Homem acomodado tem conserto?

173

Leitora: Olá! Luiza, preciso de sua ajuda!  Tenho 31 anos e namoro há 5 anos um rapaz de 33 anos. Tenho um emprego estável, pago as contas da minha casa, dirijo, tenho carro, viajo sozinha… Já o meu namorado é professor e dá umas algumas aulas e ganha pouco, não tem carteira de habilitação, não tem casa, nunca tem dinheiro para viajar ou ir a um local caro. Apesar de ser muito caseira, acabo me limitando para sair com ele pois nunca possui dinheiro. Não acho justo ir a um lugar e pagar sozinha. Sempre fiz questão de dividir tudo com outros namorados. Estou com um grande conflito atualmente, pois fui nomeada para um bom cargo em outro estado e ele se dispôs a ir comigo (nunca moramos juntos). Inicialmente, achei interessante e me deu uma maior segurança, pois estou com muito medo de começar a vida numa cidade em que não conheço nada e não tenho família. Apesar disso, tenho muito receio de que ele continue acomodado e eu acabe sustentando-o na nova cidade. A dúvida é se isso é uma visão machista minha ou realmente é demais um cara nessa idade ser tão sem perspectiva. Muitas vezes fico com raiva de ficar dirigindo quando saio com ele, ou de viajar sozinha pois ele não tem dinheiro para ir. O pior é que ele fala em casar, filhos… Estou muito em dúvida: tento acreditar numa mudança ou mudo de namorado?

Homem acomodado tem conserto?

Gente, não tem isso de machismo! O que acontece é que o seu interesse está diferente do dele. O seu é dividir tudo e o dele é que você banque kkk! Mas sinceramente? Isso é um pouco culpa sua também, que foi oferecendo milho pra galinha e depois ficou brava que ela gostou e se acomodou. Afinal de contas, quem é que não gosta de vida mansa? Se tem uma coisa que grande parte dos seres humanos não tem é ânimo pra labuta, aí você facilita com sombra e água fresca e ainda quer que ele se coce? rs. Vamos tentar mudar antes que o negócio comece a feder pro seu lado e você tenha que sustentar geral, inclusive os filhos que porventura vocês tiverem.

Primeiramente, professor pode sempre pegar mais aulas. Ele é daqueles que só trabalha meio turno? Se sim, já comece falando para ele trabalhar um turno inteiro. Fale que será bom para ele comprar um carro e demais coisas que aumentem o conforto e que isso será bom primeiramente para ele mesmo – o que é verdade! – depois para você. Fale que é perigoso – o que também é verdade – apenas você ter carteira de motorista e ele não. E se você ficar doente? E quando vocês tiverem filhos? Hoje em dia dirigir não é apenas uma questão de comodidade, é uma questão de segurança também.

Em relação ao emprego em outra cidade, se eu não gostasse MUITO dele eu ia sozinha, rsrs. Sei lá, não que seja proposital, mas a impressão que dá é que ele se aproveita um pouco da situação a favor dele. O que não teria nada demais desde que ele cuidasse da casa OU fizesse outras coisas que fizessem “ele valer” na praticidade da vida a dois, sabe?

“Ai Luiza, mas e o amor?”

O amor é lindo, mas todos nós temos que ter nossa utilidade para se casar e dividir uma vida, até porque casamento não é só amorzinho de um lado e chameguinho pro outro e qualquer pessoa com o mínimo de noção do que é a vida real sabe disso.

Se não tem como ele ganhar mais (com mais aulas ou alguma outra saída), que ele pelo menos faça algo para ajudar, né? Não é nem questão de você ser interesseira, mas sim que você é uma só e fica pesado levar tudo nas costas, concorda? Sem contar que se a tendência da maioria dos casais é piorar e se folgar cada vez mais com o passar do tempo, imagine ele que já começou folgado?

Eu sinceramente não levaria ele para morar comigo antes de ter uma conversa muito clara, direta e reta com ele, até porque, como “você já paga muita coisa”, se você não informá-lo, ele irá contigo para a outra cidade já esperando que você continuará pagando a maior parte das coisas. E ele nem estará de todo errado, né? Visto que é o que você sempre fez até hoje. Todo mundo se acostuma com o conforto, agora cabe a você tirar isso dele.

Inclusive, ao dar esse “se toca”, acredito que você estaria fazendo um favor para ele também: no começo ele poderá até ficar bravo, mas no futuro te agradecerá por você não ter deixado ele parado no tempo, nem ficar tão dependente de você. Não vejo nada contra você fazer mais coisa “x” do que ele, ou vice-versa: o maior problema aqui é que tem alguém achando que não tá valendo a pena – no caso você! Sendo assim, ou ele aprende a fazer valer a companhia dele, o que não deixa de ser uma prova de que ele se preocupa contigo e com o seu bem estar, ou realmente vai ficar difícil imaginar um futuro com o camarada.

Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.

  • Daniel

    eu acho que a mudança de cidade a nova perspectiva mudou tudo. A vida é assim, uma constante transformação, o novo emprego, estado, cargo…. etc…..etc……………………..etc…………………….etc

  • Wana

    Com certeza um acomodado desse não tem cura. Ele já está no mundinho dele, satisfeito com as merrequinhas que consegue, pois o grande prêmio ele já ganhou: você.
    Aproveite a grande chance que o Destino está te dando, e saia fora. Talvez no começo vc vá sentir alguma falta, mas te garanto que vai passar, pois com certeza coisas novas e boas chegarão, acontecerão. Moça, quem não arrisca, não petisca.
    Você já deve ter pensado muitas e muitas vezes o seu futuro com ele, e aí, vai encarar ou vai tentar coisa melhor ?

    • Eu

      Depender de homem pra bancar ou dividir? Coisa de mulher mesmo! Geralmente, o homem trouxa é o que paga tudo sozinho. Eu e minha namorada dividimos tudo, mas se um ou outro n estiver tendo dinheiro no momento, abrimos mão os dois. ISTO CHAMA COMPANHERISMO. Coisa que é muito dificil achar numa mulher.

      • Angelica Pimentel

        Concordo com você sobre parcerias, mas o perrengue não pode durar anos. Existem empregos temporários, Free, bicos…

      • Alessandra Caetano

        Infelizmente não é o que ando vendo. A proporção de homens preguiçosos e folgados cresce proporcionalmente ao de mulheres independentes e que bancam sua vida sozinhas. É fato que os homens não dão conta de sustentar uma casa sozinhos mais, porém NEM TODAS AS MULHERES querem um homem pra bancar, mas DIVIDIR SIM! Dividir não só a conta, mas as TAREFAS DO LAR, a CRIAÇÃO DOS FILHOS, isto se CHAMA COMPANHEIRISMO! Coisa que até hoje é muito difícil de achar nos homens, mesmo depois de séculos!!!

        • Adriana

          Verdade

  • Melodia

    Eu que sou professora sei que ganha mal mesmo. E dependendo do estado, pode ganhar pior ainda!
    Tem pessoas que são assim mesmo. Se contentam com pouco, e se sente super felizes dessa forma! Não quer dizer que ele seja acomodado, acho que a visão dele do mundo é bem simplista. E ele já está satisfeito.
    Já você que quer galgar coisas maiores e acha comodismo dele. É uma questão de incompatibilidade mesmo. Não acredito que ele vá mudar nessa idade. Mas se o ama de verdade e quer ficar com ele, acha que se importaria de ser a provedora da casa? Eu não vejo mau nenhum nisso. Você trabalhar , e ele ser o “dono de casa”. Lavar, passa, levar as crianças na escola, fazer comida, cuidar da casa, e trabalhar lá no emprego dele ganhando pouco. Você estaria satisfeita com isso?
    O que não pode é o cara ficar coçando, sem trabalhar e sem ajudar em casa. Se ele ganha menos, que ajude mais em casa, e você mantenha o resto. Você ve problema nisso? Ou vocÊ quer um homem com objetivos maiores de crescimento profissional? Se for isso, esqueça , difícil mudar nessa idade e de repente ele se tornar o “homem do negócios”. Eu não vejo problema nisso, sustentaria meu namorado tranquilamente se eu chegasse em casa, estivesse tudo arrumadinho com uma janta me esperando.. rsrs

    • POuta você sugeriu o que eu ia sugerir ^^ de repente ela sustenta o cara e ele cuida da casa… e se ele é um cara prendado?? que mal haveria nisso???

      • Melodia

        Para mim mau nenhum. Mas tem aquela pressão social de que homem é o provedor, tem que ganhar mais, ter “sucesso” na vida; Acredito que ela quer que ele se torne esse homem. Um homem que ganha menos que a mulher e faz as tarefas de casa seria visto como um covarde, mole, bundão. No entanto, eu não vejo assim. A felicidade é diferente para cada um de nos. Ele não é ruim de não buscar mais porque está satisfeito e nem ela de querer crescer na vida. Se quiserem ficar juntos terão que encontrar um meio termo.

        • Natália

          Ai Melodia… Eu discordo… Pra mim o cara ser só dono de casa tem todo o problema do mundo. Eu, quando namorei um rapaz assim, não suportei. Sabe aquela coisa de perguntar: “E aí, como foi seu dia?” A resposta era seeeempre a mesma: vi televisão, fui ao supermercado e só. Era extremamente enfadonho. Hoje o cara trabalhar e ter ambição é requisito mínimo pra mim.

          • Melodia

            É por isso que eu disse que se ela “suportasse” seria uma opção. Se não é partir para outra. Já que o estilo deles é bem diferentes.

          • Natália

            Também acho. Estilos diferentes e pronto. =)

          • Roberto

            Mulher dona de casa, pra mim, é broxante! Olho minha mãe, minha sogra e fico profundamente incomodado. Viver para acordar todos os dias para lavar roupa e assistir TV é deprimente.

          • Natália

            Broxante define. É exatamente o que eu acho.

          • Roberto

            Já uma mulher responsável, proativa, focada e de visão é altamente excitante. O sexo fica mais intenso, prazeroso. Parece que as preocupações se diluem e não se acumulam num corpo só.

