Sou lésbica e minha parceira se diz hétero.

26

Leitora: Sou lésbica, tenho 28 anos,já namorei meninas de todos o tipos, agora me vejo em um dilema, estou ficando com uma menina que se considera hétero, isso já faz uns 5 meses,esta bem gostoso, quero levar para um patamar mais alto, pedi ela em namoro, ela não aceitou, diz que não quer, que não aceita isso na vida dela, tento fazer amor com ela, mais ela luta,diz que quando estou “em cima” dela se lembra que esta ficando com uma mulher. Não entendo, porque ela continua ficando comigo, parece gostar de mim. Quero conselhos! Me ajudem.

 Sua parceira está visivelmente assustada com a orientação sexual que descobriu ter. Isso ainda não é ponto pacífico para ela e parece ser uma questão que ela ainda está tentando resolver consigo mesma. Ela já está há cinco meses se relacionando com você, ou seja, não é um relacionamento passageiro, nem uma ficada de uma noite ou numa baladinha depois de umas e outras. Essa é uma relação que, ao que parece, está caminhando para algo mais sério e ela já percebeu isso. Então, para manter essa ilusão de que é hétero, ela tenta reprimir sua possível bi ou homossexualidade quando deixa de ter relações contigo. Essa atitude muito possivelmente está ligada à educação que ela recebeu da família, ao padrão social, ou quem sabe até mesmo religioso, o qual diz que sexo só pode ocorrer entre pessoas de sexos opostos.

Assim, ela não aceita ter relações com você porque isso possivelmente significaria romper com as ilusões dela de que tem uma orientação sexual tradicional, já que se permitir a uma transa com você seria muito provavelmente, para ela, a prova cabal de que realmente ela tem tendências homossexuais. Ademais que há o risco de ela acabar gostando mais de transar com mulheres do que com homens (isso se ela já tiver tido experiências sexuais com homens, claro!). Dessa forma, enquanto ela conseguir resistir às suas investidas nesse sentido, ela se manterá nessa zona de conforto, isto é, dentro daquilo que ela é capaz de assimilar e aceitar. Se ela está há cinco meses com você é porque provavelmente está gostando disso, mesmo que ela ainda tenha alguns limites que a impossibilitem de se entregar a você e a essa relação por inteiro. Compreendo que, para você, que é homossexual assumida, seja difícil aturar esse comportamento da sua parceira. Mas você deve procurar entender, que para algumas pessoas, é muito duro aceitar que sua orientação sexual foge ao tradicional e, de início, pode ser assustador perceber-se diferente dos demais ou daquilo que a sociedade espera que sejamos.

No meu entender, se ela já está ficando com você há cinco meses, significa que ela mesma já deu o primeiro passo para se aceitar bi ou homossexual, pois, se repudiasse totalmente essa prática, nem aceitaria se relacionar por um tempo considerável com alguém do mesmo sexo, o que implica dizer que, para ela se assumir totalmente, talvez ela necessite contar com sua ajuda.

Então, penso que você deveria chamá-la para uma conversa, expor suas intenções nesse relacionamento e indagar-lhe sobre o porquê ela resiste tanto em aceitar algo que, para você, é natural. A partir daí você pode ir mostrando a ela os momentos bons que passaram juntas, falando que a sociedade já não condena tanto o bi ou homossexual como antes, etc. Mas jamais dê a essa conversa um tom de pressão, pois ela não conseguirá se entregar a essa relação por completo se sentindo pressionada porque, para que isso aconteça, ela primeiro tem que vencer essa barreira psicológica que aparentemente foi erguida por ela mesma. Tente dar um tom ameno a essa conversa para que ela não fique arisca, nem na defensiva, pois a intenção não é essa. Tente demonstrar que você está muito mais disposta a ouvir do que falar e que não está ali para condenar a postura dela de não assumir o romance de vocês, mas para ajudá-la a ser feliz. Tente imaginar que seria muito difícil para ela se condenar por estar se relacionando com alguém do mesmo sexo e ainda de quebra ter essa pessoa condenando-a e fazendo cobranças por ela não ter condições psicológicas de assumir esse relacionamento.

