Ménage feminino: dúvidas frequentes

34

Esse post mexe com a fantasia de grande parte dos homens que querem transar com duas mulheres. Finalmente um guia de perguntas e respostas para sanar algumas dúvidas a respeito desse fetiche. Lembra do Johnny, que também nos deu uma entrevista, bem como fez um Guia sobre Swing para o blog? Aqui está ele de volta!!

Ménage feminino: Dúvidas Frequentes

Sou homem e sonho em transar com duas mulheres, mas tenho medo de não conseguir. É comum um homem querer isso e na hora “H” não dar conta do recado?

 Sejamos realistas. Homem que fala que faz e acontece, que deixa a mulher acabada, ou é lunático ou está querendo tirar onda. A gente sabe muito bem que, se uma mulher quiser, ela deixa a gente moído, só o pó. Basta uma!

Apesar disso, acho que o pensamento no ménage feminino deve ser de curtir e não de deixar ninguém acabado. Você vai dar conta, sim! Relaxe e curta!

Se na hora eu começar a ficar nervoso e o meu “companheiro debaixo” começar a querer desanimar, qual é a melhor providência a se tomar para evitar maiores desastres? 

Isso não é o ideal, mas, nós homens sabemos que isso pode acontecer. Infelizmente Deus nos fez com uma ferramenta que precisa lutar contra a gravidade para funcionar, né? Rs rs

Sentiu que o brinquedo não está funcionando? Vai tomar um banho quente, bate um papo, toma um drink pra relaxar e recomece a brincadeira!

E se não tiver jeito e eu tiver broxado de vez, o que fazer? 

Senta e chora!

Brincadeirinha… ráaaa!

Se isso realmente acontecer, o melhor é reconhecer o fato e não ficar tentando arrumar desculpas. Aceita que dói menos! Isso não é uma derrota. Pode acontecer com qualquer homem.

Sendo homem, é melhor fazer isso quando estou solteiro ou acompanhado de minha parceira?

 Fazer qualquer tipo de aventura sexual solteiro é mais fácil. Não envolve dúvidas e inseguranças de uma relação amorosa, mas, como eu sempre digo, fazer essas coisas com quem a gente gosta é sempre muito, muito mais gostoso, apesar de mais complexo.

Se eu já tiver uma parceira e ela não topar, o que fazer?

Você que precisa saber o que é melhor pra você.

Acha que há uma chance? Tente convencer sua parceira. Não tem chance? Esquece e segue a vida.

Não tem chance e você quer dar uma escapada fora da relação? Arque com os riscos e as consequências. Certamente não sou eu quem vai fazer julgamentos sobre isso. Cada um sabe de si. Eu particularmente não sou a favor de traição.

É importante eu já dizer as minhas regras e falar o que eu faço ou não faço anter de começar o menage, ou se fizer isso vou parecer uma menininha chorona?

É meio coisa de mirim, né? Rs rs

Deixa rolar que é melhor. Essa coisa de falar o que topa ou não antecipadamente, por medo, combina muito mais com uma mulher indefesa… rs.

Onde posso arrumar as mulheres “ideais” para esse fetiche?

Hoje o mundo está uma loucura (loucura deliciosa) e essas coisas surgem do nada, quando menos se espera…

Mas se for pra você procurar, sendo solteiro, se tiver uma amiga mais safadinha, converse com ela. Se for casado, pode ter certeza que, se sua esposa topar, ela vai saber caçar uma outra gata pra você. Sites de relacionamento swinger e boates de swing podem ser uma boa.

Que dicas você daria para que eu fizesse com a que “sobrou” enquanto estou transando com a outra?” 

Não tem segredo! Beijos, sexo oral, dedos…

Se ela for bi, ela vai brincar com a outra menina, se não, pode brincar de ser um pouco voyeur. Opções não faltam!

Seria interessante que eu arrumasse mulheres “Bi” para que elas me dessem aquela ajudinha básica e eu não se sentisse muito pressionado com dar conta do recado?