          • eu

            Sim. Afinal de contas o principal que vc quer dele é o dinheiro, e não o companheirimos. Mais uma biscate interesseira. Mas… n se preocupe. Vc está entre a maioria, infelizmente. É DIFICIL (Quase impossivel) ver uma mulher se interessando por um homem sem se interessar por qual é a profissão dele e por quanto ele ganha. Afff. Já os homens, 99% tão nem aí pra isto. Não deixariamos d namorar ou casar com uma mulher pela profissão ou pelo seu salário.

          • Natália

            Olha só. Se os homens não tão nem aí pra isso, deve ser resquício do modelo patriarcal a que éramos submetidos. Interesseira? Seu babaca, eu quero alguém como eu. Para não ter que passar por situações como a da mocinha. Se eu estudei, quero alguém assim. Ter ambição nem sempre é relacionado a dinheiro. O cara tem é que se ocupar! Nem que seja com trabalho voluntário. E outra: você sabe qual minha profissão? Quem disse que eu preciso de dinheiro de homem? Seu arrogante, o único homem que me ajudou financeiramente foi meu pai. Quem interpreta que isso tudo se relaciona a dinheiro é você, provavelmente por ser um pobre frustrado. Também já fui assim. Aceita que dói menos tá?

          • Jenny

            Lacrou! Super concordo com cada palavra que você disse. Homem que não se ocupa, é extremamente broxante e desinteressante.

          • Afilhado do Temer

            mulher tbm,
            acabou-se o tempo de mulher ficar só em casa fazendo comida, levando as crianças pra escola e depois ficar no portão de fofocagem com as amigas até a hora do esposo chegar do serviço.
            kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
            é bom que se ocupe tbm e conquiste o seu money e ajude nas finanças do lar.

        • Eu também não… faz lembrar quando eu tava de férias… Namorava uma moça que morava sozinha… ela me deu uma cópia da chave da casa e disse que eu podia ficar por lá.. Uma parte do dia eu estudava, depois eu deixava tudo arrumado com comida feita *_*
          … ela praticamente miava no meu ouvido o resto da noite *_* Tem coisa da vida a dois que é mto mto boa *_*

          E a gente que é homem tem mais força… às vezes faz a faxina mais rápido…e como eu… muitos adoram ferramentas e tals… aí vc conserta algumas coisas, faz umas inovações…

          • Paulo

            Mas vc está desconsiderando que algumas pessoas aqui trabalham na SWAT ou MI6, logo, muita adrenalina no dia a dia!

        • A galera aqui diz que é broxante horrível… até a mulher ser dona de casa… a questão é que eu sempre gosto de dar a clássica resposta de Advogado… depende
          Porque tem homem que sai pra trabalhar… e é folgado, não conversa…
          e mesmo mulher que trabalha… mas deixa de se cuidar…. e se torna tão broxante quanto…
          Existem pessoas que arrumam emprego… e se acomodam ali… e são desinteressantes e sem assunto também…
          Enfim… às vezes você pode trabalhar inovar e não ter uma carteira assinada…

          De uma forma mais geral… parece que o caminho mais louvável é flexibilizar… ambos trabalham… ambos dividem tarefas… mas se essa equação fosse de outro modo acho que coisas que influenciam muito estão no equilíbrio do quanto você cuida de si mesmo e realiza projetos diferentes e criativos… e o quanto vocÊ cuida do outro…

          • Melodia

            Eu não aguentaria ser dona de casa. Mas tem quem goste. Não acho broxante, cada um tem um gosto. Eu quero sim crescer na vida, é uma opção minha, mas não vou dizer que essa é a unica forma de ser feliz e que é a forma certa. Cada um tem seu estilo de vida. O que não pode é a pessoa se acomodar no que não gosta, tanto em casa quanto em um trabalho entediante por simples preguiça de correr atrás das coisas.

          • ” O que não pode é a pessoa se acomodar no que não gosta, tanto em casa quanto em um trabalho entediante por simples preguiça de correr atrás das coisas.”
            Isso!!! é essa a questão!!… eu acho que com a carteira assinada ou não… provendo ou não financeiramente a casa… todos temos que ter objetivos e projetos próprios…
            a estabilidade… a acomodação é que torna tudo um saco…no caso da Natália lá… chegar em casa e ouvir: ah fui no mercado… encontrar uma pessoa sem brilho… sem vida nos olhos… nossa… mata todo o tesão…

            Imaginando no meu caso ahuahauha
            Se ela fosse dona de casa:
            E se de repente ela pratica yoga… ou artes marciais como eu *_*… aí de repente ela é artista… e tem uma sala onde ela pinta quadros…. eu chego em casa… a gente pega a comida que ela fez.. ela comenta comigo sobre os asanas… ou sobre alguma pintura nova *_*

            Se eu cuidasse da casa… (mas ela teria que ganhar muito bem… senão dividiríamos as contas :P)
            Eu ia arrumar as coisas com um cronograma de horario… porque em outra parte do péríodo … eu faria uma mega rotina de condicionamento físico *_*… iria compor músicas… ia promover um sarau em casa… com amigos nossos artistas…

            Enfim é o que eu sempre falo… mundo caótico… infinitas possibilidades… podemos ampliá-las e ganhar mais oportunidades de ser feliz e fazer mta felicidade alheia ^_^

          • Paulo

            Cara por isso que já te disse que levo bastante em consideração sua opinião, é dificil ver pessoas não condicinada pelo sistema
            Já que fico imaginando o quão excitante é desconsiderando o ca$h do dia a dia de um programador por exemplo, algo do tipo: ola como foi seu dia, então fiquei 8 horas colocando sequencias numericas em portas lógicas
            se é mulher então nem precisa de viagra kkkkkkk

          • Boa! hauahuahau
            Cara coloca bem na cabeça isso que eu te disse… “um oceano caótico de infinitas possibilidades”… Lembra do matrix… daqueles números verdes reluzentes, moldando o universo à nossa volta…o que somos capazes de fazer, ou nosso modo de pensar, pode ampliar ou diminuir as oportunidades….
            Enxergar de modo pragmático… decepa as coisas… limita tudo…
            O salário do programador é de provedor a grosso modo… mas e ele??? Ele tem a atitude de um homem que cuida da sua mulher???
            Ele pode ser um pé no saco, pode ser um esquizofrênico, um psicopata que ameaça a mulher com uma faca… ou de repente ele é um típico nerd que joga videogame, mas é um amigo sem igual… super engraçado, boa braça… ou ele nas horas vagas toca e canta alice in chains de uma maneira foderosa 😛
            Precisamos conhecer todos os fatores e todas as propriedades do conjunto e aí sim tirarmos a conclusão….
            Por que até então julgar com apenas um ou meio fator te deixa no risco de estar concluindo um Pré-conceito sobre algo ou alguém.

          • Melodia

            O dinheiro é importante sim, o conforto é, e eu não nego. Mas não vou trabalhar 40 horas em algo que não gosto , só para ganhar dinheiro, e tirar férias de um més ao final do ano! trabalho no que amo, e o dinheiro vem junto com meu prazer no que faço. E é isso que eu queria os outros procurassem, Independente do que façam.
            No caso dela, e observando outros comentários, acho que o cara é um preguiçoso mesmo. Ela deve seguir com a vida dela, e buscar alguém mais compatível.

        • Alex

          Parece que eles não leram o relato,chamam o cara de vagabundo ,etc,ele trabalha,só não ambiciona ter o mesmo padrão de vida dela,veja ela pareec querer ir a lkugares melhores ,mais caros, pq ele que não exige teria de bancar isso? ,não é uma exigencia dele,apesar de não aprovar o comportamento dele pouco ambicioso ,sendo uqe consdero dinheiro uma das melhores coisas do pra se conseguir ,ele não é um vagabundo ,só se contenta com pouco .

        • Diego

          Nao acompanho o blog e cai aqui por acaso, mas, caso você veja essa mensagem Monalisa esse seu pensamento e de uma maturidade impar e que me deixou feliz em saber que existem mulheres com seu conhecimento e pensamento saber primeiro separar os interesses individuais e reconhecer isso,
          para mim é o mais valioso e depois a gente vê a compatibilidade.

          Parabens pela resposta e pelo que acompanhei nesse post é a mais sensata.

          • Talvez o vídeo q acabei d postar sobre carro ajude algo tbm

            saudades da Monaa beijoss!

          • Monalisa

            Muito obrigada pelo elogio!Apareça mais para debatermos! até mais!

          • E como ta o dia do love Mona?

            (e de todo mundo q le esse comentário tb kkkkkk)

          • Monalisa

            Eu e meu namorado não temos isso de dia dos namorados não. Pra nos é só uma data comercial como todas as outras. O nosso dia dos namorados é o dia do nosso aniversário de namoro. Ai saímos para comemorar.
            Mas de qualquer forma eu dei uma saidinha sim.rsrs
            Eu fui a uma orquestra no domingo que tocou musicas de jogos. E depois fui comer um crepe… rsrs.
            Nada sofisticado mas foi legal.
            To sumida Luiza é porque to ocupada…rsrs; Você era professora né? então sabe como é.. rs.
            Beijos.. =D

          • kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk crepe, adogoooo kkkkk
            beijo pra vc e pro boy!!

    • Mudei de ideia ahuahuahau… reli o caso e percebi detalhes novos a se repensar…
      ele não só ganha menos… num é o x da questão mas se vocÊ ver o cara tem mais de 30 nas costas… e fica dependente dela pra sair na maioria das vezes… ela dirige pro cara…
      Ele pode não ter carro… Mas porra custa nada tirar uma CNH… Deixar a Lady curtir uma cerveja um vinho e dirigir na volta… Acho que mesmo um cara duro expreme uns centavos de vez em quando pra pagar um jantar simples…
      Enfim ele é acomodado a nível de cuidar mal dela.

      • Melodia

        Nesse caso sim. A diferença é ganhar pouco, outra é ser relaxado. Mas parece que eles não conversam muito sobre isso, o que dificulta muito.

    • Alex

      Voce leciona em universidade ?

