Me casei com um drogado e ele está nos enchendo de dívidas!

49

Leitora: Bom dia, tenho 28 anos. Meu marido se droga às vezes e nessas vezes some dois dias e faz muitas dívidas, estou cansada! Sou casada na igreja há 4 meses, mas estou com meu marido há 6 anos. Quando começamos a namorar ele não escondeu que já foi usuário de drogas, mas estava limpo e do jeito que falava como era ruim, colocava minha mão no fogo por ele. Mas depois que seu irmão foi assassinado em 2012, ele mudou muito, não conseguia esquecer e se culpava pois teve um caso de amor com sua cunhada e aquilo o consumia de tanto remorso. Seu primeiro sumiço foi em janeiro de 2014, ano do nosso casamento, quando ligou no dia seguinte e me contou o que fez (usou drogas), meu mundo desabou, mas como prometeu que não faria mais, dei uma chance. Meses depois começaram a surgir dívidas no cartão de crédito, eu desconfiada o coloquei contra a parede, e confessou que precisava de ajuda e não estava conseguindo. Fiquei decepcionada, e vocês sabem como uma noiva fica a pouco tempo antes do casamento né, e ele quase nem ajudava com as despesas. Promessas novamente, pensei muito mas casei, depois foram mais 3 sumiços, e muitas dívidas. Não sei o que fazer, estou até com nojo dele. Será que as mulheres são obrigadas a renunciar sua felicidade pra ficar com um marido assim, ficar por pena? Na minha opinião, vai atrás de drogas quem quer, ele já tem 30 anos não é mais um adolescente, e problemas todo mundo tem. Se me amasse como diz tanto, pensaria bem antes de me fazer sofrer, afinal eu sou a família dele!  

Me casei com um drogado e ele está nos enchendo de dívidas!

Isso vale de lição para todas as pessoas que estão lendo esse post: quando você se casa com um ex-usuário de drogas, não tem essa de colocar a mão no fogo dizendo que ele nunca mais vai voltar a usar, e isso não é nem porque ele é fraco ou não te ama. É porque droga é coisa do capeta mesmo: é como bebida, você pode ficar anos sem tomar um copo, mas se você não se controlar e tomar o primeiro, tomar 20 fica fácil de acontecer. Pode acreditar: se ele soubesse que iria ficar viciado, ele não teria usado a primeira vez. Não estou falando isso para apontar quem está certo ou errado, mas sim para você entender melhor a situação e ver que é aí que entra o primeiro grande problema: as pessoas sempre acham que são mais fortes do que realmente são, e aí se elas não lutarem contra elas mesmas e reconhecerem que precisam de ajuda, fica difícil reverter a situação. Está tudo nas mãos dele, mas você – bem como a família – podem estimulá-lo a lutar contra os obstáculos. É tipo maratonista: quem corre é ele, mas se a plateia estiver vibrando junto e inspirando-o, fica bem mais fácil vencer =)

Outro problema comum a um (ex) viciado, é que, muitas vezes, basta um problema forte para ele voltar ao vício: foi justamente isso que aconteceu quando o irmão faleceu + o sentimento de culpa que ele teve. É como se ele quisesse fugir nem que seja por um instante dos problemas, e aí o que ele fez? Foi para o prazer aparentemente mais fácil para ele no momento: o das drogas. E pode acreditar, quando ele voltou a usar, não era para as drogas que ele queria voltar, mas tão somente se livrar da dor. E aí é claro que ele arrumou dois problemas, mas isso infelizmente não foi algo que ele pensou no momento. E se pensou, foi algo menor que a tentação.

Se você quer ajudá-lo, não pense que o fato dele te amar e já ser grandinho são fatores suficientes para ele se livrar do vício. É claro que ele pode usar o amor e a família para se inspirar, só que isso servirá apenas como motivador, não como algo suficiente para se livrar de tudo como em um passe de mágica, entende? É que graças a Deus você nunca foi viciada (nem eu kkk), mas vá atrás de relatos de quem já foi e você terá certeza de que o buraco é muito mais embaixo, e que precisa de uma luta contínua para recuperar o autocontrole que o viciado perdeu.

