Meu namorado nunca se esforça para passar mais tempo comigo. O que eu faço?

43

Leitora: Olá Luiza, tenho 22 anos e estou namorando há 1 ano. Meu namorado é super bacana mas ando chateada e preocupada com nosso relacionamento, é o seguinte: ele trabalha e faz academia durante a semana inteira e no final de semana, onde poderíamos nos ver, ele joga futebol! Nunca fazemos nada do que eu quero e pior, quando saímos com os meus amigos, ele fica com cara de merda, já quando é com os amigos dele tenho que ser a Miss Simpatia. Acho mega injusto isso pois só temos praticamente o sábado para ficar junto. Já conversamos sobre isso mas ele nem liga, diz que pensava que eu gostasse de ver ele jogando quando eu ODEIO futebol e odeio ainda mais os amigos dele!! Realmente não sei o que fazer, gostaria de uma dica sobre como agir pois não quero partir para a separação. Aguardo suas dicas..beijos.

Meu namorado nunca se esforça para passar mais tempo comigo

Tá, mas e agora que ele descobriu que você não gosta tanto assim de futebol, ele vai tentar equilibrar as coisas, ou continuar pensando apenas nele? Se ele não mudar em nada, de duas uma:

1- Ou ele não gosta tanto assim de você;

2- Ou é egoísta demais para pensar nas suas necessidades.

Nas duas opções você não é prioridade e sinto cheiro de caca aí. Mas sinceramente, sabe também porque isso acontece? Em boa parte porque – ainda que inconscientemente – ele já percebeu que, tal como você mesma disse aqui, você não cogita terminar com ele e certamente também porque ao contrário dele, você sempre acaba cedendo. Ser humano fora ser uma raça egoísta, muitas vezes fica um pouco folgada quando sabe que apesar de reclamar vez o outra, o outro sempre aceita.

Eu no seu lugar daria o meu recado: na educação, mas daria. Perguntaria porque ele namora se nunca tem tempo para fazer coisas de meu interesse, ao mesmo tempo em que ele quer e gosta que eu faça as dele. Depois disso não cobraria mais nada dele: faria as minhas coisas, sairia com as minhas amigas e observaria se ele iria se tocar por conta “própria” depois do aviso. Se mesmo assim a relação for sempre de um a zero pra ele, eu cogitaria procurar minha laranja em outro cesto.

De qualquer forma, enquanto você continuar com ele, pense assim: ele não gosta das suas amigas, “ok”, saia você então! Ele gosta de jogar futebol? “Ok”, vá ler seus livros e caçar a sua turma enquanto isso! O que não dá é você ficar fazendo tudo o que ele quer e deixar de fazer as suas coisas. Se você ficar boba e passiva demais, ele vai começar a pensar, e com toda razão, que você é uma “xiliquenta” sem vida própria que reclama, reclama e não faz nada para ser independente dele. E nem precisa dizer que enquanto isso ele estará feliz e contente exercitando as coxas no futebol, rs. Já ouviu falar que os “incomodados que se virem?”, pois é!

Se ele não quiser mudar, cabe a você se mudar para viver melhor ;). Sem essa de ficar forçando a barra, sabe? Você já deu o seu recado, já falou que não gosta, agora é ver se ele faz o que você espera ou se você parte pra próxima. Você não pode forçá-lo, mas também não pode ser infeliz. Pense nisso.

Quem quer, dá um jeito e isso vale para os dois: se ele realmente se importar com você, dará um jeito de equilibrar o tempo, bem como você também dará um jeito de fazer a proposta mais saudável possível para o casal. Gostar dele é uma coisa, ele valer a pena e te fazer bem é outra.

Boa sorte!!!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.

  • Iskander M

    Na boa, eu devo ter algum problema pra ficar puto com esse tipo de coisa. Tantos homens cheios de amor pra dar e mesmo assim algumas insistem em quem as não dão o devido valor.
    Será que é somente por uma característica desses caras que geram toda essa atração? Ou somente pela a incerteza e as fortes emoções?

    • Monalisa

      Tem gente que suporta tudo, só pelo medo de ficar sozinho.

      • Iskander M

        Não creio, eu ainda acho que é pelo medo de se relacionar com alguém “inferior”(julgmento feito por terceiros).

        • Monalisa

          Pode ser as duas coisas. mas acrescento que a pessoa que abre mão da sua felicidade, para agradar terceiros nunca será realmente feliz, apenas um fantoche, que é jogado para um lado e para o outro a bel prazer já que não tem opinião própria.

