do temperamento dela, você pode ter problemas…

      Depois que a primeira vez é geralmente a transa mais importante da vida de uma mulher e a pessoa com quem vai se transar e o vínculo que existe entre a mulher e essa pessoa influencia muito.

      Pese os prós e os contra e tente avaliar se vale a pena. Eu paticularmente penso que não pelos motivos já expostos.

  • Anonymous

    que horror a forma que essa moça fala muito grosseira e nada romantica eu não sou assim ……….

    • Rita

      Tenho 19 anos e ainda sou virgem, nunca namorei e as vezes acho que tenho problema por nunca nem ter namorado, vou fazer 20 anos e eu admito que a pressao da sociedade e ate mesmo da minha família, o que inclui a minha mae que ao invés de se sentir orgulhosa, tenta me incentivar a perder a virgindade e diz ela que estou perdendo tempo, e que sou boba. Eu não vou mudar e não mudo o meu modo de pensar sobre minha virgindade e nem me precipito quanto a isso… As vezes sinto uma curiosidade imensa para transar e as vezes acho que não tem nada a ver. Fiquei com um rapaz a pouco tempo, nos amassamos e eu cheguei a acreditar que poderia rolar, ele me excitou muito, mas um certo momento eu sentia que não era ele “o cara”. Agora estou afim de um motorista de ônibus urbano da minha cidade, que nos trocamos olhares desde o ano passado e nada acontecia, eu não via ele a uma semana, quando o vi de novo o encarei e ele decidiu me cumprimentar , só que já pesquisei sobre sua vida inteira. Já conversamos nas redes sociais e descobri que tem um filho e não é casado e que teve uma namorada a alguns tempos. Sinto muito atração por ele, a curiosidade de conhece-lo. As vezes penso que ele pode ser o cara, e as vezes penso que não por ele ter a fama de ” galinha” devido ao emprego dele, (não são todos e respeito) mas devido a algumas pessoas me dizer que ele não presta. E eu não quero arriscar mas quero por curiosidade . incrível como esse assunto de virgindade cria um mundo em nossa mente em que só nos mesmas temos a chave dele pra abrir quando acharmos que
      seja a hora certa. Não pretendo me entregar a qualquer um e nem um príncipe encantado. Mas que as vezes a curiosidade e a vontade e solidão bate eu não vou mentir.

  • Anonymous

    Conheci uma virgem de 27 anos, porque tava querendo algo a mais, acabei conseguindo, mas eu acho que a vida é curta demais pra começar a trepar com mais de 27 anos tá loco. Tive uma namorda que tinha 21 e era virgem e eu já achei tempo demais, mas como ficamos juntos 6 anos essa aprendeu o ofício diferente da maioria da mulherada por aí.

  • Anonymous

    Gente pelo amor de deus n contem pra ninguem q vcs sao virgens tenho 22 anos e so a minha mae e amigos intimos sabem ja pensou se conto isso no meu emprego? Vou gerar muuuita polemica ai eu fico calada ou minto

  • Anonymous

    Eu tenho 30 anos de idade é sou virgem por opção de Fé se for para me entregar isso será feito depois do casamento vai ser para aquele cara especial que foi escolhido por Deus para mim. No meu ponto de vista e visão ESPERAR VALE A PENA. Abraços afetuosos

    Hadassa!!!

    • Anonymous

      Com ceteza esperar deve valer a pena. Acho muito bonito as pessoas serem virgens nos dias de hoje. também sou virgem, tenho 23 anos sou noiva e tbm penso em deixar de ser depois do casamento, com meu noivo meu futuro esposo o homem que foi escolhido por Deus pra mim. Abraços fique com Deus !!!

