Meu marido sempre chega do trabalho estressado e não fala o que é: será amante?

17

Leitora: Olá, bom, meu marido chega sempre do serviço estressado e isso já faz mais de um mês. Quando pergunto a ele o que é, qual o motivo, ele simplesmente diz que não é nada. às vezes quando eu canso de perguntar e me irrito ele diz que eu não o ajudo a se livrar do estresse e realmente eu não estou sabendo lidar com isso. Ele já chegou a me falar que não tem nem mais razão para sorrir, que o único que pode arrancar um sorriso dele é o nosso filho de um ano. Não sei o que fazer, ele não se abre comigo, não sei como ajudá-lo. Às vezes penso que pode ser outra mulher na vida dele, ou ser somente o serviço cansativo, estou desesperada…

Marido sempre estressado e não se abre comigo

Vixi minha amiga, para saber qual é o problema dele só a mãe Diná mesmo: pode ser estresse, pode ser amante, pode ser algo que ele está com vergonha de contar, pode ser tudo! Sendo assim, só te resta esperar que ele mesmo te conte com a própria boca o que está acontecendo. Enquanto isso, fique na sua, porque ficar forçando uma resposta que ele não está a fim de dar só te fará pagar de chata e inconveniente.

É claro que o ideal seria tentar conversar com ele sobre o que está acontecendo e esse seria o conselho número um que eu te daria, porém, se não está dando certo e ele parece estar ficando ainda mais nervoso “cada vez que você abre a boca”, é melhor ir para o plano B, que é fingir que nada está acontecendo. Quando ele chegar em casa, não fique olhando com cara de desconfiada ou super interessada na vida dele: finja que nada aconteceu e continue fazendo as suas coisas de casa/trabalho, etc. Dê oi, beijinho, e tudo normal que os casais fazem, mas não faça perguntas. Não pergunte nem como foi o trabalho dele. No começo vai ser engraçado, porque ele vai estranhar: “Ué, por que “essa chata” não está me fazendo mil perguntas?”, “Ela não vai me atormentar hoje perguntando o que eu tenho?” e sabe-se lá se ele não vai sentir falta de te ver toda preocupada com ele kkkkk. Com o tempo, pode ser que ele mesmo se sinta preparado para conversar melhor com você sobre isso: sabe como é, fingir de desinteressada às vezes é a melhor forma de provocar interesse nas outras pessoas. Enquanto isso não acontece, vá viver sua vida. Faça suas coisas, vá lanchar na padaria, vá para a academia e vá vivendo uma vida normal. Se distancie um pouco dos problemas dele e cuide mais da sua felicidade pessoal, que de duas uma: ou ele vai dar graças a Deus que se livrou de ter que ficar dando satisfação, ou uma hora ele vai acabar se sentindo confortável para te contar as coisas.

Eu sei que é difícil e dá certa ansiedade, mas não se esqueça que tudo deve acontecer no seu tempo e um pintinho só nasce depois de ter sido chocado. Não adianta, mas a gente sempre se sente mais à vontade para contar as coisas para quem não força, e acima de tudo, para quem trata as coisas com naturalidade. Se você for levando tudo numa boa, sem cara de terror e pânico, será questão de tempo para ele ver que você é uma pessoa que não está sendo mais um problema na vida dele, ao estressá-lo ainda mais que nem uma metralhadora perguntadeira, mas sim alguém que ele vê que passa paz e segurança. A partir do momento que ele te ver como um refúgio que traz coisas boas para ele, não como uma chata que só fica fazendo cobrança, será questão de tempo para que, se ele não se abrir, pelo menos fique menos rabugendo.

Acredite, mas o jeito que a gente se comporta com as pessoas reflete diretemente na forma que elas se comportam com a gente. Você nunca reparou naquela pessoa que sempre que você chega perto sente paz? Por sua vez, você já notou a difereça que faz quando você passa perto de uma outra pessoa que sempre fica te enchendo de perguntas ou até mesmo querendo te dar lição de moral? Pois é, cuidado para não ser uma pessoa pesada, e mais cuidado ainda em caso do seu marido ser essa pessoa e você estar levando pedrada à toa.

