Ser seletivo e exigente é ser machista?

41

Leitor: Boa tarde, tenho 34 anos e tenho uma dúvida. Ser seletivo é machismo? Sempre procurei mulheres que tivessem gostos parecidos com os meus, tanto no campo sexual quanto no campo comportamental. Sou casado e posso dizer que escolhi minha esposa muito bem. Um dia estava conversando com uma colega de serviço e eu disse que tive poucas mulheres por ser seletivo, e então ela me acusou de ser machista, ela disse que homem seletivo ou é ruim de cama ou frustrado. Nunca fui o tipo “galinha” que fica com qualquer mulher, sempre estudei muito porque nasci em uma família pobre e não queria que meus filhos sofressem o que eu sofri. Nunca gostei de baladas e de beber todas, sou mais na minha. Nem eu nem minha esposa éramos virgens quando nos casamos. Ela, assim como eu, também é seletiva e muito trabalhadora, ela me disse que fez sexo com apenas 5 homens (o que achei pouco pela idade dela 28 anos e pela beleza), sempre preferi mulheres mais tranquilas para me relacionar. Não julgo homens e mulheres por terem quantos parceiros acharem necessário, mas esse estilo de vida pra mim não serve e consequentemente não gostaria de namorar uma pessoa que fica com qualquer um. Enfim, estou sendo machista por agir dessa maneira?

Ser seletivo e exigente é ser machista?

Como eu odeio esse negócio de tudo tem que ser “machismo”, “feminismo”, ou sei lá, chega a me dar alergia!!!! Que necessidade que esse povo tem em julgar, será que eles não pensam que existe gosto pessoal, moral própria e preferência? Se for assim, você pode dizer para a sua amiga que, na sua terra, gente que trepa com todo mundo sem ter muita exigência tem outro nome: biscate ou homem que achou o pinto no lixo (brincadeira só para ela ver como é chato rotular, mas não precisa dizer isso kkk). Inclusive, isso de quantidade de parceiros não tem nada a ver com ser bom de cama ou ser frustrado(a): para ser bom de cama é só ter empatia, bom senso e prática – que pode muito bem ser “mil vezes” com uma pessoa só – , basta ter mente aberta e disposição. Quanto a ser frustrado(a) eu penso bemmmm ao contrário dela: para mim que quem cisca demais costuma ter um vazio, bem como uma insegurança muito maior do que quem se sente feliz sozinho e não precisa ficar se provando o tempo inteiro.

Eu me identifico com você, só que com pepeca: será que sou machista e frustrada? A diferença é que sou meio doidinha apesar de “sensata” e você parece ser só sensato mesmo kkkk. Sempre preferi homens com pouca experiência sexual e caseiros e, ao meu ver, assim como tem gente que gosta de um tipo físico, também existe o gosto por características pessoais e de personalidade. Assim, sinta-se muito sortudo por ter encontrado alguém como você!

Você está completamente certo em não julgar o gosto dos outros, agora, se eles julgarem o seu, deixa para lá e não fique em dúvidas em relação a você mesmo por causa disso, até porque, é justamente isso que eles querem! Pense assim: você está casado, feliz, tem sua mulher, provavelmente não é corno (rsrs), deixa eles! Para mim que essa sua colega de trabalho ou queria te dar uns catos, ou queria que todo mundo fosse “biscateiro” que nem ela. Acho engraçado essas pessoas acharem que todo mundo tem que ser como eles, se não for é porque “há algo de errado aí”. Preguiça…

Machismo seria se você diminuísse ou discriminasse as mulheres, coisa que diga-se de passagem você está muito longe de fazer. Muito pelo contrário: você respeita, trata bem, é homem de uma só e se valoriza. Isso na minha terra se chama príncipe encantado. Será que estou confundindo os nomes? kkkk

Quando alguém te zoar, ao invés de cogitar ser como essa pessoa (você não disse que faz isso, mas se questionou se não seria um “ET”, né?), pense na seguinte frase: se a maioria fosse correta e, mais do que isso, se o comportamento genérico fosse honrável, o mundo não estaria como está, com esse monte de gente egoísta que se desrespeita o tempo inteiro e não ama nem a si mesmo, quem dirá os outros. Explique pra sua amiga que essa mesma liberdade sexual que ela quer e lutou para ter vale para você também, a diferença é que cada um escolhe como usar seus direitos.

Desencana e vai ser feliz!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.