 Se isso vai te fazer se sentir mais seguro, manda ver!

Eu particularmente não sou fã de bi feminino, não acho graça de ver mulher se pegando, mas, sei que a maioria dos homens adora!

Tem limite de mulheres recomendado para que a minha chance de vexame na hora de não dar conta do recado diminua? 

Não. O limite quem sabe é você! De qualquer forma, muita gente quando quer fazer farras maiores, com mais mulheres, recorre ao comprimido azulzinho… rs rs rs. Se for assim, recomendo que procure o cardiologista antes de ingerir, claro.

Eu gozei antes de satisfazê-las, e agora?

 Ué… a máquina ainda funciona? Recomece a brincadeira!

A máquina enguiçou? Dedos e boca existem pra isso!

E se eu tiver arrumado uma mulher insaciável que quer mais de uma ou duas (algo comum) e eu já não der mais conta?

Aí você escolhe! Ou você dá um tempo pra descansar e retomar as energias, ou você brinca com os dedos e a boca, ou você joga a toalha e diz que não dá mais… rs rs rs

Não quero pegar doenças, qual seria a forma mais prática de me proteger no meio dessa “bagunça toda”?

Ok… lá vai a resposta igualzinha a que dei no “Guia prático do Swing”:

Convenhamos, hoje, quem não quer correr riscos não pode transar nem com o próprio parceiro(a) sem camisinha. Hoje, infelizmente o sexo é um ato de risco. Tudo pode transmitir doenças, inclusive o sexo oral, caso feito sem camisinha.

Eu sempre digo brincando, mas, com um fundo de verdade que: Não quer correr riscos? Toma suco de laranja!
Mas agora falando sério: camisinha sempre! Se quiser ser radical, não faça sexo oral. Escolha bem as parceiras, por mais a aparência não seja garantia de nada, uma pessoa limpa, bem cuidada e higiênica é sempre melhor.

Sei que eu, como homem, não pegaria doenças que não fossem pelo sexo oral, já que a camisinha estaria o tempo todo em mim, mas o que fazer na hora de trocar a penetração de uma mulher para a outra?  Vou ter que ficar trocando de camisinha o tempo inteiro?

 Meu amigo, se trocar de parceira 20 vezes, você vai ter que usar 20 camisinhas. Lamento!

Lamento por não ser eu no seu lugar, pois ter tantas parceiras é uma delícia! Ráaaa…

Quais são as outras dicas que você me daria?

Chega de dica! Vai fazer o ménage feminino e depois vem aqui contar como foi, que até eu estou curioso!



Johnny

[email protected] (e-mail / skype)

********************************************************

Se você ainda não viu, não se esqueça de também ler a entrevista e o guia que fizemos em parceria com o Johnny e que citei no início desse post! Ah, e para as mulheres temos o Menage Masculino: dúvidas frequentes. Já leu aqui no site?!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.

  • Luiza

    Sera q veremos aqui os mesmos comentarios ofensivos q vimos no post de menage masculino?

    • Estou achando que esse post vai ter bemmm menos comentário que o outro. Isso se alguém aparecer por aqui kkkk

  • Maquiavelica

    Ah! Essa daí eu passo hahaha. Só passo porque eu adoro uma exclusividade. Eu só dou pro meu marido, só tenho tesão nele, não consigo nem pensar eu outro me comendo e da mesma forma não quero cogitar a hipótese dele com outra. As nossas fantasias são muitas, mas todas que envolvem uma terceira pessoa, a gente só fala lá na hora do amorzinho. Colocar em prática é outra coisa e ele mesmo já disse que não suportaria. Bom demais que pensamos da mesma forma. De qualquer modo, acho meio complicado pra ele transar com 2 mulheres se 1 dessas for eu!

  • Boneca

    O post está ótimo, mas questão foi abordada muito pelo lado masculino. E as dúvidas ds mulheres? E se for ela que tiver esta vontade? Creio que este lado também deveria ter sido trabalhado.
    Ah, Luiza, parabéns pelo blog, conheci há pouco tempo mas ja me tornei leitora assídua!