Por fim, esse é apenas um plano B. Se te cansar demais e você ver que, ainda que o seu marido tenha os problemas dele, não está te fazendo bem viver com essa pulga eterna atrás da orelha, só te resta passar uns tempos na casa da sua mãe, fazer uma viagem ou algo que faça ele sentir um pouco mais a sua falta. Minhas amigas que são casadas há muito tempo sempre dizem que quando o maridão está chato elas viajam e quando voltam eles ficam morrendo de saudades e melhoram pelo menos 50%. Para quem já está na situação feia que você está, não custa tentar, né? Sem contar que se você for para a casa de algum familiar, nem terá do que ele reclamar ao dizer que você vai aprontar na rua, pois família é família. Se nada disso adiantar, comece a cogitar a hipótese de que, ou ele se abre, ou o casamento estará chegando ao fim.

Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.

  • Maquiavélica

    Acredito que o problema que mais deixa o homem estressado é a falta de dinheiro. Homem que não sabe lidar com dificuldade financeira fica estressado e acaba atrapalhando vários aspectos da vida dele. Ele muda até em relação ao sexo, pode acreditar. Eu não acho que você deve fuçar pra investigar porque quem procura acaba achando. Achei o conselho da Luiza bem pertinente. Deixa ele sentir a necessidade de te contar.

    • Muito bem colocado Maquiavélica! Todo mundo fala que não liga para dinheiro, que não liga para isso, que não liga para aquilo, mas quando a grana falta as brigas começam. Fato!

      Quando falo de dinheiro aqui muita gente vem se fazer de desapegado, mas quero ver depois que se casa, se não sobrar dinheiro nem para conta de luz se a pessoa não se estressa… Muito bem colocado.

  • Mika

    Leitora, concordei com a Lu até o penúltimo parágrafo. É só minha opinião pessoal, mas acho que no último ela deu uma escorregada. Eu explico:
    Acho que o seu caso não é tão grave a ponto de ser necessário um “descanso”. Não vejo razão pra dar um passeio, e nem é o momento de deixá-lo sozinho. Você não sabe o que ele tem, e o máximo que pode fazer é ficar ao lado e esperar. Já pensou que ele pode até estar com depressão e não está conseguindo se abrir? Muito menos cogitar que o casamento estaria chegando ao fim só porque ele está numa fase de caladão. Tanto você quanto ele passarão por fases dessas (e não será uma vez só). Aceite que homem fala muito menos do que mulher, e também se abre menos.
    O fato de ele não querer se abrir não precisa estar relacionado a você. O problema pode ser o excesso de trabalho, o trânsito, as contas a pagar, frustrações pessoais ou profissionais (ligadas ao tipo ou ambiente de trabalho)… Então, não seja você mais um problema. Como? Pare de atormentar e forçar uma resposta. Não me parece que vocês tenham muito tempo de casados. Se têm um filho de um ano apenas, pode ser até que você não esteja trabalhando fora no momento. Então, é natural que fique ansiosa à espera da chegada dele à noite pra que possam curtir um tempo juntos. E sei que é frustrante perceber que seu marido fica incomodado com a sua preocupação sincera. Você quer ajudar e acaba passando por chata. Meu conselho é que pare de tratá-lo como filho e deixe-o administrar os próprios problemas. Com certeza ele é inteligente e forte o bastante pra resolver o que o está incomodando. Além disso, se ele não quer falar é porque acha que você não pode ajudar (e isso não quer dizer falta de capacidade sua, mas apenas que ele sabe que ninguém pode resolver esse problema por ele).
    Tenha PACIÊNCIA. Até descobrir o que é, tente ser “light”. Trate-o da melhor forma possível, mostrando a ele que seu lar é um lugar de descanso, um porto seguro… e que ele tem, não apenas um filho pra brincar quando chega em casa cansado, mas uma companheira que o ama e estará pronta pra ouvi-lo quando ele quiser se abrir.
    Felicidades!

    • Zumnupy

      Mandou bem Mika.

      Acho melhor a leitora simplesmente ficar na dela um tempo. Acho que as coisas vão acabar se resolvendo.

      As vezes essa vontade de querer ajudar é expressada de maneira a parecer pena/dó .

      Coisa que fere violentamente o ego masculino. Ai a situação piora.

      Homem tem dessas coisas . Gostamos que esposas/namoradas se prontifiquem a nos ajudar quando precisamos.

      Mas não realidade não queremos ser ajudados . Saber da intenção já basta.

