Minha namorada tem trauma sexual, o que fazer agora?

23

Bem pessoal, minha namorada teve um relacionamento de 1 ano e 4 meses com o ex-namorado, no qual perdeu a virgindade nos primeiros meses de envolvimento e manteve desde então, uma relação ativa com o mesmo até o fim do relacionamento. Segundo ela, após os primeiros relacionamentos sexuais, o rapaz se tornou ciumento e consequentemente, possessivo e isto foi uma das razões para que ela terminasse o namoro. E além disso, segundo ela também, ela nunca teve real vontade de se relacionar sexualmente com ele, não tinha entusiasmo e criava obstáculos, mas como ele usava chantagem emocional, acabava por ceder a seus pedidos por ter baixa auto-estima e por ter medo de perde-lo, pois tinha 18 anos quando o conheceu e esse havia sido seu primeiro “tudo”. Hoje, ela namora comigo – Reconhece que sou diferente dele pois estamos juntos há 1 ano e nada ocorreu a nível sexual, porém, quando tocamos nesse assunto e na possibilidade de ocorrer entre nós – ela não gosta, se sente mal. Ela diz me amar como nunca amou ninguém, que confia em mim, que ela nem tem como me comparar com o ex porque segundo ela, sou perfeito aos olhos dela e que senti muita vontade de fazer amor comigo, mas algo dentro dela – por causa do que houve anteriormente – Freia ela nesse sentido. Ela diz se sentir culpada e tem medo que isso faça nosso relacionamento desandar. Como acham que devo proceder galera? Como posso fazer para ajuda-la a superar isso? Sera que o tempo se encarregara de curar essas feridas? Amo muito ela e estou disposto a espera-la. Sou virgem e ela tem conhecimento disso. Desde já agradeço!

Ao que parece, sua namorada está apontando o mau comportamento do ex-namorado após ter começado a se relacionar sexualmente com ele para justificar sua indisposição sexual. Ora, você mesmo relata que ela te disse que não tinha uma real vontade de transar com ele, que só aceitou isso com medo de perdê-lo e porque estava com a autoestima baixa. Muito provavelmente esse desinteresse também tenha outra causa que talvez não seja apenas a desagradável experiência que ela teve no namoro anterior, podendo ser fruto de uma educação conservadora, de violência sexual ou até mesmo de imaturidade sexual, sem contar que tem gente que simplesmente não tem tesão (por motivos hormonais, etc).

Das três hipóteses citadas acima, penso que a causa mais provável desse desinteresse seja falta de tesão mesmo. Prova disso é que ela não tinha vontade alguma de transar com o ex-namorado, mesmo ele na época sendo o seu “tudo”. Então sugiro que você tente despertar o interesse sexual dela investindo em carícias sutis e ousadas quando estiverem a sós. Experimente dar um beijo mais caliente, um que você nunca tenha dado e paralelamente a isso tente acariciá-la em partes sensuais do corpo como pernas e coxas, ficando sempre atento à reação dela para saber se pode seguir adiante para ela não achar que você quer forçar a barra, ou que está sendo um chato desesperado!

Caso ela esteja reagindo bem à sua empreitada, tente masturbá-la e faça um sexo oral sem pedir ou esperar que ela faça o mesmo em troca. Concentre-se tão somente nela e não sugira que ela também te acaricie. Com isso, você estará deixando bem claro que não tem intenção alguma de pressionar, além do que, agindo dessa forma, poderá deixá-la mais à vontade com você e livre para fazer o que bem entender e quando rolar a vontade de fazer.

Porém, se você perceber que ela não está reagindo bem, a melhor solução será partir para um diálogo franco, compreensivo e sem pressão, pois a sexualidade é algo inerente ao ser humano, ou pelo menos quase todos (sempre tem os “assexuados” rsrs). Assim, se ela está em um relacionamento com alguém que diz gostar, não é mais virgem e, mesmo assim, não sente desejo algum de se relacionar sexualmente com essa pessoa, é porque muito provavelmente há alguma coisa fora de lugar e que precisa ser solucionada, sendo recomendável a busca de tratamento terapêutico (caso ela não saiba como resolver isso sozinha), correndo sério risco de enfrentar dificuldades seríssimas nos seus relacionamentos amorosos caso nenhuma providência nesse sentido seja tomada.

Outra coisa: não é porque ela se sente mal quando você tenta abordar o tema sexo que quer dizer que ele não deva ser conversado. Esquivar-se de falar sobre isso com sua namorada é tão somente uma forma de varrer a sujeira para debaixo do tapete disfarçada de prova de amor, fingindo que o problema não existe quando à medida que o tempo passa, ele só cresce e incomoda ainda mais. Lembre-se que sem enfrentar o problema, não há como ele ser superado e certamente se essa situação perdurar, com o tempo isso irá minar o relacionamento de vocês, tornando essa relação insustentável. Da maneira como vocês estão agindo, estão apenas adiando uma crise!

Então não espere que o tempo tome providências que na verdade devem ser tomadas por vocês dois porque ao contrário daquilo que costumamos aprender com as músicas, o tempo não é nenhuma fórmula mágica que conserta tudo sem a nossa interferência ou sem que colaboremos para isso, além do que não existe razão para ela trazer as mágoas de um relacionamento anterior para o atual, pois você não pode pagar por algo que não tenha dado causa. 

Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Colaboradora do Pergunte a uma Mulher. 25 anos, formada em Direito, adora assistir a um bom filme, apreciar uma boa música, ler um bom livro em uma tarde ensolarada e fresca, escrever sobre suas impressões do mundo e observar e refletir sobre a vida. Afinal, "sei lá, sei lá, a vida é uma grande ilusão. Sei lá, sei lá, só sei que ela está com a razão".