      • Melodia

        ainda não… mas quando terminar o mestrado poderei..^^

        • Alex

          Imaginei quando vi se queixar do salário , professor universitário tem uma remuneração até razoável, sem flr no que muitos enrolam ….

          • Melodia

            Professor universitário , além das aulas, tem que fazer pesquisas, publicar artigos. Não é nada fácil. Até que ganha razoável, mas deveria ganhar muito mais! porque é das universidade que saem pesquisas e resultados importantes que podem ajudar o país. Claro que tem os “enrola”, em toda profissão tem. Mas vai comparar um salário de um professor que tem mestrado, doutorado, que passou a vida inteira estudando com um salário de um deputado, advogado, medico, e etc. Nem é tão alto assim comparado a todos os sacrifícios que esse profissional faz, sem recursos, sem material etc, etc. só quem está lá mesmo sabe.

          • Alex

            Sobre a pesquisa,já conheceu algum professor de universidade intimamente?Até um professor da USP já ouvi falar que a pesquisa é quase fictícia na maioria das vezes, raramente se ve algo relevante .Sobre o reconhecimento de mercado ,realmente existem profissões mais valorizadas,mas em universidade a coisa já melhora .
            Mas até essas profissões não estão isso tudo o conhecimentod foi prostituido, nem é tão valorizado ,o negócio é ter ideias e empreeender,veja o número de pessoas ricas diploma universitário .

          • Melodia

            Ai é outros 500. Empreender é claro que dá mais grana e você nem precisa de nível superior. Falo que em questão de salário, esse professor deveria ganhar mais que um juiz por tudo que faz. Mas os salários são totalmente desproporcionais para uma pessoa que fez mestrado doutorado entende? Eu falo com propriedade porque sou desse meio. Conheço o trabalho de muitos professores intimamente e seu como é. Sim , tem professores que levam nas coxas que fingem fazer algo. mas tem outros que trabalham e se esforçam muito. Até porque para receber investimentos do governo os pesquisadores precisam publicar artigos. Ou seja, tem que trabalhar muito para receber uma grana para pesquisa.

          • Alex

            Funcionários públcios em geral estão tão acostumados com o ócio que qualquer trabalho mesmo que mínimo pra eles se torna absurdo ,plágio é o que mais há nas pesquisas ou seus amigos fizeram um grande descoberta ?Duvido. Tenho vontade de lecionar,mas apenas em universidades e em paralelo ao trabalho como engenheiro ,mas concordo que professores deveriam ganhar mais .

          • Melodia

            Generalizar é um erro. apenas isso. ^^

          • Alex

            Quando se vai dar um exemplo, se faz uso da maioria , exemplo: ” País x é cristão” ,significa que todo mundo nesse país é cristão? Não .Mas a maioria ,então se espera que o leitor tenha a mínima inteligencia pra entender isso .

          • Melodia

            É que você falou “funcionários públicos em geral”, então imaginei que estivesse generalizando. Desculpe por esse pecado mortal. ^^

          • Alex

            Por isso falei se dá um exemplo citando a maioria , o que não significa que sejam todos assim ,como o exemplo da religião ,é funcionária pública ?

    • Roberto

      Você é casada com marido rico ? Por que sua profissão é uma porcaria mesmo e ganha pouco,e não tem dinheiro para trocar de carro.

      • Na a ver Roberto

        meu namorado nem carro tem e estamos juntos ha quase 5 anos e meu ex tinha um carro mais velho q minha vó kkk

        não culpe alguns defeitos pessoais q vc pode vir a ter, ou atitudes suas na falta de grana. As vezes vc tá vacilando em algo pessoal e não tá se tocando

        • Roberto

          A resposta era para professora ai, mas já que a dona do blog se manifestou. Tenho visto ao contrário que você falou.A profissão do homem conta muito e grande parte das mulheres se atrai pelo status social do homem e não tem jeito,não fui eu quis as coisas assim

          • bem, eu sou uma experiencia real d q as coisas não são assim. Vc sai de casa? Tenta conversar ou só fica reclamando da vida? Mas se vc quer se enganar q seu problema é só falta d grana, tudo bem, quem sou eu e me calo rs

          • Roberto

            Sim,eu saio de casa,eu trabalho o dia todo e não tenho tempo para jogar conversa fiada .E só ir nas baladas da zona sul em SP e ver o que prevalece é o status social e poder.

      • Monalisa

        Não sou casada. Eu mesma me sustento.Minha profissão não é uma porcaria. Você sabe ler e escrever graças a um professor. A não ser que seus pais tenham te ensinado tudo em casa. Digo que ganho pouco, porque comparado a outros profissionais, que tem menos formação, e ganham mais.
        Eu com mestrado e doutorado ganharei menos que um garçom do senado. Não desmerecendo o garçom mas os anos de formação e dedicação foram bem maiores, que o dele, que deve ter penas um curso tecnico e não precisa de faculdade. Mas a culpa não é minha e nem dele, é desse sistema maluco.
        outra coisa: O salário depende muito do estado. No RJ os professores públicos ganham bem menos, que no DF que é onde moro.
        O salario não da para comprar um carro se eu quiser um camaro! E se eu for super gastadora. Porque para minha realidade meu salario da e sobra. Viajo, faço cursos, compro muitas coisas…..enfim… amo minha profissão. Poderia ser melhor, poderia. Estamos lutando para isso. Imagine se todos os professores decidissem não mais dar aula? por causa do salario? o que seriam das próximas gerações?

  • Roberto

    Caia fora! Gente acomodada nem tesão dá. Seja homem ou mulher. Eu namoro há quase 7 anos e às vezes me estresso um pouco com os sacrifícios financeiros que tenho que fazer em prol da relação. Trabalho e quase não aproveito meu salário. Tudo que ganho vai para uma “poupança” visando nosso futuro. Já ela ainda ganha pouco. Não gasta muito, mas o que consegue economizar é irrisório. Me chateia ter que arcar com tudo praticamente sozinho. Enquanto essa situação me causa profundo desconforto, ela parece estar tranquila, já que o pai a mima em tudo.

  • Samhain

    Como um homem, ao menos posso dizer, pois com 25 anos, tenho carro, apartamento próprio um bom emprego e viso passar em outro concurso que me proporcione melhoras, aí vai a dica.

    Da um choque de realidade nele, como a Luiza mesmo disse, não pelo fato de você ser interessereira, pois não é, mas pelo fato dele acordar pra realidade, ir atrás, se esforçar, ter uma melhor expectativa de vida, queremos alguém que tenha vontade de nos acompanhar e crescer, não podemos/muito menos queremos voltar pra trás.

    Por isso a minha dica é dar um choque de realidade, muda ou fica sozinho, pois você quer um homem. Se não minha filha, muitos homens ganham pouco e acham que estão em uma posição boa e preferem não se mover, por isso a realidade as vezes fazem eles caírem na real.

    Então, é bom mandar a real e ver se ele quer isso pra ele, se está bom ou se está apto a mudar.

    Desculpa por repetir demais as palavras. Tô meio corrido hoje, hehe.

    • Samhain

      Interesseira***

  • ana

    olha.. vou falar por experiência própria, com uma história bem parecida com a sua…
    eu no seu caso, resolvi insistir, porém o resultado foi que naturalmente o namoro desgastou e acabou naturalmente. não é questão de “homem acomodado”.. são pessoas que tem estilos de vida diferentes mesmo. visões de futuro diferentes. e parece que você e seu namorado não estão mais na mesma sintonia e a tendência e isso cada vez mais ficar aparente se não começarem a se sintonizar novamente.
    Enfim, talvez essa mudança de cidade seja a possibilidade de um novo recomeço para a vida de ambos. O negócio é saber se querem recomeçar juntos ou separados.

    • Melodia

      Nossa, concordo. São visões diferentes de perspectiva de vida. Só acho que ela demorou demais para se tocar. Cinco anos já é bastante tempo, para ela não notar que o estilo dele era esse e que dificilmente mudará.

  • Carlos

    Uma das missoes que cada um de nós tem nessa terra é a de ajudar os outros, despertar consciencias, abrir caminhos, entao creio que a leitora deveria enchergar esse “problema“ como uma oportunidade dela ajudar seu namorado a mudar seu comportamento para melhor. Entretanto grandes mudanças sao dificeis pois exigem planejamento, perseverança, espirito de luta, coragem, e no entanto quantos de nós vivem um momento no qual todas essas qualidades estao presentes? Desta forma grandes mudanças devem ser quebradas em varias pequenas mudanças a serem atingidas em sequencia, passo a passo, uma após a outra. Entao, nao desista dele nem ache que ele é “inferior“ por ter uma postura mais passiva diante da vida. Incentive-o a progredir aos poucos e os resultados irao chegando ao seu tempo, na hora certa.

    • Ela namora o cara há 5 anos…. 5 anos é um prazo para no mínimo alguma mudança…
      Eu não sei mas acho que você deve ser espirita, espiritualista ou alguma coisa desse tipo… Não me leve a mal mas não existem essas historias que o amor muda alguém… e que salva todo mundo no final…… de repente se ele for bom dono de casa…

      • Natália

        E para isso depende se ela admira o cara ser dono de casa ne?! Se está tão incomodada, tenho a impressão que ela queria alguém que fosse mais como ela…

        • Então existem as variantes que eu apontei nos comentários de resposta com os coments da melodia…
          O Lance todo é que ele age meio como estorvo…ele não busca proporcionar o melhor pra si, então nem pra ela, ele será capaz de proporcionar….

    • Natália

      Em outros termos: você quer que ela banque a terapeuta. Acredito que o despertar de consciência depende dele e não dela. A responsabilidade dela é em mostrar ese ponto de vista à ele, mas não necessariamente vivenciá-lo com ele.

    • A Ghoul Writer

      A única “missão” que ela tem é com ela mesma.
      Ninguém merece perder parte da sua vida sendo guia de outro.

