Entrevista com uma mulher que pega geral/pegadora!

47

PAM: Boa tarde!! Para que os leitores entendam melhor o que seria “uma pegadora”, gostaria que você fizesse uma breve descrição para colocá-los a par do tipo de mulher que estamos entrevistando: 

Bom dia, PAM! É um prazer estar aqui com você no blog! Bom, o tipo de mulher que estão entrevistando é do tipo alta, loira, gostosa, vou deixar meu cel pra contato… Brinks! Rs. Pegadora é o tipo de mulher que  só sai de casa pra fechar negócio, já vai pra balada pensando na caça, não gosta de ficar sozinha, nem voltar pra casa no zero a zero. Lógico que não é em qualquer lugar que vai encontrar pessoas que julgue à sua altura, pouco importa, pegamos “o que tem pra hoje”.

PAM: É possível reconhecer uma pegadora pela roupa? 

Se ela for esperta, não! Rsrs.

Se ela têm foco, vai se vestir de acordo com o que atrai sua presa (e muitas vezes o tipo de homem almejado se sente mais atraído por mulheres “sérias”, dai a gente engana eles. rsrs). No entanto, se ela é do tipo que quer mais é ser vista, segue a proporção: quanto menos roupa, mais olhares.

Na verdade as pessoas fazem mal juízo das vestimentas de piriguete, as coitadas apenas são pobrinhas, e só tiveram dinheiro pra comprar metade da roupa, ok?!

PAM: Então, seria ela uma “piriguete”?! 

Na verdade, a mulher já se acostumou a chamar de piriguete  qualquer uma que seja mais gostosa do que ela. Os homens, coitados: esses muitas vezes são enganados por mulheres de saias longas e coques e nem se ligam – eu mesma as vezes saio de social e pego cada bofe que vou te contar rsrs. Eles ficam doidos achando que sou da “chiqueza” (da riqueza só mais pra frente rsrs).

PAM: Você saberia dizer quando foi que você deixou de ser uma mulher “normal” para ser uma pegadora, ou você acredita que já “nasceu assim”? 

Não nasci assim porque só perdi o bv (boca virgem) aos treze e a virgindade um pouco mais tarde quando parei de me fazer de difícil! rs. Ou seja, demorei pelo menos isso para deixar de ser “normal” (usando a mesma expressão que você usou na pergunta). Hehehe! Mas, pra ser mais direta na resposta, nunca gostei de ficar sozinha, sempre que ia pra balada tinha que ficar com alguém, e podia ser até mais feio do que eu a depender da carência, mas infelizmente só fui me dar conta que era uma atitude mal vista depois que já tinha pego a fama.

PAM: Você acha que ser uma pegadora dificulta a arrumar namorado? Pelo menos no que diz respeito a um namoro sério…

Dificulta no seguinte sentido: quanto maior o número de caras que você sai, maior se torna a chance de ter saído com alguém que o cara que você quer namorar conheça e, a menos que você valha MUITO a pena (na concepção dele claro, quem sabe sendo boa de sexo ou desistindo da vida de pegadora e ele acreditando nisso rsrs), ou que seu pretendente seja muito compreensivo, ele não vai querer pra namorar a menina que já rodou na mão dos “parça”. Lembrem-se, meninas: sem reputação não há respeito e ninguém leva a sério quem não se respeita. A dica é tentar variar o máximo possível os grupinhos, ou o estilo de lugares que frequenta. Rsrsrs. A boa piriguete as vezes é tão esperta que pode até morrer no túmulo das santas, para isso basta variar as espécies dos peixes que caem na rede rsrs.

PAM: O que você acha que uma mulher pegadora tem que ter? Acha que tem que ser bonita/gostosa acima de tudo, ou teria que ter alguma “inteligência a mais”?

Olha, acima de tudo ela tem que ser boa de memória pra não trocar o nome dos machos! Rsrsrs. Mas também rápida de raciocínio pra explicar o que uma cueca de outro homem tá fazendo dentro da bolsa ou de onde foi que ela conseguiu aquela joia nova (isso só para as que são pobrinhas, as riquinhas podem falar que mamãe deu rsrs), e ter logicamente atributos linguísticos avançados em técnica de enrolation, habilidades especiais para disfarces e olhos de lince caso esteja com um de seus rolos e se depare com um outro inesperadamente rsrs. Ser piriguete não é pra qualquer uma, meninas! Se quiserem, vou deixar meu contato no final, dou aulas intensivas para iniciantes, mas cobro cinquentão, ok? Para a maquiagem! brinks rsrsrs.

