Homem gosta de mulher que marca território?

51

Como mostrar para todo mundo que ele é comprometido comigo?

Homem gosta de mulher que marca território?

Você já ouviu falar de homem que gosta de mulher que marca território? Pois é, o namorado da leitora fala que gostaria que ela fosse mais ativa e incisiva ao mostrar para todo mundo que quem manda no corpitcho dele é ela!

Assine o canal e receba todos os vídeos em primeira mão!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.

  • Lucy

    Eu já fui que nem o namorado dela hahah Depois me toquei que ser ciumenta e possessiva só me tirava energia e acabou que perdi o namorado. Ninguém gosta de gente assim nem o carinha ia aguentar se tivesse

  • Roberto

    Eu particularmente gosto. Demonstra cuidado e alerta!

    • Mas você se considera um homem seguro de si?

      • Roberto

        Sim, bastante! Sei muito bem quem sou, o que eu quero e quem quero.

        • Se é seguro, pq acha que mulher que marca território está demonstrando sentimentos? Vc não acha que ela demonstraria de outras maneiras? Precisa logo disso? rs

          • Roberto

            É aquele famoso ditado: Quem ama cuida. E outra coisa, faz bem pro ego.

          • É, vc não é tão seguro assim, vai kkkk

            Mas td bem, quase ninguém é! A maioria das pessoas sofre com baixa autoestima, elas só não admitem isso. Se vc precisa da insegurança do outro pra se sentir seguro não é lá mt prova de segurança da sua parte ne =( Além do mais, tem outras formas de demonstrar amor!

    • Jéssica

      Eu acho que isso demonstra um pouco de respeito também, quando é com equilíbrio!
      Você sai com seu namorado, e outras mulheres paqueram ele, por mais que ele não dê bola; você não vai mostrar para elas que ele está acompanhado? Para elas terem um mínimo de respeito, por você, por ele… Em fim…
      E outra, e se ele começar a dar bola pra outras então? Se você não se importa mesmo….

  • um certo alguém

    Amei o video Luiza,tava precisando de uns conselhos assim.Sou insegura demais e ficar com essa historinha de marcar territorio tava acabando com o meu namoro pois ele detesta isso!

    • Obrigada!! s2 s2 s2 E seu namorado tava quase para te dar um pé, ou não chegou a tanto?

      • Um certo alguém

        Acho que tava sim kkkkkkkkkkkk!!!Mas conseguimos reverter a situação ainda bem =D Ele deu uma vacilada no começo do namoro e eu tinha fingido que tinha perdoado mas nao tinha resolvido esse problema no meu coração,aí a insegura cresceu e cresceu e virou aquela lambança kkkkkkkkk!!!Depois de uma briga muito séria que tivemos lavamos a roupa suja e continuamos o namoro com a alma limpa de verdade =D

        • Ah garota, gostei!!!!!!!

          • um certo alguém

            =D

  • Vince

    Homem gosta de mulher que marca território?

    Eu gostaria, deve ser ótima a sensação de alguem considerar voce como “dela”. Quem ja está acostumado acha que é besteira, mas pra quem nunca teve…

  • Melodia

    Acho que o que o namorado da leitora quis dizer não é questão de marcar território, acho que ele gostaria que ela sentisse um pouco mais de ciume dele. Ela parece ser bem segura, o que é bom. Mas parece que ele precisa de uma prova para saber se ela gosta tanto dele , quanto ele dela. Sabe, quando você tem medo de perder , você sente ciume. Isso é uma coisa boa, sem excessos. E ele talvez não sinta isso.
    Sobre marcar território. Eu marco sim ha,ha! Dou uns presentinhos para meu namorado. Principalmente para a casa dele… se perguntarem ele terá que dizer que fui eu que dei… rsrs

    • Natália

      Aii Melodia! Sou péssima nesses presentinhos. Acho que é porque eu sou muito “espírito livre” sabe? Me ensina? rsrsrs

      • Melodia

        Eu não encho a casa dele coisas não..rsrs. É só uma coisinha qui outra ali, porque eu gosto de presentear quem eu amo, não precisa de data, faço porque me sinto bem. Dou blusas de banda, que sei que ele vai usar muito e “divulgar” quem deu.. srrs. Fico feliz ao saber que ele fala que fui eu que dei isso e aquilo.
        Mas você precisa se sentir bem, se você não ve necessidade disso,e nem seu namorado, não faça, não se force. Existem tantas formas de demostrar amor, além dessa marcação toda..rs.
        Faço isso, porque até meu namorado faz também! Ele deixa os shampoos dele na minha casa e finge que esqueceu!!

