Como um homem enxerga a virgindade feminina?

46

Leitora: Sou mulher, passei dos 30, virgem por opção e encontrei uma pessoa madura, que gosta de mim, me respeita e compreende minhas escolhas. Apesar disso (o que, em teoria, seria suficiente e faria dele um parceiro adequado), não sinto que ele compreende a dimensão da responsabilidade de ser o primeiro (e eventualmente único, se casarmos etc.). Não está sintonia comigo quanto ao papel de me fazer mulher (na acepção ampla do que isso significa). Já conheci quem tivesse noção da profundidade disso, mas não deu certo por motivos alheios (por isso acho viável).

Gostaria de dialogar com ele e tentar fazê-lo compreender, sob essa perspectiva mais profunda que ele não possui ainda, mas que tem potencialidade para adquirir. Poderiam me ajudar? Leio comentários muito lúcidos aqui, por isso recorro a vocês! Agradeço.

Como o homem enxerga a virdindade

Inicialmente vou responder como ser humano. Depois respondo como homem.

É bem legal que você tenha se guardado para alguém especial e é bem legal ver uma pessoa madura no controle de si mesmo acima dos desejos que sabemos que são fortes ao longo da vida.

Uma coisa me chama a atenção: sua virgindade é algo especial para você, tão especial que você a reservou para alguém que realmente a merecesse (considero isto louvável e admirável). Mas tem algo muito importante que você tem de ter em mente: o que é especial para você, pode não ser para o outro. Então, por melhor que seja a pessoa que esteja ao seu lado, pode ser que ela tenha valores diferentes (sem que isto queira dizer que ele é bom ou ruim) e não considere isto algo tão especial. Se ele tiver um bom caráter, irá tratar este momento como especial (para você), mas não exija dele considerar a mesma coisa que você considera, pois são duas cabeças diferentes, com criações diferentes, com valores diferentes, com vidas diferentes e independentes.

O que eu quero dizer é que você nunca (NUNCA) irá encontrar quem valoriza seus valores da mesma forma que você. Então, não cobre isto de ninguém. Não imagine que exista uma pessoa perfeita e que vai te completar em 100%. Isto não existe, pois todos nós somos imperfeitos, portadores de inúmeros defeitos.

Já que não existe ninguém perfeito, que o momento de se entregar ao seu namorado seja perfeito. Guarde-se para um momento especial e transforme este momento num momento mágico, onde você será capaz de demonstrar o que sente pelas vias físicas e vai fazer o que eu considero como valioso: transformar o sexo em consequência do seu amor pela pessoa que você escolheu.

Sexo? Ah sim, é bom, gostoso e importante. Mas melhor do que fazer sexo é fazer amor. E isto faz toda a diferença em qualquer relacionamento. Se conseguir fazer do sexo um momento mágico (como o que eu tentei, palidamente, descrever) vai conseguir se dar muito bem consigo mesma em qualquer desilusão que acontecer. Valorize o seu momento, não coisas que não dependem de você.

Veja que eu me preocupei muito com a sua entrega e com a desvalorização deste momento por parte de seu namorado. Mas foi apenas para te prevenir do pior (sim, sou bem conservador em todos os meus investimentos), porém, se ele for uma pessoa madura do jeito que descreve, vai dar o devido valor e vai te valorizar ainda mais.

Confie, antes de qualquer coisa, em si mesma e deixe de lado opiniões alheias. Com toda certeza você é capaz de superar qualquer coisa.

Agora vou falar como homem, algo que talvez não vá ouvir da boca de nenhum de seus amigos (nem de seu namorado). Está sentada? Se não está, acomode-se e aperte os cintos…

O homem nunca (NUNCA) valoriza a virgindade de uma mulher. Pelo menos nunca como a própria mulher valoriza. Daí existem algumas ramificações nas atitudes de um homem, quando sabe que sua namorada (ou parceira) é virgem:

– Medroso: É aquele que morre de medo de magoar a mulher e isto se tornar uma chaga que nunca irá se fechar na vida dela (e ele ser o responsável por isto). Então ele nunca quer ser o primeiro e a abandona por causa disto.

