Estou apaixonada pelo meu amante, mas ele não conseguiria arcar com as despesas que preciso no momento!

66

Leitora: 26 anos, casada com marido (36 anos) há 3 anos e meio. Meu casamento nunca foi ruim e ao mesmo tempo nunca foi perfeito. Eu e meu marido somos muito diferentes em TUDO. Ele gosta de ficar em casa jogando videogame e fumando maconha. Eu gosto de sair, passear, viajar e ficar com a família. Ele é um pouco distante e não muito carinhoso, mas também não me incomoda, não me cobra carinho, presença e não se importa em eu viajar com a família e a trabalho (que ocorre bastante). Conheci um cara através do trabalho, ele é solteiro e tem 31 anos. Começamos a nos envolver e o negócio ficou sério. O gato é sintonia total comigo. Quando estamos juntos é tudo ótimo, maravilhoso, não tenho vontade de voltar pra casa e me sinto feliz. Em casa automaticamente tudo esfriou, não transo mais com o marido e ele parece não sentir falta. Tentei me separar e caiu a casa, ele chorou e sofreu e pediu uma chance (mas nada mudou). 

Acontece que o amante não suporta mais me dividir, quer que eu largue o casamento pra ficar com ele. O problema é que eu invisto todo meu salário na minha faculdade e não conseguiria pagar um aluguel sozinha. Dessa forma, fica confortável para mim manter o casamento porque ele paga tudo dentro de casa. Mas ali não estou feliz e o amante não quer mais essa situação e infelizmente não tem condições de me ajudar a sair dali. Eita situação hein. O que fazer?

Estou apaixonada pelo meu amante, mas ele não conseguiria arcar com as despesas que preciso no momento!

Obrigada pela sinceridade. Gostei de já soltar a verbo em falar que está sem grana e que o amante é “pobrinho” kkkk. Tá certa, pois é só assim que eu posso tentar te ajudar!

Não precisa nem falar que é errado você ficar com seu marido só porque ele te ajuda a pagar as contas, porque isso você já sabe. O que te falta agora é tomar coragem e se virar. Entendi que o seu trabalho paga os seus estudos, mas se a conta fecha certinha, cogite voltar a morar com os seus pais, vender algo pra tirar uma grana extra, morar com algum amigo, ou até mesmo ir para um lugar mais simples do que o atual: até mesmo um “pensionato”. Sei que isso é chato, você pode pensar que é “regredir”. Porém, muitas vezes precisamos dar um passo pra trás, se organizar, para depois continuar indo pra frente, né?

Outra ideia que eu poderia te dar é alugar um lugar bemmm mais barato com o seu amante, mas, por enquanto, acho melhor não! É melhor você começar aos poucos, ir “namorandinho” mesmo, porque sabe como é, já começar no estresse da pobreza, morando junto e se conhecendo tão pouco pode mais atrapalhar do que ajudar vocês. Sem contar que pode ficar mais chato ainda pro seu marido que, mal terminou, e já vai ver a mulher indo morar com outro peru kkkk.

Se você já está naquela fase do colocar um monte de justificativa pra terminar com o namorado enquanto elogia o amante tudo de bom que você está apaixonada, então eu penso assim: tudo na vida é um risco (ó, não me diga! Mas a gente bem que se esquece do óbvio nessas horas, né?). Não dá pra você abraçar o mundo, até porque, se você gosta mesmo é do amante, já já você vai é queimar sua cara com ele de tanto que engana e enrola o maridão. Sabe como é né, ainda que o bofe diga que te ama, ainda assim, muito provavelmente ele faz parte de uma cultura social que diz que mulher que trai merece no mínimo um pontinho a mais de desconfiança. Ou seja, quanto mais você for “bundona” e não se separar do seu marido – ainda que inconscientemente – mais você vai queimar a cara com o amante que, ao contrário de você, está solteiro e te vendo levar uma vida dupla.

Porém e paralelamente à isso, também não se esqueça que pra ele é muito cômodo te mandar jogar tudo pro alto, visto que ele não tem nada a perder e, sabe-se lá se ele também fosse casado, se estaria nessa praticidade toda te mandando cair fora. Seja inteligente e coloque sempre dois pesos em tudo.

Você pode sim cogitar começar do zero, mas nunca se esqueça do óbvio que diz que uma paixonite nova pode te enganar na emoção ao ser comparada à um relacionamento antigo. Então, vá devagar com a dor. Veja se esse amante é realmente esse estouro todo que você está pensando e se vale mesmo a pena largar o maridão que, querendo ou não, ainda que você coloque um monte de defeitos nele, deve ter tido a sua graça pra você ter se casado com ele.

Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.