Minha mulher está descuidada e acabo olhando para outras!

6

Leitor: Sou casado há 4 anos. O casamento foi muito importante para ambos e eu me sinto feliz por ter a esposa que tenho, mas há algum tempo tenho sentido atração por outras mulheres. Eu amo minha esposa, e é por isso que até hoje não a traí. O problema é que depois do casamento ela deixou um pouco de lado a estética, e por mais que eu ame ela como pessoa, não consigo deixar de desejar outras mulheres mais atraentes. Não que eu seja maravilhoso, longe disso, inclusive se não estivesse vivendo um período de muitas turbulências (trabalho e estudo) estaria buscando melhorar minha forma física, porém não mudei em nada desde o casamento, e minha esposa realmente mudou, principalmente quanto à acne e a forma física em si (ganhou uma barriguinha, uma cintura dupla..). E se ela não se importasse eu aceitaria, mas ela se importa com isso, gostaria de mudar e não faz nada para tal. Já conversamos sobre esse fato, mas não falei tão abertamente para não constrangê-la e nem ferir o sentimento. A pergunta é: É egoísmo demais da minha parte ou estou certo? O que posso fazer nessa situação? Ela não se manifesta e nem tem força de vontade em mudar. Obrigado!

Mulher desarrumada perde atração

Quem não se importa com a aparência que atire a primeira pedra! Todos nós gostamos de ver o que é belo aos nossos olhos e se deliciar (pode ser literalmente, hehe) com aquilo que vemos. Porém, quando se trata de casamento e ainda que a beleza tenha o seu charme, a falta dela não pode colocar tudo a perder. Ainda que muita gente insista em se fazer de desvinculado da futilidade estética, o ser humano não é essa alma caridosa que namora visando apenas a parte interna do outro, até porque se fosse assim não teria tanta gente feia e solteira no mundo (brincadeirinha real essa, heim?! hehe). Ok, a maioria está solteira porque fora feia, é chata, mas mesmo assim, as pessoas bonitas e chatas sempre parecem menos encalhadas do que as demais, hehe.

Acredito que o amor humano (porque o sublime não existe por aqui) tem o seu lado fútil e o seu lado “não fútil” por assim dizer: quando falamos do primeiro, tem gente que liga pra beleza, gente que liga pra dinheiro e gente que adora comer um camarãozinho, mas que não aceita uma gordinha linda de rosto nem por um milhão de euros. Enfim, cada um com as suas exigências e você tem o direito de ter a sua, porém, como você mesmo disse, você também podia melhorar e não melhorou. Tudo bem que você colocou o motivo por você não melhorar no excesso de trabalho, mas sinceramente? Acho que o motivo de você não buscar evoluir e o de ela chegar até mesmo a decair pode ser o mesmo: o comodismo com o casamento. Quem é que depois de casado não engordou uns quilinhos ou ficou um pouco mais desleixado? Felizmente ou infelizmente, isso é quase que padrão nos relacionamentos, tanto que fizemos uma tirinha sobre isso em nosso facebook e a identificação foi extrema rsrs. O bom disso tudo é que se existe amor, é porque ainda há luz no fim do túnel.

Se você já estava querendo fazer algo por você, e ainda por cima percebeu que ela não está feliz com ela mesma, que tal tentarem mudar juntos? Se você tem receio de dizer a verdade nua e crua para ela, o que você acha de tentar conseguir essa mesma mudança, só que de maneira mais sutil? Convide-a para entrar em uma academia contigo, ou para fazer uma caminhada 3 vezes por semana durante os dias menos apertados, e até mesmo a mudar o cardápio falando que você quer melhorar a saúde de vocês. Se você se colocar nesse processo, a chance de ela achar que é algo pessoal diminui, e por sua vez, a chance de vocês ficarem mais unidos aumenta, pois afinal de contas vocês estariam correndo atrás de um mesmo objetivo, que você não precisa chamar de gordura, de pochete, ou de barriga dupla, mas sim de “saúde”. Vocês só precisam de boa vontade: não coloque a culpa na falta de tempo, na preguiça, ou no excesso de trabalho. Hoje em dia ninguém mais tem tempo para nada e os vencedores acabam sendo aqueles que tratam os objetivos como prioridades. Tem gente que deixa de assistir TV ou de comer pizza para correr atrás de um objetivo maior, e vocês também podem ser um, ops, dois desses!

Lembre-se que todo mundo não só pode, como deve melhorar, então, se você pode ser melhor, seja! Não fique se comparando com ela no sentido de quem será que piorou mais depois do casamento, pois isso não só não te trará nada, como servirá de comodismo para você estagnar e jogar a culpa das frustrações nela. Se você está no 90%, nada impede que você chegue no 100%, e se você acha que ela está abaixo disso, nada impede de que com a sua ajuda ela consiga melhorar. Casamento é união e ajuda recíproca: se um dia um está por cima, nada impede que no outro dia a situação se inverta, então, a impressão de “superioridade momentânea” nunca pode servir como empecilho para deixar de ajudar o seu parceiro ou fazer besteira. Eu mesma conheço algumas ex-descuidadas que ficaram lindíssimas e depois os ex quiseram de volta rsrs. Não vá ser um desses, até porque aparência a gente conserta, já amor é cristal.

