Criei um perfil falso, me passei por gatão, xonei e ainda disse que tenho AIDS para me afastar

309

Leitor: Tenho  21 anos e a garota em questão tem 18 anos. Criei um perfil falso no facebook, comecei a conversar com várias meninas, entre elas, uma das mais assediadas da minha cidade. Conversamos muito, ela além de linda é muito inteligente, temos muitas afinidades e falávamos sobre diversos assuntos, com o tempo ela se abriu, falou que é virgem, de como era ser tão assediada, de se sentir um objeto, ela deixou claro que não queria só amizade, quase implorou pra ficar comigo (o fake) no reveillon.
Agora minha indagação, eu tenho a mesma personalidade, nível cultural, humor, inteligência etc, as coisas que converso com ela são coisas que eu gosto mesmo, não finjo a personalidade nem forço um jeito de ser, só não sou a pessoa da foto. Aí te pergunto, não seria a beleza o principal na sedução? Pois sei que mesmo gostando da minha conversa, ela nunca me daria uma chance caso fosse meu perfil. Isso não só prova que beleza além de ser importante é o principal fator?
Inventei que tinha AIDS, fiz isso pra ter uma desculpa pra me afastar sem magoá-la, já que eu estava me apegando tbm, mas mesmo assim ela disse que não se importava.

Criei um perfil falso, me passei por gatão, xonei e ainda disse que tenho AIDS para me afastar

Menino do céu, você é muito doido kkk! Que lambança que você fez! Só espero que se ela te der um pé na bunda depois de ter descoberto o que você aprontou, você não diga que é só porque você é “feio”, ou que não é tão bonito quanto o fake! Ou melhor, pode até ser que ela te dê um pé por conta disso, mas agora que você já fez a caca, vai morrer na dúvida do “será que ela me deu um pé porque eu sou “feio”, ou porque eu menti?”.

Sinceramente? Se ela te der um fora, provavelmente será pelas duas coisas. E mesmo se a gente considerar a hipótese dela não ser nada fútil, acho que no mínimo ela ficará chateada. Mas calma: não precisa colocar a corda no pescoço, nem tentar se matar, rs. Para tudo na vida existe uma solução, ou ao menos uma tentativa. Certo?

Pensa comigo: você não tem saída, você vai ter que falar quem é você para ela. A diferença será se você marcará um encontro e falará ao vivo, ou se falará pela Internet mesmo (vai que dá merda? Aí não terá como ela te matar online!). Não existem garantias de que ela irá te entender, porém, concorda que se você não explicar, aí que ela não vai entender mesmo? Eu no seu lugar jogaria a real: falaria que me senti mais confortável “me passando por bonito” para chegar próximo dela, e é isso aí. Ela vai te achar inseguro? Vai. Mas isso é o de menos: o problema será se ela achar que você agiu de má fé, que é mentiroso e outras coisitas a mais. O fato é que você só vai saber tentando. Vai que ela tem mente aberta e acha fofo você ter agido como um apaixonado, que só viu essa maneira de se aproximar dela? Tudo dependerá da sua explicação, bem como da interpretação que ela der aos fatos.

E essa da AIDS que você inventou? Tô falando que você é doido! kkk. Isso é bobagem, primeiro porque quanto mais você mentir, mais difícil será de você arrumar a merda. Depois que você só está fazendo as chances dela te achar mentiroso crescer exponencialmente. Sem contar que, por mais que essa afirmação que irei fazer seja polêmica, ter AIDS nem é algo tão grave assim como muita gente pensa: é só usar camisinha, inclusive no sexo oral, tomar a medicação e “pronto”. Quem sofre é quem já pegou, se o outro (no caso ela) se cuidar, não pega, entende? Sem contar que ela está partindo do pressuposto que ao menos você está sendo sincero, né? E isso conta pontos para uma mulher: aceitar um homem com AIDS é uma coisa, um mentiroso é outra, entendeu? Ou a depender da mulher, mete é um pé na bunda dos dois, vai saber kkkk.

Enfim, o que importa é você saber que uma coisa não tem nada a ver com outra e que quanto mais você mexer na merda, mais vai feder. Será fácil revelar o que você fez? Não! Mas como você está xonado, essa é a sua única saída, visto que está na cara que você não quer se afastar dela porcaria nenhuma e só está com medo dela te matar, rs.

“E se ela não me perdoar?”. Primeiro você chora um pouco, rs. Depois você se conforma que fez a sua parte e, mais do que isso, aprende de uma vez por todas que não se brinca com  com paqueras do facebook que você pretende pegar: ou você pretendia ficar que nem aqueles nerds japoneses, que namoram quase que por telepatia com as gatas do face que “eles fazem o teste da beleza para ver se elas dão mole”? rs.

Não interessa se você acha que as mulheres só ligam para beleza, se você não é bonito, você não é bonito e ponto final. E fazer o que você fez só te fará morrer “feio” E mentiroso. Sem contar que isso de “beleza é fundamental” é algo muito relativo. Acho que conta ponto sim em um primeiro olhar, em um primeiro encontro, mas depois que o papo flui, você tem basicamente as mesmas chances que todo mundo. Do contrário, me responda como tem tanta gente feia namorando? Inclusive com pessoas bonitas? A resposta é fácil: ainda que ser bonito seja sempre algo positivo, existe algo muito superior a isso: química. As meninas aqui do site podem confirmar: do mesmo jeito que já teve homem feio que rolou aquele tesão (não pode ser um soco na boca de feio, só feio mesmo kkk), já teve muito homem bonito que não bateu a química. Essa é a realidade, realidade que os homens que se acham feios teimam em dizer que é mentira, mas que ainda é a realidade.

O interior você já sabe que tem, tanto é que ela adorou, agora é aceitar o seu exterior ou tentar aperfeiçoá-lo. Ninguém é perfeito, nunca se esqueça disso e aprenda a conseguir o que você quer sem mentir, apenas usando os seus pontos fortes. Vide o Zé Alfredo da novela (Luiza noveleira de final de semana kkk), que era feio, caprichou na barba, no corte do cabelo e, acima de tudo, na segurança pessoal (nem precisou de plástica!) e melhorou 100%. Tá um gato rs.

Dá pra se sentir menos feio?

Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.