Meu namorado me proíbe de tudo, mas ele pode fazer o que quiser!

16

Leitora: Namoro há alguns meses e meu namorado desde sempre foi bastante ciumento, foi me proibindo aos poucos de ir na casa de amigas, de sair, até de ir para faculdade ele queria me proibir. Creio que a nossa diferença de idade influencia bastante, ele com 27 e eu 17. E sempre EU o entendo, ele quer sair com os amigos ele sai, tem uma banda que funciona como ”hobby” para ele e os amigos e ele sempre toca, ensaia, mas quando EU quero sair com as amigas, ou simplesmente almoçar na casa delas, para ele é um tremendo problema. Acho muito engraçado isso. Já perdi vários amigos, deixei de ir para vários lugares só para agradar, e acabo muitas vezes nem agradando porque para ele tudo é um GRANDE PROBLEMA. Brigas constantes, falta de confiança, e a gente só conversa conversa e nunca dá em nada. Incrível.

Preciso de ajuda, alguém que me alerte. Quero sair desse namoro, me libertar enquanto é tempo! Porque depois que a gente se apega de verdade fica mais complicado ainda.

Obrigada.

Ele me proíbe de tudo mas pode fazer o que quiser

Com essa sua última frase eu já vi que consciência da chave de cadeia que você arrumou você tem, agora só te falta a atitude! Como assim ele queria te proibir até de ir na faculdade? Que coisa mais maluca, me lembra até aquele povo que aparece nos noticiários que tranca a mulher em casa por anos para garantir que ela será totalmente dele. Acho que ele só não te trancou porque ele não está tão doido, ou porque não tem a casa para te colocar! Brincadeira rsrs. Mas sério, diferença de idade nenhuma é suficiente para privar uma pessoa de viver, e se ele te acha tão bobinha assim a ponto de não confiar em você, que ele arrume alguém da idade dele, oras! Nada justifica a atitude horrível que ele está tendo contigo, até porque sempre há a opção de ele terminar o namoro, já que não consegue ser feliz sem te privar de tudo e nem te fazer feliz. Sinceramente, se for para continuar assim e mesmo havendo muito amor, é melhor sofrer um pouco pelo término do que pela vida inteira com uma situação desgastante dessas.

Será que essa falta de confiança que ele tem em relação a você não reflete a visão que ele tem sobre ele mesmo? Desde que você nunca o tenha traído no passado ou feito algo que o traumatizasse a ponto de perder totalmente a confiança em você (e mesmo se fosse isso, também não justificaria, já que ele pode terminar ou perdoar de vez), dizem que a gente espera dos outros o que a gente seria capaz de fazer, ou seja, de acordo com essa teoria, se ele pensa tanto que você vai aprontar, vai trair e vai fazer algo de errado, é porque ele seria completamente capaz de fazer isso contigo. Não sou ninguém para julgá-lo, mas eu particularmente acredito nessa teoria e noto isso no meu dia a dia: você já reparou que gente ingênua que nunca espera que o outro faça algo de mal são pessoas que geralmente não são capazes de fazer o mal? Claro que também tem gente que acha que o outro nunca fará nada de ruim por excesso de confiança e de “se achar demais”, mas esse não é o caso do seu namorado, pois se ele confiasse muito nele mesmo ele te deixaria ir até para Marte!

Uma outra hipótese é que ele pode até ser fiel, porém, ele estaria com a autoestima extremamente baixa. Eu costumo dizer que carência e problema com autoestima são alguns dos grandes problemas do mundo. Quanta gente não faz atrocidades só por causa disso? Quando nos sentimos inseguros com algo nosso, somos capazes de tomar atitudes extremas, tais como privar quem amamos da liberdade como uma forma de garantir que essa pessoa nunca irá nos decepcionar, e até mesmo como uma forma ilusória de garantir o amor dela, como se desse para trancar o amor em uma jaula que nem trancamos os passarinhos, entende? É claro que essa atitude é um tanto quanto ingênua, visto que não se prende ninguém assim, muito pelo contrário: é mais fácil você sair correndo dele do que se apaixonar. Do tipo “olha, ele não deixa eu ter vida, estou apaixonada!”. Isso não existe! Nem mulher que gosta de malandro gosta de ser privada de viver, aliás, ninguém gosta.

Falando muito sério: tente ver também se ele não tem potencial para ser uma pessoa perigosa e se ele não reagiria mal em caso de você terminar o namoro com ele. Digo isso porque fora tudo o que disse, ele parece ser um tanto quanto possessivo e controlador, assim, terminar com ele faria ele perder completamente o controle sobre você e é justamente aí que você tem que ver do que ele é capaz. Se você achar que ele tem a mínima possibilidade de ser perigoso e caso você termine com ele, por favor, avise sobre isso para os seus pais e amigos de confiança, que de preferência também conheçam a sua relação com ele. Pergunte para eles como fazer e como você poderia se proteger em caso de terminar o namoro, porque sei lá, com o mundo virado desse jeito, eu definitivamente não confio em uma pessoa que está como ele está.

Se você acha que ele tem conserto e o ama muito, recomendo fortemente que vocês façam uma terapia de casal. Fale que você não está feliz vivendo assim e tente fazê-lo se abrir no que diz respeito aos motivos que fazem ele te prender tanto: se é mais insegurança com ele mesmo ou contigo, trauma passado, ou provavelmente até um misto disso tudo junto. Tente entender a lógica da cabeça dele para que então você possa dizer a sua lógica e perguntar por que ele acha que você o amaria cada vez mais se ele só te priva e parece querer te ver infeliz? Pergunte se ele se sentiria feliz caso você não deixasse ele ter amigos, ter lazer e simplesmente viver? Fale para ele que se ele te ama, ele tem que se colocar no seu lugar. E minha amiga, opinião pessoal minha, se eu tivesse certeza que esse cara não é perigoso e não iria puxar o meu pé a noite, caso ele não mudasse eu terminaria o namoro, ficaria um bom tempo sem ir para os mesmos lugares que ele costuma ir, só por precaução, e só sairia de casa e da faculdade acompanhada. Sei que parece exagero, mas acho que precaução nunca é demais, até porque se a gente não conhece bem nem a gente mesmo e do que somos capazes de fazer, quem dirá conhecer os outros? Converse também com os seus pais ou algum parente que você realmente confie a respeito disso, porque sinceramente, caso você não note a mínima vontade de mudança vinda da parte dele, a tendência é só piorar e na hora que você menos perceber você estará com um problema ainda maior do que o que você tem hoje. Posso até estar parecendo neurótica e exagerada ao imaginar possíveis consequências negativas, mas pense se as atitudes dele também não estão preocupantes a ponto de não ser impossível prever consequências desagradáveis em caso de ele continuar com esse egoísmo obsessivo. Sem contar que acho que um pouco de medo é sempre bom para nos fazer pensar melhor sobre a vida.

Boa sorte, espere o melhor das pessoas mas esteja sempre na defensiva para o pior, pois afinal de contas, é a sua vida e a sua felicidade que estão em jogo.

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.