Por que não presenteá-la com a biografia do Rick Martin, o qual afirma que depois que superou seus próprios preconceitos e se assumiu gay tornou-se muito mais feliz, sentindo-se como se houvesse se libertado de uma prisão? Nada melhor do que o depoimento de alguém que passou pela mesma situação e que conseguiu contornar o problema. Também que tal quando estiverem juntas, assistirem a um filme com cenas onde apareçam duas mulheres juntas? Não precisa ser necessariamente um filme pornô para não ficar apelativo e deixá-la ainda mais sem jeito, mas pode ser um filme onde essa cena exista, para parecer algo bem casual, o que poderá despertar bem mais a curiosidade dela. Um bom filme para isso é O Preço da Traição, onde há uma cena de sexo de muito bom gosto entre duas mulheres e uma delas nunca havia transado com outra mulher.

Para finalizar, se está tão gostosa essa relação, será mesmo que existe essa necessidade de você oficializá-la através de um pedido de namoro que agora poderá mais assustar sua parceira do que trazer benefícios para ambas? Não acha que uma relação pode muito bem se consolidar pelo decurso do próprio tempo sem que seja necessário se cumprir determinadas formalidades? Talvez sua parceira se sinta muito mais à vontade nesse relacionamento se tudo for acontecendo naturalmente, se você dispensar as formalidades e for tentando despertar o interesse sexual dela de forma indireta. Pode funcionar… Já que o problema dela é quando você fica em cima, posição que dá a ela a clara noção de que aquilo ali é uma relação sexual, por que você não compra um vibrador para apenas “brincarem” juntas, sem que você precise ficar por cima dela, posição que tanto a assusta? Isso pode ser uma forma, embora básica, de vocês já irem criando formas de interação sexual. Espero que de alguma forma, eu a tenha ajudado.

Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Colaboradora do Pergunte a uma Mulher. 25 anos, formada em Direito, adora assistir a um bom filme, apreciar uma boa música, ler um bom livro em uma tarde ensolarada e fresca, escrever sobre suas impressões do mundo e observar e refletir sobre a vida. Afinal, "sei lá, sei lá, a vida é uma grande ilusão. Sei lá, sei lá, só sei que ela está com a razão".

  • Milokis

    cara ela é lesbica só não quer assumir…ou é no minimo Bisexual…deixe ela pra lá vá atras de uma q se assuma, e o + importante que assuma vc como parceira!

  • Anonymous

    Nossa, já aconteceu a exata mesma coisa comigo. Eu achava ser hetero até me apaixonar por uma menina, a gente ficava escondida e pouca gente sabia. Quando ela se assumiu pra família dela, ela ficou me pondo pressão pra que eu fizesse o mesmo, só que meus pais são muito cristãos e eu nem imaginava contar isso pra eles.

    O resultado foi que de tanto ela insistir e duvidar do meu sentimento a gente terminou! Na época eu não tava preparada pra assumir algo tão importante que me seguiria pro resto da vida, e ela não entendeu…

    Um conselho de quem já passou por isso: paciência, muito amor, e paciência de novo! Se você realmente quer ter uma relação durável com ela não força muito a barra. Pode ser demorado e complicado pra que ela aceite a orientação sexual dela, mas ai é você quem julga se vale a pena esperar…

    Beijos e boa sorte!

  • Paulão Fardadão Cheio de Bala

    Se ela diz q é, deve ser. Tem q respeitar o q os outros dizem.

  • Guilherme Augusto

    Ela é uma bi que ainda não se assumiu 🙂

  • Com certeza é uma bí , mas eu não teria a paciência de levar adiante uma relação com alguém que não permite se conhecer ou se assumir .

  • oba! isso da samba!

  • Anonymous

    Eu estou numa situaçao meio parecida,e no caso eu sou a que ainda nao se assumiu. Já faz quase quatro meses q to ficando com uma garota, e eu nunca fiquei com mais ninguém….quando a conheci sequer havia beijado outra pessoa e ate então acreditava ser hétero.

