Ela me traiu com o vizinho, quero perdoar mas não consigo!

36

Leitor: Sou casado há 18 anos, temos 2 filhos (menino de 14 e menina de 12), quando conheci minha esposa ela não era o que se pode chamar de uma “santa”. Morávamos no interior e como sabemos, as notícias correm. Sempre tive ciúmes do passado dela, mas passei por cima de tudo isso e nos casamos. Em 2007 ela descobriu uma traição minha, assumi, sofremos muito e continuamos a vida. Depois desta traição nossa vida começou a piorar muito financeiramente (até então tínhamos vida boa, boas férias, carro bom, morávamos de aluguel mas numa casa muito boa e ela nunca trabalhou), com a piora, chegamos ao fundo do poço, fomos despejados e ela foi morar com a mãe dela e as crianças e eu com a minha mãe, mas não nos separamos. Continuei trabalhando e nos recuperamos parcialmente, voltamos a morar todos juntos, apesar de muitas dificuldades. Ontem peguei ela me traindo com um vizinho do condomínio. Ela não quis confessar, nega e nega. Mas depois que eu mostrei as calcinhas ssdela que haviam ficado no corredor, assumiu. Quero perdoar, mas não estou conseguindo. O que fazer?

Ela me traiu e não consigo perdoá-la

Putz, pegar com o vizinho é punk, né? Nem para ela ter escolhido um cara que mora lá nos cafundó do Judas! Não, tinha que ser logo o vizinho só para você ficar olhando para a cara dele enquanto joga o lixo fora e ele ficar apontando o corno! Mas tudo bem, isso faz parte da vida e agora que o problema já aconteceu, vamos resolvê-lo de cabeça erguida. Eu poderia até dizer para você se mudar de casa para não ter que ficar olhando na cara do amante todos os dias, porém, isso seria fugir de um problema que só encontraria nessa atitude uma solução temporária, visto que mulher safada é safada em qualquer buraco que você enfiá-la! Porém, não sei se o caso da sua mulher é realmente ser sem vergonha, ou se não é porque desde que ela descorbiu que você a traiu, ela nunca mais confiou em você e nisso acaba querendo bater antes de apanhar, ou seja, acaba te dando os cornos antes de ser corneada novamente, entende? Pode até ser uma atitude infantil, mas muita gente gosta de se proteger só para garantir que não está levando nenhum tipo de desvantagem emocional.

A confiança entre vocês está zero, e se continuar assim, vocês só vão se afundar. Note que você se casou com ela sem confiar plenamente no buraco que você estava se metendo. Ao mesmo tempo, ela se casou contigo e descobriu que você também não é um exemplo de santidade, visto que a traiu também. Ou seja, tanto você quanto ela veem um ao outro como seres totalmente capazes de trair, e aí o que acontece? Vira essa bagunça toda e ninguém mais respeita ninguém! Sinceramente, isso está pior do que zona e se vocês não tratarem de (re)conquistar a confiança um no outro imediatamente, a tendência é só piorar. Há quem diga que confiança é que nem cristal: depois de quebrada não tem mais remendo, e se você acredita nessa teoria, é melhor nem terminar de ler esse texto e já terminar tudo logo ou se preparar para viver o resto da vida perturbado.

Se você acredita no remendo do cristal, é importante levar em consideração que é impossível perdoar uma pessoa que você não consegue confiar. Aceitar o chifre é diferente de perdoar e esse “aceitar” seria apenas fingir que uma ferida aberta não está sangrando, entende?  Você e sua mulher estão armados um com o outro e se vocês não resgatarem a cumplicidade e o respeito entre vocês, vai ser só chifre atrás de chifre.

