Crônica para uma virgem:

84

Como sempre, fico muito feliz quando um leitor quer colaborar com o blog, contando a sua história ou seja lá como for. Hoje apresento uma crônica que fala sobre a questão da virgindade e que foi feita por uma pessoa que resolveu esperar pelo homem certo. 

 

Dizem por aí que virgindade, atualmente, é peça de museu.

Bem, eu acho que fui um mausoléu, na linguagem popular, até setembro do ano passado…

Sempre quis que meu marido tivesse o prazer de ser o primeiro, mas é lógico que bati na trave durante essa longa caminhada. Sim, longa, porque perdi a virgindade aos trinta anos.

Alguns namorados tentaram ser os primeiros. “Quê que tem? A gente vai casar… Eu te amo…”.

Não caí na deles…

Como foi a minha história?

Bem, no meu caso teve o fundo religioso, como com a maioria das virgens. Sempre quis casar virgem porque era o que eu acreditava e ainda acredito ser o certo.

Pequei não poucas vezes na minha visão. Tive muitos conflitos dentro de mim, porque com alguns namorados, a sessão de amassos às vezes quase colocou tudo em risco. No fundo eu sabia que eram os caras errados, e que mais cedo ou mais tarde eu pularia fora.

Aquele estalo mágico de “Esse cara é ele”, ainda não tinha surgido no coração…

Culpei-me durante muito tempo, por ter deixado a intimidade atingir aqueles patamares. Senti-me até suja, porque um dos caras, eu chamei gentilmente de rato, por muitos anos. Hoje eu lavei meu coração desse passado… Já perdoei e me perdoei por isso.

Daí veio o meu esposo na parada. Eu com 29 anos, ele com 21. Relutei para caramba. Pensava dentro de mim: o que esse menino quer comigo?

Pensei que ele queria curtir comigo, enrolar uns tempos e depois arrumar uma de 21, quando ele já tivesse 29…

Mas eu percebi com o passar do tempo, que nós havíamos sido feitos um para o outro!

A idade dele era diferente da cabeça ele. Acho que o documento parou no tempo e a mente evoluiu. Quando ele nasceu eu tinha 7 anos! Já estava na escola, lendo, escrevendo e dançando quadrilha!

Ele lá no interior, quietinho se guardando para mim e eu na capital cometendo um monte de burradas!

Quando começamos a namorar ele disse que percebeu que tinha alguma coisa errada. Eu tímida demais, mas ele ficava encabulado: “virgem aos 29 anos? Será?”.

Até que um dia eu contei para ele, e ele afirmou já desconfiar por causa do meu jeito.

Resultado? Ele achou o máximo e com menos de 30 dias já falou de casamento, dizendo estar cansado de meninas de 21 anos sem nada na cabeça. Ele dizia que comigo, se sentia completo, tendo papo, coisas para conversar, afinidades.

E o tempo foi passando. Aquele menino tomando cada dia mais do meu coração.

Se o Roberto Carlos já tivesse criado essa música em 2011 ele diria para mim: Esse cara que você espera há tanto tempo sou Eu!

Rapidamente ele tomou de assalto os meus dias, e eu os dele. Começamos a dividir as contas e fazer os planos.

Eu que nunca tinha viajado com namorado, me peguei indo para o interior conhecer a sogra e dormindo em um quarto só com ele.

Mais pecados cometidos. Os amassos eram, a cada viagem, mais intensos. Hoje eu sorrio da história, mas tive muita crise de consciência.

O que difere do passado? O Amor. Dessa vez eu sentia que estava com a pessoa certa!

Com onze meses de namoro, ficamos noivos e tivemos o desafio de organizar um casamento em seis meses, com quase nada de dinheiro.

Pensei que fosse pirar!

Marcamos o casamento para 27 de outubro de 2012. Data que escolhemos com duas semanas de namoro acredita?

Deu tudo certo!

Mas eu acabei morrendo na praia a um mês do casamento. Pois é, a carne foi fraca…

Durante um dia de reforma no apartamento que moraríamos, acho que o cheiro da tinta me anestesiou e foi ali mesmo no banheiro, no chão, meio engraçado, se não fosse trágico.

Custava esperar mais uns dias mocinha? Meu esposo ficou preocupado com a minha reação depois. Abraçou-me muito, me beijou e disse que me amava, e que eu não valia menos por tudo que tinha acontecido, ao contrário, valia mais, porque havia me guardado para ele.

Sei que fui contra a fé que sempre segui. E que gostaria que minha filha, se eu tiver uma, consiga esperar o que eu não esperei.

Foi bem diferente da noite de núpcias que eu havia sonhado, com o vestido de noiva descendo lentamente, aqueles sonhos de menina. Mas consegui que meu esposo fosse o único em minha vida!

A vida a dois vai muito bem. Completaremos neste mês, cinco meses de casados, e ainda parece que foi ontem, aquela caminhada noturna na pista de cooper…

Eu o chamando de menino, e ele pensando dentro de si… “ela ainda vai quebrar a cara por me chamar de menino e não de homem…”.

Conselho que eu dou às que ainda são virgens?

Esperem, esperem… O cara certo existe, ele está muitas vezes do seu lado, escondido no seu preconceito, no seu medo de tentar, de arriscar.

Ele não diz: Eu te amo enquanto abre seu sutiã. Ele se preocupa com o que você comeu ontem. Ele se preocupa com as suas contas, se você estourou o cartão de crédito. Te leva na emergência quando a cólica chacoalha seu útero como uma máquina de lavar, na função centrífuga!

Meu esposo é assim, mas eu sei que Deus fez para cada panela, uma tampa que dá certinho!

É só abrir os olhos e parar de ficar perdendo tempo com tampas se você é uma tampa…

Sua panelinha está por aí…

Acredite! Vida de solteiro é muito chata! O bom é acordar abraçada com alguém que faz seu coração bater a mil por hora…

Até a próxima!

* Ariana…

Assista: 3 erros ao tentar transar com uma virgem

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.

  • Anonymous

    Deve ter sido um sacrifício trintona sem sexo eu teria medo de acabar virgem a vida toda

  • Anonymous

    Isso acontece com 1 em mil amiga…

  • Anonymous

    rsrsrsrs alguns vão me chamar de cético… maaas, acho que você desperdiçou sua vida para agradar um único cara, que, se deus quiser, não vai querer experimentar a xota da vizinha gostosa…
    Sou homem e sei como eu pensava aos 21 e penso agora aos 26… perdi minha virgindade aos 19 ( em teoria é tarde para homem ) e até os 22 eu ainda era inocente… “trair? to fora!!!” rsrsrs bom minha cara, as coisas mudam muito… pode ter certeza.
    Espero realmente que eu esteja errado, mas acredito que futuramente voce irá se perguntar: “O que eu ganhei com isso?” ou “Quanto prazer eu perdi por causa de uma convicção sem sentido?”…
    bom, te desejo boa sorte e ESPERO sinceramente que esse cara de 21 se mantenha diferente ( será? rs duvido rs ) de TODOS (amigos/conhecidos e etc) que conheço rs

    • …….

      falou merd@ pra caraio

  • Samuel

    Que relato maravilhoso! É bom saber que ainda há mulheres que ponderam as consequências perniciosas de uma vida desregrada. Tua atitude frente á esta questão foi a mais acertada possível e digna de aplausos.
    O que se percebe hoje em dia é justamente o contrário, todos assumindo uma vida hedonista ou fazendo apologia á isto, como se fosse louvável ser uma mulher fútil e dada á promiscuidade, mulheres tentando fazer de sua liberdade sexual um trampolim para o exibicionismo social.
    Ao anônimo acima que afirma tal postura ser um despedício, eu lhe pergunto, desperdício de quê? De frustrações, de desgastes emocionais, de tempo com relações que não levam á nada, de desgaste da imagem, de perda de reputação?
    Meu caro, se você é um homem que preza pela experiência sexual de uma mulher como medida de valor, case-se com um GP ou aquela galinha do bairro que todos já comeram.
    O que ela ganhou tendo uma vida casta? O direito de cobrar respeito. Tá bom pra você?
    Parabéns minha cara! Teu marido deve ser um homem muito orgulhoso pela tua postura.

    • E se fosse crônica de um virgem? vc iria achar desperdício Samuel?

      Eu mesma acho lindo homens virgem, ou que tiveram poucas parceiras, até porque eles aprendem bem mais e acabam melhores que os metidos a comedores que acham que sabem tudo e acabam não aprendendo nada hehehe

    • Samuel

      Não, porque acharia? O celibato não é uma tarefa fácil, e um homem que decide se preservar, por motivos de forte convicção, merece meu respeito também.
      A questão é que mulheres, no geral, não valorizam homens virgens ou castos. Medem o homem pelo sucesso que ele faz sexualmente, e miram justamente os que mais relacionamentos conquistam.
      São poucas, como você afirma ser teu caso, que dão preferência á homens de conduta sexual mais casta.
      Mas, me diga, virgens e castos aprendem o que e com quem?

    • Anonymous

      Imbecil, GPs cobram por sexo! Não fazem pq sentem algo pelo cara! Mulheres que transam muito, e o fazem sem cobrar não podem ser comparadas com prostitutas sua anta!

    • Anonymous

      Respeito pelo quê idiota? Por uma membrana intacta?
      Por vezes a fdp fodeu meio mundo de pessoas, é arrogante, cínica e só pq tem uma membrana intacta pode cobrar respeito?
      Que bobagem sem tamanho!

    • Só quis dizer que geralmente os homens com menos experiência são mais dispostos a aprender o que a gente gosta, justamente por se acharem menos e isso está ligado inclusive a insegurança, que tem o seu lado positivo de fazer a pessoa achar que sempre pode fazer mais e melhor, e pode acabar fazendo mesmo hehe. Homem que é muito metido a comedor geralmente acha que já sabe tudo,se acha o gostosão fodedor e acaba decepcionando, até porque cada mulher é uma mulher, e muitos “comedores” tratam todas como se fossem iguais e gostassem das mesmas coisas e acabam decepcionando.

    • Mika

      Samuel,
      Não estou desmerecendo o feito da moça, mas também não dou a isso o mesmo valor que você.

      Há mais de 60 anos, minha tia desfez o casamento três dias antes da cerimônia porque descobriu que o homem, de quem estava noiva há 2 anos, tinha vivido alguns anos com uma mulher em outro estado. Já pensou se ela tivesse entregue a virgindade a ele alguns dias antes? (Bom, se entregou, ninguém nunca ficou sabendo…) O que eu sei é que essa mulher chorou 2 anos seguidos por isso.

      Acredito que a opção pela virgindade antes do casamento é puramente religiosa. Se a pessoa quer, ótimo. Mas, se ela prefere dar antes, ninguém pode condenar (está dando o que é dela, certo? rs). O que não se pode fazer é comparar. Depreciar aquelas que não aceitam a imposição religiosa da castidade, rotulando-as de promíscuas, interesseiras ou detentoras de caráter duvidoso não passa de generalização grosseira. Não estou dizendo que não existam mulheres assim, mas associar a perda da virgindade com a perda dos valores morais é transformar em verdade uma visão simplista e preconceituosa.

      Não há relação direta entre castidade e moralidade, embora muitas vezes possam andar juntas. Já conheci inúmeras mulheres não virgens de grande caráter. E também já conheci mulheres que achavam que castidade se resumia em manter intacta uma simples membrana, mas podiam masturbar o namorado, gozar nas coxas, fazer boquete e tomar no toba…

      Também não vejo relação entre a virgindade e a experiência de vida de cada um. Qualquer mulher, virgem ou não, está sujeita a frustrações e desgastes emocionais de todo tipo, principalmente oriundas de relações que não levam a nada (estou usando suas próprias expressões propositalmente).

      A castidade prévia não é garantia de um melhor critério de escolha do par, nem de felicidade até que a morte os separe, ou de que não haverá traição de qualquer uma das partes, de que será mais respeitada pelo marido, nem de que irá tratá-lo melhor do que a mais experiente o faria. Qualidades como caráter, companheirismo, afeto, respeito, generosidade, amor, paciência, podem ser encontradas em qualquer ser humano; e elas sempre vêm acompanhadas de história pregressa, um apanhado de erros e acertos, dores e alegrias.

      A esmagadora maioria dos homens que procuram uma virgem pra casar valoriza mais a ausência de experiência da moça do que as afinidades que possuem (e essas é que farão diferença depois da lua de mel). Não se dão conta de que uma mulher dessas lhes exigirá a mesma força de vontade e princípios que não se importaram em respeitar quando estavam solteiros. Quem se casa com uma virgem terá de comer da mesma panela o resto da vida. Mas quantos estão dispostos a isso?

