Será que sou pedófilo?

42

Leitor: Tenho 45 anos, comecei a trabalhar numa escola e uma menina de 13 anos começou a se destacar. 

Sei que é isso é pedofilia e é crime. Eu não sou um cara que age dessa forma. Não me vejo como sai nos noticiários. Sei que os pais dela e nem os meus irão aceitar isso. Nem a sociedade ou comunidade.

O que eu faço? Saio da escola? Evito-a? Não consigo parar de pensar nela.

Aguardo um conselho.

Obrigado.

man-shadow_pic

Ainda bem que você não chegou a concretizar nenhum ato. Fico feliz de você ter percebido que isso é pedofilia e é crime, e também fico feliz por você ter procurado algum tipo de ajuda, bem como não ter ultrapassado a barreira dos pensamentos. Eu não ia responder essa pergunta, mas acho que apesar de não ser uma especialista no assunto, talvez possa fazer a minha parte ajudando de alguma forma, pois a intenção aqui é ajudar, né? Quem puder falar mais coisas nos comentários também agradeço…

Você deve se conhecer melhor do que ninguém, ou seja, você sabe o que você seria ou não capaz de fazer, e saber isso é meio caminho andado para não se prejudicar e nem prejudicar outra pessoa. Sim, porque se você viesse a praticar a pedofilia, fora ser preso (e pedofilia é considerado crime hediondo), perder o seu emprego e ter rejeição social, a vítima poderia ter graves problemas psicológicos e sociais devido à sua péssima conduta. Se ela fosse a minha filha e eu descobrisse algum ato, fora te denunciar, eu teria uma tristeza eterna, para não dizer um trauma, né? Se coloque no lugar dos pais dessa criança, é claro que eles não vão encarar isso de maneira normal e saudável, porque não é!!! 13 anos é uma idade de brincar e de estudar, e não de ficar se relacionando, ainda mais com um homem muito mais velho. Sem contar que pra mim, 13 anos não é idade de namorar nem com meninos da idade dela, quem dirá com uma pessoa de muito mais idade e que tem muito mais noção da vida e malícia do que ela…

Talvez você esteja com um problema sério de auto estima ao acabar escolhendo pessoas mais vulneráveis do que você para nutrir esse tipo de sentimento.  Sem contar que você pode estar carente e nisso você começa a ficar com a cabeça mais bagunçada ainda e com pensamentos que não tem nada a ver. Assim, acho muito válido você avaliar com muita maturidade como anda esses aspectos da sua vida.

Eu no seu lugar procuraria ajuda, porque tal como você mesmo disse, “você não se vê como sai nos noticiários”, então é sempre bom ter uma opinião médica e até mesmo psiquiátrica sobre o que está se passando contigo. Fico feliz por você ter a maturidade e a decência de saber que você não deve fazer nada com ela, e se você não consegue controlar os seus impulsos, sair da escola aliada a um tratamento psicológico é uma boa opção.

Conversei com um amigo advogado sobre relação entre crianças e pessoas mais velhas, e ele acrescentou um dado importante: de acordo com o que ele me disse, contato íntimo com pessoa abaixo de 14 anos é estupro presumido, ou seja, mesmo que uma criança dessa idade deixasse, ainda assim é considerado estupro, é crime e dá cadeia.

Enfim, acho que não temos muito mais o que falar que não seja isso: você procurar ajuda médica e psicológica, como também procurar por pessoas da sua idade.

Seria bom se todo mundo que tivesse algum pensamento negativo e que saiba que é erro de conduta e crime procurasse ajuda antes de concretizar o ato, MAS como nem todo mundo tem essa decência, passo alguns dados para quem pensa em fazer, já sofreu, ou sofre algum tipo de abuso sexual:

 Atenção: Violência sexual contra criança e adolescente é crime hediondo, ou seja, é um crime de extrema gravidade.

Para denunciar por telefone:  Ligue para o número 100 (Disque Denúncia Nacional). A ligação é gratuita e o serviço funciona diariamente das 8h às 22h, inclusive nos finais de semana e feriados.
Denúncia por e-mail: É possível também enviar uma mensagem para a Secretaria Especial dos Direitos Humanos no e-mail: [email protected] 
Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.