 Talvez seja legal vocês irem a um bom terapeuta, mas irem de coração aberto e dispostos a contar toda a verdade, pois de nada adianta fazer como muita gente faz: chegar lá no profissional e se enganar ao ficar contando historinha para boi dormir sem assumir possíveis culpas, bem como fantasiar uma realidade que não existe apenas por medo de enfrentar os fatos. Em paralelo a isso, ainda que seja um tanto quanto incômodo e até mesmo doloroso, uma outra atitude legal de se fazer é conversar abertamente com ela sobre essa ferida e trocar figurinhas sobre o que levou cada um de vocês dois a trair um ao outro: foi falta de confiança e por achar que o outro fez também? Foi por tesão de momento? Qual foi a real motivação “do crime”? Sei que muita gente acha que traição nunca tem justificativa, porém, saber dos fatos te ajudará a tomar decisões maiores, bem como a levar algumas coisas de lição para o resto da vida. Vai doer (querendo ou não, sinceridade nessa área sempre dói), porém, depois que vocês souberem os motivos que levaram cada um a fazer o que fez, será muito mais fácil conseguir perdoar ou abrir mão de vez, pois você saberá o que aconteceu e isso te facilitará a tomar providências. Parece clichê e idiota falar isso, mas a maioria dos casais se estrepam bem aí: na falta de diálogo. Você não consegue perdoá-la porque você não consegue entender exatamente quem ela é, e nada melhor do que o diálogo e a fria observação para conhecer alguém. Se você sabe que um ladrão só rouba, mas não é capaz de matar, fica mais fácil de lidar com ele e assim por diante. Entende?

Sugiro fortemente esse papo sincero, pois infelizmente o perdão não pode ser dado “do além” pelo simples fato de você querer. Ele tem que ser conquistado e vir do coração. A má notícia é que isso precisa de tempo, e mais do que isso, conta com a ajuda mútua entre vocês para ambos ficarem com a mente em paz. Se vocês pisaram na banana juntos, tem que haver um interesse recíproco em fazer dar certo antes que o outro desconfiado vá lá e pise na banana novamente com esse medo humano de nunca querer levar desvantagem no amor.

Assista ao vídeo “Você tem medo de ser traído(a)”?! Aproveite e assine o Canal para não perder nenhuma atualização =)

Veja também as “Dicas para ser um corno mais feliz, ou menos triste!”

Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.

  • Sebastião Júnior

    Tá complicada a coisa, e só se resolverá se ambos estiverem dispostos a fazer por onde. Se ainda existe motivo para tentarem não percam a chance de se reconciliar, mesmo que a confiança fique abalada por um tempo. Agora, pense usando mais a cabeça que o coração, pois não vale a pena se enfiar num buraco sem saída, e se for o caso de se separarem por não ter mais futuro juntos, se separem. Em ambos os casos vai ser duro no começo, mas vocês vão ter que se ajustar, ou juntos ou separados.

  • Luis Flavio

    terapia para o casal é uma boa. Conversa franca sobre o que os levou a trair tambem. Mas acho que em um primeiro momento vocês deviam se separar. Morando separados se vendo poucas vezes mas tentando entender o porque das traições, pois assim podem tentar exercitar o perdão sem o stress de manterem um casamento estremecido. Uma separação por uns tempos e sem duvida uma mudança de residencia pois você não vai suportar ver o vizinho o tempo todo e correr o risco de todo o bairro saber do seu infortunio. Pois se as feridas não cicatrizarem você vai sofrer muito e pode acabar perdendo a cabeça e fazendo uma besteira maior ainda e piorar a situação. O instinto animal do macho ferido pode aflorar e talvez você perca o controle. Se depois de uns tempos separados a digestão for feita talvez de pra manter o casamento. Mas vai ser uma via dolorosa pra você os proximos meses ou anos.

    • “acho que em um primeiro momento vocês deviam se separar. Morando separados se vendo poucas vezes mas tentando entender o porque das traições, pois assim podem tentar exercitar o perdão sem o stress de manterem um casamento estremecido.”