    • Anonymous

      “O que ela ganhou tendo uma vida casta? O direito de cobrar respeito”
      Ai tenha dó desse comentário né? Primeiro que tanto homens quanto mulheres, estando em um relacionamento, devem se respeitar mutuamente independente da pessoa ter sido o demo no passado… quem vive de passado? pessoas que se prendem a passado não vivem o presente e jamais terão futuro! Acho que a pessoa (como ex: a menina) respeitando o cara no relacionamento, não importa se ela foi uma GP ou não! Já imaginou a tragédia se só merecer respeito os castos? kkkkkk

    • Samuel

      Anônimo 16 de março de 2013 19:34, porque não podem? Talvez não cobrem diretamente, mas existe um custo, que é até maior que com um GP, dependendo da rodada em questão. Obrigado pelos elogios, tua mãe vai muito bem … hahahaaaa

    • Samuel

      Anônimo 16 de março de 2013 19:38, respeito pela conduta, reputação e comportamento. Não pela membrana, mas pelo significado que há na preservação de seu estado puro.
      Você conhece a mulher em questão? O tratamento e forma como lida com pessoas no seu convívio diário não está em questão aqui.

    • Samuel

      Luiza, entendi o seu ponto. E concordo. Mas da mesma forma que toda mulher é uma mulher, todo cara é um cara. Vai de cada um. Mas creio que o que está afirmando se dê mais em relações casuais ou curtas, onde não há ainda uma interação mais íntima entre o casal e não se moldaram entre si.

    • Samuel

      Mika, sabe porque eu dou valor á isto? Porque é uma guerra contra si, uma guerra contra a carne e suas paixões. São pouquíssimas pessoas que conseguem, de forma tenaz e firme, tendo a oportunidade de se embebedar nos prazeres do sexo, manterem alinhados com seus propósitos. Porque eu então seria egoista o suficiente para não aplaudir? Eu não consigo, você também não conseguiu.
      Não é pela ausência de experiência sexual que um homem procura uma virgem para se casar, mas por motivos diversos. Se algum homem o faz por tais motivos, está errado, mas ainda assim se beneficiando do estado da mulher.
      Em momento algum eu depreciei mulheres que transam antes do casamento e nem o faço. O que eu condeno e taxo como promiscuidade é a atividade sexual serial, onde mulheres vivem uma constante troca de parceiros, independente de casuais ou namoros sucessivos, e estas sim, são inviáveis, por simples constatação, para relações sérias.
      E sim, castidade é um quesito fundamental para a escolha de uma mulher com quem constituir uma relação séria. É fundamental para o homem que saiba exatamente o que houve na vida sexual pregressa da mulher com quem irá se relacionar seriamente.
      Você pode ter conhecido inúmeras mulheres não virgens de bom caráter, não duvido, pois eu também, mas nunca conhecerá uma mulher promíscua de bom caráter. E entenda por promíscua mulheres com um perfil sexual serial.

    • Samuel

      Anônimo 17 de março de 2013 10:17, seu comentário é de uma ingenuidade sem tamanho. Se for homem, creio que nunca se envolveu com uma mulher de passado agitado/rodada, se for mulher, está mais perdida que cego em tiroteio.

    • É nisso que você é extremamente preconceituoso e sexista :
      “Você pode ter conhecido inúmeras mulheres não virgens de bom caráter, não duvido”
      Você dúvida, sim! Só não quer ser vaiado. Para você,essa mulher está a um passo de chifrar e trair. Pensamento básico de todo masculinista. É, o discurso é mesmo. Dá para reconhecer, honrado guerreiro de R$1 real.
      “pois eu também, mas nunca conhecerá uma mulher promíscua de bom caráter.”
      Só uma mulher promíscua é que não tem bom caráter. Um homem, na sua teoria tosca, está sendo apenas homem. Deixa-me lembrar que é impossível só um gênero de uma espécie seja promíscuo e outro não. Ou seja, se o homem é promíscuo, a mulher é …
      Não dou um prêmio para você, se adivinhar.E assim, se usa a natureza para justificar bobagens. Foi o que os colonizadores disseram dos negros :”não são iguais a nós”.

    • Samuel

      Não estou sendo sexista, e nem me permito ser. No contexto da discussão, estávamos falando de mulheres, OK? Eu reconheço a face obscura e maléfica que há no homem, não tenha dúvidas.
      Eu realmente não duvido da existência de mulheres com caráter. Vou te dar um exemplo. A mulher que eu namorei por mais tempo, não era virgem quando á conheci. Já havia tido outros parceiros, ficamos e transamos no mesmo dia. E eu não á julguei naquele momento, simplesmente á fui conhecendo e passei á admira-la com o tempo, além do respeito que tinha por ela, e isto foi muito fácil de acontecer pois ela tinha um forte caráter, apesar de ter tido parceiros anteriores á mim. Não é por que deu de 1ª que é uma safada, há casos e casos. E eu conheço sim mulheres que não são virgens e que tem um puta carater. Não é por medo de vaias, afinal não busco aplausos de ninguém, falo o que quero e se quiserem me bater depois, que o façam, mas aguentem também. ahahahahhahaaa
      Não vejo desta forma. Mulheres, assim como homens, podem trair por motivações diferentes entre generos, mas não creio que toda mulher tenha esta conduta. É um radicalismo sexista sem precedentes.
      Mulheres promíscuas de alta rotatividade sim, estas traem mesmo. É um fato. Mas homens altamente promiscuos também traem. Isto é de conhecimento público, não sou eu o único á afirmar.
      Não me chame de masculinista, pois não sou. Eu tenho sim um grande conhecimento desta ” filosofia da Real “, já participei de blogs e comunidades que pregam esta filosofia, mas discordo de alguns pontos, principalmente no radicalismo e misoginia de alguns.
      Creio que muitos homens de mentalidade fraca utilizam esta filosofia da real como uma muleta psicológica pra justificar pra si mesmos seus fracassos amorosos, e isto é um erro.
      Minha teoria tosca também condena a promiscuidade masculina, não sou complacente com isto. Mas esta é uma questão interessante, já que mulheres miram justamente tais homens. É uma atração instintiva, e com forte apelo emocional á elas, e tanto admiram tal comportamento que o querem imitar, mas sem levar em consideração que homens, homens mesmo, não afeminados, não suportam mulheres promiscuas, não se agradam de terem mulheres assim, não admiram mulher rodada, pelo contrário, causam asco. Podemos até transar com elas, mas não assumir relações sérias com elas. E você vem me culpar por isto?
      Me admira você, que segue o Silvio vir afirmar como bobagens tais questões sérias e forte impacto social.

    • Esse exemplo que você deu é que nem aquele papo de “não tenho homofobia. tenho até um amigo que é gay e que trato COMO SE FOSSE IGUAL A MIM”. Como se fosse não é ser igual. Entende?
      “Não é por que deu de 1ª que é uma safada, há casos e casos.”
      Preconceituoso, só não enxerga quem não quer. Me responda, há como chamar um negro de macaco sem ser racista?

      ” já participei de blogs e comunidades que pregam esta filosofia, mas discordo de alguns pontos, principalmente no radicalismo e misoginia de alguns.”
      E ficou com muito desse lixo internalizado em você. Entenda, se o masculinismo fosse realmente o movimento que se propõe a ser, nem falaria nada. Mas, não é. É só um grupinho de gente misógina,preconceituosa e em sua maioria racista.

      ” já que mulheres miram justamente tais homens. É uma atração instintiva, e com forte apelo emocional á elas, e tanto admiram tal comportamento que o querem imitar”
      Isso só confirma o que eu disse. Aposto que você nunca parou para se questionar. Pessoas só imitam em dois casos : quando elas não são e querem ser; quando elas são e querem ser. Mulheres são promíscuas por natureza. Biologia pura. Some isso a uma pessoa que nunca teve liberdade, e bummmmmmmmmm!! Sabe o ditado :”quem nunca comeu melado se lambuza até o pé”. É atração instintiva, mas, muitas coisas são instintivas e nem por isso, são boas. O fato do homem não assumir essa mulher é instintivo também : “não saber se ele é mesmo o pai”.
      Ninguém pede para um homem ficar com uma mulher que gosta de ter múltiplos parceiros, mas taxá-la de mau caráter é o fim da picada sim. Nosso caráter sempre está aliado ao modo como nós, mulheres, exercemos nossa sexualidade e o fato de termos de enfrentar toda uma onda de violência por causa disso. Dúvida?
      Ok!
      Ser chamada de vadia não agrada ninguém;
      Ser estuprada levar a culpa por causa da roupa também não;
      Ouvir que se você não se guarda, se não vive como os homens querem , então, você não é nada, muito menos;
      Apanhar na rua por você ser prostituta e ver que os caras vão sair impune por causa disso também não;
      Ouvir que sua única função é a função sexual e que por isso, você deve agradecer por que os homens tem fogo, menos ainda.
      E depois de ter dito isso, Samuel, você afirma não ser sexista?

      Sigo o Sílvio para ler as bobagens que ele postava por lá. Mas, é bom até tirar para não ser confundida com você. Jogue meu nome no Google, e você verá as minhas opiniões sobre o assunto.

    • Samuel

      Homofobia? Racismo? Vixe … olha a patrulha politicamente correta. Nem vou entrar nesta discussão.
      Não, está errada. O masculinismo é um movimento sério, mas há dentro do movimento alguns homens tendenciosos e mal intencionados. Usam de retórica apenas para justificarem seus fracassos e frustrações amorosas e conseguir assim, platéia, o que faria com que seus egos, de uma outra forma, fosse inflado. Mas não são todos. E é um movimento necessário, com boas idéias e que ajuda muitos caras á saírem desta ilusão romântica á respeito de mulheres.
      Não há qualquer lixo em meu pensamento. Muito do conhecimento que adquiri foi prático, talvez a maior parte. Além do mais, tenho um certo conhecimento sobre psicologia, já que estudei sociologia, e muito mais foi agregado então, principalmente questões emocionais e comportamentos de grupo.
      Pessoas imitam também por coação social. Aderem á determinado comportamento por pressão do grupo ao qual fazem parte. um grupo de biscate sempre martela na mais recatada para que esta seja também uma, assim eliminando várias possibilidades desta se destacar positivamente entre elas.
      Mulheres não são promíscuas por natureza, mas por uma série de fatores não biológicos, e sim sociais. mulheres lucram com promiscuidade, e há quem lucre muito mais, por isto ás incitam deliberadamente e até afirmam modelos femininos promiscuos como ideais. Já deve ter lido muito isto em sites masculinistas que frequentou só pra causar alvoroço, mas sexo pra mulher é uma moeda de troca.
      Mulheres se tornam, isto quando já não há uma má formação de caráter, em pessoas piores quando assumem uma vida hedonista. nunca conheci uma mulher altruísta, benevolente, capaz de auto sacrifício e com fortes convicções éticas e morais que fosse promiscua, e isto pode ser aplicado á homens também, mas a promiscuidade nos afeta em menor grau e numa proporção de tempo maior.
      Então tenha boa reputação. Não conheço mulher de conduta ilibada que seja taxada de vadia. onhece algum homem que não consuma bebidas alcoólicas que é chamado de pinguço?
      Estupro é uma fatalidade que acontece com a especie humana. Homens também são estuprados, não é uma exclusividade de mulheres.
      Infelizmente, quanto á questão da sua reputação perante homens, isto nunca será mudado. Uma mulher promiscua não faz por merecer ser tratada como casta. Pelo contrário, fazem questão deste tratamento quando fazem alarde de seu comportamento erroneo e inconsequente para consigo mesmo.
      Prostituição? Até isto defende? Vou parar por aqui. Qual a sua intenção? Me convencer com estes argumentos marxistas ou apenas mostrar que é chorona e quer uma cota-vadia pra baladas caras?
      Eu disse tudo o que escreveu? Ah sim, provavelmente você lê a Bíblia e cita o Alcorão.

    • Este comentário foi removido pelo autor.

    • Não sei por que Samuel insiste nessa missão de ” conscientizar” os homens acerca dos perigos de namorar uma mulher ” vadia”. Sinceramente chega a ser patético. Se você não curte namorar mulheres que tenham determinada conduta sexual, é um direito seu. Está no seu direito de escolha. No entanto, viva e deixe viver.

      Não não existe razão alguma para você falar com tanto rancor desse forma de conduta feminina. Até porque fora apelar para o estigma, você nunca conseguiu demonstrar o porquê de uma mulher não puder fazer sexualmente aquilo que você mesmo faz e nem vem com esse argumento de que o homem tem uma carga hormonal maior que a da mulher e, por isso, poderia se comportar dessa ou daquela forma porque, quando você diz isso, está tão somente acreditando em uma tese científica que é mais conveniente a você. Ademais por que tanta preocupação com a conduta alheia? Não vejo sentido lógico para isso. O único sentido que justifica você está tão engajado nessa missão é a sua cabeça fechada mesmo, seu machismo nu e cru.

      Vou dizer uma coisa aqui que eu nunca disse a você. Você gosta muito de ser o cheio de opinião, mas amarelou com um gay que postou um comentário aqui em um texto e, caso você queira dar uma de esquecido, de desentendo sobre qual seria esse texto, aqui vai o link para refrescar a sua memória: http://www.pergunteaumamulher.com/2012/11/entrevista-com-um-hiv-positivo-um.html.