Quanto ao seu desejo por outras, é algo que acredito que acontece pelo menos uma vez na vida de todo casal, nem que seja depois de 30 anos de casados rsrs. O bom é que isso não significa que você ame menos a sua mulher, mas sim que está de safadeza buscando em outras o que ela não tem, coisa que nem precisa falar que é boba, visto que ninguém é perfeito e se procurar todo mundo tem motivo para trair, inclusive da parte dela em relação a você. Tome cuidado para não cair na tentação e ela acabar descobrindo e ficar extremamente machucada com isso.  Olhar todo mundo olha e há quem diga que a beleza é para ser admirada, só cuidado para não olhar demais e acabar fazendo besteira. Lembre-se que olhar é uma coisa, mas comer pode causar indigestão eterna.

Por fim, um último conselho que dou é: fora deixar a preguiça e as desculpas para não fazer algo de lado, incentive as mudanças da sua mulher: quando ela emagrecer, elogie, quando o cabelo estiver bonito, elogie, e por aí vai. Mulheres gostam desse estímulo, e há quem diga que se quiser fazer uma mulher feliz basta dizer que a ama e que ela emagreceu, rsrs. Só não minta, porque senão ela vai achar que está arrasando e aí que vai virar uma bola de neve, ou de gordura mesmo rsrs!

Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.

  • Gilvan

    Interessante o texto. Passei pela mesma situação e é difícil. O problema é enquanto eu não tinha tempo algum minha esposa ficava em casa a maior parte do tempo, e as amigas chamavam ela para fazer uma academia e ela não ia. Mas a dica dada é boa, felizmente em um período onde já havia terminado os estudos pude me dedicar mais a saúde e convidei ela a ir comigo. Deu tudo certo! Mas tente esperar um pouco mais e aguardar a conclusão de ao menos uma das etapas. Para se exercitar é melhor que seja com tempo, e com frequência. Academia só no fim de semana faz levar uma eternidade para surtir efeito e vocês podem se decepcionar. Abraços!

  • Rafaela

    Já me senti assim, desanimada a me cuidar….mas sou magra por genética….só que não fazia mais as unhas, não cuidava da pele..(nunca fui de ter acnes, mas é sempre bom cuidar)…..não fazia questão de me arrumar mt…..e conversei com meu namorado (estamos juntos há 7 anos), expliquei que a rotina tinha acabado com o desejo, curiosidade……ele mudou, começou a me dar lingeries (ao meu ver, é uma delícia imaginar que o seu parceiro quer ver vc nela), me incentivar, me elogiar….comecei a me sentir poderosa de novo e cá estamos nós com a vida saudável, relacionamento saudável…..Então acho que, assim como eu, vc deveria conversar com ela de uma forma bem carinhosa…ou..se não se sentir tão a vontade assim, comece a mudar sem falar nada…tente jogar com ela (no bom sentido), como por exemplo: Se caminharmos hoje por uma hora ininterrupta, ganhará surpresa mais tarde…..Não sei muito bem o que fazer, mas comigo deu certo……

  • Muito interessante as colocações. Quem é que nunca passou por uma fase de desleixo depois de muito tempo de namoro, né? Sorte dos poucos que não passaram por isso! Eu mesma já passei por essa fase de desânimo: engordei mais de 10 kg e só comia coxinha kkkk. Com o tempo vi que só estava me prejudicando, entrei para a academia, perdi uns kilinhos e ganhei parte da auto estima de volta. Nessas horas é muito importante o parceiro motivar, se mostrar interessado no seu progresso porque se não vira uma bola de neve até dar o tempo de você se tocar por você mesma, o que as vezes pode ser tarde demais a depender do estado de comodismo e queda que você se encontra. Quando um está mal, o outro tem que motivar, um tem que ser o degrau do outro, porque se não ambos acabam caindo. No meu caso cairia rolando, pq estava uma bola kkkkkkkkk

  • Leonel

    Já pensou que ela pode estar relaxada porque está sentindo o relacionamento indo mal? Você só demonstrou preocupação com a “estética” mas nada disse sobre a vida a dois. Mas se tudo vai bem entre vocês, só te resta ser sincero e dizer a ela o que te incomoda.

  • wagner

    passo pela mesma situação, simplesmente esqueceu de ser mulher, aparencia, os kilos a mais (cinquenta para ser exato), a falta de apetite sexual junto com a falta de criatividade, bloqueios e vergonhas que só afasta cada vez mais, é uma pena, mas o bom dura pouco, eis a verdade.

  • zirak

    Passo pelo mesmo problema. A diferença é que infelizmente, minha companheira está com depressão. Junto com isso tem outros fatores do dia-a-dia com total relaxamento nos afazeres no qual cabe a participação de todos. Isso acaba se tornando um desgaste psicológico muito grande pra mim. Ou seja, por mais que eu tente e me esforço para ajudar no problema do peso, onde em 3 anos nao sou ouvido uma vírgula, tudo somado se torna humanamente impossível para eu manter constantemente o estimulo a ela. Coisa que no fim das contas acontece que a gente briga e a culpa se torna minha por não insistir adequadamente. Isso está me matando como homem em todos os sentidos.