O que fazer quando o seu namorado tem atitudes afeminadas?

18

Leitora: Tenho 19 anos, faço faculdade de letras, todos falam que sou muito madura pra minha idade, namoro há quase um ano com um rapaz que estuda comigo, ele tem 21 anos e é professor de informática em uma escola de ensino médio, eu o amoooo rs, mas ele é muito esquisito, anda “meio” que rebolando, às vezes fala expressões femininas (e NÃO, ele NÃO é gay, tenho certeza disso, ele gosta e demais de mulher), mas não sabe se portar. No início achei que o fato dele andar esquisito podia ser porque é muito alto e magro, mas NÃO é por isso pois o irmão dele também é magro, tem a mesma altura dele e não anda desse jeito. Eu me incomodo com isso, até minha família fala que ele é meio estranho, ele passa uma imagem muito errada dele e nem percebe…  Estou prestes a falar tudo pra ele , mas tenho medo que ele se magoe, não quero perdê-lo mas essas coisas me incomodam muito, o que faço? Falo? Pois compartilho da ideia que temos que ser sinceros em um relacionamento. Aguardo a resposta ansiosamente.

O que fazer quando seu namorado parece afeminado demais?

Opa, parceira das Letras!! Toca aqui que esse curso é o máximo (pena que é fadado à pobreza kkk)! o/ !!! Tudo que eu for dizer aqui não é levando em consideração apenas o caminhar dele, até porque acho que isso é muito pouco para “rotular” alguém, mas sim tenho o intuito de te dar uma perspectiva geral a respeito do que rola mundão afora, ok?!!

Não estou querendo dizer que ele é gay, mas cuidado ao afirmar com tanta certeza que ele não gosta da mesma fruta que ele tem entre as pernas, rsrs. Sem querer te assustar, mas sabia que o que mais tem é homem que pega mulher ”para caramba”, demonstra gostar muito da fruta, mas na verdade é gay? Sem contar que também tem os bi, etc! Enfim, não pense que é só porque ele parece gostar de mulher que ele gosta de fato (ou que gosta SÓ de mulheres, rsrs): infelizmente tem muita gente que tem problema em admitir a sexualidade, mesmo no mundo moderno de hoje em dia. Ainda mais se ele tiver tido uma criação antiga ou conviver com amigos muito conservadores e machistas.

Às vezes, é difícil a pessoa admitir até para ela mesma os reais gostos que ela tem, e isso vale para todas as áreas da vida, não só da sexualidade (veja, tem gente que tem vergonha de dizer que curte um Funk, mas bem que ouve escondidinho e adora kkk, e  por aí vai!). Ou a pessoa até admite para ela mesma, mas quer se enganar no social limitando a verdade apenas para si, entende?

Muito gay ou bi enrustido acaba pegando o sexo oposto, inclusive não raramente em grande quantidade, só para provar que é “100% macho”, em uma tentativa de autoafirmação mesmo. E pasme: o que mais tem é homem que depois dos 50 vai lá e se assume “a louca”, sai do armário, casa com homem e tudo! Não posso afirmar que esse é o caso, até porque infelizmente não podemos entrar na cabeça dele, mas te alerto que histórias assim existem aos montes.

Não coloque a mão no fogo por ninguém, nem por você mesma, quem dirá por um namorado que está na flor da idade, bem como você (é flor da idade mesmo, não quis chamá-lo de flor!! kkk desculpa rsrs). Sua mente parece estar disponível apenas para pensar ”nas possibilidades padrões”: pode ser que ele seja o que você pensa que é, pode ser que não, e justamente por isso é bom tentar pensar melhor a partir do máximo de possibilidades, não só naquele chichê que diz que “se beijou mulher, macho é”.