      O cara tirou onda com a sua cara e certamente você viu aquele comentário, mas por medo, porque amarelou até ficar amarelo ouro, não falou nada. Ficou com a língua socada na viola. Ora, você não é o cheio de opinião, por que não fosse rebater o que ele disse? Antes o deixasse sambar na tua cara de salto 20. Quer dar uma de machão, mas amarela até com um gayzinho metido a entendido. Sinceramente eu esperava que você dissesse alguma coisa. Mas preferiu se omitir para permanecer na sua zona de conforto, não quis se insurgir contra preconceitos socialmente instituídos porque simplesmente ficou se pelando de medo. Cê só canta de galo para o lado de mulher. Mas não tem coragem de cantar de galo nem para o frango… Veja como são as coisas…

    • Eu citei o Alcorão? Nunca o li!
      E quanto ao politicamente correto, não entre mesmo nessa discussão. Até por que, para quem também segue uma cartilha de comportamento – a do politicamente incorreto – você não pode falar de ninguém. Qualquer uma que não se comporte como você quer é chamada de vadia pra baixo, e aí, cada vez mais baixo, e mais baixo, e mais baixo…

      “E é um movimento necessário”
      Deveria ser preocupar com muito mais do que ilusões amorosas. Deveria repensar o papel do homem na sociedade, na família e em geral. Vejo caras com muita autonomia, com toda disposição, mas que em casa são uns bananas que deixam tudo na mão da mulher. Sequer sabem se cuidar sozinhos, alguns não sabem nem marcar uma consulta médica sem ter a nova mamãe – a mulher – para fazer isso. Não criam os filhos, não se envolvem com a casa, não fazem porra nenhuma e só querem ser reis do castelo. Deveriam se preocupar com o fato de que há homens aí fora morrendo por colocam o ego em primeiro lugar, ao invés de procurar um exame de prostáta para fazer. Deveriam ser preocupar em mostrar como um homem pode resolver seus problemas sem apelar para a violência o tempo todo. Deveriam ensinar um homem que existe de tudo : ex-marido, ex-mulher,ex-namorada,ex-noiva,ex-patrão, mas nunca, nunca, em hipótese alguma que existe ex-filho. E que pensão, se dá para os filhos independentemente do quanto você queira matar sua ex-mulher. Falam tanto que as mulheres ficam com tudo depois do divórcio. Quantos pais você conhece que eram pais presentes antes do divórcio e agora mandam esse papo manjado agora? Deveriam ensinar um pai a ser pai não só depois da separação, exigindo guarda compartilhada. Mas, antes da separação também!

      Conhece alguma espécie onde somente um dos lados é promíscuo? Meu pouco conhecimento de biologia me diz que não.
      Estudou sociologia? Ok! Pode me jogar todo o seu currículo de estudioso do Google na cara, que eu não tô nem aí!

      Ainda tentando entender como você diz que respeita os direitos de uma pessoa e fala assim de uma mulher que não se comporta como você quer. Queria saber : se mulher não gosta de sexo, por qual motivo ainda se exerce tanto controle sobre sua sexualidade? Explica aí, Freud do Google!

      http://evolucionismo.org/profiles/blogs/por-que-darwin-ignorou-a

      http://descobreabiologia.blogspot.com.br/2011/10/mutilacao-genital-feminina-mgf.html

    • Parabéns! Acabou de chamar todas as mulheres de prostitutas enrustidas!
      Infelizmente, algumas mulheres fazem isso mesmo, usam sexo como moeda de troca ao invés de enxergá-lo como ele tem que ser visto. Mas, muito mais pela visão machista do sexo e pelo desequilíbrio que elas mesmas tem. E os homens que aceitam isso não são menos que elas.

      Frequentava por achar que tinha algo realmente de bom. Mas vi que era mais do mesmo. Nunca causei alvoroço. Tenho minhas opiniões e as coloco claramente. Não me esquivo como você, no entanto, respeito quem vive diferentemente de mim.

      Exatamente, não conheço um homem que é chamado de vadia e tem sua moral, honra e respeito prejudicados por isso. Por qual motivo? Pelo fato de que a sociedade em geral, e você está nisso, acha que tá tudo bem. Que é legítimo, mas mulher nenhuma tem instinto sexual. É só moeda troca. Instinto! Instinto!! Sabe o que é instinto, biólogo do Google? Sabe porquê eu tenho um clitóris?Sabe o que ele faz?

      A promiscuidade afeta em menor grau :

      afeta no grau de que você podem fazer filhos e sair correndo; podem fazer sexo e não ser taxados de vadia; podem separar amor de sexo à vontade que não vão sentir o peso de um dedo apontado para vocês;podem fazer sexo mesmo que o outro lado não queira/esteja dormindo/esteja chapada – aliás, isso se chama estupro. Mas, na cabeça de muita gente é ser homem.

      Não conheço uma pessoa que chame um negro de macaco sem ser racista. Eu acho que você ainda não entendeu o que eu disse. Mais uma vez, você vê a promiscuidade masculina como algo legítimo. Então, um homem será sempre honrado mesmo que seja uma : puta arrombada de Br-101. Desculpe, odeio esses termos tanto para mulheres quanto para homens,mas você só entende essa linguagem. Mas, uma mulher, ah…pobre mulher, essa será uma bandida. Jamais terá um pingo de humanidade. Discurso nojento e meloso!

      As razões, as desculpas, o incentivo social -sim, a sociedade incentiva o estupro- e tudo o mais que envolve o estupro feminino é muito mais relacionado ao controle que os homens acham que tem do corpo feminino. Homens são estuprados em geral quando em zona de guerra. Mulheres nem mesmo precisam estar em uma. Sabia que a cada 15 segundos uma mulher é estuprada?

    • Até animais merecem respeito. Para você, só mulheres castas merecem respeito. Respeito é para seres humanos e não para pessoas que se comportam somente pela sua cartilha.

      Eu defendi prostituição? Quando, onde e como? Meu caro, nunca vi forma mais vil e baixa de se submeter ao homem. Mas, é você que diz que mulher usa sexo como moeda de troca, provavelmente “”por não gostar da coisa””. Você chamou as mulheres de prostitutas. Eu apenas defendo que mulheres que se prostituem devem ter sua integridade física e psicológica intactas por mais que eu odeie o que elas façam.

      ENTENDA , O QUE VOCÊ APRENDEU NOS MASCULINISMO É LIXO E PONTO FINAL. NÃO CORRESPONDE A VERDADE ABSOLUTA! ACEITE QUE É UM ERRO. CASO CONTRÁRIO, VOCÊ AINDA ESTARIA LÁ! SABE QUE É ERRADO PORQUE É ERRADO!
      Argumentos marxistas?
      O que é um argumento marxista?Eu conheço pouco de Marx, o que no meu discurso é marxista? Até onde, eu sei, eu sou capitalista, já Marx…

      O homem da cartilha de comportamento….ai,ai,ai. Não sou chorona,caro reaça! Apelar como você apela é que é chorar! Qual o prazer em chamar de vadia, de biscate, de rameira quem nem mexeu com sua vida, se isso não for por puro despeito. Se for para dar uma de teórico de botequim, então, creio que isso tudo seja a inveja do dom da reprodução que as mulheres tem. Como vocês sobraram, então, fazem de tudo para controlar as mulheres. Sabe qual o nome disso?Frustração! E EU ESTOU TE FUDENDO PARA O QUE VOCÊ PENSA DE MARX,BABACA!! Não frequento baladas, e mesmo que frequentasse, não precisaria de cota alguma. Eu trabalharia para pagar minha entrada e até mesmo a sua. Para você refrescar a cabeça. Após descobrir que a Universidade do Google não diploma ninguém, frustadinho!

    • Se eu estou enganada, não foi você que disse que a única função da mulher é abrir as pernas? Seja para um macho ou para parir o filho dele. Que deveríamos agradecer a promiscuidade masculina, pois nós não teríamos função no mundo sem isso? Deu para notar que você só canta de galinha com mulher mesmo! Uma rola para você então. Tipinho que eu mais detesto!

    • Samuel

      A/C Fabíola.
      Ahhh assim que eu gosto! Com 02 mulheres é sempre melhor … Já estou quase um Mr. Catra! Sahuuhsuhauhuashu
      Fabíola, eu não sou o Messias, eu não salvo! É apenas uma discussão de idéias e eu exponho minhas experiências e quem quiser aceitar, ótimo, quem não quiser, ótimo também.
      De novo te pergunto, você leu aquela pesquisa que te enviei? Não é a sua resposta, já até sei. Então o que vamos discutir aqui?
      Fabíola, sem apelação. Eu debato idéias com quem considero tem alguma. O que vou discutir com alguém cujo único argumento é o ataque? O cara, por ser homossexual, se julga além de críticas. A intolerância é a máxima seguida pelo ativismo homossexual e sua tropa de choque acéfala e pau-mandada. Tolerante é o que eu, heterossexual, devo ser, e não criticar o fato do entrevistado irresponsável e inconseqüente declarar a Aids como uma doença qualquer e simples, como uma gripe ou até mesmo diabetes. Claro que é simples ter Aids pra um homossexual hoje, ele tem toda assistência do Estado, que paga o seu coquetel com o meu dinheiro heterossexual. E eu tenho de ficar quieto, segundo o gay histérico, e aceitar pagar esta conta numa boa.
      Eu acredito que toda opinião possa ser dada, acredito na liberdade de expressão, mas determinadas opiniões só podem serem afirmadas caso haja uma boa renda destinada á pagar um bom escritório de advogados. Hahhaa E eu não estou rasgando dinheiro ainda.
      Além do mais, o que ganharia com uma discussão com um gay ativista, que independente de ser gay, é retardado? talvez o mesmo que o Pr. marcos Feliciano, e eu dispenso. Não tenho os recursos dele nem a estrutura que o cerca pra comprar esta briga, que pra mim não é útil nem me dará retorno financeiro.

    • Mika

      Samuel
      Finalmente arrumei um tempinho pra responder seu coment de 18/03, 16:30. Ando muito ocupada ultimamente…

      “Eu não consigo, você também não conseguiu.”
      Como não me recordo de ter comentado qualquer coisa a respeito da minha vida pessoal, tenho que perguntar: Qual o sentido dessa frase? Exatamente o quê eu não consegui?

      “Se algum homem o faz por tais motivos, está errado, mas ainda assim se beneficiando do estado da mulher.”
      Se esse homem está errado, que estado seria esse do qual ele se beneficiaria?

      “…mas nunca conhecerá uma mulher promíscua de bom caráter. E entenda por promíscua mulheres com um perfil sexual serial.”
      Parece que, novamente, você está confundindo castidade com virgindade, e fazendo correlação direta entre sexualidade e caráter, dois termos independentes. Todos nós já conhecemos inúmeras mulheres virgens, de todas as idades, com e sem caráter. Entretanto, nunca vi uma adulta casta no sentido mais amplo da palavra (não falo somente do aspecto sexual). O que se pode depreender disso? Que, ao contrário do que você argumenta, uma virgem é somente isso, e não necessariamente possuirá as qualidades que você insiste em associá-la. Da mesma forma, a atividade sexual serial não denota, invariavelmente, falta de caráter.

      “Em momento algum eu depreciei mulheres que transam antes do casamento e nem o faço.” Pela forma como costuma se expressar, parece difícil sustentar essa frase. O que dá pra perceber é a sua grande dificuldade em admitir que essas mulheres “pouco rodadas” são a regra e não a exceção. Todo o tempo aponta seu dedinho inquisidor como se o universo feminino estivesse divido em 0,01% de santinhas e 99,99% de putas. Porque faz questão de ignorar essa maioria que não é nem oito nem oitenta, que optou por não ser santa, mas do ponto de vista da frequência sexual está muito longe das GPs? Julga que elas têm menos força de vontade e caráter do que aquela que conseguiu se manter virgem até os 30? E porque acha que esse esforço deveria ser o objetivo primordial de qualquer mulher? Porque o gênero masculino, ou mesmo a igreja, deveria ditar o que é certo ou errado em relação ao comportamento e à sexualidade feminina? Porque precisamos dessa atitude paternalista de uma sociedade falida, e da hipocrisia dogmática de religiões que só querem controlar o pensamento e a razão de uma massa inculta?

      É natural que você pense e aja como homem. O que não se pode esperar é que nós pensemos como vocês, como se fossem donos de uma verdade histórica, imutável, absoluta.
      De mulher, mesmo, não entende nada, e certamente nunca irá entender, porque não vive na pele de uma. Só porque se deitou com 30 delas (só estou chutando um número!) acredita que formou uma boa amostra do universo feminino. Fala como especialista, mas possui uma visão totalmente míope em relação a nós. Jamais conseguirá compreender a magnitude da violência física, sexual e emocional por que passam centenas de milhões de mulheres mundo afora. E não adianta justificar afirmando que homem também sobre violência desse tipo, porque é óbvio que nada pelo qual o gênero masculino passe, pode se comparar ao que as mulheres sofrem desde o início dos tempos.

      Essa postura retrógrada não presta favor a ninguém. Pelo contrário, apenas semeia segregação e preconceito em cabecinhas fracas que precisam de uma liderança dizendo-lhes o que fazer e pensar a cada passo que dão.