      Ótima ideia!! O duro vai ser só explicar pq a mudança de casa para os filhos rsrs

  • Mika

    Ai ai… Tá certa a Luiza, o Sebastião e o Luis Flavio… e quem mais lhe der algum conselho positivo. Há várias soluções possíveis pro seu caso mas, infelizmente, nenhuma mais fácil que a outra. Você tem limitações até pra decidir sobre o que fazer. Mora de aluguel; se sair de casa, vai acabar voltando pra casa dos pais. Agora, imagine toda a parentada dando palpite na sua vida conjugal. O inferno é refresco perto disso! E você ainda vai acabar tendo que pagar pensão pra ela (eu sempre disse que a pior burrice masculina é achar que mulher não tem que trabalhar fora). Tá aí a prova!
    Na minha opinião, a traição da sua mulher não tem relação nenhuma com a sua. Não acho que ela o traiu porque não perdoou a sua há 7 anos. Na verdade, mulher não perdoa nunca, mas nem sempre se vinga traindo também. As razões são óbvias e todo mundo apontou pra elas: Faltou diálogo. Ele e a falta de dinheiro são os pivôs da esmagadora maioria dos casamentos fracassados. Ela pode até ter te perdoado, mas os problemas que levaram à primeira traição apenas hibernaram. A falta de uma conversa cotidiana e franca vai minando a relação, deixando-a a descoberto e sujeita a ataques externos (no caso, a grama aparentemente mais verde do vizinho). Era só uma questão de tempo pra um dos dois escorregar (e tanto poderia ser ela, quanto você novamente). Outro ponto a considerar é que você não tem o direito de fazer acusações ou críticas ao passado dela. Primeiro, porque já sabia dele. Segundo, porque, pelo que consta, ela se manteve fiel por mais tempo do que você.
    Com ou sem a família, você precisa recuperar sua dignidade. Por isso, não há como ficar no mesmo condomínio que o sujeito. Se eu fosse você, me mudaria o mais rápido possível, e iria pro mais longe que pudesse. Se possível, mudaria até de Estado. Não tem como deixar pra trás seus problemas e seu sofrimento, mas ninguém precisa saber.
    Concordo com o Luis Flavio em relação à separação. Acho que seria positiva no momento. Pode ser provisória, mas deve ser consensual. Evitem acusações e baixarias para poupar as crianças de um sofrimento ainda maior. De cabeça fria, pensa-se melhor. Analisem se a separação definitiva realmente compensa nessa altura do campeonato. Joguem na balança os filhos adolescentes, sua situação financeira, o que resta de afeto entre vocês, a maturidade de ambos, a perspectiva de uma relação renovada e com menos cobranças… e depois decidam.
    Se vocês ainda se amam, acharão um jeito de resolver o problema.
    Boa sorte!

    • Mi, eu também iria querer me mudar pra bem longe no lugar dele kkk mas aí penso que não sei se adiantaria pq vai que ela faz de novo, de novo e de novo? Aí ele ia virar viajante, mochileiro de tanto que ia ter que se mudar em caso dela não tomar jeito rsrsrs!!!!
      Mas se ele quiser se mudar sem ela nas malas e começar uma nova vida aí já é outra conversa rsrs. PORÉM, para quem tem filhos essa decisão fica sempre bem mais difícil, que nem disse a Mi e os amigos =(
      Uma vez li que os casais costumam se separar por 2 maiores motivos: traição e falta de grana. No caso do amigo houve os dois.