        • Natália

          Kkkkkkk oooo linda, eu entendi. Não quis dizer que você era psicopata não… kkkkk Eu disse isso porque sou meio solta mesmo, mas não só com presentes. Sabe aquela coisa do “avisar antes de fazer algo”. Ai que preguiça… Hoje em dia, para mim, casamento é cada um na sua casa acredita?! Vai me entender…

          • Melodia

            Nossa, sério? E eu doida para casar e viver junto!!! Também quem é acostumado a viver sozinho não quer ter que dar satisfação toda hora. Nisso te entendo. Mas eu sou do tipo romântica do tempo dos meus avos… quero casar, morar junto e disputar a coberta! rs

          • É gostoso mesmo, cuidar do outro… é muito engraçado, meu quarto é um caos e eu limpo ele muito mal, porque eu acho que sou um soldado que não vê problema em dormir na trincheira suja…
            Mas quando você tem uma figura meiga debaixo do seu teto, você sente a necessidade de proporcionar algo melhor…
            Eu lembro quando eu morei junto com uma namorada… é igual quando recebia meus afilhados quando eram bebêzinhos… a responsabilidade de cuidar do outro me cutuca a transformar a casa na moradia de um buda ahuahauhauhau…
            Era ritual de domingo, limpar a casa bem cedo… depois sair pra correr e fazer tao lu… trazer um mimo da padaria ^_^
            Ela fazia um almoço maravilhoso… e a gente deitava o resto da tarde igual aqueles gatos e cachorros que ficam debaixo do sol morno 😛
            Nossa é mto bom consertar as coisas.. ver a casa da Lady funcionando… ela miar depois^_^ ela te dar comida^_^ e dormir acompanhado… você volta mais do que descansado … você volta mais feliz ahuahauhauahuahu

          • Melodia

            Me sinto como gatinhos mesmo! Definiu bem! rsrs

        • ÀS vezes esquecem mesmo… reza a lenda que nos Freud da vida… esquecer é um ato falho do subconsciente… exprime seu desejo de voltar pra aquele determinado lugar…

    • Ah, mas mandar presentinho é suave Melodia! kkk Como disse pro menino acima, existem várias maneiras de demonstrar afeto, de “provar algo”. Essa sua do presentinho, ou se preocupar com a pessoa quando ela está doente, etc, demonstra mt mais do que ficar “mostrando para os outros que ela é a namorada dele”. Que é oq ele quer. Tem que ser algo discreto kkk

      Eu admiro a segurança da leitora, acho que se ela não precisa desse tipo de coisa, deve é continuar. É raridade a bichinha kkkkk

      • Melodia

        Também admiro a segurança dela.
        As vezes você precisa de um sinal de que o outro gosta de você.E o medo de perder não é intrínseco ao amor? Como amar se não sente dor ao pensar em perder essa pessoa? Por isso as vezes a tal dita insegurança não vejo como tão grave as vezes. Não acho legal o excesso de bajulações, mas aquele ciúmezinho inerente ao afeto que você sente pela pessoa é normal,, pelo menos para mim..^^

    • Melodia, vou te contar uma história cm uma ex namorada minha.
      ” Lá estava eu num caixa do habibs… e ela sentada com a minha sogra no outro canto… de repente ela vem atrás de mim… me abraça daquele jeito meigo… me beija…me senti agradavelmente surpreso… aí ela comenta depois pra mãe… – é eu fui lá! porque na mesa lá do canto tinha duas menininhas que ficavam dando risadinha e não paravam de te olhar!…
      Naquela época: Lógico que a vaidade foi lá no alto… porque duas me olharam e a minha Lady ainda quis mostrar que eu era dela… ainda ganhei um chamego…
      Hoje eu paro e analiso de outra forma… porque antes daquele carinho todo… ela já não tomava esse tipo de iniciativa…Pensa comigo: “eu quero ele, porque outras querem… e não por convicção própria”… Soa plenamente dessa forma…
      Ela era extremamente carente e ciumenta… e eu achava que com carinho… o medo dela iria diminuir… e não… era como se o meu afeto alimentasse um monstro faminto que só exige cada vez mais…
      Quando terminamos… ela mandou milhares de mensagens… por celular… email facebook… chingou, insultou e sempre terminava dizendo: “vai comer as suas menininhas….” Só falo pra você que eu a amava muito e essa afirmação dela só fez a mágoa falar mais alto a ponto de nunca mais desejar ela por perto.