Não precisa ficar com ele por pena, mas acho que agora que você está nessa, você pode jogar algumas cartas na mesa. Converse com os pais dele, peça ajuda para a família e para demais pessoas que você sabe que o amam e o ajudariam, porque esse é o tipo de coisa que não terá como você resolver sozinha. Depois, converse com ele que se ele não procurar terapia e tratamento, o casamento acabará arruinado. Diga que você faz a sua parte, mas que a parte mínima dele é procurar ajuda. Fale que se ele diz odiar as drogas e mesmo assim está sumindo para usá-las, esse já é motivo suficiente para ser humilde e admitir que precisa procurar ajuda. E mais do que isso, não faltar a nenhuma sessão, etc.

Se ele souber que tem algo a perder, será mais fácil procurar ajuda. Só não seja grosseira, nem ameace, porque senão vai que ele surta, quer sumir e usar mais drogas ainda, né? Fale de um jeito que você sabe que não o machucaria tanto, mas fale.

Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.

  • Wana

    Eu só não entendi o porque você continua casada com este traste viciado. Mande-o se tratar, e devolva para a família, pois você não tem de acabar com sua vida por causa de uma outra pessoa.
    Esse negócio de pena quem tem é galinha.
    Seja inteligente e racional, saia fora, URGENTE.

  • um certo alguém

    Sinceramente,acho q vc deveria se divorciar ate para se resguardar de passar por perrengues se aparecer traficante atras dele cobrando divida e pode acreditar q mais cedo ou mais tarde um babado desses pode acontecer.Se separar nao a impede de ajuda-lo e incentiva-lo a se tratar,ficar longe dele fisicamente vai lhe ajudar a nao ficar tao sobrecarregada emocionalmente e psicologicamente.Eu acho a vida com drogas um buraco negro que nunca tem fim,é uma coisa q vai tragando a pessoa completamente e sao poucos os q vejo sairem dessa e construir familia,ter filhos,voltar a estudar e arrumar um emprego decente.Era de se esperar uma recaida dessas,um ex drogado é como uma bomba relogio,as familias comemoram um dia por vez quando ve o cara limpo pq nao sabe o dia de amanha.

  • Carlos

    Na jornada de recuperação de um viciado, seja qual for o vício, este apoio da esposa, pode ter efeito contrário na ajuda a recuperação. A família pode funcionar como uma árvore saudável da qual a espécie parasita suga a energia. Não raro, o lado que que estava forte, sucumbe antes daquele que foi o causador do desequilíbrio. Cara leitora, te perder, pode ser um elemento importante, por mais contraditório que pareça, na recuperação de seu marido. Siga em frente, e no próximo relacionamento, delegue a um terceiro de sua confiança, o aval para prosseguir. Acho que você é muito ruim de avaliação, talvez tenha no seu íntimo, um vício também…

  • Natália

    Cara leitora, no início da sua relação, você achou que era uma super-heroína capaz de impedi-lo de voltar ao uso de drogas. Mas agora, depois de pagar parte do preço cobrado, você age como vítima da situação. Você olha para ele, para não ter que olhar para si mesma. Afinal, de onde vem sua ideia de estar “obrigada a renunciar sua felicidade pra ficar com um marido assim”? Segundo você, “vai atrás de drogas quem quer”. Se ele tem o direito de escolher, você também o tem. Então, posso afirmar que você fica nessa situação porque quer? Veja bem. Não é possível mais que você faça uso da história dele como muleta. Reconheça que não é nada mal ouvir constantemente que ele a ama, que é a razão da vida dele, entre outras juras de amor. Enquanto você deixar ele ser a pessoa mais importante da sua vida, você também será responsável pelo vício dele. Então, para mudar isso, comece parando de minimizar o comportamento dele criando justificativas. P.S.: Leia mais sobre a codependência relacionada ao vício de drogas. Não estou dizendo que é seu caso. Mas poderá ajudar a te “iluminar”. Boa sorte.

  • Iskander M

    Única coisa que eu tenho a lhe dizer: HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!

    Sabe o que as minas que preferem os cafas tem mais que eu? Tem mais é que se fod*#.

