Estou cansado das piadinhas eróticas das mulheres de hoje em dia!

17

Leitor: Oi Luiza. Como lidar com a necessidade de autoafirmação sexual ou social de algumas mulheres? Sou técnico em manutenção em um complexo escolar, crianças de 3 a 12 anos, o terceiro alocado neste local em dois anos e acredito que é devido ao comportamento de um grupo do turno da tarde de 4 professoras e 3 serviçais. Qualquer situação é suficiente para piadinhas sexuais do tipo “porque eu não olhei calcinha aparecendo significa que não gosto da coisa”, se tem que montar tendas de festa, “você sabe armar barraca” ou “fulana quebrou o braço fazendo estripulia” etc. A maioria o marido trabalha fora e elas vivem reclamando de cansaço, vontade de sumir, que ficam muito sozinhas, mas têm uma vida até confortável com filho em escola particular e ticket de 1000 reais. Mas o fato é que me afastei e não sei como lidar com isso, falaram uma vez que meu salário (2098,80) não é salario de homem, não dá para criar família. Não vou à festas da prefeitura nem apresento minha namorada com medo destas atitudes. Não vou pedir remoção, estou perto de casa então se possível ajuda aí!!!

Cansado das piadinhas eróticas das mulheres

Eu sempre imagino o que será que os homens pensam sobre essa mulherada moderna, que hoje em dia fala c*, b***** e mais uma pancada de coisas que devem deixar vocês aterroziados, né? rsrs. Eu mesma não tenho a boca mais limpa do mundo kkkk. Isso quando elas não colocam conotação sexual nas coisas, tal como as suas colegas estão fazendo e você está em choque!

Quer uma dica? Pare de ligar tanto para isso. A gente pensa que isso de “quanto mais nos afetamos, mais o outro continua ”a zoação” é coisa de criança, mas não é: muitos adultos fazem exatamente a mesma coisa! Se a pessoa vê que você se importa, ou até  mesmo fica intimidado com algo que ela diga, a tendência muitas vezes é continuar: seja porque ela acha engraçadinha a sua reação, por maldade, ou só para te pentelhar mesmo! Enfim, os motivos não importam, o que importa é que quanto mais você tratar isso de uma forma ”não natural”, mais elas vão te encher o saco. É claro que também há pessoas que tem o bom senso de parar a zoeira quando vê que o outro se incomoda, mas esse não parece ser o caso delas e por isso não cogito isso nesse post.

Pelo o que suponho, você não é muito de fazer piadinhas e entrar na brincadeira do grupo, né? Ainda que esse não seja o seu estilo, você já pensou em dar algumas respostas para elas? Como você já sabe o tipo de piada que elas irão usar contigo, você nem precisa ter que pensar na hora. Você já pode bolar algo em casa e na próxima vez deixá-las “constrangidas” que nem elas te deixam. Daria para falar algo do tipo “deixa só eu contar para o seu marido essas coisas que você fala” (e dar uma risadinha amigável), entre outras coisas que as fariam refletir. Você também pode falar que elas já estão “velhinhas” para fazer tanta zoeira. Aí meu amigo, de duas uma: ou elas vão começar a controlar o que falam, ou a brincadeira vai descambar geral!! O importante em fazê-las refletir é que às vezes elas nem sabem o “quão feio” é o comportamento delas aos seus olhos. Às vezes elas acham que estão só fazendo graça, que estão sendo “as legalzonas”, não que estão sendo inconvenientes para você, sabe? É que nem usar roupa cafona: se ninguém avisa, você pensa que está arrasando. Do contrário, você nem estaria usando essa roupa, certo?!

Se apesar de não ser “piadista”, você fizer o estilo “sério sincerão”, outra opção é dar uma zoada nelas falando algo como “nossa estou morrendo de rir“, ou então “vocês não mudam as piadas não? Essas já estão um pouco batidas“. Provavelmente algumas delas vão falar que você não sabe brincar, aí você fala que até sabe, mas só quando a coisa é engraçada kkk. Tudo isso sem tom agressivo, nem nada que possa gerar brigas, mas sim em um tom descontraído, ainda que sincero. É uma dosagem sutil que você terá que fazer na hora. Não sei se você sabe fazer esse tipo de coisa, mas se não souber, dá para dar uma treinada em casa, pois afinal de contas: se elas são previsíveis, você tem que usar isso a seu favor!!

E quando elas falarem sobre o seu salário, não fique tão intimidado. Fale que ainda bem que cada um tem o seu gosto, porque se fosse depender de você, elas estariam todas solteiras, visto que você não gosta de mulheres com o linguajar como o delas. E leve logo a sua namorada para conhecê-las!!! Até porque duvido que elas iriam ter a cara de pau de falar mal de você para ela na sua cara!! Sem contar que a depender do grau de intimidade que você tiver com a sua parceira, já dá para mantê-la informada “das sem-noção”, rsrs. Se a sua namorada concordasse com as suas colegas, ela nem estaria contigo. Então, não se preocupe com o seu salário (só se for por você mesmo, não por elas, entende?).

Se nada disso adiantar, uma última saída é simplesmente se distanciar. Sei que você não quer mudar de emprego, e também não sei se o ambiente aí é pequeno o bastante para que você não possa simplesmente ficar mudando os ares. Se você não pode sair de perto delas, experimente duas táticas boas: 1- Mudar de assunto, 2- Fingir que está distraído com outra coisa. Ambas as opções costumam ”quebrar o seu interlocutor”, porque se alguma colega sua está falando “sobre calcinhas e putaria” e você vai lá e pergunta por exemplo o que tem para fazer no trabalho hoje, a pessoa ficará até sem graça de voltar ao assunto inicial, concorda? E por aí vai! Se por outro lado você se mostrar distraído com outra coisa, do tipo algo na internet em caso de vocês puderem usar computador por lá, ou até mesmo algum livro que você está lendo, ela verá que o assunto dela realmente não está ”arrasando”, muito menos chamando a atenção, que no final das contas é o que elas mais querem fazer contigo. Lembre-se de que as pessoas só se sentem poderosas ou ”super interessantes” quando você dá isso à elas. Se você não der corda, elas não terão corda para puxar. Simples assim! É você que às vezes complica!

Os leitores listaram coisas sem noção que as mulheres fazem, já assistiu?

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.