      Pode ser que o medo de perder tenha um carinho que dá importancia e prioridade ao outro… quem sabe? De repente, é igual tequila que desce gostoso güela abaixo… Mas se for namorar na base dessa tequila.. fique atenta e aprecie com moderação.

      Ps: gosto de dividir as minhas histórias… pra ouvir a opinião de vocês… se isso estiver sendo chato, sejam sinceros porque minha intenção é trocar experiência e conhecimento com vocês…

      • Melodia

        Gosto de ler suas histórias! Alias essa é intenção do blog não é? rsrs Em vez de enchermos o saco de algum parente ou amigo, estamos aqui compartilhando, debatendo e filosofando.. rsrs.
        Esse caso da sua ex namorada é bem tipico. Já presenciei. Também penso assim. Gosta por causa da concorrência ou gosta por amor mesmo? Por isso, esse sentimento de posse dela. Você era o prêmio que ela não queria perder.
        Eu digo que sou uma ciumenta racional. Eu analiso bem se tem cabimento eu ter ciume em certas ocasiões. É que as vezes não aguento.. rsrsrs Como é meu primeiro namorado, fico refletindo sobre. Não quero ser uma ciumenta super chata, que pega no pé e enche o saco. Mas também não quero ser feita de idiota, e ir deixando as coisas acontecerem na minha cara

        • Deixe uma coisa firme nas suas convicções… se alguém der mole e ele compactuar, ele que saiu perdendo ^_^
          Dois amigos meus namoravam… e ela foi deixada e ele a trocou por uma paixão antiga…
          Lembro até hj da gente almoçando junto e ela me dizendo… Olha… ele terminou comigo meio que do nada… Se foi pra me trocar pela Patriny.. nossa coitado dele que fez uma péssima troca 😛
          E ela disse mesmo em tom de ironia… tempos depois esse meu amigo sofreu a tortura de uns dois anos aí de arrependimento…

          Ela não é lá das maiores beldades… mas é presente, divertida e convicta de si… Ver isso, e perceber que já vi meninas mil vezes mais lindas se descabelando por menos, me deu um grande exemplo prático^_^

          • Melodia

            Essa de ser “trocada do nada”, já senti isso na pele. É muito ruim. Ficava me perguntando o que fiz de errado. Mas o fato era que a pessoa estava comigo só até “encontrar alguém melhor”. Tanto que ele me largou e já foi namorar direto com a menina! Ou seja, estava me “cozinhando” mesmo.
            Foi na super cara de pau dizer que tinha se “apaixonou perdidamente por outra pessoa”.
            Enfim, não fiz escândalo nenhum, apenas aceitei, sofri é claro, e com o tempo me recuperei. ^^

          • Queira ou não ficar com ele foi bom enquanto durou… senão você não teria nem dado bola…
            É bem o que eu disse… antes cedo do que tarde e antes tarde do que nunca…
            Você sofre a perda… mas não é barraqueira… e você sabe que se envolve de forma sincera, ele que não deu a sinceridade, tomou o rumo dele…
            Ele fez um favor de não alcançar além da progressão do tempo mais espaço na sua vida e não ter escrito mais histórias no universo Melodia…e assim você se libertou pra viver o que a vida pode te oferecer de melhor…
            Afinal não podemos esquecer de que “dar certo” não é tudo, é um tormento viver atrelado a uma escolha errada.

