Relato de uma mulher que já sofreu assédio, agressão, venceu um câncer e agora ajuda outras mulheres através do Coaching

16

“De onde tirar forças para se levantar, superar suas dores e vencer as dificuldades se tudo na sua vida estiver um caos?”

Relato de uma mulher que já sofreu assédio, agressão, venceu um câncer e agora ajuda outras mulheres através do Coaching

Eu me perguntei isso diariamente por muito tempo e também pergunto para as pessoas que convivem comigo até hoje, e as respostas são basicamente as mesmas: “Como vou conseguir fazer isso?”, “De onde vou tirar a força e a coragem necessária para mudar?”. E de VERDADE, entendo perfeitamente esta reação, já que por muitos anos, essas respostas também fizeram parte da minha realidade em decorrência da vida de merda que eu vivia.

E eu sou a “famosa quem” para me achar no direito de compreender ou não o que você pensa ou deixa de pensar e para entender o que você sente, se eu nem te conheço? Me chamo Cintia Souza, sou idealizadora do Programa #EuemAlta e ajudo mulheres como você a resgatar e fortalecer a autoestima, mesmo nas situações mais desesperadoras da vida. Faço isso através de uma metodologia de condicionamento neuroassociativo, ou seja, eu te ensino a ter novos hábitos fortalecedores, a mudar os pensamentos que te jogam para baixo e a ter o controle da sua mente para não perder o equilíbrio, bem como o controle emocional, de forma que você consiga superar traumas emocionais decorrentes das decepções e frustrações nas quais todos nós já passamos ou passaremos um dia.

Hoje eu tenho 32 anos, sou formada em Coach, especializada em Programação Neuro Linguística. Sou verdadeiramente feliz, realizada e equilibrada emocionalmente, livre de qualquer aprisionamento emocional, livre de culpa ou dor, mas nem sempre foi assim…

Até os meus 27 anos, a minha vida foi muito contrária do que eu vivo hoje. Sofri assédio sexual aos 12 anos e poucas pessoas acreditaram em mim por achar que eu havia inventado. Tive 2 filhos, sendo 1 de cada pai e senti vergonha disto por muito tempo, pois achava que nenhum homem me aceitaria. Fui traída e agredida fisicamente e muitas vezes oprimida, desmoralizada e humilhada moralmente por não poder expressar meus desejos e vontades. Tive que entregar meus 2 filhos para os pais criarem por não ter condições financeiras e psicológicas de criá-los. Fui criticada pela minha família e amigos por ter dado meus filhos. Não tive o que comer por muitas vezes e para resumir e não me estender muito, descobri um câncer de mama e não compartilhei isso com ninguém da minha família por medo e orgulho. Encarei todo o tratamento sozinha, logo após ter sofrido mais uma decepção e separação amorosa.

Se você for observar, dos 27 aos 32 anos são apenas 5 anos, e isso para uma história de vida pode parecer pouco tempo. Porém, para quem estava sofrendo, para quem estava sendo humilhada, para quem tinha uma vontade enorme de sair de toda aquela situação, mas tinha medo de dar o primeiro passo, viver isso por 5 anos pareceu uma eternidade.

Houveram 2 pontos fundamentais que fizeram com que esses cinco anos durassem de fato apenas cinco anos, pois se eu não tivesse descoberto esses dois pontos, provavelmente esses 5 anos teriam durado mais 27. E caso você também esteja vivendo alguma situação semelhante, eu quero compartilhar contigo essas duas forças de forma que elas te ajudem como me ajudaram.

Por muito tempo eu adiei as decisões mais importantes da minha vida, aquelas que me libertariam e me fariam feliz pra valer, porque eu sentia medo. Eu tinha medo de tentar e de não dar certo, medo de ser mais uma vez humilhada, medo de ser rejeitada, medo de fracassar e sobre tudo, medo de não atender às expectativas dos outros. Isso acontecia porque eu vivia em função do que os outros esperavam de mim, e eu não sei se você já passou ou passa por isso, mas viver pelas expectativas dos outros é agoniante e só te traz mais traumas, te gera mais insegurança, te causa mais dor emocional e elimina de vez a sua autoestima.

Então se você quiser saber quais são e como eu usei essas 2 forças interiores para resgatar a minha vida, forças essas que eu nem sabia que tinha e que você também TEM (mas talvez, assim como eu, nem saiba que possui), ACESSE AQUI.

Mas veja, não estou dizendo e nem vou te dizer que é fácil, pois não vou te revelar nenhuma fórmula mágica, então se você estiver esperando por isso, nem precisa acessar, pois pelo menos comigo, no meu mundo real, eu precisei realmente de atitudes concretas. Porém, posso te assegurar que apesar de não ser fácil, FUNCIONARAM.

#EuemAlta

Cintia Souza

************************************************************

As empresas e publieditoriais são cruciais para a manutenção e existência desse site, porém, só passam por aqui aquelas que gosto, e/ou que trazem algo de útil e relevante para o leitor. 

Instagram
Share.

About Author