Ele só pensa em carro e moto e quando é pra gastar com a gente, nunca sobra dinheiro!

59

Leitora: Tenho 21 e ele 20. Namoro há quase 4 anos e meio e temos um grande problema: sou consumista assumida, adoro comprar roupas, sapatos e não tenho dó de gastar dinheiro com diversão para nós dois, desde viagens até cineminhas. Acho que não faz sentido trabalhar, se matar a semana toda e no final de semana ficar enfurnado dentro de casa sem nada pra fazer. Já ele, só pensa em carro e moto, vive reclamando que não tem dinheiro para investir nele, mas só gasta com carro e moto.
Fiz aniversário há alguns dias, e tínhamos combinado de sair para jantar e tal, então chamei ele para irmos num restaurante, onde iríamos gastar cerca de 50 reais e ele simplesmente disse que não tinha dinheiro pra ir (toda vez que saímos, rachamos até o último centavo), sendo que no dia anterior ele havia gastado mais de 100 reais com o carro.
Eu sei e entendo que é o que ele gosta e super apoio que ele tenha uma distração, mas poxa, ele não se interessa em fazer nada além de ficar em casa e assistir filmes na tv, e quando quer sair é para no máximo ir ao motel. Estou cansada disso, quero curtir minha vida, viajar, conhecer lugares novos, mas ele não está na mesma vibe. Disse que não vale a pena gastar dinheiro numa viagem que nem vai lembrar daqui um tempo (uma viagem comigo seria tão ruim que ele nem iria se lembrar mais?!). Gosto muito dele, ele é super especial pra mim e em relação a carinho e respeito não tenho o que reclamar. Mas acredito que não vou ser feliz plenamente, se caso viermos a nos casar e eu acabar trancada dentro de casa vendo a vida passar.

Ele só pensa em carro e moto e quando é pra gastar com a gente, nunca sobra dinheiro!

4 anos e meio de namoro + todas essas atitudes podem facilmente defini-lo como acomodado. Ou você sempre soube onde estava se metendo, mas só saturou agora?

De qualquer forma, ambos parecem sofrer do mesmo problema: gastam demais e com coisas “fúteis”. Mas tá, é um hobby, é legal, todo mundo merece. Ninguém precisa trabalhar só pra pagar contas, etc, mas eu penso assim: “pobre” tem que economizar, e tem SIM que ter prioridades. Na verdade, até rico tem prioridade, pobre não vai ter? Quando falo pobre, resumo qualquer pessoa que não tenha dinheiro sobrando ao final do mês kkkkk.

Se você realmente quer ficar com ele e acredita que ele gosta de você, tem que falar tudo sem rodeios. Do tipo, que se chegou ao ponto dele não ter dinheiro nem para RACHAR uma conta no dia do seu aniversário é porque já virou zoeira demais, né? Realmente, parece que ou ele é muito infantil e sem noção – tipo aqueles caras que mesmo que goste, só dá valor quando perde ou ganha uma “socada na cabeça” – ou você não é a prioridade. De qualquer forma: dá zero pra ele.

Proponha a ele que vocês economizem, cada um, “x reais (porcentagem do salário, etc)” por mês pra poderem fazer coisas fora: seja jantares ou o que mais vocês acharem necessário. Só que atenção: vocês devem chegar a esse acordo do “grana versus o que fazer com ela” juntos. Nisso você fala que está insatisfeita com x, y e z e pergunta com o que ele está insatisfeito também. Anotem tudo em um caderninho e assinem: isso ajudará não só a “fixar a ideia”, como dará aquela noção de “palavra dita é cumprida”, sabe?

O importante é que ele no mínimo concorde que está precisando ter mais planejamento financeiro. E quem sabe até mesmo você, né dona moça? Ou você usa tudo que compra? Assumir seu consumismo é legal, mas mais legal ainda seria se você tentasse se controlar um pouco também, até pra dar exemplo pro boy – que pode se esquecer que no seu caso sobra dinheiro pra gastar com ele enquanto o dele não sobra nada pra você kkkk e só pegar a parte que lhe é conveniente, que seria te ver gastando horrores com coisas de mulher e querer fazer o mesmo com ele.

A propósito, se ele está tão ruim de grana assim ao final do mês, por que ele tem um carro E uma moto? Brinks, não pergunta isso não senão ele te mata porque ele também já sabe a resposta kkkkkk. Só entenda que, dizer que é “porque ele gosta” não é resposta viável, visto que certamente ele também gosta de você. Ou não?

Por fim, chegamos ao verdadeiro contraste entre vocês: o cara é caseiro, você não. O lado bom é que dá pra colocar essa parte na listinha acima e chegar a um meio termo. O ruim é que não dá pra julgar que ficar em casa é perda de tempo, assim como não dá pra dizer que quem viaja e sai todos os finais de semana curte a vida. No fim, são apenas estilos de vida de pessoas que, se estão felizes, devem ser respeitadas. Porém, se estão juntas, devem tentar se agradar também. No fim, é propor uma mudança boa pros dois lados, no estilo eu faço um pouco e você outro pouco, ou então fiquemos sozinhos, que aí sim cada um poderá fazer tudo que quiser.

****************************************************************

Um dos primeiros vídeos que fiz, foi de dicas para fazer o dinheiro render. Assista e mostre pra ele, quem sabe não ajuda em algo?

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.