Existe amizade verdadeira entre homens e mulheres?

47

Leitor: Olá.

Sou casado há 3 anos e meio, e minha esposa tem um amigo que conheceu pela internet. Descobri recentemente que a amizade deles é muito forte, e eles dizem “amar um ao outro”, ela me disse que é amor de amigo, devido a amizade entre eles. Tivemos uma pequena discussão, pois expus pra ela que fiquei muito chateado quando li uma mensagem dela dizendo que amava ele, e ela contou que é só amizade, que é como amar um irmão e que ele confidencia muitas coisas que só amigos fazem mesmo. Eu confio na minha esposa, mas luto para aceitar porque não consigo confiar no amigo. Na verdade não vislumbro amizade verdadeira entre homem e mulher, talvez por eu ser incapaz de obtê-lo, ainda mais amar outra mulher como amiga.. acabo me sentindo dividido por ela amar ele e amar a mim.. Gostaria de saber se existe pode existir amizade entre homem e mulher nesse nível, e também gostaria de ouvir algum conselho de como lidar com esse fato, pois não quero privar minha esposa de ter amigos, mas preciso conviver com esse fato pois terei que dividir o amor que ela tem por mim com o amor que ela tem por ele para o resto da vida…


      Já que o amigo é da internet, reza para ele ser de outra cidade rsrs! Brincadeirinhas a parte, sinceramente não acredito nisso de “confio na minha mulher, não confio é nos outros“. Desde que não seja caso de estupro, tortura, ou atrocidades parecidas, uma pessoa só fica com a outra quando ambas querem, e não quando apenas uma quer. Então, de duas uma: ou você acha que confia mas não confia tanto assim na sua mulher, ou você está se preocupando a toa, visto que se você confia plenamente que da parte dela não rolará nada, não tem porque você se preocupar!!

     É possível haver amizade entre homens e mulheres e tenho ótimos e bons amigos homens, os quais nunca pensei em ter algo fora da amizade, mas ainda assim acredito que a amizade mútua é raro, e muitas vezes tem um que vê o amigo com um olhar diferente rsrs. Indo nesse sentido, acho plenamente possível “amar um amigo”, porém, tudo vai depender do caso. Não conheço a sua mulher e não posso afirmar com 100% de certeza, mas sei que ao mesmo tempo que tem gente que realmente é amigo do outro, tem gente que chama de amizade algo que já está além dela. Com isso quero dizer que ninguém melhor do que você mesmo para descobrir se de fato ela é amiga dele ou outra coisa. Não sou a favor de ficar bisbilhotando a vida de alguém sem autorização, porém, que tal um dia, na frente dela mesmo, você pedir para participar de uma conversa dela em tempo real com ele, falando que você também gostaria de ser amigo dele? É bom demonstrar que você também gostaria de ser amigo dele para não parecer que você está querendo apenas bisbilhotar e encher a paciência (o que convenhamos é bastante chato), mas sim que obteve interesse em também ser amigo dele ao perceber que ela gosta tando assim do rapaz. Demonstre interesse por fazer “parte do grupo”, sem fazer nada nas costas dela (nem xeretar o computador) porque isso fora minimizar a impressão que você possa dar de “chato abelhudo”, e caso ela seja realmente amiga dele, ainda fará com que o círculo social de vocês, bem como a cumplicidade, aumente ainda mais. Se ao contrário, ela se mostrar arisca a sua investida em querer conhecer melhor essa nova pessoa, nunca deixar você participar das conversas deles, etc, eu não poderia afirmar que aí tem coisa, mas convenhamos que iria parecer que há algo estranho nisso aí.

           Acho que confiança é algo que se conquista, e se ela te ama e diz também amá-lo, cabe a ela manter esse amor pelos dois. Se ela o ama como amigo e você como homem, que mal haveria em juntar todo mundo no mesmo grupo? Acredito que muita coisa a gente só não descobre porque não quer e porque é comodo não ir atrás, porque no fundo todos nós sabemos que as pessoas deixam pistas, tanto boas como ruins, sobre as verdadeiras intenções delas, e basta saber interpretá-las. Se eles são tão amigos, por que não deixar você participar disso? Quanto ao caso de “dividir o amor”, isso não existe e infelizmente você não é e nem será a única pessoa que ela amará na vida (e vice versa): ela também tem família, amigos etc. e reza a lenda que o amor de verdade não é possessivo assim a ponto de não gostar que nosso parceiro divida amor nem com os amigos.

               Acredito que você já saiba a verdade sobre essa história antes mesmo de me escrever, e acho que no fundo você mesmo já sabe se o caso dela é apenas uma relação de amizade ou não, basta interpretar as pistas, tais como por exemplo se lembrar do contexto que você leu as mensagens, o que mais ela disse, como ela se comporta quanto você fala dele, e se ela realmente fala dele como se tivesse falando de um amigo. A resposta está na sua frente e não há ninguém melhor do que você para desvendá-la. Se a relação for apenas de amizade, ótimo, e quem sabe você também não ganha um novo amigo!! Agora se for algo além disso, cabe a você decidir até que ponto você consegue engolir tal situação e se vale realmente a pena ficar com uma mulher que já ama outro. Não se esqueça que, ainda que você seja marido, você também é amigo de sua mulher e merece ao menos certa boa vontade vinda da parte dela ao tentar esclarecer essa história para a pessoa que querendo ou não ela resolveu se casar e dividir a vida (mas sem pressão e nem forçação de barra). Sou a favor daquela ideia que diz “se não tem problema e não tem nada demais, por que ela mesma não poderia ajudar esclarecer algo que é de seu interesse, e que acima de tudo está incomodando o marido que ela diz amar?“, até porque, acredito que ela ficaria igualmente preocupada e esperaria um maior esclarecimento caso você também tivesse uma super amiga que você diz até que ama, né?
Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.