      • Mika

        Lu,
        Mudar-se não é bem uma “opção”. Eu chamaria de “necessidade”. Separado ou não. A vida dele já está bem complicada tendo que resolver a questão dentro de casa, imagine se tiver que encarar o sujeito quando cruzar com ele no elevador… Consegue imaginar a situação? Ele encara o indivíduo de forma desafiadora ou baixa os olhos numa postura de vergonha?
        Não interessa se a mulher ou ele vão trair de novo. O placar ali está em 1 X 1. Um bom momento pra pedir tempo e redefinir as regras do jogo. A vida não se resume a orgulho e traição. Todos nós temos responsabilidades e é preciso cumprir com os compromissos assumidos, principalmente quando envolve filhos. Não dá pra ligar o “foda-se” 24 horas por dia. Quem faz isso é cabeçudo, egoísta, sofre muito, e pior, faz quem está perto sofrer também. A maioria dos comentários rancorosos que leio nesse blog é de homens e mulheres jovens, solteiros ou casados há pouco tempo, desiludidos com o sexo oposto, e frustrados com a falta de comprometimento do parceiro no relacionamento. Gente imatura, intolerante, com baixa autocrítica, e que não sabe engolir sapo. Troca de parceiro(a) na primeira dor de barriga, ou na primeira pisada de bola, como se não soubesse que não existem pessoas sem defeitos. Acredita que terá mais sucesso na próxima, como se felicidade fosse uma questão de sorte, não de conquista.

        • Edu

          Se o placar fosse mesmo 1 x 1, seria fácil como você está dizendo fazer autocrítica e engolir sapo, pois cada um faria sua parte. Mas, sinceramente, você acredita mesmo nesse placar que você inventou? Pensa melhor, pois relacionamento humano não é matemática. É só uma pequena ponderação diante de um monte de coisas boas que você escreveu. Apenas acho que, quem tem que engolir um enorme sapo boi, no caso, é ele.

          • Mika

            Edu,
            Percebo que você não leu meu texto com a devida atenção. Apegou-se ao placar e perdeu a essência. Ele traiu uma vez, ela traiu uma vez. Placar: 1X1. Preciso desenhar?
            E quanto à pergunta, a resposta é SIM, eu acredito nesse placar. Traição é traição, seja de que lado for (Precisa da tecnologia da Fifa pra saber se foi bola dentro? rs). E como não sabemos as condições em que ela foi traída, é impossível avaliar se a traição dela causou mais ou menos sofrimento do que a dele. Temos que tomar o cuidado de não prejulgar, concluindo que a dor que ele sente no momento é maior ou pior do que foi a dela lá atrás.
            Por favor, se tiver um tempo, releia meus dois textos acima e me aponte onde foi que eu defendi qualquer das traições (dele ou dela), e em qual parte eu disse que eles precisariam ficar juntos ou qual deles teria que engolir esse sapo boi que você cita.
            E tem mais: Quem não quer engolir sapo se separa; não escreve pra um blog pedindo sugestão…
            Abçs.

  • Zumnupy

    Se separe amigo.

    Seu casamento já acabou. Concordo com a Mika quando ela diz que sua mulher não te traiu por vingança.

    Acho que te traiu porque o respeito que ela tinha por vc acabou depois da sua traição. E quando o respeito acaba, a relação vai para o espaço.

    O dia a dia de um casal que não se respeita deve ser uma m…

    O final de uma relação assim costuma ser igual ao seu.

  • Thomaz Aquino

    kkkkkkkkkkkkkkkkk , perdoar…deve sim , perdão é bom pra voce ..tipo esqueçer , e apoveita e esqueça que ela existe…

  • Zumnupy

    Some-se a isso os problemas financeiros pelos quais vc passa e pronto. Os ingredientes estão todos ai pra vc ser trocado por um Ricardão qualquer por ai..

    Mulher simplesmente não tolera homem duro/desempregado (Não precisa ser rico. Mas se for melhor) por muito tempo.

    Logo aparece um cara que pode levar ela pra passeios e restaurantes legais e que ela possa mostrar para as amigas. O final da história já se sabe.

    • Zu (vou te chamar de Zu pq esse nome é muito complexo pros meus dedinhos nervosos kkkk)
      Mulher tolera homem desempregado sim: se ele souber lavar, passar, cozinhar e cuidar dos filhos dá para conversar! kkkkkk

      • Zumnupy

        Sei não em…

        Será que alguma mulher ficaria feliz em dizer para as amigas e familiares que o marido fica em casa realizando tarefas domésticas enquanto ela trabalha fora ?

