Ciúmes da filha e excesso de cuidado do pai: isso é normal?

19

Leitora: Tenho um relacionamento, com um homem mais velho. Ele tem 43 anos e eu 26, ele é dezesseis anos mais velho, tem três filhos, mais velha com 19, o do meio com 17 e a mais nova tem 12 (os três moram com ele, a mãe morreu há cinco anos). Estamos juntos há quase 1 ano, ele é do signo de Virgem e eu de Gêmeos. Foi casado muitos anos, levou uma vida de solteiro “agitada” pelo que sei por uns 4 anos, ele é um homem conservador (posso perceber) e tem um amor incondicional aos filhos, tenta suprir todas as necessidades deles a ponto de fazer tudo que pedem, esquece um pouco dele e até mesmo de mim (confesso que AS VEZES me sinto assim). Ele faz bastante coisas pra me agradar e tudo mais, não posso me queixar muito (a princípio pq faz um ano somente q estamos juntos). Já tive um relacionamento que durou 6 anos antes dele, no qual não deu em nada (não casamos) fiquei 3 anos sozinha, e gosto demais deste atual, tenho muita vontade de casar com ele e ele já manifestou interesse, (claro isso pode ser passageiro ou não, pq como ja informei, estamos há pouco juntos). Mas o fato é que a filha mais nova dele é muito “agarrada” com ele, hora tem ciúmes hora não, notei que ele faz as coisas pra ela parecendo se redimir pq está ou esteve comigo, parece de uma forma se desculpar por ter deixado ela pra ficar na minha casa ou me levado até a casa dele e não ficar somente com ela e os irmãos sem estar comigo. As vezes ela ataca ele, mas noto que é indiretamente a mim aqueles ataques, ao invés de corrigí-la ele dá “corda” e se explica, acho ele omisso… não acho isso nem um pouco certo! Gosto demais dele, estou disposta a passar por cima disto pra ficarmos juntos, tento agradar de todas as formas, mas acho q isso vai atrapalhar a gente, só queria saber se isso é normal acontecer (o ciúmes da filha) se isso tem chance de se acalmar, se é provável que ele fique comigo mesmo sendo tão submisso às vontades da filha, ou se devo cair fora porque estarei me metendo num “mato sem cachorro”?

Ciúmes da filha em relação ao pai

Mocinha, esse homem tem algum irmão? Tenho várias amigas doidas para casar com um príncipe assim!!! Brincadeiras de lado, vamos ao que realmente importa: essa pessoa é muito especial. Sou mãe e sei que quando temos um filho ele vira o centro do nosso mundo, nos sentimos obrigadas a defender, proteger e amar a nossos filhos, até os animaizinhos são assim, não é? Já viu um bichano defendendo sua cria?

Agora imagina, esse homem que perdeu sua esposa e se viu sozinho para criar três filhos! A maioria dos rapazes que conheço, na primeira oportunidade, deixaria a avó materna ou paterna assumir a responsabilidade. Mas ele não, e pelo que você expôs, cria muito bem, com muito amor e carinho. Sabe o que significa? Que ele é responsável, carinho, amoroso, tem um bom caráter e se você quiser ter um filho com ele, será muito feliz!

Quanto ao “problema” da filhinha dele, pensa comigo: ela só tem 12 anos!! É a fase crítica da vida de uma pessoa. Somos revoltados, manhosos, “chatos” mesmo nessa idade… Imagina ela que perdeu a mãe? Ela está com medo de perder o pai também e talvez não saiba lidar com tudo (adolescência, hormônios, medo, ansiedade). E o pai? Mais perdido ainda! Ele precisa de conselhos, de alguém “de fora” para ajudá-lo. Porém, calma… Como você mesma disse, o relacionamento é novo, se você se intrometer demais, pode se passar por chata, pode ser mal interpretada.

Então mocinha, paciência e sabedoria! Tenha paciência com a criança, mostre que você não quer separar, diminuir, mas sim agregar. Deixe-a confiar em você, perceber que você não quer tirar o pai de perto dela, depois, com muita calma, tempo e sem falsidade, tente ser amiga dos filhos dele, ganhe aos poucos o carinho deles. Tudo deve ser aos poucos, pois apesar de ter se passado cinco anos, a perda foi muito grande e a ferida pode estar doendo ainda. Portanto, sabedoria para dar os próximos passos, para colocar as palavras na hora certa e ser bem aceita pelos filhos dele.

Quanto ao medo que você tem de ele obedecer à filha e terminar o relacionamento de vocês, se ele está se sentindo mal por deixar os filhos de lado para ficar com você, demonstre que é adulta o suficiente para não querer competir a atenção dele com uma menina, que entende que ele tem que dar a assistência aos filhos, e até admira isso nele. Ao mesmo tempo, você pode dizer com jeitinho que pode ser perigoso mimar demais uma pré-adolescente e que você está ali para ajudá-lo, não para criar mais problemas.

Lembre-se que você não deve fazer o papel da nova mãe, até mesmo porque você nem tem idade para isso, mas está disposta a ser o conforto para as horas difíceis, alguém para dar conselhos, uma amiga a quem eles podem confiar. Tenho certeza que se souber contornar a situação, será extremamente feliz com essa sua nova família!

Espero ter ajudado!

Instagram
Share.

About Author

Patrícia

Colaboradora do Pergunte a uma Mulher. 30 anos, já passou por bons momentos em sua vida e tem prazer em compartilhar suas experiências. Mineira, acredita que a felicidade está na simplicidade.