Independente da sexualidade dele, se no fim você concluir que está bem comida, está bem amada e feliz, está meio caminho andado, né? Ao menos por enquanto. Se você tem tanta certeza de que ele não é gay, acho que não precisa ter tantoooo tato para falar com ele. Se vocês são namorados, é bom criarem logo laços de amizade e de intimidade, porque isso facilitará um monte a vida de vocês dois. Se você se habituar a nunca falar nada “mais sério”, com o passar do tempo, vai chegar uma hora que você vai se sentir uma estranha no seu próprio relacionamento. Tudo bem que não é fácil falar ”olha, nem as dançarinas do Faustão tem o seu gingado”, mas concorda que não falar é pior ainda, visto que você ficará incomodada e se sentindo mal por isso? Sem contar que se ele é “homem mesmo”, é até um favor que você faz para ele, visto que geralmente os héteros fazem questão de parecer “muito machos!!”. É claro que ele não vai gostar de te ouvir no momento da notícia, mas eu no lugar dele, no fundo te agradeceria pela sinceridade: nem que seja para sair do armário ou tacar o “foda-se” para os preconceituosos que “rotulam o que é coisa de hétero e o que é coisa de gay”. A verdade pode até machucar, mas sempre faz bem porque faz com que o outro veja aonde está pisando, sabe?

Me lembrei agora de quando eu andava de decote e saia curta pensando que era coisa ”normal” e depois tiveram que me avisar que as moças que trabalham nas ruas também usam isso, com o detalhe de que cobram por sexo, rsrs. Para você ver – e nessas horas eu ei de concordar – que nem tudo é o que parece ser: eu inclusive era virgem, só tinha aparência de danadinha mesmo, rsrs! Nisso eu tive que optar entre continuar usando minhas roupinhas arejadas e encarar o preconceito social que não mudaria só porque eu não concordava com ele, ou mudar o meu jeito de me apresentar socialmente. É mais ou menos isso que ele terá que decidir levando em consideração que há sempre a possibilidade da pessoa ser ”sem noção mesmo”.

Se vale a pena informá-lo sobre que acontece, o segredo está no jeito que você falará: tente se expressar em um tom o mais compreensivo e leve possível. Se ele ver que você está tranquila, que está apenas falando, não julgando ou “dando sermão”, o papo fluirá muito melhor. E se ele tiver bom senso, ficará inclusive sem graça de brigar contigo que está tão “sossegada” falando com ele. Se no fim ele falar que gosta mesmo é de mulher, mas que gosta de andar assim, o jeito é você respeitar ou trocar de namorado. Cada um com o seu gosto e suas peculiaridades, né? Eu mesma tenho as minhas que outro dia digo quais são!

Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.

  • josé

    Luiza andar com decote amostra é saia curta eu acho normal viu!rs
    Tem ditado que diz o que bonito e para mostrar !rs

    Leitora ele deve seber que ele é estranho ,porém se isso está te incomodando o jeito e fazer o que vc disse ,conversa com ele !mas com jeito ,sem ofender .

  • Carlos

    Eu tive dois amigos que tinham um gestual afeminado mas aparentemente nao eram gays. Os dois eram casados e nunca soube-se de nenhum dos dois tendo caso com homem. Agora, pelas costas todo mundo fazia a maior gozaçao, as pessoas eram cruéis mesmo, e muitas vezes a gozaçao sobrava para as mulheres deles porque tinham escolhido casar com um “viadinho”. Entao, é melhor falar com o seu namorado sim, diz que ele tem um jeitinho afeminado e tem que mudar, tem que andar que nem macho, senao já viu, ele será sempre acusado de ser gay. Se possível fale com jeitinho, mas seja incisiva e nao fique dando voltas. Caso seja necessario passe a ser uma espécia de” vigia” e sempre que ele desmunhecar avise-o na hora, ou entao da-lhe um esporro mesmo que é pra sacudir o sujeito.
    Quanto a minissais e decotes, sou incondicionalmente a favor. Até minha filha pode usar desde que nao seja exagerado.

    • Só de Passagem

      De acordo, tive um colega de trabalho que era super afeminado, nunca falava de mulheres, não participava das conversas de futebol… o que sempre fazia era aconselhar bons restaurantes, bons vinhos… gostava de cozinhar bla.. bla… bla… todo mundo jurava que ele gay. Certo dia na festa da empresa ele apareceu com a namorada muito bonita, eu estava com a minha namorada no dia e entre casais conversamos bastante… tomei foi um monte de cobranças da minha namorada por não cozinhar, não conhecer bons restaurantes, tsts etc… etc…rs. Ficamos amigos depois desse dia e hoje esse rapaz é casado com essa moça. Já conheço outro caso que era o contrário, certo rapaz muito brabo, namorava com a minha amiga, a traia bastante… ela terminou com ele. Alguns anos depois a minha amiga me disse que o ex dela virou “Gay “. Por tanto… vá entender né? rsrsrs…. o segredo realmente é conversa aberta, mas com calma, veja se ele tá preparado para receber um Feed Back desses.

