Tratei mal até que perdi

38

Leitora: Tenho um casamento estável a 8 anos, meu esposo sempre me colocou em um pedestal, tudo o que fazia era pra mim, nao saía sem mim. Eu não dei valor, pisei muito nele, deixava esclarecidamente que eu não estava nem aí pra ele, quando íamos dormir, ele gostava de dormir coladinho e eu o empurrava. Mas agora o jogo virou, ele não anda mais se importando comigo, sai sozinho, não me dá mimos, quando brigamos ele diz que pra ele tanto faz, ele vive colocando senha no celular, eu reclamo e ele não se importa, parece que ele nao sente mais atração por mim, e eu mudei meu jeito de ser, to muito arrependida, isso está me machucando muito, queria ter um relacionamento bacana, mas hoje é ele quem não se importa muito. Como reverter esta situação?                     

Eu não gosto de dizer essas coisas, mas bem feito. Você procurou, procurou, mas procurou tanto que agora você teve o seu troco. Acho muita ingenuidade achar que só porque uma pessoa nos ama hoje, ela nos amará pelo resto da vida, e isso vale inclusive para os aparentemente “bobos apaixonados” como parece ter sido o caso do seu marido. Ele tentou, tentou e tentou de todas as maneiras te (re)conquistar, e você ingenuamente o maltratava achando que esse pedestal iria durar para sempre. Sempre digo que até a pessoa mais trouxa do mundo tem o seu limite, e papai já dizia que “bobo de quem acha que o outro é bobo”. Pois é, você achando tanto que ele era bobo, que no final das contas a boba foi você que perdeu um partidão.

Sinceramente? Eu não acho que você gosta dele de verdade: acho que quando a gente ama alguém de verdade, a gente percebe isso quando estamos juntos, porque sentimos felicidade em estar com aquela pessoa mesmo com todos os problemas e defeitos que ela – e todo mundo – tem (porque ninguém é perfeito e nem legal 100% do tempo), gostamos da companhia dela, queremos fazer amor, queremos conversar com a pessoa, assistir uma TV juntinho, e tudo mais aquilo que nos possibilite estar em contato com ela. Tirando as fases dos problemas e saco cheio que todo casal tem, se você nunca sentiu essa alegria e essa paz enquanto estava com ele, e se importava mais em ficar pisando do que curtindo o pobre coitado, sinceramente nem precisa falar que você nunca o amou. O que você sente agora é recalque, é raiva por ter sido chutada por alguém que você jurava que te achava a última bolacha do pacote. Se você quisesse mesmo ter um relacionamento bacana como você diz, você não teria feito da vida dele um inferno e teria ao menos tentado cultivar um amor saudável: lembrando que o amor não acontece em 24 horas do dia, mas é algo que um sempre tem que estar ajudando o outro para não cair, mantendo o equilíbrio da relação. Sim, porque se casar com uma pessoa e dizer que não a ama, se recusar até no básico como dormir de conchinha (ai que delícia kkkk) é fazer da vida da pessoa um inferno mesmo…

O bom de você estar se sentindo machucada nesse momento é que pelo menos agora você pode finalmente se colocar no lugar dele, e de preferência nunca mais fazer isso com ninguém. Pode parecer duro o que estou falando, mas o fato dele estar te ignorando igual você um dia o ignorou não deixa de ser uma mensagem para que você se coloque um pouco mais no lugar das outras pessoas e tente ter relacionamentos futuros mais maduros. Na boa? Acho que esse seu relacionamento nem deveria ter durado tantos anos: como assim se casar com um homem que você não tinha nem carinho, nem tesão, e me desculpe, mas nem respeito? O que você sente agora é só vontade de reconquistar o seu brinquedo, reconquistar a pessoa que você não deu valor enquanto teve e que agora finalmente se tocou que pode levar uma vida legal sem você. Sabe aquela frase “Achava que era amor, mas descobri que é recalque?”, pois é, acho ela a sua cara!!

Por fim, acredito que agora você deve estar tão deprimida que deve estar realmente acreditando que o ama de verdade, mas vai por mim, mesmo que você o amasse isso é um amor doente que só valoriza quando perde, e ninguém merece isso. Eu no seu lugar iria viver minha vida, deixava ele viver a dele e aproveitava para crescer um pouco e valorizar quem me ama. Nesse mundo de hoje em dia em que ninguém mais consegue amar e cuidar de ninguém, quem faz isso pela gente vira artigo de luxo, e espero que você valorize da próxima vez.Boa sorte e não fique brava com minhas palavras, mas é o que realmente acho que você merecia ouvir no momento. Força e amadureça!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.