Achei que ele estava na minha mão, mas ele desencanou

24

Leitora: Boa noite!! Sou muuuuuuuuito fã do blog,e acho que vocês ajudam MUITO!!


Tenho 23 anos, e namorava um cara de 18 anos… Ele demonstrava ser louco por mim, fazia de tudo pra me agradar e blablabla. Acontece,que no inicio eu titubeei um pouco, não queria namorar pela diferença de idade. Aceitei pq ele era muito carinhoso, e eu estava em cidade nova, sem conhecer NINGUEEM, me fez bem namorar. E ele me conquistou. 
Enfim,como ele demonstrava MUITO amor, eu pisava…Aquele negócio de parecer eterno, baboseira que eu sei. Não deixava ele fazer nada, fui sua primeira namorada e ele pegou “trauma” de namoro, largou de mim, óbvio. 
Vai fazer 3 meses que largamos, estamos na mesma sala da faculdade! Ele já quis voltar 4 vezes,mas logo voltou atrás depois. E quando voltou atrás, disse que gosta de mim, mas que namoro nem pensar! Ele passa os finais de semana sem me procurar, não ta mais nem aí, tá mto indiferente! Será que porque agora eu fico muito atrás? Demonstro que qualquer hora to aqui disponível… O jogo virou totalll! Ele sentiu que tô nas mãos dele,e ta usando isso… Ou ele simplesmente tá só magoado?? 
Não sei se ignoro, espero a decisão certa, ou se fico demonstrando que tô diferente,que aprendi tarde,mas aprendi… Ou também se jogo tudo pro alto e vou atrás de ser curtir a solteirisse,pq enquanto eu fico em casa na boa, ele sai pra festinhas,e etc… Hahahahahhaha MTO OBRIGADA! 

       Deixei a primeira linha só para me gabar hahaha!! brincadeiras à parte, eu acho que você é uma jogadora nata e foi justamente isso que te atrapalhou, porém, antes de você ser jogadora, acho que você sofre de outro problema: o de pisar em cima de quem você sabe que está doido por você! Tudo bem que as vezes nós mulheres temos um certo tesãozinho diabólico em fazer isso, mas cá para nós que com o tempo descobrimos que isso aí não passa de um tiro no próprio pé. Primeiro porque ninguém fica bobo para sempre, e segundo porque tudo nessa vida cansa. Você brincou, brincou e brincou, e agora tem um menino traumatizado, e com razão!!

         Vamos entrar em um acordo aqui: a princípio você começou a namorar com ele por pura carência, né? Sabe como é: sozinha na cidade, carente, aí um gatinho carinhoso aparece e, como você não estava fazendo nada, foi brincar um pouco com ele (gatinhos são fofos, sabe como é..). Só que o problema é que não só você fez o gatinho de bobo, como também achou que era dona dele, né? E esse negócio de não deixar ele fazer nada me pareceu mais coisa de posse, do que de amor. Nisso eu te pergunto: de onde que você tirou que o gatinho não iria fugir?!!!! Tudo bem que não devemos chorar pelo leite derramado (até que esse ditado combinou com a história do gato haha) e agora você quer é uma solução, mas achei importante te dizer o óbvio para que isso não se repita mais da próxima vez, e para que você perceba que até paciência de “bobo” tem limite.

         Eu sinceramente acho que você não está triste por ter perdido o “homem” em si, mas sim por ter perdido o jogo, e agorá está feito doida querendo o seu brinquedinho de volta (vai que outra usa?! haha). Sabemos que isso de posse é um sentimento humano que as vezes bate forte e ninguém segura, porém, acho que vale a pena pensar se ele vale todo esse esforço de reconquista, porque pensa bem: se você está triste apenas pelo jogo e não pelo homem em si (eu sei que pode ser que agora você  esteja confundindo os sentimentos de posse e de querer bem, mas tente (re)pensar friamente sobre isso), depois que você “ganhar o jogo” e conquistá-lo de volta, provavelmente sentirá um vazio enorme e verá o quanto que você perdeu tempo com mixaria. Com isso quero dizer que nesse seu caso só vale a pena “lutar” se envolver sentimento, e não apenas ego.

          De qualquer forma, agora o jogo mudou e o seu gato ficou arisco (isso que dá assustar os coitados dos gatinhos, só aí você vê “o tamanho das unhas” deles haha), e pode ser que ele realmente tenha desencanado (até mesmo por estar com medo, né), ou que agora ele se sinta seguro por saber que você está disponível demais (na mesma lógica do que você fez com ele, e ninguém melhor do que você para entender do que estou falando haha!). A resposta disso a gente nunca saberá, mas pelo menos sabemos que você ainda fica com ele de vez em quando (pelo menos foi o que pareceu na pergunta). Se eu não estiver errada e você ainda ser a ficante dele, tente usar isso a seu favor, tenha paciência, pare de ficar correndo atrás dele que nem uma carente perdida (você lembra o quanto era chato quando ele fazia isso contigo, então por quê diabos você irá fazer o mesmo?!), e se coloque no seu papel de ficante, que querendo ou não agora é tudo o que você tem. Se você realmente gostar dele e ele ver que você realmente mudou, mais cedo ou mais tarde ele poderá voltar a te querer de volta como namorada. Só não pense que ser ficante dele te garantirá de novo o posto de namorada, mas infelizmente você só saberá disso tentando, e terá que “rebaixar o nível para poder subir de novo”: as vezes pode ser que ele já tenha se cansado e pronto, porém, eu acho que sempre tem um espaço para quem mudou de verdade, e também acho que sempre vale a pena tentar por algo que realmente queremos, sem birra. 

         Acredito que voltar a ser a ficante dele pode ser bom para ambos: para ele ver se você realmente mudou, e para você ver se você queria mais do que chegar “ao final do jogo!”. Acho que os dois podem ter muito a ganhar com a situação de ficante, seria quase que como “recomeçar de novo”, só que dessa vez você saberia que ele – e nem ninguém – é tão bobo assim, e teria um tempo para pensar melhor no que você realmente quer, dessa vez com mais maturidade. 


Que esse susto fique de lição, né? Se não for para usar com esse, que use com o próximo!


Boa sorte!


Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.