          • Paulo

            nem sempre é por não ter opinião propria, as vezes simplesmente não da pra fazer o que se tem vontade, tipo aqueles casamentos arranjados de antigamente, acredite ainda acontece coisas bem parecidas

          • Monalisa

            Sim, esses ai são os estremos mas se você tem o livre arbítrio e ainda assim prefere “viver para os outros” é burrice na minha opinião. Ou perca de tempo.. ^^

          • Paulo

            pior que em uma pesquisa que fizeram 90% das pessoas disseram q a felicidade está em ter mais e melhor que os outros! então ter um namorado/namorada que agrade os outros é quase prioridade mesmo nos casos que nao tem pressão real

          • Monalisa

            Credo que horror. Quem vai passar a maior parte do tempo com a pessoa sou eu, então vou suportar quem não gosto só para grego ver de vez em quando? Eu não. Mas cada um é responsável pela vida que leva.

          • Hamilton

            Mas quem escreveu essa pesquisa foi o IBGE ou Datafolha??

          • Iskander M

            Qual a margem de erro?

          • Paulo

            vc pode ver que isso é real obeservando pq as pessoas compram carro zero e mantem a margem absurda de lucro das montadoras se não pra mostrar para os outros? ou vc acha que um carro 2013/2014 e tao pior assim que um 2015
            mesmo caso com celular será o Iphone 6 tao melhor que o 5?

          • Monalisa

            Isso é verdade… Meu pai sempre sonhou em comprar um Honda Civic. Juntou suas moedas para ter o carro dos seus sonhos. E vai morrer com esse carro. Depois que ele passou de corsinha para um Honda Civic, minha vizinha que tinha um corsa classic, comprou um Honda City em menos de um mês, coincidentemente. Detalhe é que ela ganha bem menos que meu pai, nem sei como está pagando esse carro.. rsrs
            É muita coincidência né? rs

          • Monalisa

            O celular é onde mais vejo essa “ostentação”. Tenho meu celular, de 2008 que funciona perfeitamente bem e não troco. Não vou comprar celular caro por modismo e competir para ver quem vai ser roubado primeiro.. rs
            Juro para você que não vejo lógica de a pessoa está toda ferrada financeiramente e mesmo assim pagar para ter essas coisas para se mostrar mesmo estando na merda.. =/.
            Por isso muita gente prefere pagar aluguel e andar de carro importado por ai. =/

          • Iskander M

            A melhor tecnologia sempre é a (n – 1) – anteriror a nova. Os carros são até piores, mas eu sou suspeito pois eu gosto dos antigos.

          • Paulo

            na verdade foi um teste com a seguinte dinamica, pessoa A recebe 50 reais e pessoas B e C recebem 25.
            depois de um tempo a pessoa A passa a receber 100 enquanto as pessoas B e C passam a receber 200.
            Comprovou-se que mesmo a pessoa A recebendo o dobro ela estava mais insatisfeita do que antes, chegando-se a conclusão que a satisfação/felicidade esta ligada diretamednte a quanto vc tem a mais que os outros a sua volta e não diretamente a quanto vc tem!

    • Stan Lewis

      Pois é, é lamentável mesmo, tantos caras bons por aí e a moça vai no que não está nem aí rsrsrs, eu tambem acho que a maioria só arrumam namorados pra ficar mostrando pros outros e não porque são ‘namorados que prestam’, eu acho que boa parte liga mais para o que os outros pensam do que pra si mesmo, e isso gera sofrimento para a própria pessoa, e quase nunca aprendem a tomar jeito, preferem ser masoquistas mesmo, sofrerem e tal rsrsrs. Se eu estou afim de uma mulher e percebo que ela é desse tipo, eu caio fora.

  • Monalisa

    Já falei isso em um poste anterior, quem gosta corre atrás, e arruma tempo. Ele poderia muito bem separar, um final de semana para o futebol, e outro para você. Mas parece não se importar já que você sempre está atrás dele, independente de gostar ou não.
    Ora, se não está afim do futebol, não vá. Faça outras coisas, se não gosta dos amigos deles, não saia com ele e os amigos dele, você tem opção e vontade própria. A solução não é fazer tudo que ele quer.
    Só acho que um ano de relação é muito pouco para ele estar tão desinteressado em você. Pode não ser o caso, mas tem muito homem que não tem coragem de terminar a relação e começa a deixar a parcela de lado, para ela tomar a iniciativa e terminar.