  • Natália

    “Ficar seguro, às custas da insegurança dela”. Falar o quê depois disso, Luiza? Falou tuuudo! P.S.: Quanto à marcar território, queria pensar que nem a Melodia um tiquim. Sou tão solta… =/

    • Eu tenho admiração eterna por pessoas como a leitora! Imagina a energia que essa menina não economiza Nat? Acho que pra saúde dela é o melhor que ela pode fazer. A saúde dele que não anda boa com essa segurança toda kkkk mas eu ainda acho que esse tipo de coisa geralmente vem acompanhada de gente com baixa autoestima e não custa nada ele dar uma olhada nisso =(

      • Por outro lado esse marcar território… acho que além de tentar tapar buraco emocional… só aumenta a sombra dos dois lados… vai alimentando aquele tipo de comportamento que só tende a fiscalizar o outro… e a imaginar cenas de sexo explícito das formas mais absurdas ahuahauhauahuah

      • Natália

        É aquela coisa: se eu não posso ser que nem ela, então que ela seja que nem eu… Ego, ego, ego…

        • Foda Nat

          é bem por aí!
          Relacionamento é um negócio complicado mesmo, se um tiver “na merda ou se sentindo pior”, o outro que não se cuida não para ver se não entra junto…

    • Vou comentar algo adiante nessa mesma linha de pensamento^^ da primeira frase.

    • Jéssica

      Sempre fui da opinião que a insegurança só atrapalha, nunca suportei ciúmes e já reclamaram disso em vários relacionamentos meus. Li seu comentário sobre o casamento em que cada um mora em uma casa e me deu um certo alívio, achei que era só eu no mundo que pensava assim kkkkkkk

      • Natália

        Kkkkkkkkk agora então somos duas! Ah… Eu consigo abrir mão do meu espaço sabe? Mas só temporiariamente. Meu marido pode dormir em minha casa, mas só de vez em quando. Não pude abrir mão do meu silêncio e dessa parte da individualidade. E te digo: é excelente. Ainda mais quando o parceiro é que nem você!

        • Jéssica

          Que feliz! Um dia eu ainda acho alguém que queira um relacionamento saudável, sem ciúme, sem insegurança e sem cobranças! Acho tão importante cada um ter seu espaço em um relacionamento, não sou contra quem casa e mora junto, mas acho interessantíssimo essa coisa de casas separadas!

          • Natália

            Torço pra que ache sim, Jéssica! Há os contras, mas as vantagens fazem valer a pena.

          • Melodia

            Nossa, só mulheres modernas por aqui!!! rsrsrs

  • Paulo

    acredito que a maioria gosta de sentir que é importante para alguem, entretando cobrar provas disso perde totalmente o sentido, seria como comemorar vitória quando o adversário deixou vc ganhar!

  • Carlos

    Imagino o dilema da Luiza, afinal tem que responder o que foi perguntado. Já na minha cômoda posição…
    E se a coisa toda for maior do que a leitora coloca? Ao perguntar, naturalmente selecionamos os itens a expor, e por tabela, escondemos muito material. A sensação, é de que, por trás disso tudo, existem mais coisas que a nossa vã filosofia possa imaginar. O namorado está insatisfeito e, principalmente, inseguro. Não ficaria surpreso se o motivo real fosse uma falta de simetria entre os sentimentos de um para o outro. Ele reclama, ela pede os detalhes, ele se cala, ela pergunta aqui… Essa impossibilidade de comunicação, parece revelar o medo de colocar na mesa o prato principal.
    Colocar a questão, da forma como foi, induz à uma única resposta:
    Que bom que a namorada não é pegajosa. Dê graças e não reclame cara!
    Mas… O maior seguro num relacionamento é o que popularmente chamamos de “corno manso”. Tranquilo na sua rotina, seguro de sua vida, surdo aos rumores do mundo externo. O oposto é aquele que mantem seu par trancado em casa, chaveado.
    Devemos eliminar a insegurança? Eu acho que não, ela é o reconhecimento de que ninguém é de ninguém, que a vida está em constante mutação e não dá para deitar em berço esplêndido. O grande desafio é equilibrar a equação, mas aí é outro assunto.
    Prezada leitora, é chato não é mesmo, afinal sempre tem um “do contra”, mas honestamente, eu não acreditei na sua pergunta…

