Quero ser sustentada por ele!

103

Leitora: tenho 24 anos, sou uma jovem de classe média baixa e estudante de arquitetura. Num país onde possui um sistema capitalista, você só tem acesso à educação, saúde e outros meios se possuir um bom posicionamento social e uma excelente condição financeira. Por isso, sempre almejei por encontrar alguém bem de vida, mas por não possuir o tipo de beleza ditado pela mídia, nunca acreditei que fosse encontrar.

Enfim, encontrei o “J” em um site de relacionamento: ele é muito bem sucedido, nacionalmente conhecido, possui mansão, cobertura, casa de praia, diversos empregados, entre outros, ou seja, um bom posicionamento social e uma excelente condição financeira – pode muito bem me sustentar e alavancar minha carreira. É casado e 30 anos mais velho que eu, somos amantes e temos um excelente relacionamento, gosto muito dele, o sexo, o diálogo, tudo é muito bom, mas me falta o lado financeiro, não sei ainda como fazer para que ele me sustente, este é o meu questionamento: como fazê-lo compreender que preciso de uma ajuda financeira. Não preciso de muito, cerca de mil reais mensais.

Quero ser sustentada por ele!

“Não preciso de muito, cerca de mil reais mensais”.

HAHAHAHA Jesus me socorre! Jesuisssss de novo! Sei que tem muita gente que vai te chamar de piranha, que vai dizer “Quer dinheiro? Conquiste o seu“, mas eu senti certa ingenuidade (mesmo que “piranhística”) na sua pergunta. O mundo não é assim não, minha amiga. Senta que vou te explicar…

Primeiro, ele pegou uma “novinha 30 anos mais jovem”, ou seja, se ele for como 90% dos homens nessa situação, vai pensar que você está com ele pelo dinheiro (e ele nem estaria errando muito, né?) e justamente por isso ficaria com pé a trás em te dar, ainda mais se ele pensar que você “já dá de graça” ou que “não vale o preço” (sim, é um pensamento sujo, mas temos que ser realistas com o padrão social de pensamento). Sem contar que, se ele tem esposa, não é tão fácil assim te sustentar: ele teria que ter muito trabalho em esconder isso tudo, teria que ver como usa o cartão sem dar na cara, etc. Se é muita dor de cabeça e burocracia para se arriscar, a tendência é ele querer continuar no grátis mesmo.

Pelo o que eu entendi, não é bemmmm que você quira se “prostituir”. Se você quisesse, acredito que você já iria pra profissão de fato, mas sim que você pensa que, por ele ser muito rico, mil reais seriam como comprar uma balinha para ele. Mas só pra constar: pra maioria dos ricos, muito dinheiro é pouco. Sem contar que provavelmente ele sabe a luta que foi para conseguir o que tem (ainda que alguns queiram chamar de sorte) e não vai querer abrir mão tão fácil assim, ainda mais não tendo obrigação nenhuma de te sustentar. Tenha mais cautela nisso aí – mais ainda se você gostar dele e não tiver a intenção consciente de pagar de puta.

Se você realmente gosta dele como diz, ou até se não gosta também kkk, você tem que entender duas coisas:

1- Você é a amante, não a oficial. Tudo bem que às vezes a amante ganha mais dinheiro do que a oficial, até como uma espécie de “pagamento” que o cara dá para pesar menos a consciência e você encher menos o saco, entre outros motivos, porém…

2- Entenda que ele só te dará dinheiro quando quiser e se quiser e qualquer tentativa de mudar a situação pode acabar fazendo ele perceber que você tá de interesse. O que seria bom pra ele, mas péssimo pra você.

“Ah Luiza, mas deve existir alguma indireta!”

O problema da indireta costuma ser que geralmente ela é uma direta e a gente que se ilude que está disfarçando. Depois, eu não sei se ele entenderia esse seu raciocínio: ele pode simplesmente pensar que você é uma vagaba e pronto, que é o que acredito que 80% dos leitores desse site vão pensar. Só você pode se julgar, porém, entenda que mesmo assim as pessoas te julgarão – e julgarão pesado.

Eu no seu lugar usaria o caso dele como inspiração para subir na vida: ele conseguiu, por que você não?

“Ah Luiza, mas eu nasci pobre e fodida”.

Tudo bem, não sei se você tem religião, ou alguma crença filosófica, mas acredito que não só as pessoas têm o que merecem, como muitas, mas muitas vezes mesmo, o que a gente pensa que é ruim no momento será justamente o que nos salvará no futuro. Pode acreditar: muita gente conseguiu ficar rica justamente por já ter sido pobre no passado, porque isso deu garra e demais itens necessários em dobro – diferente de muita gente classe média (óbvio que não todos) que já nasce acomodada e depois não sabe nem como usar o dinheiro dos pais.

Não queira vencer fácil, minha amiga. Sei que é tentador no começo, mas se você seguir meu conselho e vencer, tenho certeza de que você não só agradecerá, como terá orgulho de você mesma. E se um dia ele quiser te ajudar, ok, mas não espere, nem tente ludibriá-lo para conseguir isso. Sua consciência agradecerá.

Boa sorte!
Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.