Moro sozinha e ele só vem na minha casa pra comer, dormir e vazar!

92

Leitora: Lú, boa tarde! Tenho 26 anos, namoro há mais ou menos 8 meses com um cara mais novo que eu, ele tem 21 anos, e me sinto usada por ele, pois moro sozinha, e ele meio que transparece que só vem em casa pelo sexo fácil. Ele tem de tudo aqui, dorme come e vai embora, como se eu só servisse para isso. Ele também é muito ciumento e possessivo, quer ter a certeza de que eu sempre vou estar aqui para ele quando ele quiser, não posso nem pensar em sair sem ele que o mundo parece que vai acabar, ele fica violento, apesar de nunca ter levantado a mão para mim, mas tenho medo de que isso possa acontecer.

No começo do namoro nós saíamos muito, ele era super carinhoso, muito romântico, mega atencioso,  mas agora ele nem faz questão de tentar ser assim. Queria uma ajuda para saber se o problema é minha insegurança, por já ter passado por isso antes com outros caras e ter receio dele ser assim também. Me entreguei completamente e tenho medo de sofrer mais, por favor me ajude!

Ele só quer sexo

Minha amiga, o negócio é simples: ele tá folgado, pensa que te conquistou e não tá nem aí pra se coçar, o que sugere que de duas uma: ou ele é uma pessoa extremamente egoísta, ou não está tão afim de você. De qualquer forma, a saída é sempre a mesma: espere por um milagre, ou pegue o seu banquinho e saia de fininho!!

Você já parou para pensar que talvez isso se repita tanto contigo – e com homens diferentes – por culpa sua? Explico melhor: infelizmente, ser humano é uma raça lazarenta. Se você dá a mão, eles querem o braço, pé, periquita, a porra toda. Sendo assim, se você passar a imagem de boazinha e acessível demais, eles acabam se sentindo desmotivados a te conquistar, e aí o que eles fazem? Literalmente comem e vão embora, tal como você mesma disse.

Com isso não estou querendo dizer pra você ser “mázinha”, nem uma mala sem alça, mas sim que utilize esse fato recorrente como um recado para você ser um pouco mais firme e ter mais personalidade. Eu no seu lugar, quando ele ficasse agressivo e se achando, eu falaria “engraçado que você entra e sai daqui quando você bem entende, aí quando eu faço algo que eu bem entendo, você fica nervoso? O negócio é o seguinte, ou os dois fazem ou ninguém faz“. Mas aí eu falaria isso por telefone, porque vai que o homem é bravo e me dá uma voadora rsrs.

Infelizmente, as pessoas te dão o respeito que você cultiva nelas. Ele sabe que tudo você aceita, mesmo fazendo bico, mas você aceita. Então ele vai mudar a troco de quê? Pense assim: ser humano já odeia mudanças. Isso é natural de qualquer um deles, aí você vai lá e ainda por cima não dá nenhum estímulo externo? Aí que vai ficar desse jeito mesmo!! E nem adianta fazer bico e cara feia: você precisa é de tomar uma atitude.

Como que é o esquema da comida? É você que faz ou ele ao menos tem o bom senso de pedir um “disk food” ou ele mesmo fazer às vezes? Ele te ajuda a lavar a louça? Como é o comportamento dele? Rola uma parceria ou fora você já dar a casa, tem que dar todo o resto? Você é inteligente, no fundo sabe se ele está te usando ou não.

Eu colocaria umas regras na casa: quando não tivesse comida, não ia me matar, mas sim pedir para ele trazer algo. Se ele deixar as roupas todas jogadas, falaria pra ele pegar, e por aí vai. Na educação, mas falaria, a fim de ver a reação dele: se ele se preocuparia comigo depois de ver que estou precisando, ou se é só “foda-se” mesmo. Também falaria claramente que tô cansada de ficar só em casa pra ver se ele se coça para um cineminha ou algo do tipo. Se depois disso ele começasse a parecer que tá “gostando cada vez menos” de mim, bem como começaria a perder o interesse “em ir à minha casa”, aí minha filha, a resposta já tá mais do que dada e eu partiria pra outra.

Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.