  • Luan

    Infelismente seu marido é um verdadeiro dependente químico. Primeiro dá mostras de recuperação, passa um período relativamente longo sem a droga, fazendo todos acreditarem que está liberto; depois tem uma “(recaída); Promete que não acontecerá mais; tem nova recaída; começa a precisar de dinheiro e, na ausência dele, começa também a vender objetos de uso pessoal ou furtados a fim de manter o vício e assim por diante. A tendêcia agora,ter recidivas cada vez mais freqüentes, até que venha a perder o trabalho e a isolar-se de quem queira ajudá-lo.O drogado tem um vazio tão grande que nem mulher, filho, família, nem trabalho, nada para ele tem mais importância que a droga. Talvez possa ser que você esteja sofrendo de “co-dependência” afetiva, onde você, inconscientemente precise de seu mariodo para se sentir util. você acha que uma pessoa que drogar-se, que “some” de casa quando lhe é conveniente; que sonega informações, que utiliza o dinheiro do casal e do trabalho para comprar drogas e que vende o que for preciso para sustentar a sua dependência, ama você? se seu marido não reconhecer que precisa procurar ajunda especializada; só um milagre pode o libertar.
    “Seu futuro depende de suas escolhas; você é autora de seu próprio destino.”

  • Cachaceiro

    Pra menina do POST aconselho, Sai fora logo, pq do jeito que caminha, acontecerá uma das 3 coisas, ou até as 3 juntas:

    1 – daqui um tempo ele poderá se tornar violento achando que vc não compreende ele, vai dizer q vc tá contra ele (viciado é assim, com o tempo não aceita conselho e acha q todos são contra ele e que quer tomar conta da vida dele). e pode até passar a acontecer violências domésticas contra vc

    2 – as dividas q ele contrair fora de casa por conta do vicio, vai por as pessoas da familia dele em perigo, inclusive vc, e isso poderá ocasionar até numa morte tanto dele como de alguem da familia, como tbm vc.

    3 – daqui um tempo por vc ficar adiando a separação, ele vai se sentir no direito de não buscar ajuda pra tratamento e vai acabar é se afundando mais e mais nas drogas e ficar com problemas mentais, ou seja, os drogados tendem com um tempo a se tornar lesado da mente, e vc é quem vai ter q cuidar dele como se ele fosse uma criança.

    Se eu fosse vc nem pensava muito, já chegava em casa e conversava de forma séria com ele e pergunte a ele o que que ele quer da vida, se ele continuar preferir drogas, melhor separar e se os pais perguntar o motivo, não esconda, porque isso é sério e talvez algum deles até pode ajudar o quanto antes.

    • Queliane B

      olá ,estou passando por isso ,e tudo que vc citou acontece aqui em casa com meu esposo viciado.ja pedi ajuda pra família e ninguém fala nada ,ele já ta c problemas mentais e acha que tudo e minha culpa .nao sei oque fazer ta violento me ajude quem eu procuro ele não quer sair da casa .

      • Wana

        Policia. Faça um B.O. na delegacia, e acabam seus problemas.

  • Cachaceiro

    Pra menina do POST, SE BEM QUE PELO O QUE ME PARECE, ELA RECLAMA, MAS QUER MUITO CONTINUAR A VIVER COM ESSE HOMEM QUE LEVA A VIDA DESSA FORMA, mas aconselho, Sai fora logo, pq do jeito que caminha, acontecerá uma das 3 coisas, ou até as 3 juntas:

    1 – daqui um tempo ele poderá se tornar violento achando que vc não compreende ele, vai dizer q vc tá contra ele (viciado é assim, com o tempo não aceita conselho e acha q todos são contra ele e que quer tomar conta da vida dele). e pode até passar a acontecer violências domésticas contra vc

    2 – as dividas q ele contrair fora de casa por conta do vicio, vai por as pessoas da familia dele em perigo, inclusive vc, e isso poderá ocasionar até numa morte tanto dele como de alguem da familia, como tbm vc.

    3 – daqui um tempo por vc ficar adiando a separação, ele vai se sentir no direito de não buscar ajuda pra tratamento e vai acabar é se afundando mais e mais nas drogas e ficar com problemas mentais, ou seja, os drogados tendem com um tempo a se tornar lesado da mente, e vc é quem vai ter q cuidar dele como se ele fosse uma criança.

    Se eu fosse vc nem pensava muito, já chegava em casa e conversava de forma séria com ele e pergunte a ele o que que ele quer da vida, se ele continuar preferir drogas, melhor separar e se os pais perguntar o motivo, não esconda, porque isso é sério e talvez algum deles até pode ajudar o quanto antes.