    Só sei que embora goste dela ainda me sinto confusa. Quando estamos juntas é bom e tudo o mais, porém, quando penso em iniciar nossa vida sexual sinto que talvez eu queira que isso aconteça com um homem,pois sou virgem e parece estranho que a primeira vez seja com uma mulher..

    Enfim,eu concordo com a anônima que disse que é preciso paciência..pois eu mesma ate agora so tive coragem pra falar pra minha irmã mais velha e olha que minha família é liberal e sei que nao sofrerei nenhuma rejeição.

    E a moça ja começou a dar a entender que acha que nao tenho coragem de assumí-la,e isso só atrapalha.

    Tem coisas que a pessoa precisa resolver consigo mesma e isso muitas vezes leva tempo. Boa sorte pra vc..espero que ela consiga resolver essas questões tanto quanto eu..

  • Anonymous

    Ola!
    Tentei resumir mas não consegui compactar mto rsrs
    Sou lésbica tenho 40 anos sou bem feminina, discreta não tenho nenhum estereótipo lesbico . Moro numa cidade pequena onde todos se conhecem , tenho uma relação de mais de 10 anos com outra mulher, o que fica bem claro a minha orientação sexual. Há tempos Fiz amizade com uma mulher hetero (ela trabalha na mesma rua que eu) ela é separada recente do marido, tem 43 anos … Ate ai tudo bem . Só que percebo nela um tratamento diferente por mim; olhares, carinho , gestos que ate mesmo quem esta de fora percebe. Achei q fosse curiosidade em saber se eu era mesmo homo (já que cidade pequena o povo fala demais) então, um dia conversei com ela sobre o tema e contei pra ela que eu realmente era lésbica . Ela disse que isso não mudava o carinho e a amizade que ela sentia por mim. Continuamos a amizade normalmente. ( vale lembrar que essa amizade não se estende fora do período comercial, ou seja não freqüentamos a casa uma da outra , não saímos juntas a noite a não ser em horário de lanche e intervalos do trabalho qdo agente se esbarra na mesma rua) Porém ela sempre arruma um jeito de ir no meu trabalho, me chama pra almoçar com ela , conversa olhando para minha boca, segura a minha mão, me liga pra pedir favores bobos, me chama para mostrar coisas que comprou. Entrou para malhar na mesma academia e horário que eu. Sempre que conversa comigo chega muito perto de mim, passa a mão no meu cabelo.
    Os sinais dela me confundem demais. Quando penso que ela sente algo alem de amizade , do nada ela começa a falar de homens.
    Tipo: Foi no meu trabalho ontem, com desculpa de mostrar um cupom de compra, me olhou nos olhos, na boca de um jeito que da para perceber algo diferente. E quando foi hoje eu dei um jeito de chamá-la para tomar um sorvete no horário de lanche, ela aceitou na hora mas Foi com pressa e falava o tempo todo de homem dizia coisas do tipo : “ – Eu podia ver o gatinho que vi ontem na rua, moreno lindo”
    Eu não tenho experiência com mulheres heteros curiosas ou bi mal resolvidas, ela não é nenhuma adolescente e eu já não sei o que pensar a respeito. Sera que é coisa da minha cabeça ou ela da sinais de que sente algo? Eu finjo que não esta acontecendo nada e fico na minha ou converso de boa? Ela sabe inclusive que a minha namorada tem ciúmes dela e ate me perguntou se eu queria que ela parasse de flar comigo. Eu respondi: Não, é claro que não paro de conversar com amigos nenhum por qualquer relação.
    O que faço? Por favor, responda!

    • Para mim, tá muito claro que ela tem, no mínimo, curiosidade pelo universo lésbico. Mas para alguém ter tanta curiosidade por algo assim, é porque provavelmente está a fim de experimentar. Talvez e apenas talvez, o fato de ela falar de outros homens para você seja apenas um mecanismo dela para não deixar assim tão na sua cara que ela está a fim de você, já que, até agora, para todo mundo e talvez até para ela mesma, ela é apenas hetero.