  • Anonymous

    Olha cada pessoa tem seu tempo nao acho errado dar muio tarde nao! Mais tbm nao acho errado dar cedo pq cada um tem sua hora , tem pessoas que começam a transar mais cedo e outras mais tarde! Qual é o problema de ser virgem com 30? E qual o problema de nao ser virgem com 15?
    Cada um tem sua hora, e cada um de nos temos que respeitar a situaçao da pessoa! Temos que preocupar mais com as nossa vidas do que ficar chamando garotas de 15 de piranhas, e as de 30 de careta “cada coisa no seu tempo” *–*

  • Anonymous

    eu transei com um homem e ele gozor na minha bariga e ele dise que a mulher só engravida se o espermetosoide pegar na parte de baixo é verdade ? se ele gora na perna , na barriga ou em outros locais sem ser na vagina a mulher naão emgravida?

    • Jaciara

      aff nao seja tão ignorante

  • Anonymous

    Há pessoas ignobeis, ignorantes e que possuem uma mente tao pequena que chegam a criticar uma pessoa pura, para se enturmar com adolescenttes ”experientes. Uma inversao de valores demasiadamente grande. O mundo muda em relaçao a suas vaidades e modinhas ditadas na mídia – porém -, DEUS é o mesmo e 7 vezes santo. Quem nao vê beleza na pureza e santidade nao compreende a dimensao e superioridade de DEUS. Tenho 18 anos e sou virgem pelo simples fato de ser dificil encontrar pessoas inteligentes e obedientes à DEUS,que sao incapazes de compreendê-lo, seus mandammentos. Não falam mal de uma garota de 15 anos mãe de dois filhos e tratam como aberracao uma bela moça virgem. O povo de DEUS é QUALIDADE em meio a vaidade e QUANTIDADE

  • Anonymous

    NA VERDADE A PALAVRA VIRGEM E MUITO FORTE PORQUE NAO CONHECE HOMEM MAS SE MASTURBA COM OBIGETOS

  • CADA UM COMO CADA QUAL A VIDA É MESMO ASSIM

  • Anonymous

    Kkkk

  • Anonymous

    OBIGETOS e foda,essa doeu.

    • Anonymous

      kkkkkk é froids!!! kkkkk

  • Anonymous

    O q tiver q ser, será!!!
    Nada é por acaso!!!!

  • Anônimo

    tenho 36 anos e sou virgem…e muita gente nao entende como uma mulher, dessa idade, independete financeiramente, residindo sozinha, formada e que possui um cargo de chefia pode ser….É a coisa super natural. Não tenho nenhum problema em tá assumindo isso. Me sentia contrangida aos 22 ou 23 anos. Mais conforme fui amadurecendo fui capaz de me auto-afirmar mais e mais. E quem sabe diz q sou uma mulher bonita e como pode? Ou não acreditam. Ser virgem aos 36 anos não é sinonimo de insugurança, imaturidade ou ser estranho. Não me sinto diferente, melhor ou pior do que qualquer outra mulher de 36 anos. Pois levo a mesma vida que elas, apenas não tenho vida sexual ativa

    • marco

      Prerrogativa sua, nada contra nem a favor, mas não é comum, geralmente, nesta altura da vida, as pessoas, sejam homens ou mulheres, já conheceram alguém, mesmo que depois tenham se desencantado, e atingiram intimidade suficiente, para terem relações, talvez, vc esteja resolvida demais, e/ou ocupada demais, com todas as tarefas que vc tem, para se envolver com alguem mais profundamente. Pense um pouco, se envolva mais, e, se encontrar alguém que pense valer apena(mesmo que depois descubra que não, oq é muito comum), aproveite menina, se guardar é bom e importante, mas a vida passa muito rápido.

      • Baiana

        Sabemos que a vida passa muito rápido, mais se não se encontrou a pessoa certa até hoje, não vale a pena perder só por perder, eu mesmo não quero! sei que vc deve estar se perguntando o que ela quis dizer com o cara certo?
        – Bom pra mim, o cara certo é aquele que em 1ª lugar me respeita, não fica me pressionando que queira algo serio comigo e que eu goste de ficar com ele. é só isso será que eu estou exigindo tanto assim? acho que não!

  • Danilla

    E daí ser virgem? Tenho 17, e nunca beijei e nem nada.