  • Monalisa

    Nem você nem ninguém pode salva-lo. Apenas ele mesmo, e sua força de vontade.
    Ele já era assim antes de você conhece-lo, acho que mesmo com seu apoio, dificilmente ele largará o vício. Ele parece ser uma pessoa fraca, para ter recaídas tão frequentes. Para mim, só os fracos aderem a droga, só os fracos precisam disso para se sentir bem e fugir da realidade. E se envolver com traficante e ficar devendo não é coisa boa não. Pode até colocar sua vida em risco. Você não estará sendo má de seguir com sua vida longe dele, cada um faz suas escolhas e tem que arcar com as consequências.

  • Procure_Amor_Exigente

    Cara esposa, muitos estão fazendo comentários julgando e humilhando você. Eu acho que no momento o que vc mais precisa é de força e apoio para encarar esse momento dificil em sua vida. Procure um grupo de Amor Exigente em sua cidade. Neste grupo você poderá aprender mais sobre a DOENÇA dependência química e como lidar com o dependente químico, além de aprender também a colocar a SUA VIDA sempre em primeiro lugar, independente de seu marido fazer milhares de promessas e “juras de amor”

    • Meu marido mac MILLAM e usuário de drogas cocaina, maconha,pedra etc. Descobri agora que ele sai com travestis, através de tedetives. Fiquei chocada falei pra família dele que não me ajudaram em Nada,deram uma de cegos e surtos falei com ele e ele me disse que quando era pequeno teve relações com um homem. E era bixessual. Parei pra pensar depois de chorar muito,puxa casei com pacote completo sem saber, o que fazer: já tenho uma certa idade,26 anos de casada,e só agora descobri essa nojeira toda, à onde eu errei. Quase não tínhamos relação porque sempre tava mole, desculpas de dor de cabeça, sono, Bom pensei pensei ,Mac milla m de Oliveira Miguel sai andando pacote completo do caralho se encosta em outra trouxa, eu gosto de mim em primeiro lugar . Você não é meu sangue,. Se sua família quer paz eu também quero, ele está morando com um travesti, e eu na minha casa com meus cachorrinhos na maior paz do mundo. E não troco essa paz por nenhum drogado,muito menos por maricona nenhuma..porque se eu soubesse que ele era pacote completo nunca tinha me Casado com esse tipo de gente.

  • Peraldiano

    Lamentável, mas uma pessoa que assume um relacionamento com um drogado, tem que saber de antemão que terá que dividir essa pessoa com o vício. Muitas se iludem imaginado que “farão a diferença” ou que “darão um jeito”, sempre seguindo aquele devaneio de que”o amor vence tudo”. Ás vezes temos que ter a sensatez e o bom senso de simplesmente desisir, enfiar a viola no saco e cair fora. Certas situações simplesmente não tem solução e o melhor a fazer é parar de inventar desculpas e tentar recomeçar a vida assumindo os erros passados e assimilando a lição vivenciada.

  • Cíntia Souza

    Oi amiga! Passei por isso também. Vivi 4 anos com uma pessoa que eu amava de verdade. Depois de já estarmos morando junto que descobri depois de alguns sumiços que ele era usuário. Tudo isso que você relatou, aconteceu comigo e muito mais. Eu não desisti, eu tentei ajudar. Ele foi internado várias vezes, eu sempre apoiei. Paguei as dívidas, busquei ele nas casas de traficantes, acalmava quando ele tinha surtos. Ele parecia fica bem algumas semanas e depois acabava recaindo. E foram muitas vezes… 4 anos. Sabe o que eu ganhei não desistindo desse amor? Nada. Ele sempre disse que me amava muito, mas que o vício dominava a mente dele, e ele não conseguia ser forte quando a recaida acontecia. Perdi 10kg, sofri, chorei, me senti desamparada, perdi contato com a minha familia, me enchi de dividas. Até que chegou num ponto que eu não tinha mais forças pra tudo aquilo, e eu desisti. Mesmo amando demais eu terminei. Sofri muito e não foi fácil, e 4 anos depois, hoje estou com outra pessoa que eu amo muito e me ama. Que eu confio de olhos fechados e me passa segurança. Alguem que sei que posso contar a qualquer momento. Se eu pudesse te dar um conselho seria esse, sei que vc ama e vc vai sofrer muito se optar por se separar, mas sera um sofrimento passageiro e tua vida vai seguir. Se vc seguir com ele, passara toda a vida aguentando recaidas e sofrendo ao lado de alguem que nunca te trará segurança, porque vicio é pra vida toda, nao existe cura, em qualquer dificuldade é na droga que ele vai procurar ajuda. Vc quer dividir a vida ao lado de alguem assim? Quer ter filhos ao lado de alguem assim? Pense bem na sua vida, pense em vc. Quanto a ele, peça ajuda a familia, de conselhos. Mas nao deixe sua felicidade nas mãos de alguem que nao pode te fazer feliz. Olhe pra frente, ele escolheu essa vida pra ele, vc não precisa aceitar o mesmo. Deus abençoe vcs!