– Cafajeste: Adora ser o primeiro e faz disto um troféu para contar aos amigos numa rodinha de bar. Até conta detalhes de toda a relação e se vangloria de ter tirado a virgindade de uma mulher (tirar a virgindade de uma mulher com mais de 30 seria um troféu e tanto para este tipo de homem).

– Sacana: É aquele que adora uma sacanagem no último nível. Este tem horror a virgens porque tem de ser paciente, romântico, respeitar as vontades dela (inclusive a vontade de não haver nada na hora “H”), lidar com seus medos, etc. Uma virgem não serve pra ele, pois quer mais é “deitar e rolar” logo no primeiro minuto.

– Puritano: É o cara que considera a virgindade a coisa mais importante do mundo. Eu realmente não sei o que se passa na cabeça de uma criatura destas, mas, valoriza a virgindade como um troféu e quando a mulher não é mais virgem, passa a considerá-la como uma qualquer e parte em busca de outra mulher virgem (já que a sua não é mais “digna”). Já vi casais (casados) em conflito porque o marido condena a mulher por ter perdido a virgindade (para ele mesmo) antes do casamento. Eu realmente não entendo alguém que pensa assim.

Romântico: Valoriza a mulher e não à virgindade. Respeita suas vontades e considera o ato sexual um ato de amor (ou uma demonstração de amor). Não vai dar valor à virgindade, não vai dar a mínima se você é ou não virgem, mas vai dar valor à pessoa que você é.

Em qualquer destes casos há a possibilidade (e não é pequena, admito) do cara não querer mais ver a mulher depois de ter transado com ela

Em todos há o sentimento de conquista, aquele gostinho do desafio. Este sentimento vai embora logo após a primeira transa. Se houver outro sentimento junto (amor), este fica e mantém os dois juntos. Se não houver, ele vai distanciar (uns aos poucos, outros imediatamente), até perderem o contato.

É claro que eu fiz esta relação aí em cima só pra ser didático, só para te dar uma leve ideia de como alguns homens se comportam perante a virgindade. Isto não é regra e certamente poderão haver exemplos que escapam da lista que fiz acima.

Se o pior lhe acontecer, levante a cabeça e tente novamente com outra pessoa. Você não seria a primeira nem a última a passar por esta situação, o que lhe garantirá uma boa bagagem de experiência, conhecimento e que com certeza irão te ajudar a selecionar melhor no futuro. Só pense se ele realmente vale o risco, porque o risco sempre existirá em tudo que você fizer.

Fui otimista no começo e pessimista no final, mas está no meu papel alertar as duas posições, os dois extremos.

Vamos torcer para que o seu namorado (ou quem quer você eleja para entregar a sua virgindade) seja alguém que lhe valoriza acima de sua virgindade e tenha outros sentimentos por você além do simples desejo de conquista. Você é esperta, se ligar a razão e deixar a filosofia sentimental um pouco de lado, saberá o que será melhor para você.

Já passou pela sua cabeça que depois que você perder a virgindade não terá mais nada de especial para oferecer? Então, que tal se descobrir em outros valores que ninguém poderá te tirar? Acredito piamente que você tem estes outros valores e que estes são bem mais importantes que a virgindade. Valorize-os, pois isto sim, nós homens, damos valor (e muito). Virgindade é algo que se perde na primeira noite e não tem mais. Outros valores ficam, perduram e tendem a melhorar cada vez mais… Pense nisto!

Até amanhã!

**************************************************************************

Assista alguns vídeos sobre o tema:

3 erros ao tentar transar com uma virgem:

Quer saber mais sobre o assunto virgindade? Leia como pensa uma virgem que entrevistamos aqui no blog!

Instagram
Share.

About Author

Marcelo Torres

Colaborador do Pergunte a uma Mulher. Brasileiro (portanto não desisto nunca, ou quase nunca), analista de sistemas. Moro em Belo Horizonte (uai), gosto de queijo (óbvio). Gosto da sensação de ter sido útil em alguma coisa. Sou uma pessoa normal (JURO!) e extremamente acessível. Sou metido a analista de comportamento, devido ao meu grau de observação neste sentido que é meio alto.