  • Ah eu ia sugerir … se ele fosse prendado que de repente ele fosse dono de casa… caso fosse tanto amor assim…Mas depois reli e mudei de idéia…
    Agora eu percebi que se aos 33 ele mal administra o dinheiro… nem tem a preocupação de descolar uma CNH… denota uma pessoa desleixada…
    Ele mal cuida de si… mal pensa em ser util para si mesmo… soa um homem que não teria força pra cuidar e proteger a mulher que tem… Provavelmente isso veio a tornar seu amor por ele questionável…

    • Natália

      Pois é! Até que se fosse só o trabalho… Dava para relevar. Mas o cara é um sanguessuga energético.

  • Natália

    Querida, sei como é. Acredite. Mas ao contrário do seu, o meu namoro durou duas semanas. Sabe por que? Porque não preenchia minhas necessidades. Eu quero dizer que cada mulher tem expectativas distintas, que não necessariamente coincidem de uma mulher para outra. Se você valoriza um homem sem muita ambição e de fácil contentamento, continue com ele. Do contrário, afaste-se. Ao contrário de alguns comentários por aqui, eu não suportaria chegar em casa e saber que a única produção do meu marido foi ter ido ao supermercado. Mas essa sou eu.

  • Suhh

    Olha sinceramente eu largava ele se fosse você. Eu falo pelos meus pais, minha mãe é o tipo batalhadora que é a provedora da casa, ela sempre trabalhou, uma vez me disse que quando casou achou que ele ia querer crescer e batalhar também, coisa que nunca ocorreu, meu pai nunca pensou em crescer, ele é do tipo acomodado que se tiver só arroz para comer está bom, nunca tem dinheiro e não se importa de ser sustentado por nós, ele não ajuda em casa e quando ajuda é coisa minima a cada quatro meses ou sei lá, tanto que eu trabalho em dois empregos para ajuda-la na casa e com a contas, porque para variar meu irmão vive mais desempregado que tudo e por acaso achou uma namorada que faz o mesmo papel que minha mãe, olhando esses dois eu penso que não quero um homem que não tenha vontade de crescer e ser batalhador para ter uma vida financeira mais tranquila. Vendo o seu relato o seu namorado parece meu pai e acredite, pessoas assim não mudam, podem no maximo dar uma melhorada por uma semana e depois volta pior.

  • Carlos

    O vil metal…. é o terceiro post que no final das contas, o que discutimos é a importância do dinheiro nos relacionamentos, seja por seu valor real ou simbólico.
    Aos trinta e três anos, acho difícil haver grandes mudanças. Não dá para saber, pelo relato, se ele é acomodado ou um desapegado por convicção, mas isto não importa tanto. Eu imagino sua vida, cara leitora, como uma eterna dança. Você vive a expectativa de adentrar em um novo salão, mas seu parceiro não acompanha seus passos, nunca surpreende mudando o ritmo, te puxando inesperadamente para outra direção, você gira e ele acompanha como um pálido eco. Agora a música fez uma pausa e você ao perguntar aqui, como que olhou no espelho da parede, e vislumbrou a cena: Você impecável no seu vestido novo, mas abraçada à uma vassoura…
    Pegue uma taça de champanhe, olhe a paisagem e apenas escute a nova música. A banda nunca para, e o entre e sai do salão é constante, em uma das próximas você voltará a bailar.

    • Roberto

      Sensacional, hein?!

    • Paulo

      Curiosidade vc é assim no dia a dia ou apenas é inspirado quando escreve?

      • Carlos

        A curiosidade matou o gato. Agradeça o milagre, mas não pergunte pelo santo.

        • Paulo

          Ah, talvez se eu te explicar vc responda, considerando grande parte das pessoas sendo apenas uma pedra sem a sua mistica filosofal, se vc for assim no dia a dia, vc nao teria problemas problemas de interpretação ?

          • Carlos

            Gosto da fala ambígua, das diversas camadas que um dito pode ter.
            Problemas? Quem não diz nada também pode ter problemas, então….
            Fico com meus problemas, são a minha cara.

          • Melodia

            Continue falando assim…!!!!! adoro!!!

          • Paulo

            não foi critica era só curiosidade mesmo tambem gosto de ler, só queria saber a respeito da funcionabilidade em um país que usa palavrão como elogio, mas acho que vc tinha entendido isso desde o começo rsrs

          • Lola

            Eu também gosto de ambiguidades e de chuva. Principalmente tempestades que produzem pedras. Gosto de lamber as pedrinhas de gelo, penso que tenho um pouco do céu em minha boca. E com isso imagino você, não por ser um homem de pedra, mas assim como o gelo,você poderia gostar de se derreter em minha boca.

          • Kinkas

          • Carlos

            Lola… vc vai provocar meu apedrejamento!
            Mas pedras não derretem, se forçar, se esfarelam…
            Ainda não é a hora de virar pó.

          • Lola

            hahaha mas é claro que pedras derretem…e o que acontece dentro de um vulcão? Mas, como não quero que desapareça, prefiro apreciar sua inabalável rigidez de longe. Seja feita a sua vontade.

          • Carlos

            Céu, gelo, o azul do paraíso… então, vulcões, fogo, o vermelho infernal…
            Ulysses tinha razão, me amarro no mastro para não ceder, mas não coloco cera nos ouvidos, afinal aprecio ouvir o canto…

      • Ele é um homem de pedra… acho que ele come pedra… e as pedras inspiram ele 😛

    • só hj li esse comentário sei lá pq kkkk
      ri muito e achei maravilhoso tbm!
      Considere escrever poesias, serão melhores do que mt “famoso” por ai kkkk

    • Bull Terrier Brasília

      Adorei a sua reflexão. fantástica.

  • A Ghoul Writer

    Pessoa nenhuma é especial ou insubstituível.
    Você está a 5 anos com alguém te freando. Puxando pra trás. Não deixe de crescer, focar na sua vida por causa de outra pessoa. Aceite esse emprego, não deixe o medo te impedir. Se as condições são boas como vc falou, provavelmente vai valer a pena. E de um refresh na sua vida amorosa, porque cinco anos é muito tempo…

  • Miguel

    É difícil desistir das pessoas mas há casos em que é necessário! Você não está feliz então porque insistir nessa relação que não lhe agrada? Coloque um ponto final, explique que vocês almejam coisas diferentes na vida e que essa mudança é a sua oportunidade de se ”libertar”

  • Marcio

    Ola leitora,
    Seria interessante você aproveitar essa oportunidade de emprego.
    E ter uma boa conversa com esse seu namorado acomodado, para saber o que ele quer da vida.
    Pois se for para levar ele para você ter que arcar com tudo sozinha, entao é melhor ir sozinha.

    Boa sorte.

  • Analu

    Não tem nada pior do que homem acomodado cruz credo!! Se ele estivesse desempregado mas batalhando pra melhorar tudo bem mas ele não está e isso é ruim. Assim como já disseram aproveite essa oportunidade de emprego, de mudança sem ele e quando puder deixá-lo sofrer as consequências da irresponsabilidade dele, deixe-o sofrer!!

    • Kinkas

      Analu, não tem nada a ver com o assunto mas quero perguntar. Essa da foto é você mesma? Se sim, parabéns. Papai do céu caprichou 🙂

      • Analu

        Sim sou eu obrigada.

  • Kinkas

    Efeito colateral indesejado da “evolução” dos tempos. Há uma ou duas gerações atrás seria impensável um homem aceitar ser bancado pela mulher, o orgulho de macho não deixaria. O namorado da moça não é só preguiçoso, é o resultado da desvirilização do homem.

    • Marcio

      Concordo com você , eu não suportaria ser bancado por mulher.
      Não é sendo machista, é que realmente é triste.
      Mas é a nova geração de homens que esta vindo, fazer o que?

      • Analu

        Não é machismo é realmente horrível um homem sendo bancando pela mulher! Se eu fosse homem não me prestaria a esse papel assim como não banco homem nenhum!

        • Marcio

          E você esta certa Analu em não bancar nenhum homem, não tem que ficar bancando homem sem perspectiva, sem objetivo se vida.
          Eu acho que a mulher quando sai com um cara deveria, perguntar qual é o seu objetivo de vida a curto e a longo prazo?
          Se não souber responder, pode ter certeza que tem chances de ser um acomodado kkkkkk

        • Iskander M

          É horrível ser bancado, independente de gênero.

    • Paulo

      cara imagina que vc ta saindo com uma garota bem rica, mas rica mesmo, não bem de vida, ae ela te chama para uma viagem, lembrando como ela é rica não ficará em hotel de menos de 1000 conto a diaria, o que vc faz? Nao vai, pois nao quer sofrer desvirilização do homem ou vende sua casa para bancar a semana de viagem e os luxos dela?

      • Kinkas

        Acho que da pra perceber que eu falava de ser bancado permanentemente, como é o caso do namorado da leitora. Se for algo excepcional como no seu exemplo não tem problema.

        • Paulo

          então foi apenas uma pergunta, curiosidade pura e simples de saber como o sistema funciona!

      • ui

        mulher quer dinheiro e status, não tem uma que se salve por mais que você acredite. Eu sou prova viva disso pois fiquei até meus 33 anos virgem (e não por falta de esforço ou tentativa — conversei e me encontrei com várias mulheres e sempre fui sincero). Ah, sou bonito e atlético, mas eu não morava sozinho e não tinha carro. Hoje em dia TUDO é feminismo. Caiam na real. O mundo não tem amor e as mulheres adoram isso.

  • Lola

    é tudo uma questão de perspectiva.

  • Fabiana

    Bom, pelo tempo que a leitora está namorando, acredito que já deu tempo para ela conhecer os objetivos de vida do namorado. Pela idade dele, acho que dificilmente irá mudar, porque parece que ele esta satisfeito com a vida que tem e parece ser uma pessoa mais passiva também.

    Aí tudo vai depender dos objetivos de vida dela, e colocar o relacionamento numa balança e fazer uma boa análise.

    Comigo não daria certo um namorado assim porque eu gosto de homem que tenha atitude e que tenha metas e objetivos na vida, assim como eu tenho. Eu trabalho, planejo, faço metas de curto, médio e longo prazo e isso pra mim é importante. Eu não consigo levar minha vida calma, tranquila, isso realmente não combina comigo. Mas cada um é cada um, e precisa ser respeitado por seus objetivos e metas na vida.