  • Natália

    Querida leitora, seu problema é de sintonia. Vocês não parecem estar na mesma sintonia. Para alguém que se diz tão exausta da situação, você fala demais. E esse é o problema. Reclama e só. Cadê a iniciativa de mudar? Acredito que a Luíza está correta ao dizer para você procurar suas próprias coisas. Quem sabe assim, com um gole de insegurança, seu namorado não se toca?

    • Paulo

      TURN DOWN FOR WHAT! auhsuhaushuhauhsau

      • Natália

        Kkkkkkkk fui grossa? Ai essa mania das pessoas de terceirizar responsabilidade. Como se a obrigação de me fazer feliz fosse do outro e não minha. Ué. Não está minimamente satisfeita? Então que procure outro rumo…

        • Paulo

          Não grossa, foi mais pra corte seco tipo esse aqui https://www.youtube.com/watch?v=RMpibgHpCjc

          • Natália

            Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk mas como eu ri. Não era a intenção. Ou talvez era. Quem mandou eu comentar estando estressada né?!

    • Insegurança: o tempero que se for em pequenas doses adocica muita relação kkkkkkk

      • Natália

        kkkkkk e como. Mas sabe o que eu penso? Essa tal insegurança movimenta a energia de quando a relação é entre inconscientes. Digo isso porque é o que parece.

        • Como assim entre inconscientes Nat?

          • Natália

            Olha, Lu. Eu penso assim: a Galina se diz apaixonada pelo Fulano. Mas não sabe definir bem o que gosta nele. Afinal, ele demonstra ser feito para ela e ele é “super bacana”. Na verdade, quem diz isso é o inconsciente dela. Ela se apaixonou pela própria imaginação e por suas projeções. Mas passado o tempo, Galina quer se livrar das atuações e ser ela mesma. Quer mostrar ao namorado que odeia futebol e os amigos dele. Já Fulano entra no mesmo conflito: quer ser ele mesmo. Mas a Galina, ainda permeada com suas idealizações, nega isso a todo custo. O que eu quero dizer é: quando o consciente participa da escolha do parceiro é porque já entronizou a ideia de que somos sozinhos. Daí, retiram-se as expectativas que fatalmente levarão ao sofrimento e se tem relacionamentos saudáveis. Do contrário, se eu não defino exatamente quem sou eu, o que eu quero e, principalmemte, porque eu quero, o inconsciente é quem irá comandar o relacionamento. E é aqui que a insegurança tem vez.

          • Hamilton

            Caramba… isso deu um nó na minha cabeça.

  • Mika

    Leitora, você está cometendo o mesmo erro que a maioria das mulheres: Quer moldar seu namorado até ele se transformar no príncipe idealizado. Sinto informá-la, mas esse caminho é a trilha para a infelicidade conjugal!

    Como disse a Natália, vocês são diferentes e não estão sintonizados. Você quer exatamente aquilo que ele não está disposto a lhe dar: O direito de viver a vida da forma que escolheu e acha justo (afinal, a vida é dele, certo?). O jeito dele a incomoda? Aceite ou arrume outro. Se não gosta das mesmas coisas que ele, também não pode esperar que ele goste das que lhe agradam. ODIAR futebol, e ODIAR ainda mais os amigos dele, é um sinal claro de que esse relacionamento vai pro buraco logo logo.

    Gosta dele e quer mantê-lo perto? A Luiza deu o caminho… Torne-se independente e tenha vida própria. Se fizer isso direito, verá que não sobrará muito tempo pra ele também. O importante não é a quantidade, mas a qualidade do tempo que passam juntos.

    Deixe de frescura e aprenda a gostar de futebol…. e verá esse homem feliz e orgulhoso ao seu lado. Caso contrário, será melhor adotar um cachorro…
    Boa sorte!

    • Rapha

      Olá Mika, Gosto muito dos seus conselhos! Vc é muito sincera!
      Gostaria de uns conselhos tbm, se puder me enviar seu email.

  • A Ghoul Writer

    Gente idiota que coloca sua própria vida em segundo plano pra agradar os outros. Não entendo essa dependência toda. Ele não liga pra vc? seus interesses não batem? ele não se esforça? Manda se foder e parte pra outro! pqp.

    Só mais uma coisa: Vc diz que seu namorado é ‘super bacana’, mas vcs só se veem no final de semana, mal saem juntos e ambos odeiam os amigos um do outo. Qual a parte ‘bacana’ do relacionamento? O sexo? Porque pelo seu relato é o único motivo que sobra pra querer manter isso. Se for, não pode reclamar de nada. Nenhum dos dois tem algo a mais pra oferecer ao outro. Se está insatisfeita, já sabe a resposta.