      Abç.

    • Entendi, Samuel, seus motivos. Agora a grande pergunta: no que é que criticar exaustivamente a conduta das mulheres te traz em termos financeiros? Cê tá querendo publicar algum livro sobre o tema e veio aqui tentar angariar fãs, notoriedade para já ter a quem vender seu livro? rsrsrsrs Se for isso, faz uma dedicatória para mim. Eu sei que você me ama! kkkkkkkk

      Logo o Mister Catra… agh!

      Cê agora ganhou uma interlocutora de peso: a Joanne…

    • Confesso que não li ainda essa sua pesquisa. Mas um dia leio…

      Ah, Samuel, e se seu propósito for realmente escrever um livro, por favor, permita-me lhe sugerir um nome: ” O homem nasce bom, as mulheres é que os corrompe”. rsrsrsrrsrs Porque, né, sua filosofia de vida é praticamente essa…rsrsrs

    • Samuel

      Que bom que pelo menos isto entendeu e não vai me exigir mais e mais argumentação Fabíola. Eu não critico a conduta das mulheres, mas de uma parcela delas, as espertinhas, que visam tão somente lucrar com uma vida desregrada passando-se por mulheres ideais para relações sérias. Acredito que você e muitas outras ainda não entenderam a mensagem que eu quero passar: Transparência! É só isto, que se assumam os perfis, que venham para a luz pra que eu veja com quem estou lidando. Só isto, nada mais. Não quero convencer nenhuma mulher á deixar de viver como quer viver, ou induzir homens á acreditarem no que acredito, mas que crie-se apenas uma consciência incrédula e cética. Percebe?
      De novo você com esta conversa de livro. Acho que se eu publicasse um livro, que na verdade seria apenas um compêndio de pesquisas científicas comportamentais e considerações minhas á respeito, além de muito extenso, não conseguiria uma editora para publicá-lo. Não há espaço midiático para qualquer matéria á respeito de críticas ao feminino. Atualmente, só o homem erra. E nós somos os culpados por todos os males do mundo.
      Porque de peso? Ela é gordinha? Hahahaaaaa Eu vou respondê-la, mas preciso de mais tempo pra rebater tanta argumentação em tantas áreas diferentes. Fugiu totalmente do foco, uma tática de desinformação bem utilizada por esquerdistas.
      Não, o nome do livro, amor da minha vida, será
      ” Desmistificando o conceito Fabíola ” !!! shashasahusahushuhuasha

    • Não entendi o que você quis dizer com conceito… Na verdade, não entendi o alcance do significado dessa palavra dentro da sua frase… Dá para explicar, por favor?

      De peso, porque ela é tão cri cri quanto você…

      Ah, cê vai escrever tipo uma biografia sobre mim? Só não vale dizer que eu correspondia ao seu amor virtualmente platônico por mim, tá. rs

    • ” Desmistificando o conceito Fabíola”… Só pode!

    • Samuel

      Mika, o que quis afirmar é que não conseguiu, ou não quis e é um posicionamento que diz respeito apenas á você, preservar-se para o casamento. Sim, você já comentou á respeito de sua vida pessoal.
      Este homem se beneficiaria do estado de castidade sexual de sua mulher, do estado emocional/psicológico sem traumas gerados por uma vida onde houveram vários parceiros, o que é ideal para uma relação sadia.
      Não estou confundindo castidade com virgindade. Há uma correlação, porém pode sofre dicotomia. Explico. A castidade é o estado puro, onde preserva-se tanto a virgindade quanto ausência de relações. Virgindade seria o termo aplicado ao estado físico de tal mulher. Concorda? Pois bem, uma mulher pode ser virgem e não casta, podendo ser virgem apenas da vagina, e já ter efetuado outras práticas sexuais. Seria então uma mulher não virgem?
      Não, tecnicamente, seria virgem de castidade comprometida. Mas considerada virgem, uma vez que virgindade, no seu aspecto mais preciso, diz respeito á órgãos sexuais, e bumbum, boca e mãos não são órgãos de função sexual, se aplicarmos pura biologia.
      Sim, o exercício da sexualidade é comportamental, além de reprodutivo. E tudo o que é comportamental, dentro do contexto das ações humanas pode ser vinculado ao caráter, independente de haver falhas neste caráter ou este estar corretamente construído.
      A virgindade em si, não determinará se há um bom caráter ou um mau caráter. Seria como afirmar que todos que possuem um cérebro tem a mesma capacidade intelectual. Não há como condicionarmos, mas o uso que fazemos da sexualidade sim, isto determina seu comportamento baseado num conjunto de valores.
      Nunca conheceu uma adulta casta? Bom, a questão é que mulheres não se tornarão piores por transar, assim como homens não se tornaram piores por transar. O sexo em si não torna alguém pior ou melhor. Tem uma finalidade, claro, e você sabe pra que serve. O que eu digo, me baseando na psicologia comportamental, é que sexo feito de forma deliberada, com trocas seriais de parceiros, corrompem o caráter e tornam esta pessoa, e mulheres num percentual e intensidade maior que homens, em uma pessoa com forte carga emocional/psicológica nociva, á si e aos com quem se relaciona.
      Sim, eu sei que mulheres pouco rodadas são a regra, e que mulheres promiscuas são em menor número. Quando afirmei o contrário?

    • Samuel

      Eu acredito que uma mulher que quer se preservar virgem para o casamento tem sim grande força de vontade, mas não afirmo em momento algum que isto indique maior convicção moral e maior caráter. E não acredito que isto deveria ser o norte de mulher alguma, apenas admiro quem tem tenacidade para o fazer. Por que não o faria? Eu acredito na filosofia judaico cristã, e esta filosofia prega justamente isto como o correto á fazer. Mas a liberdade sexual de cada um é de cada um.
      Ora Mika, não sejamos ingênuos nesta questão. Homens e a Igreja Católica estão impedindo as mulheres de transarem e encher a cara até vomitar só Vodka e água de côco? Onde?
      Eu sou á favor de um código moral e ético de conduta. É isto que nos diferenciam dos bonobos e espero sinceramente, que consigamos manter certa dose de moralidade e pudor nesta sociedade cada vez mais sabotada por desejos femininos inconseqüentes e irresponsáveis.
      Sociedade falida? Onde? Nunca na história da humanidade alcançamos tal desenvolvimento, seja em quais áreas forem. Há o que fazer? Há, mas com certeza mulheres que estão mais ocupadas em salões de beleza, gastando com maquiagens e vestidos curtinhos pra balada, afim de arrumar um cafa pra dar a noite toda, não estão muito preocupadas em fazer.
      Não insulte os dogmas religiosos se não os compreende. A Igreja Católica, e não sou católico e afirmo pra que saiba, tem um papel fundamental e de extrema importância na amarração da moralidade, ética e boa conduta social. Se não é agradecida por ter nascido em uma país que foi construído justamente sobre valores que esta ” maquiavélica e opressora Igreja” prega, se não está de acordo com toda a sua liberdade, garantida constitucionalmente, o que diria se estivéssemos sob a égide do Islã?
      Claro que é natural que haja e pense como homem e nem quero que assuma meu pensamento. O que busco é transparência nas relações entre gêneros. E para ambos.
      Eu gosto de debater contigo. Ao contrário de alguns que se manifestam aqui, é inteligente e tem boa educação, o que posso concluir, que mesmo não sendo virgem, possui bom caráter.

    • Samuel

      A/C Joane
      Força de expressão. Nesta afirmação que fiz, apenas mostro o quanto sua intransigência e limitação de entendimento á cerca das coisas á faz ser fundamentalista e impositiva, por isto afirmei que lê uma palavra de libertação e vocifera a intolerância. Você não vive o que prega, apenas cita palavras agradáveis e de tom universal para fazer acreditarem em algo que você não é.
      Eu não sigo cartilha alguma, apenas manifesto minha opinião. E sou capaz de concordar com idéias que saiam da boca de pessoas que tenham uma postura divergente á minha, desde que verdadeiras. Muito do que você afirma eu concordo, e sei que toda esta discórdia nasceu apenas do fato de não querer que eu te veja exatamente como você é, um lanche quando se entrega á casualidade sexual.
      Mas não vou me estender neste texto e nem tentar rebater sua vociferação de mulher mal comida. A questão é que você tem verdadeira aversão por homens, tem um complexo de superioridade muito forte e é uma necessidade se auto afirmar perante homens, tentando diminuí-los á fim de parecer equilibrada nas tuas verdades discrepantes.
      É evidente que tem ódio aos masculinistas, e o fato de ter visto em minha argumentação traços desta similaridade, por tabela, me detesta automaticamente.
      Não tenho culpa se o Silvio não quis te comer, se o Alita comeu e chutou depois por te ver como vadia, ou se o Shamtia te expulsou de alguma comunidade onde você só queria falar mais que a boca. Vá se resolver com eles.
      E por favor, faça um favor ás pessoas que convivem contigo, trate este seu desequilíbrio emocional e torne-se uma pessoa minimamente aceitável e sociável.

  • Anonymous

    Esse Samuel é um idiota completo!
    Sua anta, os homens virgens tem que aprender e as mulheres não! Que imbecilidade!
    Estou começando a achar que sua mãe traiu seu pai e vc viu por isso é revoltado com mulheres não virgens!
    Va pastar, seu ruminante!

    • Mika

      Caro(a) anônimo(a)…
      Que coisa mais indelicada!
      Esse blog existe pra debate e cada um tem o direito de expressar sua opinião. Se discorda, argumente, mas sem ofensas pessoais. Se não sabe argumentar, tomo a liberdade de plagiar o rei Juan Carlos de Espanha – ¿Por qué no te callas?

    • Samuel

      Anônimo 16 de março de 2013 19:36, vou responder por acredita que seja mulher, porque se for homem já vá direto para o final do texto onde eu te mando ir tomar no seu cuh de fresco.
      Você acredita que uma mulher virgem nada deva aprender? Sério?
      Nada sei da vida sexual da minha mãe, e se ela deu pra outro que não meu pai, phoda-se. Problema do meu pai se não descobriu .. sahushhsahusua
      Quanto ataque piranhistico. Eu não sou revoltado contra mulheres nao virgens, não posso, eu vivo delas. Creio que você seja uma mulher com problemas adquiridos de uma vida de lanchinho, sem perspecitiva amorosa concreta alguma.

    • Você não é revoltado, mas é um reaça frustrado de marca maior. Com certeza!

    • Samuel

      Joane, vocÊ tem todo o direito de discordar de mim, mas caso queira me insultar gratuitamente, faça de forma que eu possa entender em que lingua o está fazendo, já que além de mal educada é mal formada também.

    • Te chamar de reacionário não é te xingar Samuel. Você é reacionário! Não sou mal educada. Caso seja, você também é :
      “”Creio que você seja uma mulher com problemas adquiridos de uma vida de lanchinho, sem perspecitiva amorosa concreta alguma.””
      Como você fala isso para um pessoa que nem conhece? Por ser mal educado também. Mal formada? kkkk!!! Ok! I got it!

    • Samuel

      Reacionário? Ahhh tá … Bom, talvez seja, mas ao que sou é a questão. Segundo você, pelo que entendi da motivação que á fez me classificar de tal forma seria por estar em desacordo com o comportamento sexual feminino contemporâneo, e assim sendo, reajo de forma agressiva contra todas elas. Correto? Errada.
      Cada mulher, do meu ponto de vista, tem toda liberdade para viver como queira, é um direito de todas.
      Só não tente me boicotar nos direitos que tenho em aceitar ou NÃO tal comportamento para mim como ideal, se tratando de relações duradouras e compromisso sério.
      Neste post, eu apenas declarei a minha admiração pela postura da mulher que faz um relato de sua vida e sua convicção em manter a castidade até o casamento. Nada mais. Porque se sente atacada pela minha admiração á ela?
      Ora, na afirmação que faço á anônima, onde fui atacado inúmeras vezes e mesmo assim é válido para você ela o fazer, já que não vai contra teus princípios parciais e corporativos, não faço ataque algum á ela. A manifestação agressiva dela para comigo apenas evidencia que ela possui um perfil contrário áquele que eu afirmei admirar. E que culpa tenho eu se ela se comporta como um lanche e apenas recebe como troco de seu pagamento descaso e tratamento fast-food?

    • Samuel

      Frustrado … É uma palavra forte, e diria que tem, no seu discurso, um tom de ataque. É a mesma coisa que chamar uma mulher de recalcada.
      Não, Joane, se tem uma coisa que não sou é frustrado com mulheres. Não me permito ser, e sabe como? Não crio expectativas. Eu simplesmente não fantasio, não entrego nenhuma chance de planos. É um dia após o outro. Simples assim. Ou serve ou não serve. Não há tempo á se perder com futilidades e o que é supérfluo. A minha prioridade na vida não é amar uma mulher ou me relacionar com uma de que forma seja. Sou eu e meu crescimento, sem espaço para sabotagem. Consegue perceber a diferença?

    • Acertou na classificação, mas….

