Gosto do meu namorado, mas ele é pau-mandado demais!!

149

Leitora: Hey! Luiza, tenho 29 anos e namoro há 2 anos com um homem de 33 anos. Gosto muito dele mas ele é submisso. Ele faz tudo que eu falo e faz sorrindo ainda, até nos momentos mais íntimos ele é submisso e diz que sou maravilhosa, ou seja, pra ele está tudo certo,né? Ele nem sabe onde quer ir, ele diz “escolhe você”… “quer dirigir”, “o que você quer?”… sabe? Assim não dá… Outro dia fiz um teste, estávamos em casa e mandei ele beijar meus pés: ele se ajoelhou, beijou e sorriu. Apesar disso, ele tem uma colega aproveitadora, ela é casada e adora tirar vantagem do meu namorado, pede dinheiro todos os dias e ele dá o dinheiro que ela pedir. Uma vez fez questão de ir sacar 500 que ela pediu. Ele não sabe dizer não. Tento alertar e ele vira a cara. O pior é que, quanto mais a mulher é bonita, mais bobo ele é. E ao mesmo tempo, na frente da minha sogra ou dos amigos, é machão.
Sabe é maravilhoso ser tratada como rainha, ser mimada, mas ele tem que saber se impor, mostrar seu lado masculino, tem que ser mais forte. Quero encontrar um meio termo para continuar com ele. Não vou conseguir levar adiante essa relação se ele continuar sendo um homem capacho. O que eu faço?

Gosto do meu namorado, mas ele é pau-mandado demais!!

Morri quando você disse “pedi para beijar meus pés, e ele beijou sorrindo”. Muito bom kkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Mas tá, vou parar de rir porque o negócio é sério.

Primeiramente, quem tá errada é você de ter arrumado um cara desses e ainda querer fazer milagres. Tá que nem mulher de malandro que acredita em milagres. Acredite, se ele é assim, é porque é algo maior do que ele.

“Ué Luiza, então você está falando que não tem conserto”?

Sim e não. Só terá conserto se ele ver uma necessidade real na mudança, ou seja, vai depender se ele acha que o que ele faz é realmente errado, se ele corre um risco real de perder você, bem como o peso que isso tem na vida dele. Ou seja, vai depender muito mais dele do que de você. Sem contar que, para ele ser assim, você deve fazer, nem que seja um pouco, o tipo “durona”, “chefa da casa”, ou até mesmo “mandona”. Senão, ele não teria nem se excitado com você, porque ao que tudo indica, ele só deve gostar de mulher assim, rsrs. O problema é que como tudo demais cansa, você se cansou. Por que cá para nós que 90% das mulheres gosta de mandar mesmo (rsrs), mas, como dito, tudo tem limite, né?

Outra coisa que você tem que ver é se ele não tem fetiche com submissão. Converse abertamente com ele sobre isso, fale que você se assustou com a história do “beije os meus pés” e se ele tem tesão nisso. Se for fetiche, ficará um pouco mais fácil de lidar com ele, agora, se for problema de baixa autoestima, aí minha amiga, é psicólogo nele! Tudo bem que muitos fetichistas com submissão tem problemas com autoestima também, e é por essas e outras que é bom ver direito o caso: se é uma bombinha ou uma bomba atômica que você tem em mãos, rs.

Você disse “ele não nega dinheiro e quanto mais bonita, mais bobo ele fica”. Sei não, mas eu vi uma maldade na coisa aí! Tá muito espertinho ele, quer dizer que se for mocréia ele nega o dindim, né? Garoto esperto! O que me sugere mais uma vez que ele tem certo fetiche – ou ao menos conveniência – com a coisa. Ele quer ver mulher que ele acha atraente mandando nele. Se fosse por pura caridade, ele nunca negaria dinheiro pra ninguém: nem amigo, nem mendigo, nem mãe. Mas não, é só quando envolve as bonitas. Tsc, tsc!!

Se é assim, ele pode ter um problema de caráter, ou no mínimo safadeza também. Até porque, como ficou implícito na sua pergunta, não é sempre que ele é “sem opinião”. Quando você reclama da atitude/fetiche dele, ele bem que fecha a cara. Se ele fosse tão submisso assim, ele iria é correr pra cama e se esconder no cantinho dele. Sem contar que um homem passivo de fato não consegue por em prática muito bem essa de “virar ativo” ou “machão do nada” só porque “está em lugar tal”. Eles até tentam, mas os familiares logo começam a comentar que o cara “é todo mimizinho e na dele”, pelo simples fato de que personalidade não é algo tãoooooo fácil assim de esconder, a não ser que seja por conveniência.

Converse com ele, coloque na parede e pergunte por que em momento tal ele age como “x” e em outros como “y”. E a partir daí, tire suas próprias conclusões e decida se fica ou não com ele. O que não dá é não falar nada, senão é você que virará a “passiva” também.

Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.