Já fui garoto de programa e gosto de ser submisso, mas ela gosta de ser dominada também!

34

Leitor: Olá, namoro há 3 anos e 10 meses e amo muito minha namorada, até já compramos nosso imóvel e tudo e planejamos morar juntos e ficar juntos. Nos damos super bem (porque quando brigamos sei que é por pirraça minha) só que antes de eu namorá-la eu era da noite e vivia com mulheres que gostavam de pagar os garotões (saiam nas danceterias da cidades e pagavam pra você sair com elas como garoto de programa) pra “pegar” elas, ou deixá-las fazer o que quiserem… Sempre fui gamado por mulheres que dominam na hora do sexo, que me batiam, me amarravam, batia na cara e enfim… e hoje não sou satisfeito com minha namorada, já conversei com ela, mas ela é igual a mim.. prefere ser dominada (claro, faço tudo que é possível para ela sentir prazer, que às vezes arranha minhas costas de sair sangue, faço realmente ela apagar na cama, realizei todos os desejos e vontades dela, e ainda fui eu que tirei sua virgindade e tals) não sei o que eu faço, cheguei próximo a trair, mas na hora eu abortei a chance e não fui, não tive coragem… O que eu faço pra acender de volta o meu T por ela?

Já fui garoto de programa e gosto de ser submisso, mas ela gosta de ser dominada também!

Menino do céu, sempre quis saber se é verdade a lenda que diz que garoto de programa tem muito mais cliente homem do que mulher e que dá mais o rabicoió do que come uma pepeka, mas deixe esse babado para responder se é mito ou verdade nos comentários kkkk. Enquanto isso, vamos ao seu caso:

Sabe o clássico dar murro em ponta de faca? Tentar cagar, mas não querer que saia bosta? É o que você está fazendo. Existem coisas que é do caráter e da vivência de cada pessoa e seria muita pretensão sua querer mudar isso. Por exemplo, você é submisso e está insatisfeito porque sua mulher também é. Logo, ela também pode sentir o mesmo, certo? Como se não bastasse, você sabe que para você não é fácil mudar, tanto é que você não conseguiu. Por que seria para ela?

Não adianta se iludir, pensar que seu tesão vai brotar do além, pensar que o amor supera tudo ou até mesmo trair usando a desculpa do “ela não me completa, por isso procurei na rua”. Se for assim, ela pode te trair pelo mesmo motivo, ou até mesmo por desconfiar do seu passado de putão. No entanto, ela está com você porque te aceita e acha que você vale a pena.

Sei que você também não a traiu, mas bem que está se segurando, né sapeca? kkkk. Com isso não quero dizer que você é obrigado a sentir o mesmo ou aceitar, porque é claro que não é, mas sim que você seja inteligente o bastante para saber onde está se metendo. Se você optar por continuar namorando, não tem nada de “e se, e se, e se”. Se for para alguém mudar, esse alguém terá que ser você, que é visivelmente o mais interessado. No entanto, implicitamente você quer que ela mude, visto que ela estando como está, o seu tesão fica quase zero, certo?

Não Luiza, eu não disse isso. Eu também topo mudar caso seja para o meu tesão voltar!

Bem, se você topa mudar, você teria que ser mais ativo, só que você não quer. Você quer ser mais submisso, ou seja, tem duas águas se batendo onde teria que ter uma pedra e uma água, entende? Também não acho que você a ame tanto assim, porque o amor nada mais é do que ver que, apesar de todos os defeitos do parceiro, mesmo assim a gente ainda se sente completo e sem vontade de procurar na rua. Se ao contrário disso, você está sentindo vontade de dar os seus pulos, é porque as qualidades dela não estão te fazendo se esquecer dos defeitos. Sendo assim, fica o clássico: que porra é essa que você está fazendo da sua vida? Tá se iludindo por quê?

Quando você conhece uma pessoa, você tem que aceitar no mínimo a “essência base dela”, justamente por ser algo extremamente difícil de mudar e é melhor que já venha “pronta”. Pode acontecer dela mudar? Sim, e se acontecer, ótimo e parabéns pra você. Só que você não pode criar essa expectativa. Do contrário, se nada acontecer, você acaba frustrado, tal como está agora. E se você se arriscar, depois não a culpe chamando-a de “sonsa” ou “monótona na cama” caso dê tudo “errado”, porque isso é apenas o perfil base dela que você aceitou ao continuar com a mesma. O risco é seu, a dor é sua e só você sabe o quanto cada coisa vale. Só acho que você não merece sofrer vivendo pela metade, nem ela ser traída por não ser quem você gostaria que ela fosse.

Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.