    • Um certo alguém

      Depoimento fantastico,parabens pela força de vontade.Tenho uma amiga que passou por isso com o ex dela,só que namoraram apenas 2 anos e tiveram uma filha.Resumindo,hoje em dia ele mora lá longe em Minas Gerais e não se recuperou do vício e ela cria a filha recebendo amparo da família dela e arrumou um namorado maravilhoso e apaixonado que faz tudo por ela e pela criança.Ela cortou os laços com o ex,a menina não tem contato pois ela sabia que ele seria capaz de fazer mal a filha.

  • Rodrigo Silva

    Voce não tem obrigação de continuar com ele. Pior ainda por pena!!!!!!!!!!

  • WILLIAM HADDAD

    desculpa de aleijado é muleta…ele queria mesmo um pretexto para voltar à usar drogas. infelizmente…sinto pela dor de perder um irmão um ente na família..mas e ai …o cara morre e o outro volta em se enterrar nas drogas…não julgo ninguém mas desculpa de aleijado é muleta…

  • Tiago Almeida

    Coloque Cianureto na comida dele, enterre-o no seu quintal, compre um cachorro, instale o Tinder, transe muito e seja feliz. Espero ter ajudado.

    • Hamilton

      kkkkkkkkkkkkkkkk….. boa!

  • Elisandro Daleno

    Drogados são um lixo!…não é por falta de aviso e ninguém os obriga a usar

  • Wlademyr Mendes

    Espero que ninguém aqui nunca precise de ajuda… Ver conselhos como o da @disqus_0XkVnU9wgQ:disqus me fazem perder a fé na humanidade…

    • Hamilton

      Concordo… Na verdade acho que o melhor comentário foi o da Cíntia Souza.
      Wlademyr, a verdade é que a recuperação de um drogado é uma tremenda loteria, há pessoas que conseguem se recuperar, mas outras não devido as recaídas.

    • Edna Aparecida da Silva

      Concordo com voce Wlademyr Mendes. Não apoio e sempre fui muito radical com certo valores,mas a vida ensina que ao inves de ficar julgando, desejando o mal para essas pessoas, devemos agradecer a Deus por nossa personalidade, caminhos , nossa força, nosso equilibrio ser maior que desses coitados. Não quero dizer com isso que eles não teem culpa ou devemos passar a mao na cabeça. Mas levei muitos anos para entender que cada um tem sua força e sua fraqueza e agradeço a minha,mas não julgo mais. E concordo com voce pessoas que só sabe olhar para o proprio umbigo faz com que percamos a fé no ser humano.Por isso o mundo esta desse jeito……em cima de um erro pessoas que se acham mais centrada,corretas se acham no direito de desejar o mal e julgar. Antes que digam que eu estou defendendo drogados,saibam que não bebo,não fumo, nenhum vicio…..mas agradeço a Deus por isso, tentando entender meus irmãos mais fracos de espirito e carater….e se eu não tiver uma palavra amiga, de repreensão ,mas não de humilhação , eu prefiro calar a boca…..porque o amanha só a Deus pertence

  • josé

    Quem usa droga injetável tem chances de se contaminar com algum tipo de doença ,pense nisso leitora.

    • Sumidooo!! Tava dando uns roleios aí no mundo Japa!? Ta td bem por aí?

      • josé

        Luiza estou trabalhando muito e nem tempo para entrar na net eu tenho !

    • Mika

      Também senti sua falta!

      • josé

        Mika tb senti falta de todos ,prometo não sumir !rs

  • Rodrigo Silva

    Eu acho engraçado que o ser humano as vezes acaba sendo inimigo de si próprio.

    • Ou mais, constamente somos nosso maior inimigo….

      • Rodrigo Silva

        Por que fazemos tantas besteiras?!

    • Nós sempre somos… Auto sabotadores potenciais… Como somos nossos próprios salvadores… Por isso auto conhecimento é tão essencial…

      • Rodrigo Silva

        Auto controle tambem.

