Minha esposa não desgruda da amiga, será namoro ou amizade?

25

 Leitor: Somos casados há uns 13 anos, tenho 34 anos e minha esposa tem 32 anos, casamos bem cedo sempre foi um otimo casamento muito maravilhoso na relação sexual munca tivemos problemas sempre , fomos amigos dividimos todos os tipos de problemas em fim um casal perfeito. Há 03 anos tivemos uma filha maravilhosa..

Há um uno minha esposa começou a não me corresponder mais como era antes claro que é normal após alguns anos e depois de ter filhos as mulheres tendem a diminuir um pouco a relação, mas está mudança eu senti que foi muito intensa. Começei a ficar um pouco rude com ela grosso como a gente diz em função disto de ela não querer mais se relacionar sexualmente e nem querer meus carinhos como sempre era normal e diz que tem nojo disto.

Minha esposa conheceu uma colega de trabalho que se separou do marido a mesma veio embora de outro estado, e mora sozinha com um filho de 09 anos, e agora é sua melhor amiga entre todas as outras, então está pessoa pra ela tudo o que acontece entre a gente, onde está colega interage com a minha esposa e ai que eu acho que ela começou a mudar em fim está colocando algumas coisas na sua cabeça, ela só fala nesta colega o tempo todo e sempre está elogiando ela,  também viajam juntas ficam alguns dias fora e quando ficam aqui passam o dia inteiro juntas.

A MINHA ESPOSA APÓS ESTE LONGOS ANOS ESTÁ GOSTANDO DE UMA MULHER, OU ACHOU UMA GRANDE AMIGA? 


       Sabe aquela frase “quem não dá assistência, perde para a concorrência?”, pois é, ela se enquadra muito bem na sua situação de agora!! Não sei se você percebeu, mas você mesmo está dando motivos para o casamento piorar. Como você mesmo disse, antes vocês eram o casal 10, e agora estão decaindo, e ao invés de você tentar ajudar, você acaba brigando, sendo rude, e reclamando da “falta de sexo”, sendo que se você continuar nessa, aí que o casamento vai decair mesmo. Você mais do que ninguém sabe o tipo de homem que a sua mulher gosta, porque afinal de contas foram 13 anos de casamento!! Tente se lembrar de como você era na época que vocês eram os incríveis parceiros, e depois tente se lembrar de como ela era, para então poder fazer um levantamento e levar tudo isso para uma conversa a dois. Eu sei que muitos homens fogem da conhecida DR, mas querendo ou não, muitas vezes é ela que salva o casamento (sim senhores!)! 

        Aconselho que você inicie a conversa falando sobre as SUAS falhas em detrimento das dela: não tenha vergonha em começar o assunto dizendo que você acha que está agindo errado em tal e tal aspecto, porque isso fora amenizar a briga e fazer ela não achar que você está se fazendo de coitadinho e/ou de dono da razão, a fará se sentir mais confortável para dizer as falhas dela também, porque afinal de contas, você também conseguiu enxergar as suas, o que sugere maturidade e alivia a situação para daí então poder conversar/levantar as falhas dela. Isso funcionaria como uma troca relativamente confortável para ambos, seria como uma confidência de casal na qual cada um abriria para o outro o que acha que está fazendo de errado no casamento. Nessas horas a auto crítica, bem como a humildade, tem que falar mais alto porque é só assim para poder perceber as mazelas do casamento (falei bonito que nem político agora haha). É importante que ambos estejam preparados para reconhecer os próprios erros, porque afinal de contas, quando um não quer dois não brigam, e se um casal pode crescer ou decair juntos, cabe vocês optarem pela melhor opção!


       “Mas será que a minha mulher gosta da mesma fruta?”: essa resposta você só terá perguntando para ela (quem sabe no dia da DR positiva), mas independentemente da resposta, acredito que ela está vendo nessa amiga um refúgio dos problemas contigo, no que inclui as suas grosserias! Pense bem: o que você faz quando está triste? Quando está infeliz com algo? Você, bem como 99% das pessoas, acaba procurando algum refúgio, né? E acho que é justamente isso que ela está fazendo. Muito provavelmente ela está se sentindo muito sozinha, e acabou vendo nessa amiga uma parceira adequada para juntar as tristezas, porque afinal de contas, ambas parecem ter muito em comum e a única coisa que elas tem de diferente é que uma está separada e a outra não, mas até nisso as duas podem ter algo em comum: mesmo que sua mulher ainda esteja contigo, provavelmente ela está se sentindo “separada” de você, e talvez tão “sozinha” (de marido) quanto a nova amiga dela, o que faz mais uma vez com que os laços se fortaleçam! Eu particularmente acho a amizade algo extremamente saudável, ainda mais quando estamos sentindo falta de algo (daí vem o termo “ombro amigo para chorar”?! haha). Então, acredito que se você não quer perder a sua esposa para essa mulher – e esse perder pode ser inclusive apenas como amiga – seria bom que você pensasse urgentemente em tudo isso que foi falado aqui, bem como nos demais detalhes que não foram ditos, mas que você sabe que poderia melhorar, até porque se a sua mulher gosta ou não da fruta, isso faz pouca diferença se você pensar que se continuar assim poderá acabar perdendo ela não só para uma amiga, como também para quem sabe um outro homem, então mãos à obra!

        Por fim, aconselho que você nunca tente separar ela dessa amiga, bem como das demais amigas que ela poderá vir a fazer. Se isso a faz feliz, acho que não tem o porque proibir, porém, acredito que se você for um bom homem e um bom marido – e ainda que um bom marido não anule a possibilidade de ter bons amigos – a tendência será com que ela procure cada vez menos por um “ombro amigo” na rua.


Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.