    • É esse o grande mal das mulheres: excesso de paciência e de crença que conseguirão mudar um homem.

      • Monalisa

        Já estou careca de ver mulheres assim. Além de ser um erro elas tentarem mudar o homem, ainda insistem em colocar a culpa neles depois!
        Não precisa mudar, apenas se adaptar um ao outro.

        • A Ghoul Writer

          Acho que se adaptar é válido até um certo ponto. A partir do momento que começa a interferir nas suas coisas é hora de cair fora.

          • Monalisa

            No caso acima, o cara não precisa para de jogar futebol. Poderia revezar os finais de semana entre futebol e ela. Ou sair de noite com a namorada sem deixar de fazer o que gosta. Isso seria uma adaptação ao meu ver.

            Quando nos relacionamos , temos que encaixar a pessoa em nossas vidas, não podemos continuar fazendo cem porcento das coisas que faziamos como solteiros. Tem que dar atenção, se não qual o motivo do namoro? Melhor ficar com as “peguetes” que chama na hora que tem vontade.

            No caso, ele apenas diminuiria o tempo dele no futebol. Acho que não arranca pedaço. Mas ele não faz isso pelo motivo de que “cão que ladra não morde”. rs

    • Monalisa

      Pois é, também estou procurando a parte boa desse relacionamento. rsrs. E ele parece não ligar nem para opinião e preferências dela. O que ela ainda está fazendo com esse cara? rs

      • Natália

        Minha querida, nessa sociedade, só de não matar e não roubar (incluindo a corrupção) já te torna uma pessoa bacana. By ironia.

        • Monalisa

          É de fato. Talvez o cara seja um trabalhador, e estuda, e isso já é suficiente para ela. E ele não precisa trata-la bem para ser considerado “legal”.

  • Paloma

    Af, pq vc ainda está com esse cara mesmo? 0,o

  • Sei como é, no meu caso eu sempre sou a parte que cede sempre e isso é muito ruim. Infelizmente para alguns quando você é flexível demais, fica se achando no direito de fazer o que bem entende, sempre cobrando e nunca cedendo. É preciso flexibilidade para abrir mão e principalmente também bater o pé quando preciso…

    Não gosto disso, mas infelizmente para alguns casos é assim que funciona. É preciso está aberto a perder e seguir em frente, caso não tenha outra alternativa.

  • Carlos

    Estão todos enganados…
    Inveja das mulheres e homens deste blog, porque não conseguiram, ainda, encontrar seu par perfeito, como esses da pergunta. São dois chatos em perfeita sintonia! E chato, é assim mesmo, ainda escreve pra blog pra distribuir a chatice. O cara não é superbacana? Eu, e tudo mundo aqui, sonha em encontrar alguém superbacana. O meu máximo é uma bacana (mas elas nunca tem superpoderes). O cara gosta de futebol todo o fim de semana? Se veste de cheerleaders e aproveita. Continuem saindo junto da mesma forma, e alternem as caras amarradas. Ah se um dia eu tivesse alguém com tanta sintonia…

  • Gaia

    Concordo 100% com a Luiza. Dê um toque e não seja mais a única que cede. E se mesmo assim ele não se importar, procure alguém que tb queira ficar do seu lado!

  • S2CupcakeS2

    Meu ex-namorado sempre gostou de praticar esportes como no caso da leitora. Ele jogava futebol e volei tanto durante a semana quanto nos finais de semana. Nós terminamos por outro motivo, mas eu respeitava o que ele gostava de fazer e nunca brigamos por esse motivo.

    Eu acho que a leitora não é obrigada a gostar das mesmas coisas que o namorado, mas, para um relacionamento dar certo, a primeira coisa é respeitar. Se a leitora começar a respeitar os gostos dele e ele não procurar arrumar um tempo para cuidar do relacionamento, então talvez ele não goste tanto dela assim.

  • O papo é reto

    Simples. Você é uma dominada. Em um relacionamento, cada um dos dois está atrás do que quer/precisa. Ele tem o que quer, que é uma namorada e sexo fácil. Você que não está sabendo negociar o que você quer. Vale lembrar que a dinâmica de um relacionamento é estabelecido no início, mudar depois dá trabalho. Mas fecha as pernas aí e começa a fazer drama. Homem não suporta drama, e acaba cedendo só para não ter encheção de saco.