Não se preocupe se o mundo é justo ou não: você não tem tempo para pensar nisso.

96

Não se preocupe se o mundo é justo ou não

Não tem coisa pior do que conversar com gente negativa, que vive reclamando de tudo, coloca a culpa em tudo e em todos só para não colocar a culpa em si mesma – na sua falta de empenho, na sua falta de garra.

A pessoa fala que o outro conseguiu tal coisa “porque é bonito”, “porque é inteligente”, “porque é de família rica” e fica tanto tempo batendo a tecla em cima disso, que se esquece de conquistar as próprias coisas – nem que seja com o triplo de suor.

Não adianta falar que a vida dos outros é mais fácil, primeiro porque você pensa que sabe, mas não sabe o que eles passaram para chegar onde estão, depois que, mesmo que a vida deles seja realmente tão fácil quanto você pensa, a sua continua difícil e ficar reclamando infelizmente não fará com que a sua realidade mude.

Se eles nasceram com o rabicó virado para a lua, sorte deles e “azar” o seu. Porém, dependerá de você dizer até quando esse “azar” irá durar. Você pode conversar com os outros, pode pedir conselhos, mas segurar o seu peso, isso aí meu amigo, só você poderá fazer por você mesmo. Tem gente que nasce magro, outros precisam de academia para conseguir tal proeza. Tem gente que nasce herdeiro de uma fortuna, outros precisam trabalhar para ganhar o suficiente para durar até o final do mês. Tem gente que nasce sem perna e por isso pensa que não pode correr, já outros vão atrás de adaptações para que esse sonho seja possível.  Tem gente que já começa com as cartas marcadas, outros não. Essa é a vida, esse é o jogo. Se você ficou em último lugar na fila dos sortudos, vai fazer o quê? Vai chorar? Vai ficar falando para todo mundo o quanto a sua vida é difícil? Não meu amigo, você vai lutar, vai lutar em dobro, vinte vezes mais se for preciso. Vovó sabidinha já dizia que ninguém carrega uma cruz mais pesada do que é capaz de suportar, então, vamos que vamos que você consegue aguentar o tranco.

Não adianta se enganar falando que você não passou em um concurso tão bom quanto o do seu amigo porque ele tem tempo de estudar e você não. Quem quer, arruma tempo e, enquanto você fica sentado admirando ou invejando a vida dos outros, tudo continuará como está: você reclamando de tudo e eles lindos e belos tomando champanhe e comendo caviar. Por outro lado, se você utilizasse o tempo que você fica com a bunda suada de tanto jogar videogame ou o tempo que você gasta indo para as baladas para estudar, você poderia estar no mesmo lugar do que ele. Tá, eu sei que esse seria o seu tempo de lazer, mas fazer o quê se você pegou o último lugar da fila? É lá que você não pode ficar, né?!  A vida é assim mesmo, todo mundo tem alguma sorte, inclusive você deve ter as suas e nem percebe.

Quem não tem a sorte “x”, mas tão somente a “y”, tem que ralar em triplo para conseguir a “x”, e por aí vai. O lado bom e que faz a vida até parecer razoavelmente justa é que, por outro lado, quem quer a sua sorte e não tem a mesma facilidade que você, terá que seguir a mesma lógica e se agilizar.  Com isso quero dizer que, por exemplo, você pode até ter nascido pobre, mas você tem o dom da oratória que é difícil alguém ter. Por outro lado, aquele “rico” teria que gastar parte do dinheiro que tem e muitas horas para conquistar o que você tem de “dom” e que nem sua vida azarada foi capaz de te tirar – muito pelo contrário, talvez foram justamente as adversidades dela que te fizeram aprimorar cada vez mais esse talento que já era nato em você.

Tem coisas que é só você que tem, de resto é só não ficar muito relaxado que você consegue. É claro que não será fácil, mas você quer comprar ouro com vintão no bolso?

Eu tenho uma amiga ex-gordinha que sempre fala que se tivesse nascido magra, nunca teria o tanto de músculos que tem hoje em dia pelo simples fato de que ela nunca teria procurado uma academia.

Você pode ter nascido feio, pobre e chato, mas para melhorar isso, você só precisa de uma coisa: fome de mudança. Ela te fará perceber que “sim”, tem coisas que você terá que fazer o triplo do que um ser humano “sortudo, ou até mesmo normal” para conseguir, porém, ela também te dará a ciência de que é possível, desde que você tenha organização com as coisas da sua vida e, acima de tudo, tenha foco e persistência.

Você pode até não conseguir chegar exatamente onde você gostaria, mas tenha certeza de que você terá ido muito além do que você teria ido caso ainda estivesse habitando a sua zona de conforto. É que nem sonhar que ganhou o prêmio Nobel de Matemática, você pode até nunca consegui-lo de fato, mas garanto que no mínimo você conseguirá ser um dos melhores na área.

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.