      Muito provavelmente ela está esperando que você interprete os sinais dela e parta para o ataque, já que todo mundo sabe que VOCÊ é lésbica assumida. Veja bem: possivelmente, ela nunca se envolveu com uma mulher e talvez seja muito difícil para ela admitir que tá a fim de conquistar alguém do mesmo sexo. Muito provavelmente é mais palatável para ela aceitar que uma lésbica deu em cima dela e ela sucumbiu a tentação de experimentar outra mulher, que não foi ela quem deliberadamente foi em busca disso como é o que, de fato, está acontecendo. Sei que, para você, isso pode parecer bobagem. Mas agindo assim, talvez ela esteja querendo tão somente enganar o psicológico dela, criando, com isso, meios de tornar mais aceitável para si mesma que tem, sim, tendência homossexuais. Daí ela preferir que você tome a iniciativa, muito embora quem tenha feito isso na realidade tenha sido ela.

      Agora, você já é comprometida. Será que não seria antiético da sua parte ficar dando bola para uma mulher que você sabe que quer algo mais com você? Se você realmente for partir para o ataque com essa moça que a ” corteja” poderá estápondo em jogo sua relação com sua parceira. Será que vale a pena jogar tanto tempo de relacionamento fora por uma mulher que aparentemente nem sabe bem o que quer? Bem, cabe a você avaliar a situação porque, mesmo intitulando-se amiga dela, parece que você se sente muito balançada por ela, não?

    • Anonymous

      Antes de qualquer coisa, quero agradecer a vc, Fabíola Oliveira pela atenção e a resposta! Sim, eu ate cheguei a pensar nessa possibilidade dela esta esperando a minha a iniciativa e esta usando esse mecanismo de “fulga” do desejo…
      No que se diz respeito a minha relação, ela esta sim bastante abalada, desgaste do tempo, brigas, crises. O que obviamente não justifica uma suposta traição. Talvez esses conflitos na minha vida a duas tenham me despertado algum interesse por essa mulher. É um campo em que eu terei de resolver com a minha companheira. N seria a presença de uma terceira pessoa o motivo de um rompimento e sim as crises constantes na relação a razão para que as portas se abram para uma terceira pessoa “entrar”. A minha duvida maior é sobre o comportamento dessa mulher comigo e como eu devo reagir a isso. Realmente meus senntimentos estão confusos. Obrigada pela força!

    • OLha, penso que todos relacionamentos passem por crises, principalmente os longos. Porém, isso não é motivo para a gente vir a trair, já que as turbulências me parecem que são uma característica inerente à maioria dos relacionamentos. Por que não tenta conversar com a sua atual companheira ou mesmo avaliar se vale a pena continuar com a sua parceira porque veja só: se seu relacionamento está em crise, poderá ficar muito pior se ela ficar sabendo que você ficou com outra pessoa pelas costas dela.

      O problema que eu acho é que a a maioria das pessoas parecem que se sentem mais dispostas a abandonar uma relação fracassada ou em crise quando já estão com outra pessoa em vista. Pare e pense: se essa mulher ou outra pessoa pudesse oferecer a você uma relação sólida, será que você abandonaria a atual? Se a resposta for sim, penso que o melhor é você põr um ponto final nessa relação e tentar ser feliz com outra pessoa, independente de já ter alguém em vista ou não.Mas ao que parece e eu posso estar equivocada, você quer saber quais as verdadeiras intenções dessa moça com você para, caso seja positiva, você tomar coragem para acabar seu relacionamento quando, na verdade, o melhor seria que você fizesse isso independente de já ter alguém ou não, uma vez que essa relação já não corresponde mais às suas espectativas.

      Bem, você já é adulta e sabe muito bem o que faz da sua vida. Então, considerando apenas essa hipótese, já que quer saber qual é a dessa mulher com você, por que quando estiverem juntas em um local que se sinta à vonta, não a beija ou quando ela passar a mão no seu cabelo ou roçar a mão dela na sua, você não corresponde ao afago só para ver se tem tréplica? Talvez fique mais fácil para você perceber o que ela realmente quer fazendo isso. Mesmo se ela não corresponder na hora, aguarde para ver se ela volta a querer ter contato com você e por aí você vai vendo o que ela e no que isso pode dar. Boa sorte!