    • Thomaz Aquino

      Homem fala menos Mi , então sou diferente..kkkkkk

    • Inquisitor

      Perfeito Mika! Falou exatamente o que pensei mas não postei pra não bancar o “do contra” em todo post da Luiza rsrs

    • Alcione Silva

      Mikaaa, adoreeei. A melhor resposta e a melhor maneira de se comportar em um momento como este. Melhor que a resposta da Luiza. Muito seguro e coerente o seu posicionamento. Bjssss

      • Eu também sou fã da Mika!! E o blog serve para isso mesmo, para cada um dizer a sua opinião e o leitor pegar o que faz mais sentido para ele. E eu tenho orgulho de ter tantos comentaristas de excelente qualidade aqui no blog e que em 90% sabem discordar com educação e é isso que faz todo mundo crescer. Não sou a dona da verdade, só a dona do blog mesmo kkkk

        • Mika

          Nem preciso dizer que é recíproco… afinal, se estou por aqui há mais de um ano é porque respeito e admiro seu trabalho e sua vontade de ajudar. Acho que nesse ponto somos um pouco parecidas, ficamos felizes quando contribuímos de alguma forma.

      • Mika

        Obrigada, Alcione…
        Acho que no caso da leitora, apenas me sobram “alguns” anos a mais de janela no casamento. Eu e a Lu temos uma boa diferença de idade… rs
        Abçs.

  • Thomaz Aquino

    A Mi tem razão , deixa ele sozinho , mas contrate um detetive só pra ter certeza , que além de aquentar um estressadinho , levar chifre é osso , pode ser grana sim …mas é bom conferir né , vou dar uma dica , que fica super barato , ache um empresa de serviços motoboy , contrate um boy para isso , pode falar com um motoboy pessoalmente , custa bem barato tipo uns 15 reais a hora ..é só ligar e dizer pro motoboy onde ele deve estar a tal hora e o que deve fazer..hoje com tecnologia de celulares o motoboy te envia imagens na hora… Também tem um remedio bom pra isso , picá o pé na bunda dele …ninguém merece gente chata e chata de estres , eu particularmente é tolerância zero..já aguentei mulher estressada uma vez , alem de serem umas bostas como companhia ….não ajudar um porcaria nenhuma ainda depois de um tempo acabam se separando , como vc esta percebendo descontam no outro suas frustações ,

  • Artur

    Realmente as vezes vc só quer relaxar um pouco e alguém fica perguntando o q tá te irritando, pq tá estressado e isso acaba piorando. No lugar da leitora eu só daria um espaço pro cara. Um balde com cerveja gelada e umas duas horas sozinho na TV/PC pode fazer milagre.
    Eventualmente ele acaba falando tudo.
    PS.: mulheres, parem de achar q tudo é traição. cara tá estressado é amante, cara tá feliz é amante, cara tá triste é amante.

  • Katia

    O meu marido às vezes chega estressado, eu o deixo no canto dele, geralmente é por causa do trânsito ou o chefe mala que pega no pé dele. Depois de um tempo ele vem me falar a razão do stress, mas, eu escuto mais do que falo, ele se abre, daí eu falo que tudo no final se acerta. Tem dia que ele fala :”se arruma que hoje vamos tomar uma cervejinha no bar”, ele bebe um pouco jogamos conversa fora e voltamos pra casa, com ele mais tranquilo. Agente sempre teve um bom diálogo, então vamos levando.

  • fuzzy

    O problema de 99% dessas vadias é sexo, transe com seu marido porra, o cara só quer sexo, vai se fuder.. e pára de reclamar, é só chupar o cara que melhora sua vaca

  • Fábio

    Quando estava lendo, me veio um ideia…e no inicio achei bem sem fundamentos e boba.Vendo os comentários aqui, percebi que não foi só eu com essa ideia.Pode dar certo…

    Bom, sei que é difícil, mas tente pensar pelo lado melhor da historia(sem a parte dele estar com outra). Em uma sexta feira, compre umas brejas que seu marido goste, ponha pra gelar, espere ele chegar, e convide pra beber uma com vc…não pergunte, não questione, converse e deixe que ele fale…e assim pode ser que vc chegue ao ponto em questão!Boa sorte…

  • Ricardão

    E difícil falar alguma coisa nesse caso , mais as vezes é a rotina de todos os dias a mesma coisa . O cara vai pro trabalho é sempre a mesma coisa , as mesmas pessoas as mesmas reclamações , e chega em casa é sempre a mesma coisa ,a mulher nem usa uma camisola diferente nem nada , o cara acaba entrando em depressão .

  • Guest

    da o cuuuuuuu