    • Obrigada Boneca!! (a proposito, amo bonecas e coleciono até hoje. Não posso ver uma bonitinha na rua que já saio comprando kkk). Então, no final desse post tem alguns links para outros posts sobre Swing, nenhum te ajudou? Temos uns 4 ou 5 posts sobre esse assunto no site! Beijos e seja muito bem vinda!

  • Deb

    Não sei o preço do preservativo feminino aí no Brasil mas… não seria uma melhor opção do que andar a descartar preservativos masculinos?
    Assim cada uma ficava com um, e não era preciso mandar fora quando “fosse trocar a mulher”.

    • Preservativo masculino no Brasil é bem caro, e dizem que parece um saco kkk. Eu nunca usei e não sei se é verdade. Você já usou? Gostou?! Tenho curiosidade de um dia experimentar!

      • Deb

        Eu falei no preservativo feminino, não no masculino (esse já tão falando no post rs).
        Eu nunca experimentei, mas acho que deve ser melhor do que andar sempre mudando de preservativo (masculino).

        Eu não pretendo experimentar, porque aqui em portugal os preservativos masculinos são grátis, então, para quê pagar pelos femininos? Eu não pretendo usa-los, e também não uso os masculinos há um bom tempo… namoro há 7 anos, então já uso pilula há um boooom tempo (graças a deus xD)

  • Inquisitor

    Luiza há alguma razão para que meu comentário tenha sido removido?

    • Não vi nenhum comentário seu. Tem certeza que completou tudo? Pode enviar de novo?

      Comentários só são excluídos quando xingam, ou são pura propaganda que não tem nada a ver com o post, ou com falta de respeito. E você não tem o perfil de quem faz alguma dessas coisas.

      • Inquisitor

        Estranho… Vi até publicado. Ok. Vou tentar enviar novamente.

  • Inquisitor

    Vamos às considerações:

    “Sejamos realistas. Homem que fala que faz e acontece, que deixa a mulher
    acabada, ou é lunático ou está querendo tirar onda. A gente sabe muito bem que,
    se uma mulher quiser, ela deixa a gente moído, só o pó. Basta uma!”

    Não é porque você ou a imensa maioria não consegue que isso seja uma “certeza”. Afinal ” a única certeza da vida é a morte”. Sempre há pessoas que conseguem atingir patamares (em diferentes campos) que os outros julgam-se “incapazes”. No caso específico do seu comentário é perfeitamente possível isso ocorrer. Explico: o sexo é uma atividade física e, portanto, há a necessidade de movimento pra que se consuma. Daí, aquele que tiver melhor condicionamento físico (isso vai englobar resistência muscular, força, capacidade aeróbica e cardiovascular, etc) estará apto a passar muito mais tempo realizando aquela atividade. Isso funciona igualmente nos esportes. Se não houvesse uma mídia pra noticiar que algumas pessoas no mundo conseguem ficar entre 8 e 17 horas nadando, pedalando e correndo (sem parar) você (e a maioria de nós) ia dizer que isso era impossível e que quem falasse que fazia isso “é lunático ou está querendo tirar onda”. Estou dando esse exemplo apenas pra exemplificar onde quero chegar. O fato é que pra se chegar nesse ponto de “capacidade de resistência no ato sexual” isso independe do sexo. Depende muito mais do quão está o corpo da pessoa preparado para ser ser submetido a esse tipo de esforço e por quanto tempo. Coloque um cara que tem hábito de realizar um esporte aeróbico todos os dias pra transar com uma mulher sedentária e com sobrepeso. Acho que tua teoria de que “…se uma mulher quiser, ela deixa a gente moído..” cai por terra. A não ser que tu considere “deixar moído”
    o fato dela ficar com as pernas abertas como um cadáver. Se for essa sua lógica realmente ela pode passar “meses” trepando. Só pra finalizar: não é preciso treinar todo dia no sexo pra alcançar esse patamar (tal qual como um triatleta faz) mas isso vem por consequência de toda um estilo de vida onde o corpo vai adquirindo essa capacidade. Ou seja, muito provavelmente, alguém que consiga terminar a prova do Ultraman (algo inimaginável pra mim) poderá facilmente passar horas trepando que sequer vai transpirar.