    • jow

      o que vc deve fazer é criar vergonha na cara e parar de ser sem vergonha querendo trair sua companheira , olha sua idade pra entrar em aventuras ta bem velhinha ja

      • Luana

        Primeiro: Quem é vc para julgar? Santa (o)? Perfeita(o)? rsrsr duvido …. geralmente quem atira pedras faz pior

        Segundo se uma relação fosse para a vida toda todos estavam com a primeira relação até hj e nunca ninguem se separava. Não falo de trair e sim de terminar uma relação qdo ela ja não faz as duas partes felizes, pois ninguem entra na vida de ninguem arrombando portas. Mta gente vive uma vida frustarada e infeliz por medo de mudar, mas esse medo e isso independe de idade. A questão aqui é a duvida sobre um comportameno no minimo estranho por parte de uma hetero e não a minha vida pessoal, cuja vc, jow nem tem nada com isso

  • Anonymous

    eu sou apaixonada por uma mulher a muito tempo mais nunca deu em nada eu mim relacionei com outra mais nao consigo ama como eu amo essa i agora oqe eu faco

    • Anonymous

      Chega nela e fala o que sente,conversando vocês se entenderão.

  • rebecca

    oi tenho 39 anos sou casada há 16 anos e tenho um filho de 15,desde bem jovem sentia atração por mulheres,mais nunca levei isso a serio,depois q me casei não pensei mais nisso,até ai nunca tinha beijado mulher nenhuma,só q a 6 meses atras conheci uma mulher ela tem 37 anosdivorciada com 2 filhos,na hora q olhei pra ela senti uma atração muito forte por ela,começamos a nos falar pelas redes sociais atéq um dia marcamos um encontro e foi maravilhoso,nunca tinha passado pela cabeça dela se envolver com outra mulher,mais a partir do momento q começei a investir ela ficou balançada,continuo casada não amo meu marido estou completamente apaixonada por ela e ela por mim,mais não pensa em me assumir,não sei o q fazer,não conseguimos ficar um final de semana uma longe da outra e moramos em cidades diferentes,está sendo muito dificil pra mim e pra ela tbm ela se sente culpada por tudo por favor me ajude,meus pais são idosos não sei se aceitaria isso por favor estou precisando de ajuda

    • Sem divulgar

      Rebecca! Independente de sexo. Seja feliz. Vc já é adulta. Seus filhos já são crescidos. As coisas as vezes acontecem e acredite. Nada na vida é por acaso. Se te faz feliz. Seja feliz. Difícil é uma relação assim por causa da sociedade é sim. Mas a pessoa que vc é ou a sua parceira não mudará por causa da opção de vcs. Vcs são o que são. Apenas seja feliz. Ninguém fará isso por vc. SE é sincero…. sorria e vai ser feliz… acredito nisso

  • Anonymous

    Olá boa noite!

    Eu tenho 19 anos,sou lésbica assumida,terminei um relacionamento sério de 3 anos com uma mulher de 30 anos e estou afim da minha ex professora,de um tempo pra cá estamos muito próximas,ela é hétero, casado,tem 30 anos,não tem filhos. Nós nos falamos pelo face,trocamos sms,ligações(pra dá um Oi,) e já nos encontramos umas 3 vezes,Das vezes que saímos,ela sorri muito,me olha atentamente,dá umas tapinhas em mim,me chamando de menina,ela sempre fala que adorou ter saído comigo,me elogia muito,diz gostar da cor do meu cabelo,das minhas sardas,me jeito espontâneo,que eu sou “muito,muito atraente” entre outras coisas. Outro detalhe, nós brigamos muito pelo face, por coisas bestas,mas logo estamos normais novamente.
    Ela sabe da minha sexualidade e também que eu estou afim dela,da ultima vez que saímos eu tentei a beijar(Entendo que fui precipitada) Sendo que eu achei que fosse necessário,para mim era naquela hora ou nunca. No mesmo dia nos falamos,ela disse ter ficado sem ação,não esperava aquilo de mim,que ficou confusa. Mas,desde então continuamos nos falando normalmente e ainda temos muitas coisas que combinamos de fazer,que ela mesmo disse que iria sim aceitar meus convites. Ela tem ciúmes de minhas amigas,e uma das ultimas vezes que nos falamos ela me disse: “Temos que nos encontrar para trocarmos uma ideia,antes que você esqueça da minha cara,rsrs”.
    Todos os meus amigos me dizem que ela está confusa, que tudo isso é muito novo pra ela,mas,que ela está afim e que eu tenha paciência.
    Sendo que eu sou muito insegura e não sei que atitude tomar ME AJUDEM O QUE POSSO FAZER? Eu estou apaixonada por ela.

