Se eu pedir para ser penetrado, a mulher vai me achar gay ou estranhar?

36

Leitor: Garotas de programa e travestis relatam que muitos clientes pedem pra serem penetrados. Eu sou uma dessas pessoas. Não me considero gay nem bissexual, mas sim digamos 75% hétero. Como eu faço pra encontrar uma mulher que goste de alguém como eu para um relacionamento sério? (Onde estão vocês garotas?) Existem grupos no Facebook, sites de relacionamento ou algo similar onde eu possa encontrar mulheres que curtem isso? Ou é melhor eu desistir das mulheres e buscar relacionamento sério com uma travesti? (Tenho 35 anos).

Ps: Vocês mulheres que não curtem isso, se fossem abordadas por mim e a certa altura da conversa eu trouxesse isso à tona, eu seria ridicularizado? Vocês preferem que eu fale logo ou fique quieto e conte só mais tarde?

O que as mulheres pensam de um homem gostar de ser penetrado?

Uma pergunta: como seria essa de ser 75% hétero? kkkk. Não precisa complicar, é claro que o que irei dizer é em parte uma rotulação genérica e limitada, mas só para facilitar: se você sente atração apenas por mulheres você é heterossexual, se sente atração apenas por homens é gay e se sente por ambos os sexos, é bissexual. Isso de 75% parece é coisa de quem não quer assumir nenhum dos lados, ou não quer falar logo de uma vez por todas que é no mínimo bi, rsrs. É claro que também há a confusão a respeito dos homens que sentem atração por travestis: alguns se intitulam héteros porque consideram a travesti possuidora da imagem feminina, enquanto outros alegam que, ao gostar de travesti, a pessoa é no mínimo bi, porque não deixa de “existir um presentinho” lá embaixo, rsrs. O mais importante é entender o que você sente, não necessariamente o que é mais cômodo para você. Com isso quero dizer que, se você sente atração por travestis, não há nada de errado nisso, o que começaria a virar “erro” é se na verdade você gostasse de “mulher que nasceu mulher”, curte penetração (inversão), mas acaba procurando travestis por achar que essa é a saída (aparentemente) mais fácil para você, não necessariamente a que você deseja de fato.

É claro que com o preconceito que rola hoje em dia, não é em qualquer esquina que você encontrará uma mulher que curte fazer inversão, porém, não é assim com tudo na vida? Não sei, mas penso que nenhum biótipo perfeito para a gente é fácil de encontrar: por exemplo, eu gosto de homem bonito E educado, e essa junção está mais rara do que água no deserto, hehehe. Entendo que no seu caso tem a adição do preconceito e do tabu social, mas só para você entender que sendo tabu ou não, encontrar alguém que goste, ou tenha o que a gente gosta, sempre será difícil.

Respondendo a sua outra pergunta: é claro que existem lugares específicos e comunidades de pessoas que curtem praticar inversão, principalmente na internet (gente, o que é que não tem na internet? kk) e justamente por isso aconselho que você faça uma busca no nosso querido tio google à procura do seu sonho, rs. Lá seria um lugar mais “certeiro” para você encontrar o que quer, porém, nada impede que, em caso de você encontrar uma mulher que você realmente goste e ela não entenda nada desse mundo, você tenha uma tentativa de fazê-la entender o seu lado. É claro que você pode ser zoado por isso, mas se você for esperto, irá inserir esse assunto aos poucos, sem dar muito espaço para ela dar um “piripaque”. É que nem comer c*: tem que ir com calma e aos poucos, quando você ver, já foi kkk. Sem contar que você não precisa já ir falando de cara que gosta de dar o fiofó; você pode começar dizendo que gosta de um dedo nas proximidades e inclusive mostrar como quem não quer nada pesquisas que mostrem que o homem sente prazer na região do períneo, que é o espaço entre o ânus e as bolinhas e esse prazer independe da orientação sexual.

Fora alguns textos já postados no blog a respeito de inversão, no meu livro eu também falei sobre esse tema (entre outros temas como sexo, traição, ex-amores, autoestima, etc). Sem querer fazer o meu jabá, mas já fazendo kk: você pode lê-lo e se gostar da forma que abordei o assunto, você pode dar para a mulher que você se interessou também como quem não quer nada. Como eu falo sobre vários temas, ela só vai saber que você a presenteou para que ela lesse especificamente sobre esse assunto se você contar. Se não, ela lerá os vários artigos, que vão desde os temas tabus como o seu, até os do dia a dia e pensará em muita coisa sozinha, poupando algumas palavras de sua parte.

Independente de você comprar ou não o livro, você também pode pedir para que ela leia certos posts aqui no blog, como por exemplo a entrevista do homem heterossexual que pratica inversão e perguntar o que ela pensa a respeito do tema. Sabe aqueles debates desinteressados que temos em casal? Pois é exatamente essa a ideia! Ela pode sim dizer que isso é coisa de gay, tal como muitas mulheres pensam, porém, cá para nós que se você realmente não for gay, é só uma questão de tempo para ela saber que você não é. Sem querer puxar o saco da “raça”, mas mulher é bicho esperto demais: se você for gay ela vai perceber, e se não for, ela também perceberá (a não ser que ela seja muito sonsa, o que é raridade entre as mulheres kkk).

Inclusive, se você preferir, você pode deixar para discutir ou até mesmo revelar de uma vez por todas que você gosta desse fetiche depois de um certo tempo de relacionamento, depois que sua parceira tiver tomado confiança em você – e você nela! Conte na hora que você se sentir a vontade, até porque isso não é uma coisa que você precisa contar em uma primeira saída para alguém que você mal conhece e que nem sabe se irá dar certo, né? Seria o mesmo que uma mulher já ir contando com quantos transou, rsrs. Como o próprio nome já diz, “intimidade” só acontece depois que as pessoas já se conhecem o suficiente. Então não precisa ter ansiedade para contar logo a sua vida inteira.

Isso não quer dizer que você será falso (e nem deve ser), mas que tudo tem o momento certo para ser contado, não de forma que soe como se você tivesse mentido esse tempo todo, mas sim como prova da confiança que ela simplesmente conquistou em você. Você só não pode ficar traindo, nem dando o rabicó escondido por aí enquanto não contou nada para ela, né? kkk. Fidelidade é fundamental. A não ser que você queira ser solteiro enquanto não tiver compartilhado esse segredo.

Já assistiu ao vídeo que fiz sobre inversão?

Assine o Canal e receba todos os vídeos que saírem!

Já leu o depoimento da mulher que é comedora e dominadora?

Ah, não posso me esquecer do clichê verídico: camisinha sempre =)

Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.