    “Convenhamos, hoje, quem não quer correr riscos não pode transar nem com o próprio parceiro(a) sem camisinha. Hoje, infelizmente o sexo é um ato de risco.”

    Somente o sexo? Concordo inteiramente com o que falou e vou mais além. Viver é um ato repleto de riscos. Todos os dias estamos correndo riscos das mais variadas formas. Poderíamos nos abster de tudo isso e vivermos protegidos numa “bolha”? Isso não seria vida em minha opinião. Algumas pessoas já externalizaram nesse blog que não transam sem camisinha de forma alguma (incluindo em uma relação estável e séria) com outra pessoa. Obviamente essas pessoas não estão dispostas a correrem riscos (tal qual como viver) e, apesar de não compreendê-las, respeito suas decisões. Afinal de contas a vida é delas e devem escolher o que acham melhor pra si. Pessoalmente não me vejo fazendo algo tão radical. Viver num mundo em que não posso sequer confiar na pessoa que está dormindo ao meu lado é completamente deprimente e angustiante. Afinal pra que diabos estou tentando
    viver nesse mundo caótico se a cada esquina a sensação da eterna desconfiança me persegue onde quer que eu vá ou esteja? Do que me vale estar aqui se sou incapaz de confiar em alguém plenamente?

    P.S.: só esclarecendo que não compactuo da idéia de confiar na primeira que aparece. Só não vejo sentido em permanecer num relacionamento sério, duradouro e promissor cercado de desconfiança no outro.

    Por último: Luiza a redação das perguntas e revisão ficou sob tua responsabilidade?

    • ” Luiza a redação das perguntas e revisão ficou sob tua responsabilidade?”
      Não sei se entendi a pergunta. Mas nessa entrevista eu só fiz as perguntas, quem respondeu foi o convidado. É assim com todas as entrevistas. Quanto a revisão eu e outra pessoa que fazemos, mas cada conteúdo tem o seu respectivo direito autoral (se por exemplo tem que sou eu que escrevi, é pq fui eu kkk. Ou seja, 90% dos textos são meus). Pq?

      • Inquisitor

        É que vi uma construção muito interessante que não tinha visto anteriormente nos teus textos. Hehe

        • A construção de todas as entrevistas são diferentes mesmo, e isso se dá devido ao fato de ser um “gênero” diferente aqui no blog. Se você observar cada espaço tem um estilo diferente: as tirinhas, os podcasts, as entrevistas, as respostas de perguntas, as dicas, etc. Cada formato é um formato e faço questão de deixar eles diferentes entre si, não só pq são estilos diferentes, como também para não enjoar o leitor e para ele saber que cada dia pode ser diferente. Como boa formada em Letras, não gosto de textos estáticos por muito tempo. As vezes dou uns foras, outros “dentros”, faz parte da vida =)

          • Inquisitor

            Quis dizer que a construção em questão está fora dos moldes “comuns” da escrita e estava me referindo a um pequeno trecho especificamente. Por isso perguntei se havia sido revisado por ti pois me causou bastante estranheza. hehe

  • Ricardão

    Eis uma curiosidade minha dos tempos de solteiro , mais depois que casei passou essa curiosidade , prefiro ser do tipo de homem certinho . Más , se você é solteiro e tem essa curiosidade de transar com duas mulheres , acho melhor matar a vontade mesmo rsrs

  • Deysielle Guimarães

    bom o eu sou uma viciada em sexo mais eu ñ consigo aranjar um homem será que e pq sou magra demais?eu sei que sou bonita todo mundo dis isso

  • Saulo

    Minha namorada se animou de fazermos e depois deu ataque de ciúme quando viu que fiquei com tesão. Ela ia chamar uma amiga e desistiu. Agora, um tempinho depois do ocorrido, ela está animando novamente e eu pensei: se antes da coisa toda acontecer, ela deu ataque, imagina depois que acontecer, passar o tesão e (possivelmente) bater o arrependimento.