      • Pior que reza a lenda que homem “machão demais”, que pega mulher demais e sempre quer se provar é gay. Parece que esse caso do seu amigo entrou para as estatísticas! kkkk

  • ane

    andar estranho e jeito afeminado.. já passei por situação semelhante (mas não era um namorado, era só um rolinho) e hoje em dia ele namora vários caras..
    então, pela MINHA experiência.. sei não.

  • Tadinha da leitora, tem caso aqui que vocês falaram que o cara era assim e era gay mesmo, e caso que não tinha nada a ver!

    “E agora José?” O que ela há de pensar agora? kkkk

    Serve chamar o José comentarista? kkkkk

    No mais, vou pensar com carinho em voltar a usar minhas roupas semi bisca kkkkkk

    • Guest

      Luiza , eu sei, sei, to saindo da unanimidade, mas não me importo com isso! enfim, quero que saiba que contei tudo pra ele, conversamos e tudo mais, fui delicada com as palavras como vc falou, e ele não se estressou, muito pelo contrario, ele foi me contar toda a história da vida dele, disse que sempre foi muito próximo da mãe dele e mais distante do pai e do irmão, disse que nunca teve amigos meninos na infância, nem na adolescência, disse que foi criado com um monte de meninas, que lá onde ele morava só morava meninas por perto, falou que brincava com brincadeiras de meninas ( menos boneca, claro) e que quando ele foi crescendo as pessoas começaram a falar que ele usava expressões femininas, que andava estranho e tal.. falou que começou a receber cantadas de homens, e que quando ele falava pra esses homens que não curtia a fruta eles simplesmente achavam que ele tava apenas tentando disfarçar , falou que varias vezes ficava afim de meninas elas davam fora nele alegando que eles eram só amigos ( é importante ressaltar que eu sou a primeira namorada dele, e peguetes ? bom.. ele não teve muitas) , e sempre um tempo depois ele via essas meninas saindo com o irmão dele sendo que eles dois são quase gêmeos, são muito parecidos, falou que um professor dele já tinha falado e alunos também, nessa hora ele começou a notar que realmente tinha algo errado, e aí ele disse que tentou mudar, procurou o que era estranho, mas a essa altura ele disse que não sabia mais o que era afeminado e o que não era, e ai simplesmente se fechou pro mundo ( foi muito difícil pra eu conseguir namorar com ele , porque ele achava que eu nunca ia me interessar por um cara como ele, percebia minhas indiretas mas sempre se convencia que não era com ele), parou de se importar com todos, mas por mim faria um esforço, tentaria mudar mais uma vez, admitiu que tinha algo errado, mas não sabia direito o que era, me pediu paciência, pra aguentar a barra com ele, pediu pra que eu ajudasse, que não queria me perder. eu claro, disse que ajudaria, que também queria continuar com ele, mas e vocês? o que acham? ah luiza vc me ajudou muito, obrigada.

      • De nada!!!! Mas antes dos comentaristas ajudarem: ele sabe do blog, que você veio até aqui falar dele? kkk Se não, recomendo que apague esse comentário e poste novamente como anônima, se não, aí pode deixar assim!

        Parece bobeira, mas me preocupo muito com todo leitor que manda pergunta.

      • Mika

        Menina, concordo com a Lu. Não só ele, mas qualquer pessoa que conheça vocês poderá ver esse post. Não acharia melhor reeditá-lo como anônima?

      • Só de passagem

        todo mundo aqui respondeu, te ajudou… ele é uma pessoa aberta, ponto positivo… siga seu coração, não há mais o que fazer… todo namoro tem suas dúvidas… temos que simplesmente amar, pois ame-o. E apaga seu comentário,vc tem direito a tudo, a todas suas dúvidas… mas não expor ele a um blog. Apaga, apaga, apaga, vc n tem o direito. lembre-se

      • josé

        qualquer um se procurar vc em redes sociais pode te encontrar ,o problema se um dia uma pessoa qualquer descobrir o perfil dele e começar a provocar ,infelizmente a sociedade e preconceituosa ,mesmo ele não seja gay .

  • Mika

    Leitora, seu problema são os trejeitos ou o medo dele ser enrustido?