  • Guilherme

    Li uns comentários e o que percebi é que tem gente que acha que todos tem o mesmo objetivo de vida, “tirar CNH, ter um carro, casa própria, etc…”, pode ser que ele seja feliz do jeito que é mas não da pra afirmar isso só lendo a pergunta. Acho que no caso da leitora parece mais haver um conflito de interesses na vida, ela tem mais ambições que ele, talvez ele ja tenha alcançado as dele mas ai só a namorada pode descobrir conversando com ele. Com 5 anos de namoro ja era pra você saber os objetivos que ele tem na vida ou pelo menos ter conversado sobre isso. Se ele já alcançou todos os objetivos que ele tinha ou apenas se “acomodou” e não tem mais motivação para alcançá-los, só da pra saber conversando com ele.

  • Alex

    A incompatibilidade é imensa e acho que até a autora do relato já sabe que decisão tomar, assim como Mahatma Gandhi e Bill Gates ,dificilmente seriam amigos , não consigo ver esse casal dar certo o pq? Em ambos os casos ambicionam coisas muito diferentes pra vida . Acho que deve viajar e deixa lo pois está claro que os dois tem projetos de vida bem diferntes.
    Sobre a opinião dda Luiza,discordo em partes,pq apesar de reprovar a atitude dele,sendo que considero conseguir dinheiro um dos maiores objetivos na vida, não o considero um aproveitador ,ele tem emprego,só não acha importante ter um padrão de vidão tão confortável quanto o que ela quer ter ,mas como o relato é de uma mulher ela não conseguiu ser imparcial .

    • Paulo

      olha o preconceito com as mulheres kkkkkk
      serio agora tem muito homem por ae, nenhum machista claro como eles mesmos dizem, que acham que não tem nenhum problema um homem bancar uma mulher, mas ao contrario é inadmissível o que me faz lembrar da estoria de um casal que o cara era engenheiro naval e ganhava muito dinheiro, mas viajava muito, sua namorada era muito rica, nivel dinheiro nao e problema, um dia ela cansada das viagens dele falou que ou ele largava o emprego ou terminariam, ele gostava muito dela então resolveu largar a carreira se casaram e vivem de boa disfrutando do dinheiro dela

      enquanto ela conta essa estoria com orgulho do cara q largou a carreira por ela, muitos “não machistas” iam até diminuir a virilidade do cara ou achar ridículo o fato dele viver do dinheiro da familia dela! afinal isso é totalmente contra o sistema!

  • Rodrigo

    Minha esposa dirige quando saímos juntos e quando namorávamos também e eu não vejo problema, até porque eu xingo todo mundo no transito 😀
    Quanto a casar, não se iluda que vai melhor pois é daí pra pior.
    Se ele não tem iniciativa agora, não será a mudança que o fará.
    Fala pra ele da tua preocupação e se ele não demonstrar melhoras significa que pra ele está bom.
    Seja sincera sem ser agressiva.

    Boa sorte.

  • Frederico feroli

    É serio isso , se o cara fosse vagabundo eu nem falaria nada mas fala sério vc ta é reclamando pq ele ganha menos que vc , por um acaso quando vcs se conheceram ele ganhava mais ou vc foi enganada ? Pra começar vcs passaram décadas exigindo direitos iguais e agora que são iguais vcs reclamam ? Bom vou te dizer qual seu problema com ele: O problema é que provavelmente ele te da valor e vc não está acostumada com isso , vc ta acostumada com o cara que te leva pra sair paga teu janta, paga o motel te come e depois nunca mais olha pra tua cara , agora como esse ae te apoia , te ajuda e te da valor o problema é que ele ganha pouco ou que ele não quer sair a noite , que ele é acomodado ou qualquer outro que seja …

  • Eduardo

    Ai, ai, ai… Mulher gosta de dinheiro, quem gosta de p… é viado!

  • Analu

    Com certeza! Sou mega exigente então não aceito qualquer um!!

  • Analu

    Sim feio para os dois!

  • Guilherme

    Reparei numa coisa depois que ja tinha comentado:

    Nesse caso da leitora: ela não acha justo pagar a conta( do cara que ela namora a 5 anos) e sim dividir,normal. Só que o namorado é taxado como aproveitador, acomodado, etc… Isso porque ele trabalha, não é nenhum vagabundo(teoricamente), só ganha menos que ela.

    Num caso passado: O cara não achava justo pagar a conta(de mulheres que ele estava saindo pela primeira ou segunda vez) e sim dividir a conta, normal também. A diferença é que ele é taxado como materialista, muquirana, etc..

    Um dos argumentos da Luiza é que pagar a conta é uma gentileza, vocês preferem fazer uma gentileza pra uma pessoa que esta com você a 5 anos ou um(a) “desconhecido(a)”?

    Isso seria o chamado machismo ou hipocrisia mesmo? (não quero causar polêmica haha, só uma coisa que reparei mesmo).

  • um certo alguém

    Que massa!Admiravel seu comportamento =D

  • um certo alguém

    Isso mesmo Son concordo!

  • Wana

    “prefiro apreciar sua inabalável rigidez de longe” Hamm ?
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  • um certo alguém

    Nooooosssaaaa que danadinha!Fiquei passada agora kkkkkkkkk

    • Hamilton

      Concordo… ela deu uma moral para o cara. kkkkkkkkkkkkk
      Vou mudar meu nick para Homem Pedregulho.

  • carol

    Acho que voce nao sabe, mas nao da pro professor pegar mais aulas só porque ele quer, existem regras pra isso. Agora, nao sei vc, mas eu nao me importo em pagar algo pro meu namorado quando ele nao tem, pois no começo do relacionamento ele pagava tudo pra mim. Acho que quando se ama o dinheiro nao tem que interferir. Acho voce muito retrogada por nao querer pagar uma conta no restaurante ou simplesmente deixar de sair pq quer ir a um restaurante caro. Vá num restaurante mais barato, viaje para locais próximos. Nao limite seu relacionamento a dinheiro.
    Claro que estabilidade financeira é muito importante, mas não mais do que um relação sincera de amor.

    • Eu sei disso, sou formada em Letras! =)

      tem uma burocracia, como em qualquer profissão. Ninguém falou para ele tentar pegar mais aulas de hoje para amanhã, mas sim que existe sim essa possibilidade, e tendo em vista que ele já é conhecido no meio como professor, nem é tão difícil assim. Nem que seja em outra escola, por indicação, etc.

      E no caso da leitora acho até injusto você falar como se ela tivesse super ligando de pagar algo para ele, o problema é que ela já está cansada de pagar TANTO e tantas vezes. Não acredito que o incomodo dela seja em pagar “uma conta ou outra”. O problema dela parece ser bem maior do que esse.

      • Natália

        Concordo, Lu. Falta para essa moça é experimentar comer espetinhos por 5 anos por falta de condição financeira de comer em uma churrascaria. Tem que rir.

      • Luiza, além da sua formação em letras, antes de escrever o seu livro e se tornar terapeuta você fez outros cursos???Que livros você leu? Estou perguntando isso pra poder beber também de algumas fontes que vossa pessoa bebeu.

        • Eu não sou terapeuta Son, inclusive não gosto de comparação com terapeutas ou psicólogos, mas entendo porque toda ” profissão que é nova e que nasceu da internet” tende a ser comparada com outras mesmo kkkk

          tem sobre mim na página “sobre”. Lá tem toda a história =)

          Quanto a livros, como fiz Letras (sou bacharel, licenciada e fui pesquisadora na UFPR também) eu diria que li livro “pracaraio”, e de muitos temas variados, clássicos, bobeiras, etc kkk. Minha biblioteca é abarrotada e até hoje adoro ganhar livros. Mas se vc se refere ao meu “conhecimento” por causa daqui do blog, de dar conselhos etc, eu diria que não é tanto a literatura que me deu e tbm não sei se um curso superior me daria isso (não estou desmerecendo nenhum curso, mas acho que não só o que eu fiz, como 90% dos meus amigos de outros cursos, sempre reclamam que “não sairam de lá tal coisa”, como eles esperavam. E eu sempre respondo que não me surpreende, pq ao meu ver todo curso é apenas um norteador, se vc não tiver força de vontade, curiosidade e tbm um pouco de talento e amor pela coisa, vc nunca será bom “só pq vc fez curso tal”.

          Desde de nova eu sempre fui fascinada pelo comportamento humano, gostava de analisar TUDO! Era até meio pentelha nessa parte kkk Minha mãe fala que eu com uns 12 anos já era bem espertinha pra analisar coisas que na minha idade outra pessoa não analisaria. Tem gente que eu converso que fala que sou melhor do que um psicólogo, outras pessoas já ficam meio assim “pq não sou psicóloga” aí nem querem falar comigo kkkkk. Já eu fico “Jesuis, eu não sou psicóloga e não quero ser”, o que eu faço é OUTRA coisa, é algo “mais direto”, ” de vivência”, não entra no lugar de um psicólogo, e a depender do assunto, nem ele no meu. Mas eu entendo, toda nova profissão é meio comparada com outras que já existem. O próprio psicólogo já foi muito comparado com o médico no passado, ai depois o povo se acostumou que “eis uma nova profissão”. E agora acontece o mesmo com o “conselheiro amoroso”, que não precisa ter uma formação “x ou y”, mas sim ser considerado bom nos conselhos que dá. Não que eu seja boa, mas enfim, quem me procura acha que sim aí é isso sabe? kkkk

