Eu sou chata e chiliquenta, mas na verdade o que eu quero é namorar com ele!

24

Leitora: Eu (19 anos) estou dormindo faz mais de um ano com o mesmo cara (23 anos). No começo, mesmo tendo perdido minha virgindade com ele, eu não queria namorar e deixei isso claro. Mas acabei me apaixonado depois de um tempo. Eu e ele já conversamos várias vezes sobre namorar. Ele diz gostar de mim, mas que falta algo e que se eu já brigo, critico e cobro muito mesmo não namorando, ele não vê como daria certo um namoro. Mas eu acabo brigando justamente por não ter o que quero: um namoro. Às vezes também reclamo para testá-lo. Se me usa só para sexo – ele sempre nega – merece aguentar minhas chatices. Não sei se vale a pena parar com as cobranças e deixar rolar. Me parece que ele já está acomodado. Estou cansada de reclamar. Acabo me sabotando, não mostrando meu lado leve, sendo grossa, cobrando e controlando o que não teria direito. Ele já disse “quando está tudo bem, você acaba dando um chilique“. Eu já quis parar com isso várias vezes, mas sempre volto atrás. Vale a pena ficar nessa situação? Será mesmo que se eu deixar rolar e ficar mais tranquila, ele vai me ver com outros olhos? Me sinto muito imatura nessa situação.

Eu sou chata e chiliquenta, mas na verdade o que eu quero é namorar com ele!

Minha amiga, sinto te informar, mas você está sendo chata pra caráleo e ele deve estar é muito afim de você ou ter muito baixa autoestima pra te aguentar kkk. Entendo perfeitamente a sua lógica: por você (também) ser insegura, acaba procurando um jeito de “se aparecer mais”. Só que você faz isso da pior forma possível, que é dando piti do além e enchendo o saco, coisa que nem precisa dizer que, fora ninguém gostar, os homens gostam menos ainda. Sem contar que ele nunca vai imaginar que você está fazendo isso porque quer ser pedida em namoro, e mesmo se ele percebesse, aí sim que ele ia broxar e te achar imatura mesmooo!

Não adianta, ao se comportar assim, você vai chamar a atenção, mas sempre no sentindo oposto ao que você espera. Pense assim: supondo que ele nunca te peça em namoro, se você for chata, aí que ele não vai pedir NUNCA MESMO, entende? Ou seja, se nada é garantido nessa vida, você tem que fazer a sua parte e relaxar pra não piorar ainda mais o que já está ruim.

A partir de hoje, não dê mais chilique e seja legal. Eu sei que você consegue, vai! E se você não está satisfeita com a situação, livre-se dela (ou dele, rs): o que não dá é: fora perder o boy, perder a dignidade também. Pare de cobrar, pare de pensar que vai namorar com ele e aprenda a simplesmente se divertir. Pense que no momento não te resta alternativa melhor do que essa – a não ser que você queira dar um pé nele kkk.  E se um dia ele fizer algo que você não gosta, aí sim você fala, mas sempre tendo o bom senso de saber se o que você está cobrando é realmente justo e coerente.

Por exemplo, uma coisa é você brigar porque, sei lá, ele foi grosseiro com você. Outra coisa completamente diferente é brigar “só porque ele não te pede em namoro”, visto que isso é algo que ele deve querer fazer, não ser obrigado a fazer. Não tenha dúvidas de que você conseguirá muito mais atenção se respeitando e respeitando os limites dele, do que simplesmente querendo forçar uma situação.

No fim, não pense “ah eu vou ficar mais legal pra ver se ele namora comigo“, mas sim “eu vou ficar legal porque ninguém merece conviver com uma pessoa insuportável e isso independe dele querer ou não namorar comigo. E se ele não me pedir em namoro, ao menos não vai ficar falando pra todo mundo que eu sou uma mimada loke“. E acrescente, “e se eu tiver me queimado demais a ponto de não ter mais volta (mas acho que terá volta sim se você se comportar, heim?), cabe a mim procurar outra pessoa e aprender a lição para não me queimar com o próximo”.

Beijo, beijo, beijo. Tchau!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.