        Tenho certeza que não.

        Nesse ponto a sociedade é injusta com os homens. A mulher que larga a casa para trabalhar fora é considerada batalhadora e guerreira.

        O homem que faz o caminho inverso é só gigolô mesmo. KKKK!

        • Mas é que tem uns q são gigolôs, outros são donos de casa kkkkkkk. São bem diferentes entre si!

          Eu valorizaria um dono de casa e não trairia ele, PORÉM, seria ainda melhor se ele tivesse uns trocados para me levar pra sair kkkkkk. Ou seja, é melhor um com trabalho mesmo, o que não quer dizer que eu trairia um “dono de casa”, tendeu? kkk

          Fica a resposta para o amigo Cachaceiro também!

          Todo mundo deve ter dinheiro E ajudar na casa, esse é o ideal, mas se foge do ideal trai quem opta por trair e não encarar a situação do miserê!

          Esse papo me lembrou aquela música que diz que “a fome bate na porta, o amor sai pela janela” kkkk

          http://letras.mus.br/gino-e-geno/206519/

      • Renato Moura

        Ha mas não tolera mesmo, nunca ouvi falar de uma mulher que aceita essas condições. Ainda mais nos dias de hoje.

        Mulher gosta de segurança, que segurança um cara desempregado com histórico de traição irá passar ?

      • Cachaceiro

        kkkk, isso não adianta não Luiza, conheço um camarada que vive dessa forma cuidando da casa e do filho e o resultado é:
        a mulher dele dar é muito chifre nele com o filho do dono da casa de material onde ela trabalha.
        e tem um monte de gente que sabe do caso da mulher dele com o cara, acredito eu que ele deve saber, pois o mesmo já havia perdoado uma traíção dela anos atras com um cara aqui do bairro que na ocasião também era casado e deu maior bololo kkkkk, coitado, esse cara doméstico deve sofrer calado e fingir que nada tá acontecendo.
        tem jeito não Lu, traiu uma vez, a confiança é quebrada e o respeito se acaba como no caso desse cara que enviou o Post, ele escolhe dentre as opções, aceita levar chifre e finge que não sabe, ou vive de chifres trocados, ou melhor, separa e retoma a vida, assim será melhor para ambos.

    • Mika

      “Mulher simplesmente não tolera homem duro/desempregado (Não precisa ser rico. Mas se for melhor) por muito tempo.”
      – Concordo!

      “Mulher tolera homem desempregado sim: se ele souber lavar, passar, cozinhar e cuidar dos filhos dá para conversar!”
      – Sim, desde que o desemprego e a falta de dinheiro não seja crônica, e mesmo assim, achar um desses é como encontrar agulha num palheiro… rsrs

      A falta de grana pode destruir um casamento sem uma base de amor muito forte.

      • Edu

        Se é só uma constatação dos fatos, eu concordo. É assim que as mulheres (não todas) são. Mas isso não deixa de ser um reconhecimento de que mulher realmente independente é coisa muito rara.

        • Mika

          Olha eu aqui de novo, Edu!!!
          Mulher independente é coisa muito rara? Eu jamais diria isso. Nem ninguém que busque um mínimo de informação sobre a realidade brasileira afirmaria um despautério desses, concorda?
          Eu vivo no Brasil, não no Afeganistão. Lá, como cá, as mulheres trabalham (e muito). A diferença é que aqui parte dessa dupla jornada é remunerada, o que permite que 37,4%* delas sustentem sua prole sem qualquer ajuda financeira de um homem. São elas os chefes da família, mesmo que passem fome ou recebam um valezinho “Bolsa Família” todo mês (mas não se esqueça que o dinheiro vem do governo, não do marmanjo que não assumiu o sustento do(s) rebento(s)). Se isso não é ser independente, então não sei o que seria.
          Se, como eu, você mora no Brasil, de cada 10 amigas suas, 4 é que botam, sozinhas, o arroz e o feijão no prato dos “mininu”. Se somarmos à elas uma outra grande parcela da população feminina cujo salário compõe a renda familiar, esse índice sobe para 62,7% do lares. E esses números se repetem em quase todos os países, à exceção dos muçulmanos e alguns asiáticos muito pobres.
          Meu caro, se pensa que a maioria das mulheres são aproveitadoras (não todas, como você citou), aconselho-o a repensar essa visão conservadora e rancorosa em relação a nós… Mulher não é adversário, nem relacionamento é batalha. O nosso lugar é ao lado do homem, não ajoelhada na frente dele…
          Abçs.