      “”Cada mulher, do meu ponto de vista, tem toda liberdade para viver como queira, é um direito de todas.””

      Se é um direito, por qual motivo você pune as mulheres que agem assim?Reconhecer os direitos de alguém significa que você não vai punir essa pessoa pelo que ela faz,

      com chacotas e humilhações.
      Não trazê-la para sua vida,
      Não querer compromisso com ela,
      Não aceitar amizade dela,
      nada disso é punição. Devemos mesmo andar com pessoas que tenham o mesmo valores que nós. Andar sob jugo diferente dá problemas, na maioria das vezes. Ok! Acho que

      concordamos só nisso, e olhe lá. Mas, dizer isso : “Creio que você seja uma mulher com problemas adquiridos de uma vida de lanchinho, sem perspecitiva amorosa concreta

      alguma.” Mostra sua verdadeira opinião sobre o assunto. E disso, você não pode correr.

      “aceitar ou NÃO tal comportamento para mim como ideal, se tratando de relações duradouras e compromisso sério.
      “Porque se sente atacada pela minha admiração á ela?”
      Você teve vontade de me chamar de recalcada. Diga que sim!! Eu sei que teve. Repetindo suas palavras “”Creio que você seja uma mulher com problemas adquiridos de uma

      vida de lanchinho, sem perspecitiva amorosa concreta alguma.”” Quando eu ataquei você pela sua opinião sobre a moça do post? Nunca!! Até por achar que a história dela

      é bonita, mas ela está longe de ser esse poço de moral só por ter dormido com o marido, que na época, ainda era noivo. Se fosse nos anos 50/60, ela estaria lendo em

      revistas femininas : “O rapaz pode até divertir-se com sua a moça. Mas, não vai gostar de sua namorada/noiva ter cedido antes do casamento.” NÃO É MENTIRA. REALMENTE

      ERA ASSIM.

      ” princípios parciais e corporativos” Você não conversou comigo nem 10 minutos para saber dos meus princípios. Então, PODE FAZER O FAVOR E CALAR-SE SOBRE ISSO!

      “”não faço ataque algum á ela.”
      JURA QUE NÃO FAZ?
      ” É,mais uma vez, temos conceitos diferentes sobre o assunto : “”Creio que você seja uma mulher com problemas adquiridos de uma vida de lanchinho, sem perspecitiva

      amorosa concreta alguma.””

    • “”possui um perfil contrário áquele que eu afirmei admirar. E que culpa tenho eu se ela se comporta como um lanche e apenas recebe como troco de seu pagamento descaso

      e tratamento fast-food?””

      Estou lendo isso do mesmo homem que disse :””Cada mulher, do meu ponto de vista, tem toda liberdade para viver como queira, é um direito de todas.”” Que culpa você tem

      se ela se comporta como um lanche?Você conhece a moça? Deve ter pegado…ah,claro!
      Você não deve dizer que meu discurso tem um tom de ataque, pois, é mesmo um ataque. Um ataque não aos seus valores, mas ao seus modos em chamar uma mulher de lanchinho

      e depois vir de hipocrisia dizendo que aceita. Ela te chamou de idiota. Ok! Não tá tão errada assim. Mas, chamá-la de de lancinho evidencia seu verdadeiro pensamento

      em relação as mulheres que exercem sua sexualidade de acordo com a vontade delas – que eu não concordo nem um pouco. Como chamar um negro de macaco sem ser racista?

      Contínuo tentando descobrir.

      “”Não crio expectativas. Eu simplesmente não fantasio, não entrego nenhuma chance de planos.””
      Filosofia que você – diz que – aprendeu depois de ter se decepcionado SE FRUSTRADO com a natureza feminina(humana como a sua). Será que os metedores de 1 R$ estão

      descobrindo finalmente que mulher é um ser imperfeito tanto quanto eles? OHHHHHHHHHHHHHHHHH!!!! E agora estão decepcionados com a figura que os próprios homens – as

      mulheres e o machismo também- criaram para a mulher, e de repente, a viram não querendo mais fingir ser essa figura? OHHHHHHHHHHHHHH!!!!!

      Por mim, as pessoas seriam pinguins : monogâmicas e ponto final. Se eu for parar para pensar, eu vou ser chamada de conservadora,reacionária, e “seilámaisoque” também.

      Eu sou a favor de famílias tradicionais, completas : pai-mãe-filho; a favor da propriedade privada e do capitalismo; a favor da intervenção do estado, sou altamente

      estatista – nota-se; e acho que o governo gasta demais em políticas públicas para os pobres e não faz nada de concreto ; não sou a favor do aborto, apenas vejo como

      uma necessidade triste (estupro e risco p a mãe) e nunca como uma conquista de direitos; não acho que homossexualismo seja algo natural etc,etc,etc…
      Mas, eu nunca, em hipótese alguma, me sinto no direito de ditar meu modo de vida para as pessoas. Nunca, em hipótese alguma, vou me dirigir a uma mulher como lanchinho

      e achá-la uma sem caráter por causa de sua sexualidade. Nunca , em hipótese alguma, vou ajudar qualquer projeto de lei que interfira nos direitos de pessoas

      homoafetivas só por que eu não acho isso “natural”. Nunca, em hipótese alguma, por mais dolorido que seja a idéia de um aborto, vou obrigar uma mulher a gerar um

      criança – como um castigo – que veio de forma não desejada (estupro). Nunca, em hipótese alguma, vou parar de pagar imposto ou passar a sonegar ou querer explodir a

      UNB por que eu estudei muito e tem um “macaco” tirando meu lugar. As ações afirmativas estão longe de ser o certo, mas são dolorosamente necessárias,pelo menos por um

      tempo. Dolorosamente necessárias, pois , se os negros precisam disso, é culpa de todos nós. Dói saber que eu tenho sangue português, e que tenho parentes que foram

      donos de escravos. É de chorar!
      To longe de ser perfeita. Cada vez mais vejo meus preconceitos e me assusto com eles. Mas, eu tento não atrapalhar a vida de ninguém que tenha valores e idéias

      diferentes das minhas. O nome disso é tolerância, o bom dessa palavra é que você não precisa concordar ou gostar. Essa é a diferença. Consegue entender?
      Felizmente ainda enxergo diferenças entre mim e o Bolsonaro!

    • E te chamar de frustrado é equivalente a você chamar mulher de recalcada, que é equivalente a chamar de lanchinho uma mulher que te chama de idiota, quando você poderia ter chamado a moça de qualquer outra coisa.
      ENTÃO, PARA VOCÊ, AS MULHERES SÓ PODEM COBRAR RESPEITO QUANDO SÃO CASTAS?

      “”O que ela ganhou tendo uma vida casta? O direito de cobrar respeito.””

      JOANE, AINDA TENTANDO ENTENDER COMO CHAMAR UM NEGRO DE MACACO SEM SER RACISTA!

    • Samuel

      Punir? Você acredita que eu saio á caça de mulheres com tal perfil e faço o que? Lanço sobre elas meu olhar de penitência? Não força a amizade … O que faço apenas é praticar um senso de justiça comum á qualquer ato divergente da naturalidade, e neste caso o comportamento sexual de uma mulher que escolhe ser errante. Só devolvo a imagem que ma dão.
      Eu não faço chacotas, não excluo-as da minha vida, dou o mesmo compromisso que ela tem consigo, aceito amizades ( apesar de não acreditar em amizade homem/mulher, porque se for gostosa, mesmo que seja promiscua, eu quero sexo. Estou errado?)
      Não existem pessoas com os mesmos valores. Você forma um conjunto de idéias e conceitos abstratos e procura por pessoas que possam ter um conjunto semelhante ao teu. Mas se eu parar pra perguntar á todos com quem tenho um mínimo de contato ou uma relação mais profunda de amizade no que acreditam, eu encontraria muita divergência. Agora, se fala pra relações sérias, concordo.
      E qual seria minha verdadeira opinião? Que mulheres que escolhem viver de forma hedonista, praticando constantemente o carpe diem não são sãs? Não tem equilíbrio emocional e mental suficiente para acertar em suas escolhas? São complexadas, iludidas pela propaganda midiática do slogan ” a vida é curta, aproveite”? Que não possuem doenças emocionais/psicológicas adquiridas justamente por viverem de forma antinatural?
      Não te conheço, porque te chamaria de recalcada? Apesar que não entendo onde quer chegar com este confronto de idéias. Sinceramente, qual teu objetivo? Quer me desmascarar de algo, quer provar alguma coisa á si, talvez sua capacidade intelectual, quer apenas contrariar, está apenas treinando digitação no seu tablet? O que é?

    • Samuel

      Eu não louvei as questões morais embutidas na atitude dela, meramente a tenacidade e força de vontade que ela demonstrou. Caiu antes? Caiu, mas foi apenas um arranhão e não tira o mérito por todo o esforço em preservar-se sexualmente. Mas não posso afirmar que totalmente, talvez tenha rolado umas punhetas, uns boquetes, uns anais, sei lá. Mas da forma como foi relatado, se verídico, merece meus aplausos. Não é fácil resistir á carne.
      Sim, a cultura secular é branda com estas questões, e contemporaneamente, muito se relativiza. Pureza sexual era sinônimo de total distância física, afinal, esta cultura é baseada na filosofia judaico/cristã, onde é defendida castidade total e isenção de todo meio que provoque desejos carnais e licenciosidade antes do casamento.
      Sim, você está sendo parcial e corporativista. Está defendendo uma mulher, independente de erro e acerto. E eu sou sexista. Você á defende apenas pelo fato de ser um homem que ataca sua conduta, e isto pra você é inaceitável.
      Eu reforço, não á ataquei. Ela manifestou-se exatamente da forma contrária á que uma mulher de comportamento idôneo faria. Apenas evidenciei o padrão psicológico que há em pessoas com tal comportamento.
      Sim, cada mulher, assim como cada homem, tem o direito de viver da forma que melhor lhe convir, mas que colha os frutos de sua semeadura. Esta é a naturalidade das coisas. E não sou eu quem vai lhe imputar tal sentença, mas a precedência de sua reputação.
      Eu sei que é um ataque, e por mais alto que teu senso feminista grite, apenas estou evidenciando, de forma humorística, a forma como ela manifesta sua vida sexual, servindo de lanche para homens ávidos apenas por sexo. Quem está mais errado, quem pisa na merda ou quem avisa depois do sujeito ter pisado?
      Como chamar um negro de macaco sem ser racista? Joane, beleza, se você curte um negão, não há problema nisto, e eu não tenho culpa se sua família não aceita relações inter raciais.
      Mas eu creio que a resposta á esta pergunta seria a mesma que sendo branco, ser chamado de branquelo azedo ou requeijão ou qualquer outra associação que se possa fazer e por um negro.
      Bom, mas o tópico não é política, você já está fazendo uma salada ideológica neste post e vejo que sua intenção é apenas polemizar, não esclarecer.
      Já te disse que não sou masculinista, sou apenas um homem esclarecido com relação á certas dinâmicas que se dão entre os gêneros.
      Sim, em questões comportamentais, uma mulher casta pode cobrar respeito. Ou você se equipara á uma GP ou aquela mulher rodada do bairro?

    • “”O que faço apenas é praticar um senso de justiça comum á qualquer ato divergente da naturalidade””
      O que acha chamar um gay de veadinho?

      “e neste caso o comportamento sexual de uma mulher que escolhe ser errante. Só devolvo a imagem que ma dão.”
      É aqui que você se contradiz. Você pune, você castiga, você taxa de nomezinhos, você não respeita.
      De novo, não seja como Darwin. Não ignore a promiscuidade feminina.

      Não existem pessoas com mesmos valores e você entendeu o que eu disse. Não pedi para me dar aula. Seria como dizer que todo mundo é igual. E falo de relações sérias, sim!

      Não vou comentar a parte do antinatural. Não de novo!

      Devo estar fazendo a mesma coisa que você, que está treinando digitação no seu tablet e alertando todo mundo sobre os males de se pegar uma vadia. Dei minha opinião, rapaz. você deu a sua e agora se incomoda por alguém estar te respondendo. Simples, pare de me responder!

      ” Você á defende apenas pelo fato de ser um homem que ataca sua conduta, e isto pra você é inaceitável.” Eu defenderia mesmo sendo uma mulher a falar aquela bobagem. Não chamo, eu mesma, uma mulher de vadia e não aprova que outras chamem. E nem mesmo a um homem que assim vive, deve-se chamar de cafageste. Cada um viva sua sexualidade como quer. Contanto que haja honestidade, seja entre monogâmicos ou poligâmicos, cada uma no seu quadrado!

      “Ela manifestou-se exatamente da forma contrária á que uma mulher de comportamento idôneo faria.”
      Só por te chamar de idiota? E você diz que não é sexista? Sim, pois se fosse um homem, seria no máximo um mangina. Mas, por ser mulher e ainda por cima te contrariar, ela é um lanchinho. Eu não concordo com você e te respondi mal. Então, o que eu sou, Samuel? Responda! Cadê sua empáfia, moleque?

