Vejo minha mulher como uma filha!

8
Leitor: Depois que descobri que minha esposa estava grávida, perdi a atração por ela, não vejo mais ela como minha esposa, mas sim, como uma amiga e mãe do meu futuro filho. Adoro ela, tenho que proteger ela de qualquer forma como se fosse minha filha, é uma proteção de pai. Tentei fazer amor com ela, mas não consegui, as vezes eu tenho vontade de vomitar em pensar em fazer amor com ela. Sempre tive uma vida sexual com ela gostosa, mas depois que descobri, não consigo não consigo mais. O mais incrível é que não conseguia olhar para outras mulheres na rua, e isso agora mudou, eu olho, e me sinto como um lobo. Já pensei em me separar dela, mas penso no filho que está por vir. Já ouvi falar que isso passa depois que vier o filho, porém também já ouvi que se isso não passar a probabilidade de eu separar é grande.

Acho que você precisa de ajuda psicológica, e a meu ver os seus maiores problemas são preconceito, falta de informação, e até mesmo machismo. Até onde eu sei, a mulher não só pode como deve fazer sexo durante a gravidez: isso faz bem para ela, para o filho, e até mesmo para o casal. Inclusive, ouso a dizer que se você fizesse mais amor com ela, você estaria cuidando ainda mais de quem você quer cuidar, que é o seu filho que certamente sente muito do que a mãe dele sente.

Se você deixa uma grávida feliz, tudo fica melhor, inclusive o sistema imunológico dela, e não, o seu filho não vai saber que a mãe dele está transando, pelo menos não da forma “suja” que você parece ver o sexo. Acho importante você pensar se você trata sua mulher como filha ou amiga apenas porque ela está esperando um filho seu, e se for só por isso, sinceramente acho um motivo um tanto quanto superficial. Uma coisa não tem nada a ver com a outra, ela não virou uma santa só porque está grávida de um filho seu, e diga-se de passagem nem o filho que está dentro dela é um santo! Eles são seres humanos como qualquer outro, e você “santificá-los” tal como você parece fazer só prejudicará a família toda. Eles precisam sim de muito respeito e carinho, mas não precisam ser beatificados, se é que você me entende. Do jeito que você fala parece que sua mulher virou um objeto intocável só porque tem um ser vivo dentro dela, e as coisas não funcionam assim: ela ainda tem vontade de se sentir amada e desejada como mulher, independentemente de fazer ou não sexo contigo, ela ainda quer ser sua mulher, e não sua amiga, e se você transmite que ela não é mais nada disso o caso acaba ficando mais grave do que parece: ou será que alguém aí quer “ficar casado entre amigos”? Acho que não.

Quanto à sugestão de esperar ela ter o filho para ver se as coisas mudam, eu acho válida, porque se o seu problema for psicológico em não querer afetar o filho, depois que ele “sair de dentro dela” pode ser que você volte ao normal, porém, ainda assim acho importante você procurar informações com uma ginecologista, de preferência a dela, para que ela (a ginecologista) possa te explicar tudo o que faz e o que não faz sentido nesse seu medo. Ao que parece você é um pai de primeira viagem, e espero que esse seu pensamento mude com o passar do tempo. Apenas acho um desperdício você não saber aproveitar essa fase tão mágica na vida do casal que só dura 9 meses. Talvez se você se livrar desse preconceito de querer preservar “a mãe do seu filho a qualquer custo” a vida de vocês poderá mudar drasticamente, e para melhor. A sua mulher continua sendo uma mulher desejável, e é diferente você não desejá-la mais porque não a deseja mesmo, e não desejá-la porque o seu preconceito e excesso de cuidado não deixam, entende? Tente pensar se o seu caso é realmente falta de desejo ou bloqueio cerebral para não sentí-lo, porque mesmo sendo agora “pai e mãe” vocês ainda são homem e mulher.

Por fim, aconselho a leitura do post: Grávidas não despertam desejo sexual?

Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.

  • Young Pereira

    A Editora Mandou bem mais uma vez, A dar conselhos sábios como sempre!!!
    Acrescentando… Eu sinceramente acho que estás mais pra lá do que pra cá, ‘se é que me entendes’ porque parece que voce nunca chegou a amar realmente a sua esposa, e lhe encaravas apenas como alguém que costuma sair e fazer sexo contigo, pelo meu ver voce nunca chegou a encarar ela como uma companheira para a vida, porque se assim fosse acho que voce estaria preparado emocionalmente e psicologicamente para um momento desses ‘a gravidez dela’. Seja homem e resolva isso do melhor modo possível, fale com ela e posteriormente procure ajuda, porque Alguém que a gente ama e com se casou, olhar pra nós como filho-a vamos combinar que ninguém merece.Boa Sorte

    • Young, também pensei que as vezes o leitor a via como uma “gostosa”, tal como ele mesmo disse, ou seja, mais como um corpo mesmo, e agora que ela ficou grávida e se o caso era só corpo, pode ser que o tesão baixe mesmo. Até porque grávidas e esse tipo de tesão não combinam para grande parte dos homens: “como assim aquela gostosa já não está mais tão gostosa assim?” (porque querendo ou não o corpo muda, pelo menos por um tempo) e ela ainda é uma mãe santa grávida de um anjinho (meu filho) ?! Se a pessoa não tiver maturidade fica difícil lidar com isso mesmo.

  • Anonymous

    adorei esse blog,estou tão pra baixo hoje que tá dificil,no domingo pai da minha filha mim chamou pra ir até a cidade dele pra alugar uma casa p morarmos juntos, só q a mãe dele é contra ele sair de casa,pois onde ele vai ela vai atrás,ele morre de medo da mãe chegar e ver nós juntos,no domingo ele não comentou nada com ela sobre a casa,eu de boba fui abrir a boca,ela virou uma onça,mim umilhou,que não teve filho pro mundo,que não aceitava,e que não ia dar certo.vim embora ele mandou uma msg que não gostou da minha atitude em dizer p mãe dele,que ele tava com medo de ñ dar certo ,aí a mãe dele ia dizer bem que te falei,então era melhor sermos amigos,e não ia mudar nada em relação a filha.mim ajude tá dificil suportar.

    • Anonymous

      Essa pergunta não tem a ver com o tema do post tem que escrever em lugares que tem a ver com a sua pergunta, mas acho que o seu marido que tem que resolver o que ele quer, e não você. Se tudo pra ele é a mãe dele ou você aguenta isso ou larga ele. Não tem muita opção. Você precisa tomar uma iniciativa e sair dessa ficar chorando não adianta nada ou larga esse homem ou manda ele tomar uma atitude ou aguente sua sogra. Se ele não sabe equilibrar você e sua mãe fazer o que. Ele tinha que te dar razão quando você tem razão e a sua mãe quando ela tem razão e não só porque é mãe dele.

  • Anonymous

    Vixi, cara.

  • Pingback: online loans canada()

  • Pingback: direct online payday loans in calgary lender()

  • Pingback: drugrehabcentershotline.com treatment centers()