          • “o meu ver todo curso é apenas um norteador, se vc não tiver força de vontade, curiosidade e tbm um pouco de talento e amor pela coisa, vc nunca será bom “só pq vc fez curso tal”. ” Realmente você disse tudo nessa frase…tem muita gente que se gradua meio que por se graduar…
            Te perguntei das fontes suas também porque existem muitos materiais por aí falando de relacionamentos… alguns são de terapeutas… outros não… e isso não é necessariamente um determinante pro material ser bom ou não…
            Mesmo numa enorme porcentagem dos seus conselhos que são pra mim super válidos… e na minoria de outros que discordo, em momento algum você santifica ou demoniza uma postura, mas procura avaliar uma situação sobre o máximo de perspectivas possíveis.
            Lembro de uma vez que achei um livro com o título “Não se apega não.”… logo quando eu abri… dizia.. “nunca faça nada sem segundas intenções”… aquilo foi meio decepcionante… Porque existem muitas pessoas com problemas emocionais graves… e muitos materiais que reforçam uma atitude egoísta e pregando aquela idéia da esperteza de levar vantagem sobre os outros…
            E existem outros materiais que dão mais perspectivas que não nos fazem recorrer a uma auto defesa agressiva… mas sim a desenvolver mais inteligência emocional para aprimorar nossas percepções e nossas reações diante do doce e do amargo que a vida oferece.
            Minha fissura pelo assunto relacionamento.. vai desde a parte de todo o turbilhão de emoções que a vida amorosa é, até o quanto ela fundamenta sistemas de crenças que passam de pais para filhos… de ancestrais para decendentes…. enfim.. aprender sobre as pessoas… sobre o mundo… e buscar mais sabedoria^^

          • Ou seja, só de gostar da coisa você ficará cada vez melhor!! Eu sempre gostei do tema relacionamentos, mas também gosto de pessoas e das relações entre elas, mesmo que não sejam afetivas, sabe? E quando não sei algo vou dar uma fuçada em algum lugar pq sou curiosa até demais com coisas que envolvem comportamento kkkk

            as vezes saio e fico só olhando o comportamento do povo na rua, pareço doida kkkkkkkkkkkkkkkkkk

          • Mas é gostoso mesmo… identificar apatia… empatia… A gente se surpreende com coisas às vezes singelas… se assusta com coisas escabrosas…
            Até filmes, seriados… começam a ser visto com outros olhos…
            Nunca esqueço eu vendo game of Thrones e comentei “Eles vão pra cama nesse episódio”
            Responderam “Ce tá viajando… ela vive dando uns corta nele… ela é rainha e ele é só um súdito…”
            Aí eu pausei no meio de um diálogo… “Olha lá o que ele disse!!! E ve o olhar dela… ele ganhou ela nesse Olhar!!!”
            Fina do episódio ela abre as alças do vestido e fica completamente nua na frente dele…
            “Você é maldito me disseram!!”
            “hauahau sim eu sou maldito :P”

          • Alex

            “Amor pela coisa”, que romantismo rss.

          • Mano… mano… olha como o mundo é caótico… uma sacadinha… uma idéia e “que ideota!” como diriam no Chapolin colorado ahauhauahua… ce tem que ver isso

            http://blogaodaka.blogspot.com.br/2015/02/esse-gatoro-fatura-aproximadamente-us.html

          • ALS

            Só os mendigos salvam o planeta 😀

          • Caramba… adoro essa frase

          • ALS

            Sei disso haha ^^’

          • Aline Lopes

            Sei disso haha ^^’

  • Deb

    “eu não vejo problema, até porque eu xingo todo mundo no transito”
    xD AHAHAHAHAHAH
    Eu ri. Muito! =P

    • “eu não vejo problema, até porque eu xingo todo mundo no transito”(2)

      essa é a principal razão da minha vontade de ter minha CNH ahauhahauuahau agredir verbalmente no trânsito com o volante nas mãos deve ser épico!!!

      • Rodrigo

        Cara, eu detesto dirigir carro na cidade. Sempre me parece que as pessoas desligam o cérebro ao sentar em frente ao volante.
        Gosto de dirigir longas distâncias sem que tenha fluxo de veículos.
        Definitivamente meu problema é com os motoristas e não com o ato de dirigir. hahahaha

  • Deb

    Que porra hein?!

    Ele trabalha, é professor, não se pode dizer q o cara é um vagabundo… ele teve de estudar bastante para chegar onde chegou. Talvez ele seja feliz vivendo com pouco. Talvez ele prefira o lado simples da vida, sem grande requinte, e talvez ele só vá para esses lugares chiques porque ELA quer.

    E se é assim… então, nada mais obvio q ela pague ou então, q nem sugira ir aos sitios caros porque já devia saber q ele não tem condição financeira para isso… eu acho q também é preciso ter vergonha na cara pra pedir ao namorado “pobre” para ir comer gourmet -.-‘ e ainda esperar q ele pague! Por favor…

    Acho q ela devia chegar nele e dizer “Olha eu gostava q a gente pudesse ter uma vida juntos mais desafogada, mas para isso a gente precisa de arranjar um método de ganhar mais dinheiro… será q você nãopodia fazer algo para contribuir mais?” Algo assim.

    De resto, não condeno q ele goste de ter uma vida simples e sem luxos, desde q consiga ser feliz assim, tudo bem. Cabe a eles descobrir se são compativeis ou não.

  • Cara dá uma relidinha no relato… Ela paga todas as contas pro cara… e dirige pra ele o tempo todo…sem contar que ela reclama não do fato dele não ganhar bem… mas reclama de não ver nenhuma ambição ou perspectiva da parte dele de uma vida melhor… E é muito tenso só viver de amor e carinho…
    Vou te contar uma história minha
    “Eu namorei oito meses com uma menina linda, que cortaria os pulsos por mim… ela era uma graça tanto na aparência como no comportamento meigo… Porém ela era desleixada com os documentos dela… não parava em emprego por ser uma pessoa muito inerte… demorava horas pra concluir uma atividade simples… não possuía organização com nada… não queria saber de estudar… e não tinha muito tato para ser boa dona de casa (que podia ser o caminho, visto que a ambição profissional dela era nula). Resumo da ópera: eu sofri muito porque adorava o quão ela era amável,,, e o quão dialogávamos sobre tudo… mas terminei porque viver só de amor se torna um pesadelo, quando uma pessoa não resolve os problemas do dia a dia… tudo se acumula… tudo se desorganiza mais… é horrível!

  • Alex

    Se a frase fosse ” É um horrível uma pessoa ser bancada por outra ” ,não seria machismo mesmo,mas veja que no lugar de ” pessoa ” está ” homem” , se fosse mulher seria menos horrível? Adoraria ver essa mesma questão mas com a mulher sendo a menos ambiciosa da relação e todos veriam a diferença no julgamento ,não que eu concorde com o namorado ,já que eu como bom capitalista considero a vida profissional prioridade , por dinheiro venderia até minha mãe e não entregaria ,só pra poder vender novamente rss .

    • Analu

      Qualquer pessoa que é bancada por outra é horrível mas o ”homem” veio devido ao comentário anterior para o qual eu me dirigi. O que você adoraria ver ou com o que você concorda não é do meu interesse e nem é da mesma opinião que a minha então nem vamos nos prolongar.

      • Alex

        Hostilidade gratuita ,a gente vê por aqui …

        • Analu

          Não fui hostil simplesmente respondi ao seu comentário

          • Alex

            Se quer que eu acredite ,beleza

          • Analu

            Não quero que acredite em nada e nem tem porque eu ser hostil com uma pessoa que nem a cara eu to vendo

          • Alex

          • Mr

            acho que ele não sacou que você respondeu com indiferença que não foi nem hostil e nem boazinha é uma boa tática!

          • Analu

            Não é tática só acho desnecessário responder de alguma forma certos comentários ainda mais de alguém que nem conheco

          • Mr

            eu gostei da sua ”frieza” kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk quem muito se arreganha fica tonto! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

          • Analu

            Humm

          • Alex

          • Alex

            A indiferença quando a pessoa não foi deselegante nem mal educada com vc,pode ser vista como hostil ,exemplo :alguém te faz uma pergunta educadamente vc escuta e ignora ,vc não proferiu uma ofensa a pessoa , mas será que foi educado ou não houve hostilidade ?,mas nesse caso da Analu nem foi indiferença o ” O que você adoraria ver ou com o que você concorda não é do meu interesse ” ,teve a intenção de ser hostil sim ,mas vc já escolheu seu partido,blz .

          • Mr

            Ué mas ela é obrigada a saber o que você adoraria ver??? Não vi o comentário dela como hostil ela apenas te respondeu quem viu hostilidade foi voce e não não tomei partido nenhum até porque nem existe partidos aqui para se tomar um lado! Para de paranoia cara..

          • Alex

            Explicitar que não interessa ,sendo que isso nem vinha ao caso é o que?Mas se não entendeu a ideia dos “partidos” ,não é muito bom em ler “nas entrelinhas”

          • Paulo

            Alex, a resposta dela pode ser traduzida como “minha opiniãó é imutável, não importa o q vc faça ou diga, não fará a menor diferença esse é um conceito que já foi cristalizado dentro da minha lógica”
            imagina vc ve alguma coisa e falar nossa q legal, ae aparece o dono falando, não vendo, não troco, não empresto ou faço qualquer tipo de negociação mesma coisa manja, não é bem hostilidade é somente ser extremamente direto

            quanto aos seres q surgem do nada, nem responde essa gente!

  • Alex

    Verdade,lembrei de um filme chamado “Foi apenas um sonho ” , ,mas lá o conflito era o oposto ,enquanto o marido queria mai sucesso financeiro a esposa ,estava feliz com a vida classe média e não queria deixar aquela realidade ,alguém estava errado?
    Não,eram apenas objetivos e conceitos de vida ideal diferentes .

    • Tulipa

      Na verdade, o filme “Foi apenas um sonho”, o conflito reside no fato da esposa típica da época (anos 50) almejar uma vida além subúrbio e o marido a princípio querer o mesmo e depois mudar de ideia conforme a vida dele vai prosperando na empresa que trabalha – apesar de insatisfeito com suas realizações o marido se conforma. A esposa quer uma fuga da vida monótona que não corresponde a ideia da própria de ser uma pessoa especial que merece uma trajetória também especial… daí a vida tem das suas e outras coisas acontecem para dificultar ainda mais essa fuga para no fim os protagonistas se destruírem de uma forma ou outra.

