Dicas para não passar o resto da vida encalhado(a)

29

Dicas para não ficar encalhado(a)

Muita gente não sabe o que fazer para conseguir – ou até mesmo manter – um relacionamento sério. A pessoa afirma que é bonita, gostosa, cheirosa, gata, deliciosa, apetitosa e mesmo assim não consegue mais do que um encontro ou uma noite de sexo. Mas o que será que te faz ter tanta dificuldade para conseguir algo sério? Calma, você não vai morrer sozinho! A tia Luiza está aqui para te ajudar (ui tiazona!!)

*Como sempre, costumo falar em um gênero em detrimento do outro, mas as dicas valem para os dois sexos.

Só beleza não põe mesa:

É claro que ninguém quer alguém esculachado, daqueles que dá vergonha de apresentar pra mãe e para o tio palhaço que irá te zoar para o resto da vida, porém, não pense que só porque você é mais bonito do que aumento salarial que isso será o suficiente para conquistar alguém. Gente com boa embalagem é aquilo: é bom de olhar e dá vontade de comer, mas se o recheio não for bom, a gente nunca mais come e já começa a procurar “outras marcas”.

Qual é a sua fama na rodinha?

Está aí uma modinha social que funciona pouco na prática: muita gente tem orgulho em dizer que pensa que “cada um fica com quem quiser e o resto que se dane”, mas sabemos que na vida real o buraco é mais embaixo: tirando as raras exceções, ninguém quer ficar com aquela mulher que tem fama de biscatona, nem com o homem que já tentou chegar até na tiazona casada que tem 10 filhos para criar. Isso tira o charme de qualquer pessoa pelo simples fato de parecer que “ela atira para todos os lados” e que nem precisa ser lá grandes coisas para conquistá-la, coisa que também é broxante para quem, de uma forma ou outra, quer se sentir especial. Tudo bem que tem homem com a síndrome do “capitão salva-puta” e mulher com a síndrome da “salva-cachorrão”, mas convenhamos: até quem gosta de gente assim diz ter medo de se envolver e depois não conseguir mais levantar a cabeça (não, não é de vergonha, é pelo peso do chifre mesmo kkkk). Assim, muita gente “fica” com esse tipo de pessoa. Agora, para relacionamento sério, poucos assumem de fato. A propósito:

homemencalhado

Você transa de primeira?

Outra modinha modernosa é dizer que cada um faz o que quiser com o próprio buraco, mas realidade né gente? Fazer você pode fazer, porque o buraco é seu mesmo. Porém, como o mundo atual é estilo “moderno hipócrita”, não ser julgado por isso são outros quinhentos: em se tratando de mulheres, é raro o homem que realmente valorize e confie na mulher que mal o conheceu e já deu a preciosa para ele. Muitos dizem gostar disso só para comer mais rápido, e não porque gostam de fato. É claro que existem exceções, mas basta perguntar para os seus amigos sinceros e que não falam que gostam só para ter comida fácil se eles realmente acham “tranquilo” – e até mesmo preferem – que a mulher libere logo na primeira noite. Se você perguntar, a maioria com certeza dirá que “não” e até os que falarem que “sim” vão dizer que ainda assim prefeririam que tivesse havido uma conquista maior.

*Quanto aos de bermuda, eu particularmente não curto homem que mal conhece a pessoa e já quer fazê-la de comida ao invés de levá-la para comer. Porém, confesso que essa opinião é mais pessoal e muita mulher deixa isso passar batido. Ou seja, não se importam tanto quanto os homens. Isso quando elas não se importam nadinha e acham que isso é coisa “normal de macho”. Como é bom ser homem nessas horas…

Excesso de disponibilidade e grude, ou ao contrário disso, excesso de “indisponibilidade”, assusta:

Vocês já repararam que parece que hoje em dia todo mundo é 8 ou 80 e ninguém consegue mais ser 40? Tem gente que mal conhece a pessoa e já liga todo dia, está sempre disponível nem que mate a mãe para poder sair, e em casos mais extremos, fica até cobrando que a pessoa “assuma logo um compromisso”. Parecendo ou não joguinho de revista teen, o fato é um só: todo mundo quer sentir um gostinho de conquista. Não

 adianta falar que gosta de gente super gente boa, que tenha tempo para você 24 horas por dia e blábláblá, porque se isso acontecer na prática – e tirando as raríssimas exceções – você se enjoa e acaba dando um jeito de se livrar rapidinho da pessoa.

*O mesmo vale para o contrário: da mesma forma que as pessoas não gostam de excesso de grude e disponibilidade, se você nunca tem horário e está sempre indisponível, você acaba passando a ideia de que a outra pessoa é literalmente um nada. Assim, se essa pessoa tiver o mínimo de orgulho e bom senso, ela acabará se distanciando até mesmo para se proteger (oras, ela não quer ter o coraçãozinho dela partido: “oun!!”).

Inteligência é algo bom, mas pagar de cult demais enche o saco:

Já percebeu que tem gente que sempre tem uma teoria filosófica para tudo? Eu não sei, mas sempre achei que gente que quer mostrar inteligência demais acaba parecendo burra. O legal é ter coisas interessantes para dizer, mas isso não significa que você tenha que ser o pedante do momento, que acha que pode ensinar tudo ao outro. Sem contar que mesmo que o outro se convença de que você é realmente inteligente, corre o risco dele se sentir burro, não saber te acompanhar no raciocínio e acabar se afastando por isso.

Seja parceiro(a):

Não adianta nada ser bonito e ter um bom papo se você não é parceiro da pessoa. É claro que se vocês se conheceram há pouco tempo, você não vai se oferecer para escalar o monte Everest em nome do amor, porém, convenhamos que atitudes como falar menos e ouvir mais, se preocupar com o que o outro tem a dizer, e até mesmo oferecer coisas simples, tal como ajuda para encontrar um bom dentista sempre caem bem e aumentam as chances da pessoa te querer por perto. Se ela não pode contar contigo, é melhor ter um sexfriend mesmo que sai mais em conta. Ah, mas fique esperto: ser presente e prestativo não deve ser apenas quando o outro pede, mas também uma questão de bom senso.

*A propósito, muita gente faz questão de nem começar um relacionamento por conta dessa inutilidade geral: se ter alguém e nada é a mesma coisa, você vai sentir falta do quê? Melhor jogar videogame ou comer chocolate mesmo.

Por fim, não podia deixar de falar uma frase bem breguinha, mas que é verdade…

Seja menos egoísta, tenha um pouco mais de paciência e boa vontade:

Nada cai do céu, e sabemos que todo bom presente custa caro. Assim, é necessário saber que para ter um pouco do outro, é necessário doar um pouco de si. Parece óbvio, mas muita gente não pensa nisso: se um relacionamento é a dois, por que diabos uma pessoa se apaixonaria por alguém que nunca quer perder algo e sempre quer levar vantagem em tudo?  Pensar no próprio umbigo pode parecer vantajoso a curto prazo, já que aparentemente você sofreria menos, perderia menos tempo, dinheiro e trabalho em geral, porém, depois você perceberá que isso só afasta as pessoas de você ao te fazer não valer a pena.

Lembre-se: o mundo estando cada vez mais desapegado como está, para você conquistar alguém você tem que ter mais do que o básico: você tem que mostrar ter potencial para ser uma pessoa chave na vida do outro.

Você já leu o post com Dicas para mandar bem no primeiro encontro?

Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.