          * Fonte: Pnad/IBGE 2011. Fiz questão de buscar um dado preciso pra mostrar que não estou inventando números: http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2012/11/28/numero-de-mulheres-chefes-de-familia-cresce-mais-do-que-quatro-vezes-segundo-ibge.htm

    • aline

      Por experiencia propria em casa vendo meus pais, problemas financeiros podem sim abalar a estrutura de um casamento. Mas depende da postura, companheirismo e amor para estar disposto a passar por tudo.

      Todos caras que namorei o dinheiro nunca foi fator determinante. Na verdade nenhum que eu namorei tinha carro. Acima de tudo eu prezo por alguem que tenha sonhos e nao se acomode; saiba sonhar comigo. Acho muito mais gostoso crescer e conquistar as coisas juntos do que um pacote completo pronto.

      Eu nao aprovo quando a pessoa trabalha demais e deixa filho e esposa de lado. Eu prefiro muito mais que meu marido receba pouco e tenha tempo para mim ou meus filhos.

    • may

      nem todas as mulheres sao iguais…..eu larguei meu ex que tem dinheiro, negocio proprio pra ficar com meu atual marido que nao tem grana e esta desempregado…e nao me arrependo nem um pouco….estamos passando por situacoes dificeis, mas sei que e temporario…prefiro mil vezes estar com quem eu amo do que estar com alguem que tenha grana…

  • aline

    Complicado isso. Cada um tem o peso para medir as coisas. Eu sou muito emocional e as vezes dependente nos meus relacionamentos. Sou aquela que mergulha de corpo, alma e coraçao. Morro de medo que meu relacionamento (ainda namoro) um dia chegue a esse ponto. Casamento requer muita dedicacao, e nem sempre se trata da nossa felicidade e sim de fazer o outro feliz. Nao estou falando em se anular, mas saber ler e entender o outro, muitos problemas podem ser evitados com dialogo e compreensao. As pessoas erram, pisam na bola…mas acho que o mais importante é a postura tomada depois de uma briga ou traiçao. é facil ser feliz quando tudo esta bem, complicado é amar, apoiar e compreender a pessoa quando esta tudo desmoronando… Seu casamento vai ser um fardo e seus pensamentos vao te infernizar constantemente se voce nao perdoar de coracao a sua esposa. Procure conversar com ela como a Lu disse, buscar entender os motivos e esclarecer tudo. Depois voce toma uma decisao, e seja sincero com voce e seu coracao. Se pergunte se ainda da para continuar ou se vc esta disposto a isso. Nao force a situacao pois pode piorar tudo.

  • conseho de macho

    Amigo meus sentmentos!
    Se vc perdoar vai tomar um chifre por dia. Quando vc casou já sabia neh? Pau que nasce torto….
    Provavelmente o chifre que ela te deu com o vizinho foi apenas o que vc descobriu. Quando a moça morou com a mão devia te meter chifre direto. O fato dela negar até vc apresentar uma prova incontestavel mostra que a mina é profissional na traição.
    Conselho:
    Larga desta vadia, deixa a guarda dos filhos com ela( so pra ela ter menos tempo para sacanagem) e vai encontrar uma mulher diferente. mulher boa de cama trai mesmo, quer ficar tranquilo casa com uma frigida ok. Agora se vc não se encomoda em ser o corno do bairro continua com ela e passa a usar chapeu pra disfarçar.
    Acorda rapaz e tenha dignidade!