PAM: Cite alguns prós e contras de ser uma pegadora: 

Olha, os prós é que, por acabar ficando com vários tipos de homem, você acaba descobrindo que tá cheio de gente legal por aí, e pasmem meninas, os homens prestativos e carinhosos existem, e muita vezes a gente que acaba não dando valor neles; mas bem, os ricos também existem, e tem muitos solteiros rsrsrs! O contra é que acabo estragando esses relacionamentos quando sou pega na balada com outro rsrsrsr. Faço piada, mas é triste pra caramba quando me apaixono por algum que já sabe que não sou virgem. 🙁 Piriguetes se apaixonam, ok, só o coração que as vezes é grande, mas se o cara for bom ele leva tudo pra ele, inclusive meu corpinho delícia (e se pagar a cirurgia nos peitinhos que estou precisando fico mais delícia ainda rsrs).

PAM: O que você mais leva em conta na hora de se relacionar? É verdade que dinheiro importa mais do que a beleza? 

Olha, nesse caso eu sigo a filosofia do Fábio Nass*: Pode ser pobre, pode ser feio, só não pode ser pobre E feio!! rsrs

*referência a esse vídeo

PAM: Geralmente, o homem pegador é bem quisto, enquanto a mulher com a mesma denominação é tratada como uma espécie de “puta gratuita”. O que você pensa disso? 

Penso que deveríamos começar a cobrar também, senão vamos quebrar a concorrência! Hahaha! Blábláblá hipócrita da sociedade sempre vai ter, o que você tem que decidir é o quanto vale a pena pagar o preço da fama, ou tentar ser o mais discreta possível deixando o menor número de pessoas possíveis ficarem sabendo dos seus casos (mas vale lembrar que as vezes as coisas se tornam públicas de maneira que você nem espera). É triste falar, mas só porque estou caridosa hoje vou admitir: esse lance de pegar vários caras as vezes é como um hobby, porque quero saber o quanto cada um pode me mimar, fazer por mim, sem contar os presentinhos que coleciono e adorooo! Uma vez me apaixonei de verdade por um que era rico e bom de cama, por esse aí eu largava a vida e ainda fazia massagem, mas paguei o preço e ele não me quis mais, snif (mas agora já vou parar de chorar porque se não borra a maquiagem e não consigo pegar o próximo para aquecer meu coração que apesar de cheio é solitário e devo admitir).

PAM: Você se considera “ uma puta”? 

Só se for a puta caridosa! Rsrsrs. Porque grana que é bom, nada! Ainda sou pobre e tenho que trabalhar. Ricos, me deem um alô!! Cadê meu vinho?! Aqui em casa só tem água, afe….

PAM: Qual é a sua visão sobre namoro e casamento? Você acredita em algum deles? 

Acredito em casamentos, só não acredito nos maridos, eles mentem pra cacete! rsrs

PAM: Certamente você já se apaixonou, como foi essa experiência para você: foi algo que te incomodou, ou uma sensação prazerosa, já esperada? Porque reza a lenda que os pegadores não se apaixonam, ou que pelo menos odeiam se apaixonar…. 

Claro que se apaixonam, só que logo enjoam, ou acham que a pessoa com quem estão não é boa o suficiente para fazê-los ficar só com ela. Lógico que o problema está nos próprios pegadores: ninguém nunca é bom o suficiente. Eu mesma já me apaixonei várias vezes, e sempre curti… Quem não devia curtir muito eram os caras que acabavam sempre levando um perdido… ou tendo constantemente os nomes trocados por algum outro que não se parecia com os seus nem de traz para frente. Rsrs. Uma coisa que me deixa triste também é que das poucas vezes que me apaixonei o homem me enganou, acho que ele era mais esperto do que eu… =(

PAM: Sabemos que a maioria das pessoas acham que os homens “odeiam mulher que pega geral” e que preferem “as para casar” . O que você pensa disso, seria essa uma verdade? 

