O que fazer quando a mulher está cada dia mais gorda?

65

Leitor: Já faz 3 anos que namoramos e ela engordou bastante. Tinha um corpo muito bonito, mas agora está bem diferente. Amo ela, porém, não tenho sentido mais atração por ela e a cada mulher que passa ao meu lado, fico louco. Nunca a traí mas não sei até quando isso pode durar. O que fazer?

Minha mulher está cada dia mais gorda!

E pensar que as gordinhas faziam um baita de um sucesso antigamente e até hoje muitas vovós ficam todas felizes quando o netinho está roliço, né?! kkkk. Enfim, por questão cultural ou não, já entendi que você não é chegado em uma gordinha, porém, você já parou para pensar que se você continuar com essa cabeça vai ser muito difícil você viver um “felizes para sempre” com alguém? Não vou ser hipócrita em dizer que aparência não conta nada, porque conta e muito, porém, espero realmente que o seu problema seja só com o peso e ela consiga controlar isso para sempre, porque se o seu problema for com estética em geral, sinto lhe dizer, mas sua mulher vai ficar mais velha, mais feia, e até mesmo mais gorda (conta nos dedos as velhinhas “em forma” que você já viu) e se você for depender disso para o seu peru subir, senta e chora e já pode ir procurando um médico. E uma dica: trate logo de dar jeito nela, antes que o Ricardão faça isso por você!! Você pode até achar horroroso e broxante as banhazinhas dela, mas tem muito vizinho que adora um bacon. Então fique esperto que, se você não gosta, tem quem coma feliz, enche o bucho e ainda pede bis!

Entendo também que o ser humano, – e na minha opinião principalmente os homens – é bastante visual e gosta de uma uma cinturinha fina, um bundão e um peitão empinado, e até eu que não corto para o outro lado acho lindo, porém, agora que você já está no sufoco e enquanto ela não emagrece, só te resta tentar perceber outras minúcias da sua mulher e atiçar o seu “mode on” de outras formas que não apenas a visual. Tudo bem que você pode, como quem não quer nada, entrar em uma academia com ela (até para se mostrar parceiro), “se esquecer” de comprar as porcarias no dia de super mercado falando que está visando a saúde de vocês, entre outras coisas que a ajudarão a perder uns quilinhos, porém, concorda que a mudança física dela não acontecerá do dia para a noite e enquanto isso você tem que colocar o seu calhambeque para funcionar?

Enquanto ela não vira sereia, você pode exercitar a “tática do cego”, que como não pode ver, acaba exercitando outros sentidos para se encantar pelas pessoas. O que ele faz? Cheira, sente aquele perfume no corpo, nos cabelos, e até mesmo na boca da mulher e já vai se animando. Ele também pode ligar uma boa música e criar demais estratégias que agucem ainda mais os sentidos. É claro que ele também “pega nela” e sente se ela está ”gordinha ou magrinha”, porém, como ele não pode enxergar, acaba se ligando mais na textura das coisas, nos contornos e não só naquilo “que é esteticamente bonito”, sabe? Tente fazer isso e literalmente fantasie com coisas que não envolvem apenas o corpo, porque tenho certeza que isso vai te ajudar: funciona como quando você vai saborear uma comida e nota que no paladar ela caiu bem diferente do que na visão e se surpreende que ela é muito da gostosa! Volto a dizer: é claro que em paralelo a isso você pode ajudar a sua mulher a emagrecer e você tem total direito de ter o seu gosto pessoal, porém, enquanto isso você tem que ter força de vontade e se virar ao invés de ficar apenas reclamando. A sua mente cria tudo e se você coloca na cabeça que ela é um botijãozinho de gás gordo e sem forma, é isso que ela será. Papo de maluco, né? Mas funcionando está para lá de bom =)

Eu também entendo que no caso dela, fora tudo isso que falamos, ela já foi uma mulher bonita de corpo aos seus olhos, o que claro que acaba gerando uma decepção ainda maior “haja vista o contraste”, porém, tente pensar se você realmente ama essa mulher ou se estava com ela apenas por questão de estética e por ela ser “uma baita de uma gostosa”. Tente pensar em quem mais se apaixonou por ela: você ou o seu peru? E seja sincero na sua resposta.

É claro que você pode amar de verdade ao mesmo tempo em que quer que a pessoa seja bonita e se cuide, porém, temos que concordar que muitos homens chegam até mesmo a se casar com mulheres belíssimas como um troféu social, não para eles mesmos. Ou seja, se a sociedade prega que uns quilinhos a mais é “sinal de nobreza e beleza (ela não precisa trabalhar, tem fartura em casa e isso é chique)” que nem era antigamente, muita gente começa a “milagrosamente” gostar desse perfil (vide os quadros da época) e acha que “ser magro é feio” e até mesmo “coisa de gente pobre que não tem o que comer”. Porém, se a sociedade prega que “gordura” está fora de moda e soa a desleixo, muita gente começa a não gostar mais, e aí ser magro passa a ser algo muito bem visto. Não sei qual é o seu caso e nem quero te julgar por isso: só quero pedir para que você olhe também um pouco a sua personalidade e tente perceber até que ponto você está fazendo isso por você, e até que ponto está fazendo isso pelos outros, talvez com vergonha de “apresentar uma mulher desleixada” socialmente, coisa que acaba te broxando ainda mais. Lembre-se também que um amor tem que ser para a vida inteira.

Se você for sincero com você mesmo e descobrir que você a ama independente dos quilinhos a mais, ajude-a a emagrecer e acredite: se você ficar negando muito fogo e ficar se distanciando dela, fora correr o risco de outro querer comer a comida que você está desperdiçando, ela pode acabar piorando e até mesmo engordando mais ao querer descontar os problemas que está tendo no relacionamento na comida. Atitude essa que é a cara das mulheres, não é não? “Passa um chocolatinho e muitos brigadeiros aí porque hoje eu estou triste e quero extravasar!”. E é aí que o seu casamento desanda de vez.

Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.