    Se for só o rebolado que a incomoda, eu a aconselharia a deixar quieto. Seu namorado é assim; ame-o do jeito que ele é… ou troque de namorado (e de defeitos). Você está preocupada com o que os outros vão pensar e está se esquecendo de curtir o lado gostoso dessa relação. Ninguém o obriga a estar com você, e se continua ao seu lado depois de quase 1 ano é porque a ama. Então, relaxe e goze!

    Mas se o seu medo é o de estar perdendo seu precioso tempo com alguém que pode magoa-la lá na frente, sugiro que pare para pensar no que seria sua vida sem ele nesse momento. Você estaria sozinha, ou com outro, e seriam outros defeitos e outros problemas…
    Vocês não estão perdendo tempo; são muito jovens, estão vivendo, tendo experiências, amadurecendo. Além disso, não há nada que você possa fazer pra influenciar na opção sexual dele caso ainda não tenha se definido (não existe cura gay, porque ser gay não é doença). É um processo interior pelo qual ele terá de passar, e sozinho. E se daqui a algum tempo ele resolver sair do armário, paciência, você perde o namorado, mas pode ganhar um grande amigo.

    Felicidades!

  • Stefanie

    Eu concordo que vc deve conversar com ele, com jeito… Cada um aqui comentou casos diferentes, e cada caso é um caso, então a sinceridade, ser franca é o que eu acredito que vá te ajudar…

  • Ricardão

    Seu namorado deve ser Bi , ao contrário do que algumas pessoas colocaram aí, um gay de verdade não gosta de mulher e se acuado foge da raia . Más , um Bi sexual pode optar por um dos sexos como sua preferencia ,as vezes pessoas que se dizem gays são na verdade Bi , por isso transam tanto com homens como com mulheres . Eu tinha uma amiga nos tempos de colégio,muito bonita por sinal ; que se via um rapaz meio suspeito ia até as ultimas consequências com ele ,até mesmo pra cama , só pra matar a curiosidade dela , e ela costumava dizer que o gay mesmo , não transa com mulheres .

  • Luan

    Como você tem tanta certeza que ele não é gay? Tem de tudo nesse mundo a muito machão que é uma fruta louca às escondidas, assim como há os afeminados que passam o rodo em geral (nas mulheres)! Meio difícil sua situação, mas eu acho que você tem que chegar na sinceridade e falar pra ele que algumas atitudes dele esta te incomodando, caso ele não seja disposto a ser mais discreto o único caminho é vocês terminarem. E você procura um cara que tenha mais haver mais com você. Boa sorte aí!

  • M Filho

    Faz logo um fio terra no cabra e tira essa dúvida!

  • Baby Lemonade

    Oh God,isso é um lance muito complicado de saber “tirando a prova dos 9 “,rsrrs.Tenho uma amiga que namorou anos,ficou noiva e tudo,depois descobriu que o cara curtia homens,todo mundo já sacava que “ele era”,menos ela,que era mega apaixonada por ele.Eu mesma já fiquei com um cara que “tinha um jeitinho”,depois de um tempo descobri que ele era bissexual,mas beeeem discretinho para os amigos não descobrirem.Era um cara lindo,culto,bom amigo,educado e super pegador com mulher,mas quando bebia “não controlava a bichice”,rsrrsrsr.Nem sei o que aconselhar aqui exatamente,mas apenas fique atenta de maneira racional e procurando ser sincera consigo mesma sobre os hábitos e maneira do teu namorado se comportar,as vezes a realidade está na nossa frente e não queremos enxergar.Não estou afirmando que ele é gay,mas esse mundo moderno anda muito “plural” para o meu gosto e a forma de amar e se relacionar de uma boa parte das pessoas anda EXTREMAMENTE flexível.O universo interior de um ser humano é um ambiente “onde ninguém tasca” e é onde ficam os mais profundos segredos e divagações bem guardadinhos.Não sei se acredita em um ser superior,mas eu no teu lugar entregaria esse caso “nas mãos da vida” e tentaria aguardar “para ver no que dá”esperando o melhor da situação,já que vc o ama muito.Se a relação permite um diálogo mais aberto,procura conversar sobre isso de uma forma sutil,para depois ir se aprofundando conforme a receptividade dele.Boa sorte,vc vai precisar bastante.

    • Mika

      Concordo plenamente!
      E ri muito com essa sua frase: … mas quando bebia “não controlava a bichice”… kkkkkkkkkkk