Devo ou não contar que tenho filhos?

14
Leitor: Bom eu me casei muito novo com 17 anos na época nao percebi que era a mulher errada bom fui casado durante 10 anos , nesse casamento tive 2 filhas , me separei tem três meses nao quero ficar sozinho estou procurando, mas moro no Japão poucas opções , bom minha duvida é quando falo das minhas filhas muitas mulheres se afastam ou todas até hj, será que eu devo esconder deixar acontecer pra depois falar das minhas filhas?
         Agora que você vem com um “kit” completo não acho legal você omitir isso não, e agora que você já teve as suas crias, nada mais justo do que “pagar o preço”, até porque apesar de não ter filhos, acredito que a felicidade de ter um vale mais do que a “infelicidade” de ter sido recusado por conta deles. Entendo também que na verdade você queria o filho e a mulher, mas infelizmente nem tudo que a gente quer a gente tem na hora que queremos.

         Acredito que a cultura do Japão nesse aspecto possa ser bem distinta da nossa,  e caso de fato seja, duvido que não teria uma pessoa por lá que pense diferente do senso comum e que não esteja disposta a te dar uma chance, e essa pessoa pode ser inclusive uma brasileira por lá quem sabe! De qualquer forma, acho que nunca vale a pena omitir essa sua realidade, até porque isso seria algo que você teria que contar mais cedo ou mais tarde, visto que não tem como você esconder as suas crianças pelo resto da vida. Então, se a mulher já iria te abandonar mesmo, que já faça isso logo, não acha?! Na minha opinião é muito melhor cortar o mal pela raiz e já dizer logo a verdade para ver se a pessoa “aceita” ou não, do que ficar enrolando para levar um pé na bunda só mais tarde e ainda levar fama de mentiroso (e não conheço alguém que ache que ficar omitindo dados importantes é algo admirável). Também acredito que você possa ter esperança de fazer a mulher se apaixonar por você primeiro, para depois contar, mas sinceramente você acha isso “um jogo honesto?” Por mais que tenha muita gente que diga que todos mentem em um relacionamento, tem coisa que eu acho que é básico e é uma questão de bom senso falar, e ser pai é uma delas.

       Não tenha vergonha de ser pai, e inclusive acho que dá para usar esse fato a seu favor. Você já pensou em como quem não quer nada apresentar as suas filhas para a sua (futura?) pretendente? Se você não pode mentir para ganhar o amor de alguém, use a verdade para ver se ao menos ganha uns pontos a mais: duvido que uma pessoa, ainda mais mulher, não possa se apaixonar por essas lindas crianças que você teve, e de quebra te dar uns pontos a mais por isso. Acredito que em todo lugar do mundo é comum a gente se apaixonar pelas pessoas como elas são, e muitas vezes as aceitamos com filhos inclusive porque nos apaixonamos igualmente por eles, e basta você pensar um pouco que eu duvido que não se lembrará de nenhum caso a seu redor de casais que até mesmo criam os filhos de outros e amam como se fossem deles!!! Uma outra opção é você procurar conhecer mulheres que também tenham filhos de outros casamentos, visto que você poderia se sentir mais seguro ao saber que compartilha de uma mesma realidade com ela.

         Por fim, acredito que se você mesmo tem certo receio com o assunto filhos e acaba tendo desconforto em apresentá-los, como você quer que a pretende aceite isso de bom grado? A aceitação tem que partir da gente, para depois os outros poderem aceitar, mas se você mesmo se discrimina fica difícil. É claro que algumas mulheres continuarão sumindo antes, durante, ou depois de ver as suas filhas, mas garanto que outras tantas se divertirão com o fato de você ter tido esses serezinhos adoráveis, e para isso talvez baste você dar uma chance de todo mundo se conhecer e não apenas ficar falando verbalmente das crianças, até porque tem coisa que podemos até discriminar antes, mas que depois que conhecemos podemos mudar totalmente de ideia e ver o quanto estávamos sendo intolerantes sem necessidade.

Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.