  • A Ghoul Writer

    Olha só, vc não tem obrigação nenhuma de abdicar da sua vida por outra pessoa. Não tem que tomar pra si os problemas de ninguém a não ser os seus. Já deveria saber disso. Deixa de ser idiota e coloque-se em primeiro lugar pelo menos uma vez! Porque olha só minha amiga, vc só tem uma vida! Fez merda aqui não vai ter uma segunda chance. Suas últimas frases no email já falam por si só. Se quer realmente desperdiçar o tempo que lhe resta com lixo, boa sorte.

  • Mika

    Leitora,
    Sou pessimista em relação ao seu caso. Você não se casou com um ex-viciado. Ele era e continua sendo um dependente. Sua ficha começou a cair depois de 3 sumiços. Se tivesse ouvido a mensagem que seu “anjo da guarda” (ou como queira chamar) estava lhe enviando, não teria nem levado adiante o noivado. O casamento é um contrato em que os dois se comprometem a amar, respeitar e cuidar um do outro, mas seu marido não está cumprindo a parte dele. O que esse homem lhe dá de bom? Promessas de mudança? Por acaso ele trabalha e ajuda a sustentar a casa? Paga as contas que ele mesmo fez com o cartão? Quanto tempo acha que vai demorar pra que você esteja suportando tudo sozinha? (se é que já não está…). ENTÃO, VOCÊ TEM TODO O DIREITO DE ROMPER ESSE CONTRATO. Seja esperta e faça isso antes de ter um filho com ele. A criança não precisa passar pelo sofrimento de ter um pai viciado em drogas.

    Preste bem atenção ao depoimento da Cíntia Souza. Você vai passar por tudo isso. Não se iluda pensando que sua sorte será melhor que a dela e que conseguirá recuperá-lo com amor e carinho. Um viciado é um buraco negro que suga a energia de tudo que está em volta. E você vai acabar cansada, frustrada, desiludida, endividada, e sozinha. Vai terminar se separando da mesma forma e com a sensação de que perdeu seus melhores anos inutilmente.

    Nem perca seu tempo tentando reunir forças com os pais dele. Seu marido é fraco e ainda não está pronto pra assumir as responsabilidades de um adulto. Prova é que a morte do irmão foi usada com desculpa pra voltar pras drogas, não como um fator de amadurecimento.

    Seja forte e pule fora dessa encrenca. Está evidente que você não tem vocação pra mártir.

    Boa sorte!

    • “VOCÊ TEM TODO O DIREITO DE ROMPER ESSE CONTRATO. Seja esperta e faça isso antes de ter um filho com ele. A criança não precisa passar pelo sofrimento de ter um pai viciado em drogas.”

      “Seja forte e pule fora dessa encrenca. Está evidente que você não tem vocação pra mártir.”

      E mais do que eu li… que parece mto com o que eu comentei…
      Concordo plenamente…
      Assino em baixo.

    • Wana

      Grande verdade.

  • Primeiro erro que vejo no relato… durante o noivado perto do casamento o cara não ajuda… Foi isso mesmo?
    Não foi muito sábio seguir adiante…
    E é degradante para os dois lados algo que se sustente por piedade…É desgastante para quem sente pena, humilhante para quem é visto como “coitado”.
    Discordo da Luiza na parte em que a busca das drogas foi uma vávula de escape para minimizar a dor. Acho mais válido dizer que foi uma auto-justificativa encontrada da parte do cara para voltar a se drogar.
    Outro fator que eu vejo aí, casamento na Igreja…. Existem Igrejas que repudiam o divórcio, ou se você se divorcia, um segundo casamento é visto como adultério ou fornicação… Espero que não seja o caso da sua religião… Pois já estamos muito longe de toda a opressão que passamos entre os séculos IV a XIV…

  • Esposa aflita

    Luiza, me ajude!
    Estou casa há 5 meses e tenho 2 anos de relação. Depois que eu casei, o sexo diminuiu!!!! Meu marido não tem mais o mesmo tesão de quando namorávamos!! Eu durmo com roupa sensual, nunca digo não pra ele, passo cremes no corpo e nada! Meu corpo não mudou muito desse tempo pra cá. Até emagreci. Eu já reclamei com ele várias vezes e ele diz que não tem nada, que está tudo normal entre a gente, apenas ele não está a fim. Aí já vem na minha cabeça:
    a) ele tem outra
    b) a masturbação dele está mais legal que a nossa transa
    c) virei arroz com feijão e nada vai mudar isso
    d) eu que estou louca, isso é normal… ¬¬
    Nossa frequência sexual é de 1 a 3 vezes por semana (isso eu tendo iniciativa na maioria das vezes). E ele continua carinhoso comigo, apesar disso.