      “” mas que colha os frutos de sua semeadura.””
      E constitui-se um Deus entre nós!
      E é você quem empresta o trato para colheita. Chamar de puta, de vadia, de biscate, para você, isso é normal? Mas, é você quem aceita essa atitude de ofender, de ridicularizar, de chamar de lachinho. Então, você tem culpa sim!

      Quem está mais certo : quem avisa com compaixão ou quem ridiculariza? Quem vive sua vida e deixa que os outros vivam a sua ou você, que ofende, humilha e acha que está fazendo uma favor em não respeitar quem vive diferente de você? Você não liga, só quer mesmo exercer controle e não quer admitir que esteve errado a respeito das mulheres a vida inteira. Elas também são promíscuas.

      Eu sou neta de nordestina, de negros. Quero saber como se chama um negro de macaco sem ser racista. Ou seja, como se chama uma mulher de vadia, de antinatural, achar que ela não merece respeito sem ser sexista? Entende, biólogo do Google?

      Não é polemizar, mas esclarecer como eu posso ter idéias contrárias em todos os segmentos, mas ainda assim, conseguir deixar que outros tenham seus direitos de fato e não só de boca, como você diz. Até porque, meu caro, política sempre faz parte do assunto.

      Você não é esclarecido nem aqui e nem na conchinchina. Talvez,no Google!
      Equiparo uma mulher casta a uma garota de programa e a uma mulher que exerça sua sexualidade de acordo com a vontade dela e não da sociedade, sim!!!
      Você não sabe o que é respeito e nem para que serve. Não entende isso!

    • Samuel

      Este comentário foi removido pelo autor.

    • Samuel

      Joane, é fato que este debate tomou rumos abrangentes e desnecessários á compreensão do que iniciou o debate.
      Todo este alvoroço que você faz é única e exclusivamente por não concordar com uma expressão que usei para expor uma forma de comportamento feminino. E eu não tenho a intenção de mudar seu pensamento, apesar de você querer mudar a minha forma de ver o que representa tal manifestação sexual.
      O que representa um comportamento sexual meramente casual ou serial? Independente da forma á qual me refiro ou qualquer homem, isto é visto apenas desta forma.
      Você parece perdida dentro de tantas idéias e conceitos sem conexão, e me parece apenas que quer justificar para si mesma que tal conduta não é nociva e totalmente adequada, que apenas há um comportamento diferenciado e baseado na preservação por uma convenção cultural.
      Ora, se como você afirma, eu realmente faço, bem vinda ao mundo real, onde pessoas machucam pessoas. Isto é seleção natural, afirmada por e defendida por Darwin e tantos outros cientistas sociais.
      O que talvez você não percebe, pois ao contrário do que afirma, meu conhecimento não é baseado no Google, o que não me parece errado pois é um meio válido de obter informação, e se meu conhecimento fosse apenas baseado na pesquisa eletrônica, não deixaria de ser conhecimento, pois a fonte de conhecimento do Google é o conhecimento universal, é que promiscuidade feminina tem um cunho sexual num plano inferior. O sexo em si está em um plano abaixo de outras motivações que levam mulheres á tornarem-se praticantes de uma vida sexual serial.
      Entendo que tenta me sensibilizar para o fato de estar sendo preconceituoso quando cita classificações vexatórias á homossexuais e negros. Mas são questões diferentes.
      O fato de um homem ser negro, primeiro que não é escolha, e segundo que não nada errado com tom de pele. Se há racismo, ele se dá em todas as etnias, e não é exclusividade do homem branco. Negros são racistas e preconceituosos entre si, asiáticos da mesma forma, caucasianos da mesma forma, indígenas também. Quem nunca chamou um ruivo de ” ferrugem” ? Quem nunca chamou um homem branco de tom de pele bem clara de
      ” branquelo “? Quem nunca mandou um asiático ” abrir o olho “? Quem nunca viu um negro chamar outro negro de ” macaco, urubu ” e outras coisas mais? O que você tenta fazer é classificar um comportamento social que é típico de toda a espécie, independente de ético ou não pois não é esta a questão que abordo, como sendo análogo á um comportamento sexual de uma parcela da espécie, que o exercem por motivos particulares á individualidade. E isto é um erro, infantil e ingênuo.

    • Samuel

      O seu tom politicamente correto é que segrega, e não o fato de eu ter liberdade para opinar á respeito do que discordo. Você coloca todos em nichos, e classifica por minorias e diz _ Vamos respeitar os negros, as putas, os gays, os deficientes, as galinhas, as virgens.
      Você, declaradamente, acredita que há uma herança histórica imputada aos homens brancos em forma de dívida aos negros, indígenas e até as mulheres. E eu te digo que eu não devo porra nenhuma á ninguém. Eu nunca escravizei nenhum negro, nunca exterminei nenhuma tribo indígena, nunca estuprei mulher nenhuma. Você, com seu discurso de tolerância parcial, é a favor de homens negros de se declararem orgulhosos por sua cor, mas se um homem branco afirmar o mesmo orgulho, é nazista e racista eugênico; é a favor do orgulho gay, mas se um heterossexual fizer o mesmo, é homofóbico; sem uma mulher orgulhar-se por ter uma vagina, é forte e independente, mas se um homem orgulhar-se por ser homem, é misógino e opressor. Joane, com todo respeito á você, com todo respeito mesmo, pegue este seu discursinho de palanque e enfie no seu cu e tente gozar.

    • Samuel

      Eu digo diferente. Eu respeito á todos como um todo, porque são iguais e ponto. Porque eu não vejo cor, eu não vejo sexualidade, eu não vejo credo ou crença. Eu vejo apenas pessoas que devem ter seus direitos respeitados, mas que não acatarei imposições de aceitação de nada, salvo o que eu concorde. É um direito meu. E eu posso criticar um comportamento assim como podem criticar ao meu.
      NÃO ACEITO MORDAÇA!!!
      Agora você vir me dizer pra parar de te responder é de uma petulância demasiadamente infantil. Garota, apesar de você ser uma mulher totalmente arrogante e sem noções de diplomacia, mal educada e mal formada sim, pois graduações e titulações não a tornaram uma pessoa melhor, apenas uma iludida na própria intelectualidade factual, mesmo citando palavras bonitas como tolerância e convivência no teu texto e você pratica justamente a intolerância justificando-se por uma postura radical e fundamentalista frente á isto, dando importância á pequenos pontos em um texto que não evidenciam sua totalidade nos conceitos defendidos.
      O fato da anônima ter me chamado de idiota não evidencia a sua conduta sexual, mas a forma agressiva e seu ataque desnecessário, sim. Jamais uma mulher virgem ou uma mulher que tenha relações com seus parceiros, mas de forma aceitável pelo padrões vigentes do secularismo, virá me atacar da mesma forma. Pelo contrário, é um senso comum á todas as mulheres que mulher promíscua é uma anomalia e merece distância. E porque homens não podem agir da mesma forma?
      Não estou sendo sexista evidenciando que promiscuidade é prejudicial não apenas á quem á pratica, mas á quem escolhe viver de forma séria com tal pessoa também. E se levarmos para o âmbito, fica pior.
      Bem, você não concordar comigo é um direito seu, o que te torna apenas em um indivíduo exercendo seu direito de livre expressão. Assim como a anônima exerceu o dela e eu o meu. Ponto.
      Moleque … é engraçado como mulheres apreciam táticas de desestabilização emocional á fim de assim, intimidar um interlocutor. Se eu fosse mulher, estaria me chamando de vadia … sahushashusauahusa
      Sim, pra mim é normal associar um determinado comportamento á um determinado perfil psicológico/emocional e avaliar riscos. É um conceito corporativo, você não é uma futura Adm. de Emp.?
      Joane, eu respeito cada um com a medida que lhe cabe. E respeitar é diferente de aceitar.
      De novo o Google. Você é comunista, apesar de se declarar capitalista. Ao afirmar que sou formado pelo Google,
      o que está longe de ser verdade, afinal a Instituição que cursei, pelo que me lembro ainda é uma das mais concorridas do Brasil, está embutida aqui duas afirmações. A 1ª, de que você, tem uma formação melhor que a minha e tenta me depreciar como um amador qualquer, um iletrado e ignorante, que se não fosse pelo advento da internet, seria um homem de conhecimento tribal apenas, ou seja, você é melhor que eu e mais inteligente. A 2ª, você elitiza a informação e a valida apenas relevância, de cunho pessoal teu, que a fonte tenha. Comportamento típico burguês. Chega á ser piegas toda esta sua verborragia ideológica baseada numa mentalidade elitista. Você classifica pelo preço, pelo status, pela fama, pela ostentação. E por isto é marxista. Você é reacionária, não eu. Porque é subversiva.
      Sim, você equipara-se á uma prostituta, sem dúvidas. Te vejo da mesma forma.

    • Este comentário foi removido pelo autor.

    • Você sabe que me responder não é questão de argumento. Desiste, vai! Tá com o ego tão ferido que me mandou tomar no cú!
      Parecia uma criança que não queria mais brincar! Faça assim, simplesmente vaze! Escorra pelo ralo!
      Não sou esquerdista. Nunca disse ser. Não fugi do foco. Não tenho culpa pela sua cabeça limitada. Apenas respondi você nas coisas que falou e se ainda não percebeu,

      tudo o que eu disse está relacionado.
      Sabe por qual motivo eu perguntei o que você acha que chamar gay de veadinho? E como chamar um negro de macaco sem ser racista?
      Acredito que você, como a maioria, deve achar que ser gay é antinatural, que é algo diferente e etc e tal.

      Você diz que “aconselha quem se desvia do natural”, como se fosse um deus ou como se estivesse atendendo a um tipo de chamado divino “para o qual não consegue dizer

      não” para que você proteja a sociedade em sua moral e bons costumes. “Ora, vamos,vamos lá patrulhar a vida sexual alheia.” Onde mais você poderia bulinar sem ser

      chamado de “”bulinador””? Na sociedade, em geral, através do senso comum de cada dia. Mulheres são biscates, negros são ladrões, judeus são mão de vaca e por aí,vai…

      Chama-as de biscate, pinta e borda com ela. Diz que é antinatural. Biologiza a discriminação, tal qual a discriminação aos negros e gays é biologizada o tempo todo.

      Mas, ao mesmo tempo , diz que respeita. Se você chama mulheres que se comportam de “forma antinatural” de biscate, quanto tempo demorará para chamar um gay de veadinho

      e um negro de macaco? E se diz que é diferente, meu caro, qual das diferenças entre ser negro e ser uma mulher que quer viver a vida do jeito que ela quer legitima sua

      discriminação? O que gente como você costuma fazer para apoiar as sandices que faz é a biologização da discriminação.
      Vocês, pessoas que dizem que são a favor da liberdade de expressão, mas só da liberdade de expressão relativa, é claro. Dentro do que é secularmente aceito,

      principalmente se for mulher. Dizem “homens e mulheres são diferentes”; “gay é anti natural, anti família, anti Deus, anti tudo”; “o comportamento da mulher não é

      igual ao do homem, a natureza nos fez diferente” etc,etc,etc.

      E aí, eu pergunto para você, de novo, qual dessas diferenças justifica a discriminação? E não diga que você não discrimina,pois, você discrimina e sabe disso.
      Mas, caso você ainda tenha dúvidas a respeito da sua pessoa…

      Como disse a Mirka, impossível sustentar qualquer uma das suas declarações. Então, pare de ser pragmático e de esconder seu preconceito, Mr. Know it all.

      “”mas de uma parcela delas, as espertinhas, que visam tão somente lucrar com uma vida desregrada passando-se por mulheres ideais para relações sérias. “”

      Mulheres que tiverem sua vida do jeito que elas queriam não servem para casar,pois, na sua opinião, mulher tem que ser um campo de um homem só. Mulheres que viveram

      sua vidade sexual de acordo com a própria consciência não servem para você, pois é como você as vê, como objetos a ser resguardar para o prazer e tranquilidades

      masculinas. Mas, um homem pode lavourar em quantos campos quiser… É natural! Deus fez assim. Tão romântico e poético. E eu me achava tosca por acreditar em Adão e

      Eva. Me poupa! Mulheres promíscuas não servem para casar. Homens promíscuos são apenas homens. Entendemos…
      “” eu não vejo sexualidade,”” ;
      “” E eu tenho de ficar quieto, segundo o gay histérico… “”O que ela ganhou tendo uma vida casta? O direito de cobrar respeito.””
      Sabia que você era meio covarde, meio fala-e-retira-o-que-disse, meio confuso quanto ao que fala, mas mentiroso…Nossa!! Você poderia ter se referido a ele de

      qualquer forma, mas usou o esteriótipo do gay histérico. Segundo você, ele tem sua “preciosa ajuda” para pagar os coquetéis,então, para que se preocupar… O Samuka

      resolve tudo.