    • Baiana

      eu dei meu primeiro beijo aos 16 anos de idade, normal, cada um tem seu tempo! 😉

  • Baiana

    Adorei, Disse tudo, eu tenho 23 anos e também sou virgem por opção, nunca namorei serio, porque nunca encontrei nenhum cara que valesse a pena ou quisesse algo do tipo, comer todos querem mais compromisso nada! : Acho que sou a unica virgem da galera e não me sinto mal por não ter caído na onda das minhas amigas de perder a virgindade com qualquer um, só pra não ficarem falando, olha é ainda é virgem, antigamente ser Virgem era algo Bonito,Questão já hoje em dia você é zuado , acho isso horrível.” Sou virgem sim com muito orgulho” E sei que um dia eu vou encontrar um cara, que vai fazer valer a pena ter esperado o momento certo!

  • Stan Lewis

    O problema é a sociedade que fica tocando um certo terror psicológico e se você não tem maturidade suficiente para decidir por si mesmo o que quer ser ou o que quer fazer então você acaba indo na onda da sociedade e na maioria das vezes acaba se prejudicando.

    • anonimo

      Eu tenho 28 anos e muitas vezes me sinto mal por ainda ser virgem. Já tive boas oportunidades, ou seja pretendentes de bem no meu caminho, no entanto houve pessoas que me os afastaram. Há mulheres terríveis para afastar a felicidade das outras. Sou jeitosa e tenho pena de ainda não ter tido uma relação intima, como o sexo, com uma pessoa de bem e de confiança. Tenho vontade de soltar o amor que está entupido dentro de mim e com grande vivacidade, mas ainda está difícil. Ainda tenho esperança, pena que vou sendo cada vez menos jovem e menos gira. Mas acredito de Deus existe e ele conhece o coração das pessoas como ninguém, hade chegar a minha hora da felicidade e dessa relação intima que é o sexo e que solta mais a parte feminina das mulheres. Nunca desisto de lutar pela felicidade, sem atropelar ninguém. Adoro este blogue

      • Stan Lewis

        Você pode se inscrever em algum site de relacionamento, esse tipo de site é muito bom pra unir pessoas com os mesmos gostos e expectativas, pode até parecer desesperador ter que recorrer a esse tipo de site, mas existe muita gente que se cadastra nesses sites e quase ninguém gosta de divulgar abertamente isso, porem uma grande parcela de pessoas acaba tendo alguns encontros bons, e muitos acabam até se casando com pessoas que encontraram nesses sites devido à grande afinidade.

  • Meire

    Tenho 23, faço 24 em janeiro, antes morria de vergonha de falar que era virgem, hoje não mais, vejo que nao sou igual umas e outras, sou uma “raridade” como muitos dizem, até ja perdi namorados (todos os 4) que passaram por minha vida por ser virgem, agora encontrei alguem que me respeita e entende minha opçao. A relação sem ser baseada em sexo fica muito mais interessante,amorosa. Porque sexo nao segura homem, se segurasse nao haveriam tantas “naovirgens” solteiras.

  • ggghhhhh

    Tenho 21 anos e sou virgem, homem… concordo totalmente com o texto acima,embora nao ache que haja necessidade de esperar por exigencias ou medos e perder o momento certo..porque as vezes o homem espera, o tempo passa e o ser humano so se apercebe do momento certo depois de ele passar, isto se houver medo de viver o momento presente. Mas acho que se nao houver esse medo e se houver o desejo de se realizar isso, nao por pressao da idade, da sociedade, mas sim com maturidade na altura certa e de forma respeitosa e com uma pessoa que nao queremos que seja nossa mas que admiramos tal como e, entao espera-se ate se sentir isso. E o mesmo que esperar pelo primeiro beijo, ha quem corra pa acontecer porque e infantil, mas ha quem deseje e espere pelo momento que merecemos ter. sexo entao, e algo ainda mais inesquecivel e importante…..