  • Romulo Padovez Neto

    1º só é ajudado quem quer ser ajudado ( no caso ele )
    2º se a resposta for SIM, e seu amor for grande o suficiente, o companheirismo da esposa vai valer 60% da recuperação
    tive um casal de amigos que perdeu terreno, casa, e até carro por esse mesmo motivo, ele aceitou ajuda, ela não o abandonou e hoje minha felicidade é velos bem, e felizes e ver o que conseguiram na vida ( casa, dois carros , e principalmente PAZ )

    Basta se basear nesses dois itens, e dependendo das respostas ja é meio caminho andado

    Acabei de ler alguns comentarios infelizes la, espero que quem disse “devolve esse traste a familia ” e coisas do tipo jamais precise de ajuda, hoje é ele que precisa, amanhã………vai saber não é mesmo

    lembrando que mesmo que a pessoa queira e faça o tratamento, efeitos “INVOLUNTARIOS ” acontecem, o corpo em sua abstinencia fala, ele pede, ele reclama, a pessoa não controla mais seu corpo com as contrações involuntárias, com as febres, com os delírios, fica apenas sendo um monte de carne vagando na terra, quem ja trabalhou com dependentes químicos vai ententer ( sou educador físico e ja trabalhei )

    Vou deixar um texto pra uma tal de “Wana” que postou la

    “Duas coisas são infinitas: o universo e a estupidez humana. Mas, no que respeita ao universo, ainda não adquiri a certeza absoluta.”

    Albert Einstein

    • Wana

      Um tal de Wana. E continuo achando um traste e ela uma idiota , pois sabendo o traste que ele era mesmo assim casou com ele.
      Aproveite e leia o resto das opiniões das pessoas aqui no site. Leu a minha que foi a primeira e ficou com preguiça de ler o resto.
      Primeira e última resposta dada à você. Tchau, fui.

      • Edna Aparecida da Silva

        eu li todos os comentarios, sendo o seu o primeiro. Claro que voce tem o direito de ter sua opiniao por mais que a mesma mostre um grau de evolução espiritual tao pequena. Agora nosso amigo acima, pode até ter preguiça de ler,mas com poucas palavras ele colocou tudo que tinha que ser dito…..o amanha só a Deus pertence , e tomara que voce nunca passe por nada parecido . Falo por experiencia , ja julguei muito e a vida me ensinou que aprendemos certas coisas apenas quando sentimos na pele .

  • Pequenino

    O mal de ser baixinho e feio são as comparações que fazemos quando refletimos sobre a vida. As mulheres preferem drogados, psicopatas, assassinos em série do que nós. Dai bate aquele sentimento de último dos homens. TNC

    • Cachaceiro

      qual é a sua altura?

  • Nubia Allí

    Li sua historia Amiga, mas não vejo Ajuda de ninguém numa historia dessa. Falo por mim também meu ex marido é dependente químico já tentou varias coisas , família dele virou costa pra ele todos. quando era casada sempre fui pessoa independente , hoje Divorciada ainda ele vive dentro casa de meus pais. pois nem promotor juiz deu conta , E doente mesmo esquizofrênico também some dias fazendo seu turismo Favela sp, abc.Dentro da minha casa tenho minha mãe idosa, hoje não trabalho mais vivo com aposentadoria minha mãe e pai falecido pra comermos .E Ai ninguém ajuda ninguém cada um por Sim. hoje sou como mãe dele leva medico..Sem direto de sair ter minha vida de Volta> recomeçar trabalhar abrir minha academia de volta. Ta prendi com vida , Falo Deus que abençoe estas crianças famílias hoje pois ninguém respeita e não sabe a palavra Amor próximo. Nas Drogas ninguém força ninguém , Mas na sociedade querem se mostra pra galera em geral.

  • Ricardo Almeida

    depois que grampeei o celular de meu filho com o http://www.brunoespiao.com.br eu descobri que ele estava usando drogas, depois de muita conversa consegui reverter essa situação de desespero