    • jow

      algo peculiar em pessoas nojentas é ignorar o companheiro dos outros e saiba que hoje em dia muitas pessoas sao mortas por companheiros traidos por pessoas homossexuais tanto homens enrustidos que traem a esposa ou lesbicas enrustidas que traem o marido.

      • Luana

        Jow, Vc no minimo é um desses chifrudos né (…)

        Ninguém é dono de ninguém, as pessoas entram e saem de nossa vida,,, nada é eterno, o que deveria rolar e q n rola é a sinceridade de chegar e abrir o jogo dizendo que não quer mais. Porém existem aqueles grudes que não aceitam um rompimento e acabam querendo matar, praticar suicidio enfim umas almas frustradas e rejeitadas que te perseguem eternamente e a outra parte acaba cedendo por pena. Ai tem q levar chifre mesmo ja q n quer largar.

  • Anonymous

    legal,aprendi mt cm os comentarios

  • Simone

    Estou nessa e sou a indecisa. Fiquei admirada com a falta de paciência de quem é assumida, mas cada um com suas exigências.

  • Pingback: payday loans brampton()

  • Pingback: direct instant payday loans canada online lender()

  • Pingback: drugrehabcentershotline.com drug rehab centers()

  • Mar

    Estou no mesmo barco! Há dois meses conhece uma moça pelo facebock, começamos a conversar e vimos q tinhamos muitas coisas em comum, ate o mesmo signo( Cancêr). De cara falei logo que era lesbica e assumida, tanto para familia como amigos, a mesma deixou de falar comigo por alguns dias, depois voltou a me procurar e convidou-me para um café, aceitei e fomos. Tivemos uma boa conversa, onde dai surgiu o primeiro beijo… Desde desse dia para ca nos vemos todos os dias. A mesma tem namorado e Eles vivem juntos, ela diz q a relaçao ja esta acabada, pois ja nao existe respeito de ambas as partes: traições, mentiras, etc. Sempre q estamos juntas, fazemos amor, ela sempre diz q me adora e q sente completa quando estar comigo, que nenhum homem lhe deixa tao exitada como eu, mais q nunca nessa vida iria assumir uma relação com outra mulher. Ha dois dias atras apareceu com um rapaz em meu trabalho, vi q ela estava querendo me provocar, só que nao conseguir disfarça o meu ciume e a entimei, disse para q ela resolvesse o q queria, ela falou para mim que gostava de homem, da pegada, q ficar com mulher é bom, mais nao é a mesca coisa. Ela me esperou sair do trabalho, e me levou para casa, fizemos amor novamente, depois disso ela começou a falar coisas obscenas, de como gostava q os homens a pegassem na cama, me mostrou fotos de rapazes q ficam a correr atras dela, de como eram gostosos, e no final de tudo, olha em minha cara e diz que n sente atração por outras mulheres, e sim por mim, que nao gosta de mulher e sim de mim. Ai eu fico nessa, pois sou uma pessoas q se entrega facilmente, pois eu vivo de amor e pelo amor. Sonho com um relacionamento serio, casar e formar uma familia, mais só me aparecem gente indecisas q n sabem o q querem. Estamos a dois dias sem se falar, tenho vontade de procurala, mais o meu orgulho e amor a si propria nao deixa… Nao sei o q fazer, nao sei se consigo ir empurrando essa historia com barriga, ou mando tudo para o alto. Me ajudem!!