    O que eu poderia fazer pra coisa toda rolar na boa e, quem sabe, se tornar um hábito o ménage feminino? Queria conseguir achar um modo de deixá-la bem a vontade.
    Ps.: Pode parecer que ela se animou de fazer pra me agradar, mas a verdade é que ela disse que sentiria tesão nesse negócio, ela sente uma certa atração por mulheres.

    • Saulo

      Ah, só pra complementar: a ideia partiu dela

  • Estella

    Eu experimentei o ménage feminino.. gostei bastante!
    Mas o problema é que conhecia pouco o parceiro, era nossa segunda vez, ele é meu colega de trabalho e tinhámos pouquíssimo contato na empresa, então só tinha estado mesmo com ele uma única vez então ainda estava meio inibida, a mulher que ele convidou, e que ele já saía com ela há 6 meses, me senti insegura pois via que entrosamento deles era bastante superior, e me sentia meio deixada de lado, apesar deles sempre estarem me fazendo participar, acabou que no fim acabei tendo mais relações com ela do que com ele, e ele depois (e até hoje) reclama que foi deixado de lado… rsrsrs
    Hoje (6 meses depois ) já tenho mais intimidade com ele, e tenho amizade com ela, estamos marcando novamente e tenho certeza de que dessa vez será muito melhor…

    Dica pra mulherada que está em dúvida, realmente te toca de um jeito diferente e mais delicado, e é uma delícia, quando isso se mistura com a pegada masculina, é tudo de bom!! Se tá com vontade, se joga, porque é muito muito gostoso!

    • Christian

      Viva a promiscuidade

    • gabrielle

      Eu e um amigo queremos muito fazer menage… você é de onde? nós somos de curitiba.

      • Oi Gabri =)

        Vai rolar o lançamento do meu livro nesse sábado agora (dia 13) às 16h na Livraria Cultura do Shopping Curitiba! Vai ter muita gente que não é do mundo dos fetiches por lá (até porque o livro não fala apenas sobre fetiches, mas sim dos temas mais procurados por homens e mulheres), porém, terá muita gente bacana por lá e que vocês iriam gostar de conhecer =)

        Teremos o patrocínio da Wake Melitta. Se der apareçam (não precisam falar que vocês querem fazer sexo a 3, só conhecer a galera mesmo kkk)

        https://www.facebook.com/events/382761561871088/

        Beijão!!

      • eeddell

        Oi Gabrielle,ja fez o menage estou querendo fazer com minha namorada,mas não sei por onde começar,vc poderia nos ajudar,quem sabe fazer com a gente? tbm somos do Paraná.

  • Pingback: instant payday loans()

  • Pingback: direct your fast payday loans lender()

  • Pingback: drugrehabcentershotline.com heroin addiction treatment()

  • Miguel Eli

    Pessoal, minha mulher tem medo de fazer, porque ela tem medo de que goste mais de sexo com mulher, e depois quando for um sexo casual, ela sempre sentir falta de seios e vagina, o que devemos fazer? Pois sempre conversamos sobre isso

  • Mariá Sanches

    Acesse nosso site e cadastre-se!
    É GRATUITO E SEMPRE SERÁ!
    http://menagefeminino.ning.com/

  • Pingback: Desde que ela finalmente chupou a amiga em um ménage, nunca mais quis repetir a dose! | Pergunte a uma Mulher()

  • Claire

    Gente help me nessa sexta agora minha colega me chamou para um menage a trois, mas tenho uma puta vergonha do meu corpo, inclusive das minas tetas nada duras, tô com receio de os dois broxarem, será q vale a pena mesmo ir?