    • E uma mulher casta, claro, sempre pode pedir respeito. É disso o que vivem muitos homens que batem em suas mulheres e os estupradores. “apanhou, pois mereceu; foi

      estuprada por não se dar valor; foi estuprada,pois, mereceu…essa vadia”
      É como você divide as pessoas, mulheres, na verdade : “”um grupo de (biscate) sempre martela na mais (recatada)… “”

      Biscates e recatadas. Classista até o último. Why not? Você é homem, é branco e heterossexual. Para que se preocupar?

      “”mulheres tentando fazer de sua liberdade sexual um trampolim para o exibicionismo social.””

      Para ser chamada de puta por você? Tem certeza? Mas, ok! Vamos ver onde você contradiz :
      “”Cada mulher, do meu ponto de vista, tem toda liberdade para viver como queira, é um direito de todas.””

      “”Não pela membrana, mas pelo significado que há na preservação de seu estado puro.””
      Que em tese, só pode ser “provado” pela membrana. Ok! Então, por favor, não força!

      Padrões vigentes do secularismo; senso comum, anomalia?
      Acha que uma mulher jamais te responderia mal, caso ela tivesse a vida sexual vivida de acordo com o que a “”sociedade hipócrita com homens promíscuos e cheios de

      falso moralismo” tolera?
      Falou e disse! Você realmente acredita em tudo o que fala? Jura?! Nos meus 17 anos, ainda em minha virgindade, eu não só teria dito o que disse, como mandaria você

      tomar no cu e ir para a casa do caralho, meu “amigo”! Você é o tipo de cara que pega tudo de sua experiência pessoal e do pouco que você conhece sobre a vida e

      transforma isso numa verdade sacrossanta! Onde mulheres virgens não te respondem mal e agressivamente.

      “” abaixo de outras motivações que levam mulheres á tornarem-se praticantes de uma vida sexual serial.””
      Para um homem que diz que todas as mulheres só usam sexo como moeda de troca só por que leu isso de um frustrado igual a ele nem me surpreende.

      “”Claro que é simples ter Aids pra um homossexual hoje, ele tem toda assistência do Estado, que paga o seu coquetel com o meu dinheiro heterossexual.””
      Mas, esse mesmo homossexual, meu caro, paga impostos como você paga. Então, tem gente se beneficiando de dinheiro “homossexual também.” E graças a Deus, não temos só

      você para pagar impostos nesse país. Muita gente aí afora está disposta a colaborar. E sua parte é tão infíma, que pode tanto estar pagando “coquetel de homossexual”

      quanto estar pagando uma parte do tratamento de uma pessoa que sofre de câncer.
      É uma vergonha falar desse jeito, como se alguém realmente quisesse ter AIDS e como se fosse fácil ter. E como se fosse necessário ser gay para se ter AIDS. Sabia que

      a maioria das esposas que são aidéticas contrairam o vírus de seus parceiros heterossexuais : http://www.aidshiv.com.br/mulheres-casadas-estao-em-situacao-de-risco/

      “”Não há espaço midiático para qualquer matéria á respeito de críticas ao feminino. Atualmente, só o homem erra.””
      Se fosse verdade, não estaríamos tendo essa discussão, onde você mete o malho nas mulheres que não vivem da sua cartilha. Se fosse verdade, não teríamos mulheres

      sofrendo pressão de todos os tipos. Típico de gente que só olha para o próprio rabo!

      A questão não é sensibilizar você, pois isso seria impossível. E não é infantil ou ingênuo. Na verdade, tem o mesmo peso. Pois a promiscuidade feminina também é

      natural, tão natural quanto ser negro. Ser mulher e ter direito de viver a vida sem ter um paspalho regulador de vida sexual alheia é um direito tão natural quanto ser

      negro.

    • Você perguntar para mim o que é que eu estou fazendo, se estou tentando treinar digitação o seja lá o que for,isso sim, moleque, é a maior das petulâncias.

      Simplesmente, pare de responder, pare de falar. Pois, tal qual você não aceita mordaça, eu menos ainda.
      Não é mordaça! Mas, instar sem saber o que fala dói,sabia?? Apenas tome cuidado com o que você fala e como vai tratar as pessoas que estão aí fora e não precisam que

      você dificulte a vida delas só por não ter noção das coisas. Ok!?

      Você deve se achar um gentleman, não?! Pratica bullying com todo mundo e acha que realmente está sendo transgressor por não ser “politicamente correto”. Para um pessoa

      que defende liberdade de expressão, não conseguir dar espaço as outras pessoas para elas viverem do jeito que querem sem dizer sobre o caráter delas é um pouco

      complicado. “dando importância á pequenos pontos em um texto que não evidenciam sua totalidade nos conceitos defendidos.”
      Quem dita qual ponto é importante para mim ou não, sou eu e não você! Aceite! Sou intolerante à gente como você. Tal qual, como odeio violência, posso ser intolerante

      com gente intolerante sim! Não se valha de uma malandragem retórica onde você diz que eu não posso ser intolerante com o idiota só por não tolerar sua idiotice. Eu

      não tolero você, sua pessoa. E não sou obrigada a gostar de ninguém só para defender uma tese, principalmente por não precisar do idiota em questão para validar meu

      comportamento ou o que eu acho.
      Não sou só eu quem entende de fundamentalismo e você sabe disso. Aproveita-se desse malabarismo retórico por achar que vai me pegar em meu discurso. Mulheres acham que

      mulheres promíscuas merecem distância. É, sim! Assim como muitas acham que mulher que apanha ou foi estuprada fez por merecer. Assim como muitas em comunidades no

      oriente acham a mutilação genital feminina algo honroso. Por pura pressão da cultura e lavagem cerebral. E por colocarem nas nossas cabeças que mulheres são inimigas,

      que mulheres traem e todo o lixo que você você aprendeu de Alita e dos outros retardados de R$1 real! Por favor, garoto, cresça! Eu não aceito isso de homens, por

      qual motivo aceitaria isso de mulheres? Então, não chamo mais mulher alguma de vadia, pois, isso é dar confiança -mais ainda – para um homem chamar outra mulher

      assim.
      E você se comporta como um moleque que gosta de desestabilizar as mulheres chamando-as em seus assuntos particulares e tomando-os como seus. Ou acha que chamar de

      lanchinho não desestabiliza mulher nenhuma? Você só está conscientizando-a de seus atos. Agradecemos a vossa divindade por evidenciar nossos erros terrenos, nós meros

      mortais.

    • Sim, você tem intenção de mudar os pensamentos. Caso contrário, não estaria gastando suas digitais no teclado do seu pc. E concordo com você sobre a história dessa

      discussão tomar rumos desnecessários. E o que mais chateia na questão é que você não admite que é preconceituoso.
      Eu pareço justificar que a conduta não é nociva, ou estou mostrando para você que você está errado quanto ao fato de achar que essa conduta é nociva apenas para

      mulheres, pois, no fundo, você é misógino. Darwin ignorou a promiscuidade feminina tal como você,(e foi desmentido várias vezes) assim como ignorou que há

      homossexualidade em animais. Mas, ok!
      Não sou eu quem segrega, mas é você, com seu discurso preconceituoso e vexatório em cima das outras pessoas, ou será que mulheres não são pessoas? Com esse seu olhar

      perfurador de Deus para aquelas que vão contra seus preceitos. Como você diz mesmo, você tenta avisar as pessoas do que elas fazem. Como assim?Desde quando a moral e

      os bons costumes precisam de pessoas que as desrespeitam para mantê-la segura. Sim, pois ao chamar pessoas de nomezinhos, meu caro, você não está agindo de acordo com

      a moral.
      Você não estupra, mas violenta mulheres com suas palavras. Dá quase na mesma. Quando você diz :”casou-se virgem, então, tem o direito de exigir respeito”, você dá uma

      perspectiva nova aos homens que batem em suas mulheres e aos estupradores. Faz com que eles se sintam muito bem com eles mesmos, ainda que você não estupre e não bata

      em mulher nenhuma. Aliás, é bem o pensamento da ala conservadora “não bato, não mato mulheres ou gays, como posso ser homofóbico, misógino?”. É como se o ofensor

      quisesse entender de ofensa, quando quem o pode fazer com propriedade é o ofendido.
      Se um branco, se um hétero, se um homem se orgulharem de ser quem são, ótimo! Não há nada de errado nisso. Quem supôs que eu acho um erro foi você, não eu. Mas, eu

      acho um tanto quanto desnecessário em alguns casos. Há algo de realmente muito vergonhoso em ser gay para se vestir uma camisa :”Tenho orgulho de ser hétero.” Não vou

      te parabenizar pelo seu intestino estar funcionando direito, rapaz! Não me lembro de héteros, brancos e homens sofrendo opressão de negros, gays e mulheres. Alguns

      protestos, algumas coisas. ok! Agressão, assassinato por ódio, opressão e dedada na cara com apelidinhos, nunca! Mas, vista a camisa! Mostre a todos que está cagando

      em dia! Quer que eu lembre da lei contra proteção da honra; do estatuto da mulher casada? Que tomava como antinatural uma mulher fazer a,b ou c e as punia por isso?
      A morte de uma mulher era algo normal naquela época, caso a mesma traísse o marido. E tudo era visto como tão natural.

    • Associar um comportamento a um perfil não é errado. Tomar as pessoas como padrões e nada mais é que é perigoso. Conhece a teoria do X e do Y?Pois bem,são teorias onde

      os patrões tem visões diferentes quanto aos seus empregados. Numa, o homem é negligente, burro,pouco interessado, preguiçoso, não tem ambição e só trabalhará por

      dinheiro. É chamada de teoria da mediocridade das massas. Em outra, a teoria Y, o homem é capaz, é esforçado, tem visão e ambição e vê o trabalho como algo natural. O

      que isso tem haver? Tudo!! As pessoas estão cheias de senso comum e conceitos próprios sobre mulheres e homens. Podendo haver um visão que é tão contrária à outra.
      Até pouco tempo atrás, você estaria sendo tratado na teoria X. Que para muitos ainda é válida. Mas, hoje, percebe-se que é errado e que as pessoas são mais que perfis

      ou padrões. Perfis e padrãos são guias, mas não são Bíblias, meu caro!
      Não sou melhor que você, nem mais inteligente e não permito que diga que quero humilhá-lo como se fosse um iletrado. No entanto, foi o que pareceu que você quis fazer

      comigo quanto citou que estudou isso ou aquilo. Por isso, fiz tão pouco caso de você. O que realmente me incomoda não é usar o Google, já que eu mesma utilizo fonte de

      pesquisa. Ou você acha que é possível usar a net sem um provedor de pesquisar. O problema é sair lendo tudo sem questionar como você faz! Acha que por conviver com

      mulheres sabe tudo delas. Te digo que você está a léguas de distância de saber a verdade!
      Me chamar de marxista, elitista é algum tipo de jogo para me fazer colocar o rabo entre as pernas e sair correndo? Não força,cara. De novo,não!
      Me diz, onde andou procurando sobre mim? Eu, comunista? kkkkkk!! Não tenho problema algum em admitir que nem mesmo sei do que se trata o comunismo. Frequentei sites,

      leio artigos. ok! Numa boa. Só os artigos que me interessam. Sabe como é, eu poderia ser comunista e querer ter negócio próprio? Fomentar o capitalismo? Uma piada que

      não. Pelo menos isso, eu se

      Me equiparo a um prostituta? kkkk!! Confesso que no início me irritei. Depois, não vi motivo para isso. Sabe como é, resquícios do preconceito… tsc,tsc,tsc! Que bom

      alguém me alertou para meus próprios atos de discriminação. Não que seja algo que eu acho prudente para si mesma(o), mas não sou um lixo por você me comparar a uma

      prostituta. POIS PROSTITUTAS NÃO SÃO LIXO. SÃO GENTE!
      E só para fechar essa conversa tosca, sim, eu me irritei com uma afirmação falaciosa que você fez para um garota,sim! Simplesmente por ser o que é, tendenciosa,

      falaciosa. O que você conhece de mulheres para dizer que uma mulher de “reputação ilibada” não te atacaria ou te chamaria de idiota? Ou será por ela ter dito que você é um ruminante?

      Ou será por ela ter dito da sua mãe e do seu pai? De novo, não reclame de ser chamado de frustrado. Você se irritou e chamou ela de lanchinho. É o tal do equivalente

      de recalcada!

    • Eu te chamei de reacionário, pois você reage às pessoas que não se comportam como você quer. E é isso. Aceite-se como você, um preconceituoso e ponto. Pois, não admite outra possibilidade. Todas as mulheres são _______ (coloque o blá,blá,blá que quiser aqui). Homens como você tem sempre que ofender de forma sexual quando confrontados! Pois acham bonito fazer esse tipo de afirmação querendo de fato desviar a

      atenção de si para o comportamento da mulher afim de desaboná-la e disfarçar suas próprias fraquezas!

      Então, meu caro, se uma mulher fez você pensar assim sobre o mundo que eu afirmo que você desconhece, eu não sinto muito por isso. Seja homem e aceite seus pensamentos como seu, e não imponha um modo de vida para outros como

      sendo verdade absoluta.

