Estou apaixonado pela amiga da minha namorada!

25

Leitor: Tenho 25 anos, sou formado em direito e tem 2 anos que namoro. Entre idas e vindas, já nos relacionamos desde os 16 anos. Ela é o tipo de mulher que sempre procuro. Fiel, estudiosa, com uma boa família. Sempre planejamos um futuro juntos, ter uma família, uma casa. Ocorre que, no começo desse ano, conheci uma amiga dela da faculdade. Nos aproximamos muito, e surgiu o interesse da minha parte. Já exclui essa amiga dela do face, não falo mais no whatsapp, mas mesmo assim não consigo parar de pensar nela e com isso me afasto cada vez mais da minha atual namorada. Porém, com ela não tenho perspectiva de futuro, afinal ela tem planos de acabar a faculdade passar 1 ou 2 anos morando fora, no programa Médicos Sem Fronteiras, e pelo que já conversamos, ela não acredita muito no casamento. Ocorre que, mesmo assim, queria arriscar. Mas tenho medo de agir por impulso e depois me arrepender. Afinal, não é toda mulher que segura a barra de assumir o ex de uma amiga. O que deveria fazer? Conversar com essa amiga dela antes de terminar, e tentar saber se ela seguraria a onda? Conversar com a minha atual namorada, e contar a situação? 

Apaixonado pela amiga da minha namorada

Sei não, viu, mas eu, se fosse a amiga da sua namorada, só ficaria contigo se estivesse muito, mas muitooo apaixonada mesmo. Do contrário, não trocaria uma amizade sólida nem a pau, até porque sabemos que os namoricos de hoje em dia não duram nada. Já a amizade, essa dura para sempre. De qualquer forma, isso não significa que você não deva tentar, até porque da mesma forma que eu no lugar dela só te daria uma chance se estivesse muito na sua, eu no seu lugar faria a minha parte por desencargo por consciência. No fim, se é cada um com os seus interesses, vale a pena você tentar. É triste, feio e cruel mas é o Darwinismo social: cada um luta pela própria vida e pela própria felicidade. Até porque, cá para nós que se a sua namorada levasse um pé na bunda iria doer, mas apesar de triste, não seria nada desonesto visto que de acordo com o conselho que pretendo te dar, você não roubaria no jogo, não trairia e deixaria tudo às claras antes de tomar qualquer decisão a respeito do assunto.

Não sei se foi impressão minha, mas ficou parecendo que você só largaria a sua atual se a amiga dela te assumisse, senão você continuaria como está. Reveja essa situação e pense se você não está sendo egoísta e ficando “com o que tem” só para não ficar sozinho, sendo que o que você tem pode até ser tudo o que você gostaria de ter, mas não é o que você ama. Com isso quero dizer que, uma coisa é você gostar de mulher fiel, estudiosa, de família bacana, etc; outra coisa completamente diferente é você se apaixonar por essa mulher. Na verdade, o que as pessoas mais fazem é sonhar em se casar com um príncipe e uma princesa e na prática só se apaixonarem por barcos furados, hehe. Não que a amiga dela seja exatamente uma furada, mas é “um amor impossível”, que vai se mudar do Brasil e mais tudo aquilo que, querendo ou não, sabe-se lá se não te atiça ainda mais, visto que se tem uma coisa que o ser humano adora fazer é de correr atrás do inacessível e desperdiçar o tesouro que tem. Não sei se a sua namorada é um tesouro, nem se a amiga dela é inacessível, mas vista a carapuça em caso de você achar que te serve.

Só você sabe se o que você sente é fogo de palha ou não, porém, uma coisa já é fato: você não ama a sua namorada. Ou no mínimo não gosta dela o suficiente para se casar, do contrário você não estaria todo babão por outra. Acho legal você refletir sobre a possibilidade de, independente da outra te querer ou não, você só estar empurrando o seu relacionamento com a barriga. Não espere um plano B para começar uma nova vida, ou seja, não conte com a possibilidade da amiga da sua atual te assumir para você pular fora. Decida terminar ou não o seu namoro com base nos seus sentimentos, não com base se você terá ou não comida sobrando. Quem quer comer toda a carne do mundo acaba morrendo de indigestão.

Ainda que não seja uma tarefa fácil e corra o risco de você acabar com os dois passarinhos voando, acredito que você não tenha muita saída que não seja conversar com a sua atual namorada sobre o assunto, pelo simples fato de que se é ela que você assumiu, no mínimo ela deve ser a primeira pessoa a saber quando o assunto se tratar de “outra” e do fato de você não estar mais tão apaixonado por ela. Se eu namorasse contigo, acharia um tanto quanto desagradável e até mesmo injusto você começar falando com outros em detrimento de mim. Converse com a sua parceira e se prepare para o pior: se ela aceitar a sua situação – o que eu acho difícil vindo de um ser humano que em geral é possessivo e ciumento – sorte sua. Porém, se ela não aceitar, pelo menos você foi sincero e explicou a situação, o que é muito melhor do que ficar fazendo tudo pelas costas dela e correr o risco de acabar sendo taxado de traíra, covarde e falso por não ter falado “na cara de quem interessa”, por assim dizer.

Depois que você tiver dito a verdade para a sua atual namorada, aí sim você pode conversar com a amiga dela, mas atenção mais uma vez: se prepare para o pior nessa situação também. Pode ser que ela nem seja tão afim de você a ponto de ”trair a amiga” para ficar contigo, se é que ela é afim de você!! É claro que se você for um garoto esperto, já deve ter percebido se ela te dá ou não atenção, como ela te olha, se você teria a mínima chance, etc. Se você não fez isso, aconselho que faça, porque pior do que ficar mal com a ex, é ficar mal com a ex e com a amiga! Se você já observou tudo que podia, fez um levantamento acerca da situação e concluiu que vale a pena arriscar conversar com a amiga, vamos que vamos. Se ela te der um fora, será triste, mas ok, pelo menos você fez a sua parte de maneira honesta, que foi conversar com a sua ex primeiro e ter colado tudo em panos limpos antes de tomar qualquer providência. Se “a amiga” resolver te assumir, melhor ainda e aí nem tem o que falar, porque é “só alegria e beijo na boca”. É claro que por outro lado será triste para a amizade delas, mas é como diz o ditado: muitas vezes um tem que se dar mal para o outro se dar bem. É triste, mas “C`est la vie”!

Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.