  • anônima

    acho bonita essa atitude…tenho quase 27 e me sinto muito mal por ser virgem

  • HímemHunter

    ELA NÃO É MAIS VIRGEM!…. Sai com um amigo, não se masturba sozinha… Bom, pode ser que cada um tenha uma definição diferente de sexo, mas ao meu ver ela só não teve penetração. Se formos por esse ponto de vista então poderíamos dizer que uma lésbica que se descobriu cedo e nunca se interessou por homens e nem foi penetrada por um pênis morrerá virgem_ o que não é verdade_. (Desculpe por tentar tirar sua virgindade sim?rs. Mas é que ela realmente me parece mais psicológica do que física)

  • Pingback: Como um homem enxerga a virgindade feminina? | Pergunte a uma Mulher()

  • patricia oh quis mey love you

    eu sou virgem nem por isso não quero tira acho normal se virgem

  • Pingback: payday loan()

  • lesh mark

    aposto que ela é feia pam casete

  • Hannibal Lecter

    Também concordo que tudo vem a seu tempo, as pessoas geralmente se queixam q a vida é curta pq envelhecem [dai não podem fazer sexo] e acham que a vida acabou por causa disso, claro que ñ é legal fica se guardando pra ter vida sexual aos 60 anos de idade devido a motivos óbvios, entretanto ter preconceito ou fica tacando “terror” psicológico nas pessoas virgens é pura babaquice afinal nem todo mundo tem vida igual a outra e é preciso se respeitar a individualidade de cada um, até porque nem todos são virgens por opção [por mais absurdo que isso possa parecer pra muita gente]. A hostilidade, ódio, preconceito, bullying contra os virgens só faz com que a pessoa se retraia mais na “sua concha”. Afinal de contas quando uma criança de 10, 11, 12 anos perde a virgindade todo mundo aplaude e acha incrível ou no mínimo agem com normalidade a situação e todos sabem que é “errado” de uma certa forma no geral, agora quando é o contrário perde com 20, 30, 40 anos todo mundo condena a pessoa e a depender do caso quer até matar a pessoa.

  • Pingback: bmi chart for men()

  • Pain28248 .

    Eu acho o seguinte. Analisando a entrevista, percebi que essa mulher é daquele tipo que espera o príncipe encantado, aquele cara bem sucedido, de boa aparência que todas as mulheres sonham. E também acho que ela não deve ser atraente e bonitas, pois o sexo sempre foi fácil pra mulher e quando ela é atraente e dentro dos pradrões estético que a sociedade impõe, é melhor ainda. Pra mim, uma pessoa que chega virgem aos 25 anos é pq ela mesma não vem de um biotipo atraente e fica desejando os caras com um biotipo extremo para compensar a falta de biotipo que a mesma tem e como não consegue esse tal feito, continua virgem alegando que é por causa que não tem homem que a respeite e blá, blá, blá. Pra mim a realidade funciona da seguinte maneira:

    1- É fora dos padrões e quer os que estão dentro deles? Trabalhe, estude, melhore sua aparência e parta pro ataque;

    2- Se quiser continuar do jeito que está desejando quem está dentro dos padrões, espera até alguém que te agrade e que não ligue para esses esteriótipos aparecer na sua vida. Vai ser difícil vc encontrar, mas tem um ditado que diz: “A esperança é a última que morre”, se vc também acreditar nesas frase é uma boa;

    3- Sei que isso não é muito comum, mas vc pode optar a pagar um garoto de programa que tenha a aparência que te agrade pra vc perder a virgindade;

    4- Se conforme em ser virgem. Vou reproduzir o que muitos hipócritas dizem aqui: “nem tudo na vida se resume a sexo”.

  • Pain28248 .

    Eu acho o seguinte. Analisando a entrevista, percebi que essa mulher é
    daquele tipo que espera o príncipe encantado, aquele cara bem sucedido,
    de boa aparência que todas as mulheres sonham. E também acho que ela
    não deve ser atraente e bonitas, pois o sexo sempre foi fácil pra mulher
    e quando ela é atraente e dentro dos pradrões estético que a sociedade
    impõe, é melhor ainda. Pra mim, uma pessoa que chega virgem aos 25 anos é
    pq ela mesma não vem de um biotipo atraente e fica desejando os caras
    com um biotipo extremo para compensar a falta de biotipo que a mesma tem
    e como não consegue esse tal feito, continua virgem alegando que é por
    causa que não tem homem que a respeite e blá, blá, blá. Pra mim a
    realidade funciona da seguinte maneira:

    1- É fora dos padrões e quer os que estão dentro deles? Trabalhe, estude, melhore sua aparência e parta pro ataque;

    2-
    Se quiser continuar do jeito que está desejando quem está dentro dos
    padrões, espera até alguém que te agrade e que não ligue para esses
    esteriótipos aparecer na sua vida. Vai ser difícil vc encontrar, mas tem
    um ditado que diz: “A esperança é a última que morre”, se vc também
    acreditar nesas frase é uma boa;

    3- Sei que isso não é muito comum, mas vc pode optar a pagar um(a) garoto(a) de programa que tenha a aparência que te agrade pra vc perder a virgindade;

    4- Se conforme em ser virgem. Vou reproduzir o que muitos hipócritas dizem aqui: “nem tudo na vida se resume a sexo”.

  • kaliny wilsa

    Adorei a entrevista,tenho 22 anos e sou virgem.Ja tive algumas poucas tentativas,mas nunca se concretizou.Quando era mais nova n era muito de sair e era exigente.Hj sei o que quero e espero perder minha virgindade com um cara que eu goste e me sinta a vontade.Foi bom saber que n sou a unica rsrsrsrs

  • Kira Poison

    Nossa…. Só vi esta entrevista essa semana e achei muito sensata. Concordo plenamente com a maneira como foi abordada essa questão. Existe uma pressão muito grande em cima desse assunto, ao ponto de julgarem que se a menina ainda é virgem nessa idade, é pq tem algum problema ou não gosta de homem.
    Eu não sou de ficar me expressando pela internet, especialmente nesse assunto. Mas queria dizer que atualmente (dezembro de 2016) eu tenho 26 anos e meio e sou virgem. Não por falta de oportunidade nem por medo de nada. Simplesmente por não ter encontrado essa razoabilidade na qual foi falada na entrevista. Houve época em que eu nem me importava com o assunto, mas houve também aqueles tempos em que colocavam tanta pilha na minha cabeça que eu comecei a me sentir estranha, anormal, diferente, fora do padrão, esquisita, aberração, etc… simplesmente pelo fato de nunca ter tido relações sexuais ou ainda não ter tido vontade (como era o caso, na época). Oq hj vejo o quão absurdo é tamanha pressão psicológica sobre um assunto tão pessoal e singular.
    O fato é que o sexo é visto muitas vezes como algo tão banal, que quando alguém dá mais valor ao contato íntimo, afetivo entre duas pessoas (oq deveria ser normal) é visto como algo fora do padrão ou careta. Quando na verdade, oq ocorre é o simples zelo e respeito pelo próprio corpo.

    K.P.

  • Sam

    Encontrei hoje a entrevista e achei bem legal. Tenho 24 anos e sou virgem, e nem mesmo quero namorado, ficante ou amizade colorida.

    Adoro viver sozinha, viajando, conhecendo gente nova e depois partindo. Adoro ficar em casa sozinha, rolando na cama, assistindo série e aproveitando o inverno sem abrir a porta nem para o carteiro.

    E odeio quando o povo começa “Vc não encontrou a pessoa certa”, “vc não se apaixonou”, “Pq não tenta comigo?” “É por causa da sua religião?”, “Vc quer casar?”… Nossa, eu nem mesmo tenho uma religião e desde criança eu decidi não casar, pois até fico incomodada quando a amizade fica com muita intimidade, aparecendo direto. Nem mesmo me obrigo a fazer a social e aparecer na festa de familia.

    Sou uma alma livre. A única necessidade que me agarro é a material e ter uma vida sucedida, pois adoro comprar, malhar, consumir. E não acredito neste lance de pessoa certa, as pessoas são especiais por seus defeitos.

    • Anonymus

      Parece que foi eu quem escreveu o texto.
      Penso igual, levo a vida igual.

      • Também achei muito interessante os comentários de voces, me identifiquei muito com tudo que voces escreveram