  • Jaqueline

    Ai tbm estou nessa de namorado folgado…. Ele tem 28 anos e eu 25. Estamos juntos há 3 anos.. No 2o ano de namoro ele até trabalhou, mas foi por um ano e pouco… Agora está sem fazer nda.. Estudar , pra ele é o fim, ele diz q n consegue… Ah vá… Fez o 2o ano do Ensino médio 3 vezes, sempre reprovava por falta. Mora com a mãe dele e a irmã de 10 anos ( o q n é um problema pra mim), mas só quer saber de vida mansa e vídeo game… Ele n procura outro emprego… Diz q vai fazer um curso, mas n vai atrás.. Comprou uma aula e ficou só nisso.. A mãe dele sustenta a casa e ele n é capaz de limpar, cozinhar etc… Isso ele faz bem de vez em qnd e se é questionado, tem a cara de pau de dizer :”não mora sozinho em casa…” tem fds q ele fica sem comer pq a mãe saiu e n fez comida!!!! Cara, eu fico indignada com isso… Poxa eu tbm n moro sozinha na minha casa.. Moro com meu pai, q é quem banca a casa , mas eu tenho meu dinheiro, tô no último ano da faculdade, de manhã faço estágio, a tarde limpo casa e estudo pra facul e pra concurso e de noite vou pra faculdade. Ele vive falando em casamento!!! Mas n vou conseguir casar desse jeito.. Gosto dele pra caramba, mas enqnt eu to ralando, ele tá tomando água fresca na sombra…. N sei como falar pra ele, pq qlqr coisa q eu disser ele vai se sentir diminuído, triste, vai fazer drama , vai ficar dias sem falar comigo e por aí vai….. Ufaaa acho q tava precisando desabafar… Até pq nunca comentei isso q to sentindo com ngm, inclusive pq se eu falar disso com meus amigos eles vão dizer: larga esse cara, ele é um atraso de vida… Assim como já disseram no início… Enfim, obrigada por me escutarem hehehe

    • Wana

      E aquela perguntinha que não quer calar; o que você está fazendo com uma tranqueira dessa ? Moça, você sabe muito bem que esse relacionamento não tem futuro algum, pelo menos para você. Sai fora enquanto é tempo.
      Quem tem filho grande é elefante. Pegou para criar ?

      • Jaqueline

        Sabe, no começo , meu melhor amigo já falava igualzinho a vc.. E eu naquela veeeelha ilusão de achar que alguém muda sem vontade própria.. Sabe, tenho mt medo de passar pelo q minha passou com meu pai durante anos, ela sempre trabalhou , estudou e ele na vida mansa e n ajudava nem em casa.. Ai é tenso, pq tem amigos meus q tão sempre estudando comigo, a gente junta dinheiro n é pra ficar gastando , sabe.. É pra viajar pra fazer concurso, comprar livros , essas coisas.. E eu me orgulho mt deles, q nunca tiveram regalias e ralam pra ter um bom futuro.. Eu queria sentir isso por ele tbm.. Mas fica mais difícil a cada vez q falo com ele na hora do almoço e ele diz acabou de acordar e n vai almoçar pq a mãe n deixou nda pronto… Nossa, isso tbm me mata…

    • Hamilton

      Jaqueline,

      Cuidado com suas escolhas. Muitas vezes devemos colocar na balança o amor e a razão. Niguém fica apaixonado para sempre, o que resta depois é o amor, o compromisso e a responsabilidade.

      Realmente ele pode até ser um cara legal. Mas até que ponto ele irá se compromissar com você?

      Vejo que você é uma garota esforçada. Mas será que ele está no mesmo ritmo que você?

      Será que uma pessoa educada e mimada desta forma pelos pais conseguirá se comprometer com você neste relacionamento?

      O que você deve se questionar é:

      – O que vai acontecer quando a barra pesar? Mesmo porque a vida é cheia de altos e baixos.
      E se ele voltar para debaixo das saias da mamãe, retornar para o castelinho encantado dele e o videogamezinho?

      E se vocês tiverem um filho, como vai ser?? Com muitos aborrecimentos vocês acabam se separando.

      Mesmo até que o cara ganhe menos, ele pode se esforçar para mostrar a mulher que ele está assumindo suas responsabilidades no relacionamento, paga as contas que consegue, ajuda com as atividades da casa, faz as compras de mercado pesadas, ajuda com atividades da casa onde a mulher não tem capacidade para resolver (serviços de homem).

      Verifique se ele participa de algumas atividades que você precisa no seu namoro, a questão é avaliar o nível de comprometimento dele com você.

      • Jaqueline

        Nossa, vc disse mt coisa q tava passando pela minha cabeça.. Ele realmente n está no mesmo ritmo q eu … Poxa, eu queria muito que ele fosse crescendo na vida junto comigo.. Sabe, te dá mais segurança saber q quem tá do seu lado é compromissado.. Outra coisa, é a questão do ganhar menos, eu tbm penso assim, n faço questão q ele ganhe mais nem me banque e n ligo de pagar qnd ele n tiver dinheiro, maaaas se valer a pena né!? N adianta bancar alguém que n quer nda com a vida..
        E vc sabe o que é pior? Eu vejo meu pai nele.. Muitas atitudes dele são como as do meu pai , e minha mãe sofreu mt com essas coisas, e o pai dele q é separado da mãe tbm é igual.. Quer trabalhar pouco, acordar tarde e ganhar mt… Cara, ele fica jogando video game até amanhecer TODOS OS DIAS!!! E só acorda lá pras 11:00.. 12:00.. E só almoça se a mãe dele tiver feito almoço antes de ir trabalhar ( pq ele julga n ser obrigação dele por n morar sozinho em casa, aí eu pergunto, é obrigação da mãe de um cara de quase 30 anos sustentar ele??)

        • Hamilton

          Com certeza Jaqueline. Achei legal isso que você disse: “eu queria muito que ele fosse crescendo na vida junto comigo.”
          Isso mostra o quanto você tem pensado na relação de vocês, e também a questão do compromisso, isto é, ele saber o papel dele.

          Fico realmente triste quando vejo pessoas “limitadas” desta forma. A educação mimada passada pelos pais fazem com que estas pessoas fiquem desta forma.

          Lembro de uma amiga que era uma professora. Ela sempre foi uma pessoa batalhadora e esforçada, mas o namorado/marido tinha um comportamento desse tipo que estamos comentando. Ela terminou a faculdade mas também passava por muitos apertos e falta de tempo. Até conversou um pouco com ele, mas ele não quis mudar. Ela tomou atitude e disse que ia deixá-lo, e por um tempo o deixou mesmo. Comentou com ele até que tinha conhecido outra pessoa. Bom… a fila anda né? kkkkkkkk…

          Acho que isso fez o caboclinho sair dessa “zona de conforto”, isto é, o fez ver que ele tinha que lutar e se esforçar para merecê-la. E o cara
          realmente mudou, começou a trabalhar, fazer cursos e faculdade. Chegava em casa tarde. Realmente fiquei impressionado como ele mudou e até depois eles voltaram. Mas a mudança partiu dele, e acho que da mesma forma, o problema não está em você e sim nele. Ele tem que querer mudar.

          Eu não tenho o melhor conselho para dar para você, justamente porque você o ama. Mas acho que você tem que fazer com que ele lhe dê mais valor. Isso é uma forma de você medir se ele será a escolha certa para você. Justamente para não entrar em um futuro desastroso, cheio de mágoas e frustrações. Ao ponto de desmotivá-la de alcançar os seus outros sonhos. Desejo sorte a você e que seja feliz!!!

  • Anderson

    A vida é feita de estágios e tudo pode acontecer, eu era como esse cara, acomodado, ganhava menos (isso quando eu estava trabalhando) e vi a minha esposa trabalhar duro para sustento da casa (casados 13 anos), nunca fui mulherengo e nem farriava com amigos, sempre ela brigava comigo e eu admitia minha falha (muitas vezes em silêncio) e isso continuou mesmo após o nascimento de nossa filha (hoje com 6 anos), mudei o curso de minha vida a 3 anos quando de fato decidi mudar meus atos, foi muito difícil pois não estava acostumado a tal rotina (não vou dar detalhes, pois muita coisa aconteceu), mas hoje vivemos muito bem! na verdade como nunca antes em nosso relacionamento, hoje nós dois somos gerentes adm, e digo que sozinho não conseguimos mudar, EXISTE MUDANÇA SE HÁ AMOR VERDADEIRO!
    Tenho 33 anos.

  • Eu

    Vc não o ama. Vc ama o dinheiro q gostaria q ele tivesse. Ou seja… vc gosta dele, mas sem dinheiro não! Então você ama o dinheiro mais que gosta dele.

  • Eu

    E quanto a autora da resposta… NÃO!! Ele não quer que ela banque!!! Se quizesse ele teria viajado com ela qdo ela foi sozinha!! E ela nem se importou de que ele iria ou não. Preferiu ir sozinha do q deixar de ir e ficar com o namorado!! PESSOA EGOISTA!!! Se quer algm apenas pra dividir bens, q case com algm q tenha dinheiro!! AFinal de contas mulher vai mais prum homem mto mais pelo dinheiro do q por qql coisa!! NUNCA VI UM HOMEM Q O PRINCIPAL MOTIVO DE QUERER CASAR COM UMA MULHER ERA O DINHEIRO DELA!!! O homem n fica procurando parceiras com o primeiro objetivo sendo dividir contas.