  • Rodolfo

    Sinceramente amigo, vocês precisam ter uma conversa muito franca a respeito do futuro do relacionamento de vocês dois. Querem ficar juntos ? Se amam ? Você precisa analisar vários fatores e não deixar a descisão levando apenas em conta a humilhação da traição. Você mesmo admitiu que a traiu e tem essa coisa cultural e mediaval de propriedade do homem sobre a mulher o que o leva a pensar que ele pode trair e ela não. Pura idiotice. Se ainda gosta dela e ela de você não é o pau de um zé mané que separará vocês. Abs

  • josé

    Perdoa ela !!!
    Lavou esta novo e se ela trair outra vez ,vc perdoa mais uma vez !Nada de brigas e quando vc encontra o Ricardão pergunta se ele está cuidando bem dela
    Peça dicas para ele ,pq se ela escolheu ele e pq tem algo diferente !um diferencial
    vc entende?
    Por fim !seja fiel a sua esposa ,pq se ela não te perdoou a primeira vez não perdoará a segunda !

    • Velho Matuto

      deixa de ser corno frouxo sem vergonha porra, se você é um pornográfico fetichista que gosta dessas coisas de ver e saber que a sua mulher gosta de trepar com outro e ainda por cima fazer cortesia para o macho dela é um problema seu, mas não tente fazer disso como uma moderna meta de vida para os homens de verdade que preza um relacionamento entre o homem e a mulher sem essa de terceiros na relação.
      aff que que é isso, agora o correto tornou-se errado, onde já se viu isso, homem ser fiel pra uma esposa que o trai, só um afeminado enrustido mesmo aceitaria isso.

      • Mika

        Véi, na boa… você não percebeu a ironia no comentário? rsrsrs

        • josé

          mulher inteligente e outra coisa!!!

      • josé

        kkkkkkkkkkk
        vc viajou na maionese em Veio Matuto,muito ingênuo.

      • Daniel junior

        pow vc falou tudo agora bro parabéns

  • Stan Lewis

    Analisando a situação: você traiu ela primeiro e ela te perdoou, agora com essa traição dela vocês estão ‘quites’, e você não está em posição de poder achar ruim essa traição dela, afinal ela te perdoou quando você a traiu, é no mínimo compreensível que você a perdoe também. Vocês primeiramente devem se mudar pra bem longe desse vizinho aí e continuar com a vida, aí se houver uma nova traição da parte dela então você pode considerar o divórcio, ou então se você a trair, ela pode considerar o divórcio também.

  • M Filho

    Meu!, deixa de ser bobo, valorize seu patrimônio, negocie com seu vizinho, quem sabe pagar a feira, a mistura e seu aluguel, diz pra ele ficar com o VR e você fica com o VA. assim vocês três serão mais felizes e você ainda amortiza suas despesas domésticas.

  • Rodrigo Magalhães

    Dica, vaza, deixa a mulher sozinha, ela não vai casar com o vizinho e vai acabar só e sofrendo. Ela vai correr e rastejar por você, mas você já a esqueceu e arranjará outra mulher!
    Não por orgulho, mas porque ela é uma safada. Nunca te respeitará. Se o feminismo não existisse, você teria direito não só de ficar com quase todo o patrimônio como também poderia matar o safado que comeu sua mulher.

    Mas é isso ai. Vire HOMEM!

  • Daniel junior

    traição e igual uma ogiva nuclear só sobram destroços

  • Daniel junior

    pow essa dai doeu heim sai fora tenta melhorar de vida nada como uma volta por cima

    • escorpião

      pelo que eu entendi vcs estao esquecendo de quem começou isso foi ele, a traindo acabando com o caamento deles, ele que foi o culpado dissso tudo… e seéla ja tinha vontade essa traiçao so a motivou