Ninguém gosta de quem pega geral, né? Não se cria respeito por quem não se dá valor (sorte que essa entrevista é anônima rsrsrsrs). Ao mesmo tempo eu também acho que não é que os homens preferem as “para casar”, mas sim que essas são mais confiáveis, e como o medo de chifre é maior, as vezes eles traem com as “putas” enquanto desfilam com as santas mesmo…

PAM: Você acredita que uma pessoa que pega geral geralmente é uma pessoa insegura, que quer sempre se auto afirmar sabendo que “tem alguém que quer ela”? Se sim, você diria que se você fosse uma pessoa mais segura de si certamente seria menos (ou não seria) pegadora? 

Acredito principalmente, que a quantidade de pessoas com quem você fica está mais relacionada com o quão carente você é. Acredite ou não, as pessoas que mais “pegam geral” que eu conheço (inclusive eu), são as que mais tem vontade de encontrar alguém legal que possam levar a sério, o que acontece é que nisso vão pistolando geral e na tentativa desesperada de encontrar alguém vão tentando todo mundo. Hehehe! É como se a gente não quisesse perder tempo e bem aí acabamos perdendo pois não encontramos ninguém e ainda queimamos a cara. Sem contar uma DST básica que pode rolar por aí. Então dicas para as parças piriguetes: podem dar, mas não chupa não heim galeris, e camisinha todo dia, porque pior do que piriguete sozinha é piriguete sozinha e com uma DST básica.

PAM: Você acha que muitos homens não ficam com uma pegadora por “nojinho” ou por medo de ser corno mesmo? Você se sente discriminada? 

Acho que por mais que acabem se apaixonando por uma pegadora, rola um medo de ser corno, ou de ser zoado pelos amigos, no caso de ela ter “fama na rodinha”.

PAM: Você acha que é fácil fazer um homem se apaixonar? Explique. 

Ué, existem homens que se apaixonam fácil, existem homens que não. Que pergunta estranha. Rsrsrs. Tá, na verdade depende do homem: se eu sacar qual é a dele fica mais fácil, mas tem uns que nunca saco nada e aí respiro água mesmo, vai de sentir o que o homem quer, se não sentir já era..

PAM: Por fim, dê alguma dica para aquelas meninas que sempre saem na balada para ficar com alguém, mas que sempre voltam para casa “sem a caça”!  

Há quem diga que quem não tem sorte com homem, não sabe a sorte que tem!

Mas, se mesmo com as contra-indicações estiverem mesmo determinadas a caçarem sua presa, então aconselho que primeiramente decidam o que querem. Se o que quer é aventura pra uma noite, é só usar roupas mais curtas rsrs. Agora se o que procuram é alguém para levar um relacionamento adiante, então aconselharia à manterem os estilos de se vestir que já possuem e continuarem indo à lugares que a música te agrada (digo isso porque facilita encontrar alguém que tenha mais a ver com você), entretanto, tentem usar roupas que te valorizem mais os pontos fortes (as vezes uma cor que fique bem em você já faz toda a diferença) e disfarcem os pontos não tão fortes assim (peça conselhos para uma amiga em que confie). Estar mais bonita, além de chamar mais atenção, deixa sua autoestima mais elevada, e essas duas coisas facilitam a aproximação do sexo oposto. Quanto aos lugares, se os que você costuma ir não andam rendendo nada, tente procurar outros pedindo indicações para conhecidos que tenham o mesmo gosto que você, ou pergunte para nosso parça google rsrs. Aceite mais os convites de conhecidos para conhecer lugares novos porque as vezes conhecemos pessoas legais em lugares que nem imaginamos. E, depois de já estar na balada, procure manter claro na sua mente quem você gostaria de ficar naquela noite, tente se manter por perto, e não dê muito assunto para os caras que não te interessam em nada porque isso só faz afastar os outros caras (inclusive o que você queria na noite), por acharem que você já se “arranjou”, ou que dá mole pra todo mundo. Mas acima de tudo, nunca percam a fé meninas, e lembrem-se que essa luta também é para quem tem coragem de se jogar! Rsrsrs.

A LITTLE LESS CONVERSATION, A LITTLE MORE ACTION!!

Beijo e obrigada ao blog! As vezes leio cada uma por aqui que me sinto até normal rsrs. Fui!!!!!!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.