    • um certo alguém

      Falou bonito concordo até demais

  • Ao meu ver essa necessidade de ver o medo do outro de te perder é uma necessidade de suprir a vaidade do cara…
    “Por que eu tenho que ser o centro do universo do outro???
    Eu preciso de toda uma adoração por mim… que eu não tenho e busco essa resposta e esse preenchimento através do outro”
    Isso também é coisa do ego… porque hora que você se confronta com seus vazios internos, e o outro não os preencheu ( e ele não tem esse dever) vocÊ o culpa… por um problema que cabe só a você resolver consigo mesmo…
    Ela sabe que é incrível… ela sabe que é maravilhosa… e sabe que a companhia dela é como uma chama que não diminui ao ser compartilhada…E essa segurança toda ao meu ver, faz dois seres livres caminharem pra frente… dois estarem seguros de que são escolhas criteriosas… e não disponibilidades agarradas de maneira desesperadora…
    VocÊ deveria se enxergar da mesma maneira e ter mais vida própria… porque assim… vocÊ verá como ela te enxergará com admiração… porque ao invés de trazer suspiros gélidos de carência emocional, vocÊ trará experiências, coisas interessantes, trará vida intensidade e calor…
    Outra coisa… acabei de ver abaixo o comment do Carlos sobre os ospostos “Corno Manso” X “Síndrome de Otelo”…
    Culturalmente para nós o traído é aquele que buscou a satisfação do seu grande desejo sexual em detrimento de uma pessoa sexualmente impotente e fraca… O traído é o insultado, humilhado e satirizado… como o traidor é devasso com seu tesão ilimitado…
    Nunca controlaremos tudo e todas as coisas na vida… mas temos a opção de não tomar para nós coisas que não façam parte do nosso caráter e essência…
    Na minha opnião… quem trai, não deu valor ao voto… não dá valor a própria palavra… e não tem confiança nas suas próprias verdades… O erro do outro é problema do outro… são seus vazios emocionais…Que pena! Matou a admiração, matou o amor, aniquilou o tesão… semana de luto,pranto e tristeza… depois a vida continua..
    Antes cedo do que tarde… ou antes tarde do que nunca… “nos momentos bons reconhecemos a quantidade e nos ruins a qualidade” como profere um provérbio cantonês… O lance é seguir a vida… e percebendo incompatibilidade, busque seus compatíveis para que você seja feliz entre os seus semelhantes … e os outros sejam felizes entre eles.

  • Miguel

    Por um lado é bom saber que você é importante para a pessoa mas por outro é constrangedor essa marcação cerrada! Não sou de muito grude então não gosto desse tipo de atitude.

  • Lola

    Eu encaro o “marcar território” não como ciúmes, mas como “é-só-para-aquela-biscate-saber- que-se-engraçar-pro-lado-dele-o-bicho-vai-pegar”! Então eu só marco o território se for necessário dar algum recado pra alguém.

    • Lola

      Na verdade eu tenho fama de ciumenta, e não faço questão de desmentir a lenda.

  • Jéssica

    Será que o que ele não quis dizer que está se sentindo muito “Sozinho”? Como na música do Caetano Veloso? “Por que você me deixa tão solto? (…) Quando a gente gosta, é claro que a gente cuida. (…)”
    Sei lá… Eu acho que “CUIDAR” um pouco com comedimento deveria sim. Sempre tudo com equilíbrio.

  • Rogerio

    Não sei, não conheço nenhuma.

  • Esse vídeo me fez lembrar de uma ex-namorada mala que um amigo meu tinha. Bicha chata dos infernos, tinha ciúme de tudo e de todos… até dos amigos dele. Vivia azucrinando o coitado deixando ele sempre deprimido. Sorte que se livrou daquele atraso de vida… O problema que depois ainda pegou outra trepeça. Felizmente agora finalmente acertou o dedo e hoje tem uma namorada super legal e estou feliz pra caramba por ele.

  • Luiz

    Vocês estão falando em caso de namoro ou casamento, o que já seria uma situação chata… mas quando nem isso a mina é? Tenho um amigo, que assim que terminou o namoro, uma menina já começou a marcar território nas redes socais dele… hoje eles ficam e ele me disse que não quer nada sério com ela e reclama das melações, embora nunca tenha dado um toque para ela maneirar um pouco (coisa que eu faria, mesmo que fosse namorada/esposa).

    Mas acho que no caso é insegurança dos dois lados! Ela, que acha que fazer isso vai fazê-lo mudar de ideia; ele, que tem o ego alimentado pelas frescuras, apesar de não querer namorá-la.