  • Guest

    Caramba! não li todos os comentários mas já vi que vou desbancar uma porção de “certezas” aqui, pois eu era como esse cara, e pior, pois nem profissão eu tinha!
    Estou com minha esposa a 15 anos (13 de casados) e sempre ganhei menos (isso quando estava trabalhando) e devido esta minha atitude via minha esposa sofrer diversas vezes, pois também não tínhamos dinheiro pra nada (só ela trabalhava praticamente) e mesmo depois do nascimento de minha filha (hoje com 7 anos) isso não mudou, nunca fui mulherengo e nem ficava farreando com os amigos, vivíamos discutindo sobre minha “folga” e eu concordava com ela (muitas vezes eu ficava em silêncio), porem a três anos mudei minha conduta completamente, não foi fácil (não vou entrar em detalhes) porém hoje nós dois estamos mais felizes do que nunca antes!
    Hoje nós dois somos gerentes adm, e enfim estamos vivendo a vida, QUEM AMA DE VERDADE MUDA PARA MELHOR!
    Tenho 33 anos

  • Guest

    Caramba! não li todos os comentários mas já vi que vou desbancar uma porção de “certezas” aqui, pois eu era como esse cara, e pior, pois nem profissão eu tinha!
    Estou com minha esposa a 15 anos (13 de casados) e sempre ganhei menos (isso quando estava trabalhando) e devido esta minha atitude via minha esposa sofrer diversas vezes, pois também não tínhamos dinheiro pra nada (só ela trabalhava praticamente) e mesmo depois do nascimento de minha filha (hoje com 7 anos) isso não mudou, nunca fui mulherengo e nem ficava farreando com os amigos, vivíamos discutindo sobre minha “folga” e eu concordava com ela (muitas vezes eu ficava em silêncio), porem a três anos mudei minha conduta completamente, não foi fácil (não vou entrar em detalhes) porém hoje nós dois estamos mais felizes do que nunca antes!
    Hoje nós dois somos gerentes adm, e enfim estamos vivendo a vida, QUEM AMA DE VERDADE MUDA PARA MELHOR!
    Tenho 33 anos

    • Hamilton

      Bom… a questão principal é se realmente as pessoas acomodadas como estas citadas estão dispostas a “querer mudar”. Justamente porque a má educação passada pelos pais fazem com que elas fiquem mimadas desta forma. As pessoas tem querer sair da “zona de conforto”, isto é, lutar para mudar.

  • Jorge Alan Vivace

    Gostei do texto dessa mulher que chama seu namorado de “folgado” e se sente mal por não ver o homem sendo a pessoa de mais atitude no casal. Isso mostra o ideal e a noção puramente utilitarista que o homem é visto pela mulher.
    Ao homem não é dada NENHUMA escolha,a não ser passar o resto da vida trabalhando,muitas vezes em trabalhos com os quais não tem qualquer prazer, unicamente para ser considerado válido para a sociedade e,claro,para sua mulher. Para a moça que escreveu o texto e para a sociedade,é normal que a mulher não esteja trabalhando,ou trabalhe menos que o homem,mas é uma monstruosidade o homem não trabalhar,ou pior: Ser sustentado por uma mulher!!
    A exploração da força de trabalho alheia é normal quando vem de uma mulher,mas quando vem de um homem é vista como um absurdo… E talvez seja o maior exemplo de opressão em relação a um homem que não seja produtivo. Logo chamam o cara de “fracassado” ou “folgado”,mas a mulher sempre dependeu financeiramente do homem e nunca foi considerada “fracassada” ou “folgada”,aliás,se alguém chamasse a mulher assim,logo seria acusado de ser um “porco chauvinista”.
    Por milhares de anos os homens sustentaram as mulheres e elas nunca foram chamadas de vagabundas pelo Estado,nem pela polícia em função de não trabalharem…Mas ai do homem que ficar em casa lavando pratos. Esse logo receberá os adjetivos de “vagabundo”,”gigolô”,etc.
    Sou um homem machista sim,e com muito orgulho! Sou casado,nunca agredi minha mulher, simplesmente por que ninguém agride mulher por ser machista, mas sim por confusão emocional,muitas vezes gerada pelo desespero de ter sido traído. Todos nós,homens e mulheres,somos vítimas do sentimento de apego e posse. Já presenciei o caso em que uma mocinha,da minha cidade,tramou o sequestro de um conhecido radialista,tudo porque o sujeito ia casar com outra.
    O machismo,do qual sou ferrenho defensor,é tão somente a ideia de que o homem é superior à mulher,e a própria história humana se encarrega de provar isso. Basta olhar pro seu pc,pro seu celular, microondas, sua calça jeans ou qualquer coisa importante na vida moderna e se perguntar: Qual foi a mulher,com exceção de Mme. Currie e sua filha Irene,que deram justa contribuição à raça humana colocando a vida em risco em nome do conhecimento, que é o maior bem que temos?

    • Parabéns pela sua consciência acima da média. Entra no meu perfil aqui no Disqus e lá achará meu perfil no Face com uma série de textos com idéias inéditas sobre feminismo e mulheres.

  • Querem saber a verdade sobre as mulheres? http://tiny.cc/143p0x
    Porque os homens morrem , envelhecem e mal tem motivação na vida? Por causa que as mulheres não dão sexo pra eles na frequência que necessitam. Ponto final. Mais informações em: http://tiny.cc/sjuw0x e http://tiny.cc/q4hm0x

  • Roberto

    Profissão de professor é uma porcaria mesmo,eu sou professor e vou mudar de área .Profissão que não te dá status social,não te lhe da nenhuma perspectiva de melhoria,ando com carro velho e por isso que estou solteiro até agora,profissão de bosta

  • Deivid Rios

    Eu achei seu blog muito interessante, estou passando por situação semelhante com minha namorada, mas no meu caso sou EU que sou acomodado, eu reconheço. Não pensava em crescer profissionalmente…Até que minha namorada ( noiva) pediu um tempo p gente repensar, ela é enfermeira, ganha mais que eu, nós compramos casa (financiamento juntos, no nome dos 2), casamento ta marcado…so que sinto nela, que ela ta muito sobrecarregada, pensativa em relação ao futuro, sente a pressão da responsabilidade tudo nas costas dela…E sempre ela me dava um toque, p mim continuar estudando, preparando p concurso publico…e eu nunca dava muita importância, até que chegou o momento que ela pediu esse tempo, que percebi que tinha que mudar meu jeito de pensar, parar de ser acomodado…O amor não acabou, mas pelo oq eu sinto ela quer mais atitude da minha parte, e agora eu entendo isso. Eu sou formado em Adm. Empresas, trabalho por conta própria, sou micro-empresario tenho uma empresa em sociedade no ramo de informatica prestação de serviços….mas nesse ramo, eu não tenho estabilidade, não sei quanto vou ganhar no fim do mês, depende muito do movimento, tem mês que tiro razoavel, tem mes que nem dou conta de pagar a prestação da casa da casa que tá no valor de R$ 1300..aí ela sempre tem que está ajudando…Qd eu consigo pagar, não sobra dinheiro nenhum p mim, aí se formos fazer alguma coisa, tipo sair…é ela que paga, casamento, preparação….isso ja ta influenciando no nosso relacionamento…eu sei que estou em divida com ela, por exemplo, se a gente casar e ela perder o emprego, pois ela não é concursada…eu não conseguiria sustentar a casa, e se fosse o contrario ela conseguiria…isso ta me deixando p baixo, não sei por onde começar, pois sempre fui muito acomodado,tenho medo do novo….Gostaria da opinião de vcs, p mim ajudar a resolver isso da melhor maneira, pq o amor ainda existe…mas so o amor, não coloca comida dentro de casa!

  • Ué? E qual o problema dela bancar tudo? O que vejo aí é uma inversão de papeis.

    Até pouco tempo atrás eram os homens que bancava tudo, enquanto a mulher cuidava da casa e dos filhos. Engraçado que fosse o contrário, o homem ambicioso e uma mulher que até trabalha, mas que é acomodada porque tem o maridão para sustentar, ninguém acharia isso um absurdo (até hoje esse pensamento é muito aceito).

    Isso mostra como homem é trouxa, pois basta a mulher ser bonita que já tá bom. Já para as mulheres existem vários fatores que contam, e as vezes nem a beleza entra. E agora que mais mulheres estão trabalhando, esses fatores só aumentaram… Aí percebe que a mulher na sua maioria só querem igual ou mais, nunca menos.

    E sobre o caso da postagem, você pode até incentivar ele a mudar, mas isso tem que nascer de dentro dele. Não adianta pressionar se ele não quiser, pois o que vejo é que ele é apenas uma pessoa satisfeita com o pouco que tem e isso não tem nada de errado, da mesma forma de você ser mais ambiciosa. E se ele é feliz assim, aí fica pra você acatar ou não.

  • Angelica Pimentel

    Esse caso me fez pensar na minha relação. Também tenho um “namorado” sem perspectiva nenhuma de futuro a curto, médio e longo prazo.
    Penso que não tem jeito, só depende da própria pessoa, e a “pessoa”não quer. Ta bom viver esperando ganhar as coisas de alguém, prefere viver do resto dos outros. No meu caso, devo sair fora. Pois jamais alcançarei meus objetivos carregando um peso morto nas costas.

  • Luciana

    Olá, Luiza.
    Moro com meu namorado, no começo ele trabalhava, depois foi trabalhar com um amigo, agora quase nunca tem trabalho autônomo.
    Ele passa quase todo o tempo jogando, a maior parte, chego em casa depois do trabalho e ainda tenho que limpar, ele acha que faz muito quando passa um café e lava a louça, sendo que todo o resto quem faz sou eu, ele não quer nada na vida, não tem os mesmos objetivos que eu.
    De tanto eu reclamar pela falta de dinheiro, ele vai ajudar a mãe dele, ele faz 2 coisinhas p ela e ela dá 200 reais ou mais.
    Resumindo eu ia embora, não fui pq consegui um emprego com salário bom aqui perto, vou alcançar meus objetivos e vou cair fora.
    Obs: A casa em que moramos é da mãe dele, ele não tem carro, nem habilitação, não quis nem de graça que a mãe ia dar.
    Ele me falou que quando eu ir embora ele acha outra p sustentar ele, eu sinto tanta raiva.
    Ainda se não bastasse ele fica se fazendo de coitadinho p irmão dele e cunhada, que o defendem, o irmão dele é outro encostado na mulher, mas pelo menos tem carro, moram aqui tbm.
    Sinceramente eu não tenho p onde ir, mas vou alcançar os objetivos e cair fora.
    Abraço.

    • Luciana

      Eu sei que a culpa é minha, por ser tão apaixonada no começo e não ter percebido, tudo que eu sonho é encontrar alguém que queira crescer comigo, que seja companheiro, os dois lutando juntos, divindo as tarefas sem eu ter que reclamar p ele fazer 2 coisas pelo menos, ele tem 30 anos, sou 8 anos mais nova que ele, achei que ele tinha maturidade me enganei, só a Química que é boa, pq o resto é uma droga.