      Então, meu caro, depois desse discurso misógino de pastor malafaia, eu te peço uma coisa : pegue seu tablet, enfie no cu e não goze, por favor, não goze! Não quero que

      você tenha esse prazer! Quero doa e que entre seco no seu cu!
      Você é frustrado por que uma mulher que partiu seu coração;criou uma filosofia através disso, e agora tem que ficar por aí afirmando o que acha que pensa para manter a
      sua pouca dignidade.

    • Samuel

      Joane, é sério, me dá preguiça de te responder. Putz grilo, você fala demais e eu percebo que isto é uma grande necessidade tua. Deu atenção, fudeu, não para mais. Parece bêbado chato em festa … Você é filha única?
      Percebe-se que não entendeu o que te disse. Quando alguém te manda enfiar um discurso no cu, não está te mandando tomar no cu. O discurso de palanque que você com enorme prazer vocifera, lhe parece tão agradável e sexualmente excitante, que poderia introduzi-lo em você, caso fosse físico, e assim ter um prazer não apenas no campo da egolatria. Entendeu agora?
      Sim, você foge do foco da questão e trás uma série de idéias e conjecturas que nada tem a ver com a questão principal. fica fazendo joguinho de palavras e idéias. E cansa.
      Não quero saber o que você pensa á respeito de homossexuais, de negros, de prostituição, de política. Isto é problema teu, guarde para os teus homens e vá encher o saco deles com este seu idealismo esquerdista.
      Se você não aceita o que eu afirmo, faça você o que me sugere, pare de ler e responder. Mas não consegue, não é? Gosta de atenção, precisa ser notada. Então vem aos berros, toda histérica e desequilibrada insultar quem nem lhe dirigiu atenção anterior. Garota, fica quietinha pra eu te amar, fica …
      Uma coisa que você está misturando e fazendo uma tremenda confusão é sobre respeito e aceitação. Eu respeito, mas aceitar é diferente. Eu não posso agredir, salvo em defesa própria, mas devo respeitar sim a opinião de qualquer um. E discordar num debate equilibrado, coisa que você ainda não aprendeu á fazer, não é desrespeito nem discriminação, muito menos coação ou bullying. É apenas um direito de resposta, um direito de expressar opinião.
      Você age, não sempre, mas age assim mesmo como a patrulha gayzista, que quer impor na marra e ser aceita na algazarra. Ganhar no grito, isto é o que você quer.
      Eu não uso a biologia para discriminar, a própria biologia discrimina e segmenta. Se você é a favor do que não é natural, é um direito seu, mas não venha me coagir ou me rotular de qualquer nome apenas por eu defender um uso correto das naturalidades do corpo.
      Sinceramente, eu quase estou acreditando que você é lésbica. Quase … E caso não seja, há um forte sentimento misândrico em você. Muito forte …
      A questão do respeito que uma mulher casta pode exigir, e deve sempre o fazer, é com relação ao seu comportamento e reputação. Não entende isto? Não estou dizendo que é apenas nesta condição que uma mulher pode ser respeitada. Como ser humano, como pessoa, todos merecem respeito, até que se prove o contrário. Mas no que tange ao comportamento e reputação sexual, castas podem bater na tua cara se você abrir a boca pra falar merda e serem aplaudidas de pé.
      Joane, não quero saber quando perdeu a virgindade e se foi com homem ou mulher e se bom ou não, não me interessa mesmo. E creia-me, nos teus 17 anos eu não te daria a mínima bola. Se hoje é assim, com todo o tempo que teve pra melhorar, que sá com 17. Repulsiva …
      Bom, caso vá me responder, e sinceramente espero que não, que se dê por satisfeita após vomitar todas tuas verdades no teu tablet, por favor, economize o texto. Resuma tudo, em poucas frases. Poderia apenas ter me mandado ir me foder ou qualquer coisa do tipo, ou só afirmado ” Samuel, você é machista, misógino, preconceituoso e blábláblá” e estaria ótimo. Mas tem que fazer um texto de 500 mil palavras? Bom, pelo menos meu ouvido foi poupado. Só fiquei cego.

  • Anonymous

    Quando eu li o título pensei que era um homem virgem de 30 anos.kkkkkkkkk

  • Anonymous

    Ah pelo amor de Deus, que história ridícula. Não sair distribuindo é uma coisa, agora ter o dogma da virgindade como estilo de vida parece muito machismo para mim! O marido tem que ser o primeiro da sua esposa, mas ele mesmo já fudeu com metade da cidade onde ele mora. Puro cinismo.

  • ô babacão lê direito.. o cara tbm era virgem

    • Anonymous

      antes de falar dos outros veja o próprio rabo querida, onde no texto fala que o cara era virgem tb? god why…

    • Anonymous

      “Ele lá no interior, quietinho se guardando para mim”

  • Sendo bem sincera aqui, vi nada demais no feito dessa moça e, de antemão, já digo que não estou desmerecendo quem opta por casar virgem, o que, diga-se de passagem, nem foi o caso dela. O que aconteceu com ela foi apenas a feliz coincidência de se casar com o homem com quem perdeu a virgindade. Se isso não tivesse ocorrido, ele teria sido apenas o primeiro homem dela, ou seja, o primeiro de dois, de alguns ou de muitos, quem sabe. Depois, ao que me pareceu, ela se casou virgem mais por imposição religiosa do que por convicção pessoal e isso fica bem claro no trecho do texto em que ela diz que quem opta por se casar virgem hoje em dia é por influência da religião que professa..

    Na minhas humilde opinião, não vi nessa moça nenhum forte desejo de se preservar virgem até o casamento. Tudo que vi foi medo de ser chutada pelo cara depois de comê-la associado ao receio de desobedecer o preceito religioso de que é adepta. Então, quando percebeu que arranjou um que pretendia realmente se casar com ela, entregou-se; tanto é que ela se entregou para o marido, à época noivo, no apartamento onde iriam morar. Isso tudo para aliviar a própria consciência dizendo para si mesma que se entregou ao marido, embora que antes do casamento, o que biblicamente é considerado pecado, fornicação onde a única forma para se reparar o erro é o casamento…

    Ademais que o conceito de virgindade à luz da Bíblia vai muito além da preservação de um hímen. Ora, uma mulher se permitir a determinadas formas de carícias, eufemicamente aqui denominada de amasso, e depois dizer que é virgem… Pode ser tecnicamente virgem, mas não virgem no sentido mais amplo da palavra, o qual perpassa pela sentido de pureza e me parece que meu raciocínio possui apoio bíblico. Basta acudir à memória o versículo bíblico que diz: Porque estou zeloso de vós com zelo de Deus; porque vos tenho preparado para vos apresentar como uma virgem pura a um marido, a saber, a Cristo. Pondo-se de lado aqui o contexto a que se refere o versículo, veja que ele fala de VIRGEM PURA, deixando bem claro que ser virgem no sentido técnico da palavra, isto é, ter um hímen não é pressuposto de pureza necessariamente.

    Particularmente eu desejo genuinamente que todo mundo que se casa viva com seu parceiro até o fim. Porém, cinco meses de relacionamento e um mês e meio de namoro, particularmente para mim ainda é muito pouco para se falar em ” amor da minha vida”. O ideal para mim é deixar as águas rolar e deixar o casamento passar ao menos pela crise dos sete anos… Cinco meses ainda tá em lua-de-mel…

    Se ela realmente tivesse tanto apreço assim por sua virgindade, certamente evitaria ficar a sós com o namorado, dormir no mesmo quarto que ele e na casa dele, tal como minha mãe fez quando namorava meu pai e a minha mãe quando se casou era apenas um pouco mais nova que ela… A moça do texto na qualidade de evangélica deve conhecer muito bem o versículo bíblico que diz: “Livrai da aparência do mal…”

    • Samuel

      Concordo contigo Fabíola, mas o método adotado por esta mulher, para suprimir a carne, mesmo tendo passado por momentos de fraqueza, não deixa de ser válido.

  • Anonymous

    Eu ainda sou virgem. E fiz a escolha d permanecer virgem muito antes de aderir qualquer religião. Pq? pq quero que a minha primeira vez seja com a pessoa certa pra mim, alguem d qm eu possa lembrar sempre sem ter vergonha do q fiz ou arrependimento.
    Para mim é se dar muita falta de valor sair transando/ fazendo sexo/amor( do q vc preferir chamar) com qualquer um(a) só pq deu vontade.

    Concordo com a Fabíola.

    A estoria de “Deus tem a tampa pra cada panela” na minha opinião é muito furada… Ridícula. Você que escolhe e se molda a pessoa e ela se molda a vc. Isso de se completar… fala sério vai assistir mais desenhos da Disney vai…

    Samuel, concordo com cada vírgula do q vc escreveu até agora. Parabéns por ter opiniões tão bem formadas. Acho admirável que ainda existam pessoas assim.

    • Samuel

      Parabéns á você, minha cara. Apenas saiba escolher bem, muito bem mesmo, aquele com quem viverá toda tua vida conjugal.

  • Anonymous

    Feliz de quem continuou virgem por opção religiosa,fantasia com o príncipe.Eu continuo virgem por ter vergonha do meu corpo,por me achar feia.Tenho 38 e isso me envergonha.Não sou gorda,pelo contrário,minha magreza excessiva foi meu carrasco.Juntando minha falta de beleza física.

  • Samuel

    Garota, creio que teu problema maior seja justamente tua baixa auto estima. Há formas de melhorar tanto teu estado psicológico/emocional como físico. E nunca é tarde pra conhecer alguém bacana, deve apenas trabalhar á si mesma e preparar-se para assumir uma postura mais vencedora. Ou vai se render assim tão fácil?

  • Anonymous

    Não somos ninguém pra julgar ninguém.Mas essa amada que escreveu o texto se teve como contexto a religião.No fim não a cumpriu e se tinha como intuito agradar a Deus e a família, que certamente pensou que ela casou virgem.Não agradou.Antes foi ávida a carne se entregando antes.E se o cara depois desistisse dela?
    Valeria a pena ter se guardado tanto?
    Que bom que ela Foi feliz.Mas leio o texto realmente como o escrito.Uma crônica.Por que na verdade se era pra ser exemplo não teve essa função.Mas se foi um relato de sua experiência.Está valendo.Como disse essa é a minha opinião que é livre tanto quanto a autora da crônica ao se expor divindindo conosco sua “crônica, ou sua 1ºexperiência sexual”Porque Afinal quem é perfeito?

  • Anonymous

    Sou virgem e casta aos 29. Não por religião, pois não pretendo me casar sem fazer um test-drive. hehe Por pura timidez que dificulta encontrar um bom namorado. Sou bonita, mas essa inexperiência me traz baixa auto-estima. É simplesmente uma questão de sensibilidade comigo. Para mim, no momento, one-night stand é impossível. Quero ter um namorado e uma vida sexual, mas ninguém me conquistou ainda. A sociedade já me convenceu que demorei demais, mas nunca irei forçar minha intimidade. Quero gostar de sexo. E isso traduz em nunca violentar minhas emoções. Com o passar do tempo, passei a sair mais, falar com mais pessoas, me arrumar melhor. E recusei mais propostas. Se eu não encontrar ninguém, e ninguém me encontrar, vou morrer virgem. E feliz.

  • Anonymous

    Acho sim que ainda existe mulheres que decide esparar, dou maior valor a isso ,mais tambem nao descrimino as outras, acho que cada um tem sua vida e seus conceitos.cada um sabe o que faz da sua vida, sabe as consequencias de um ato,seja ela boa ou ruim.

  • renato

    vou.comer

  • camila

    Bom fiz isso com meu segundo namorado em casa srr, ainda era virgem, primeiro namorado foi aos 14 porém eraa muiito bobinhaa e talzs, terminamos pois ele eraa muiito rapidinhooo, conhecii meu segundo namorado aos 15, começo de namoroo tudooo blz, era só de bjs e abraços, porém na minha cabeça eu tinha que falar para ele, ele tinha 17 já,me sentii insegura em falar com ele que era virgem aindaa, Ai rolou a conversa e solteii disse que era virgem e n foi tocada por garoto nenhum, aii rolou a caraa superr estranha cmg (Poiss com 15 eu já estava com o corpão e coisas e talzs né)mais disse a elee que se ele não quicesse continuar e coisas e talzs ia aceitar de boa, Más ele até que foii fofo, disse que esperaria até eu me sentir seguraa de ter a primeira vez com ele, ele n forçou a barra nem nadaa, n vou dizer que foi de primeiraa kk,Ele esperou 11 meses tá, no começo pensei que ele não fosse esperarr tantoo pois garotos tem suas necessidades, Crescemos juntos! hoje tenho 19 e ele 21, estamos juntos ainda 😀 brigas levamos de boaa :D.

  • Rosana

    Nossa, ler essa crônica me deu mais força pra resistir as tentações. #EuEscolhiEsperar

  • Pingback: toronto payday loans()

  • Pingback: direct payday loans long term lender()

  • Pingback: drugrehabcentershotline.com drug treatment programs()

  • Leiciany Oliveira

    muito linda sua história parece tanto a minha (tirando a parte do cara certo aparecendo e tals) me emocionei, que Deus esteja com os dois sempre , abençoando essa relação.