8 Curiosidades sobre o Orgasmo!

33

Como chegar ao orgasmo mais facilmente? Qual é a melhor posição? Usar camisinha atrapalha? E o curioso squirt? Rola mesmo de chegar lá na academia? Essas e outras curiosidades sobre nosso amado orgasmo!

Já assistiu?

Como chegar ao orgasmo mais facilmente?

Vídeo  novo toda segunda (e às vezes alguns vídeos surpresas! ).

Assine o Canal e não perca nenhuma atualização.

 Fanpage, Instagram, Twitter,

Snapchat (pergunteamulher)

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.

  • Carlos

    Orgasmo caminhando!!!!
    Vamos trocar a expressão “cagando e andando” por “gozando e andando”…
    Pergunta pras meninas: Eu tava sentando num bus cheio de gente e uma mulher em pé “grudou no meu ombro” e de-lhe esfregar a batatinha… Eu comentei com um colega, e para minha surpresa, ele já tinha passado pela mesma coisa… Vocês costumam abusar assim de nois? kkkkk

    • Mika

      ahhhhhhhhhh… eu bem que gostaria… que vontade de dar o troco… kkkkkkkkkkk
      Acho que se você perguntar pra qualquer mulher desse blog, vai obter a mesma resposta. Já perdemos a conta de quantas encoxadas levamos em busão, inclusive essa daí, de ombro. Uma vez um sujeito me ofereceu o lugar dele. Eu respondi que não precisava, mas ele insistiu. Quando me sentei, ele ficou em pé, ao meu lado. Não demorou muito até que a “ombrada” começou. Cada curva que o ônibus fazia, o cara caía em cima de mim. Fiquei puta, mas não tinha muita malícia na época e fiquei sem graça e sem saber direito o que fazer. De repente, tive uma ideia. Estava voltando da escola e tinha nas mãos uma prancheta e livros. Então, segurei a prancheta em pé, em diagonal, com o prendedor voltado pro lado dele. A cada curva contrária, eu jogava o bico da prancheta, com vontade, pra cima do bicho de pé. Não demorou muito pro sujeito mudar de lugar. O que me deu mais raiva, é que eu tinha dado umas olhadas pro cara no ponto de ônibus. Era um tipo bonitão… rs
      Na verdade, o problema é muito sério. A primeira vez que levei uma encoxada num ônibus, tinha 10 pra 11 anos e estava na 5ª série. Foi logo que comecei a pegar ônibus sozinha pra ir pra escola. Nunca me esqueci. Estava em pé e um sujeito de terno e gravata, de uns 40 anos, encostou em mim. Mudei de lugar umas 4 vezes, mas dava uns 2 minutos e o sujeito estava de novo atrás de mim. Só me livrei dele quando desci do ônibus, perto de casa.

      • Mas gente……

        é assustador pensar nisso

        e sinceramente não imaginava q mulher tbm fazia isso, como assim?????

        Assustador Mika, ainda bem q o cara não te violentou e vc conseguiu ir embora, menos pior de horrível, né?

        E cara de pedra, oq vc fez com a mulher sem vergonha do busão? Será q já rolou isso com mais alguém por aqui?

        • Carlos

          Pois teve a pouco a campanha dos relatos de primeiro assédio. Mulheres conhecidas contaram suas histórias. Todas no mesmo nível do que a Mika disse. É tensa esta vida… e não parece melhorar.
          Mas a minha, que aconteceu uns cinco sete anos atrás, parece brincadeira, e durante um bom tempo eu pensei que fossa a minha imaginação fértil, mas conversando ano passado com um colega (a dele foi numa balada) e somando outras cosas, tenho certeza de que fui “molestado”. E olhe que eu fiz uns teste. Movia discretamente o corpo, e … nada. Ela grudava de novo… Ela tava conversando com uma amiga do lado, e tentei prestar a atenção, mas o tom da voz dela não mudava. Antes que eu pudesse tentar um outro tipo de contato, elas desceram.
          Restou eu seguir viagem de ombro duro…

          • Ainda to chocada ….

            será q já rolou com mais algum menino aqui?

          • Rodrigo Silva

            De ombro duro! hahahahahahahahaha! Definiu bem a situação.

      • Rodrigo Silva

        Caramba! O caso foi sério mesmo. Desprezo quem comete abuso contra crianças ( contra mulheres adultas tambem). Precisamos de leis mais severas contra esse tipo de coisa.

        • Mika

          Pois é… Não sei como você e o Carlos se sentiram durante a experiência, mas pra nós, mulheres, é extremamente constrangedor. Sentimo-nos acuadas e ofendidas. Mesmo sabendo que o sujeito não pode fazer praticamente nada contra nós num lugar público, surge uma inexplicável sensação de medo. Imagine, então, o que passa pela cabeça de uma criança. Por isso, sou defensora do vagão exclusivo para mulheres em trens.
          Também concordo sobre as penas mais severas pra esse tipo de crime, mas de nada adianta leis mais severas se elas não forem cumpridas.

          • Rodrigo Silva

            Disse tudo. Criança não é brinquedo sexual.

          • Carlos

            Mika, é tão diferente a maneira de homens e mulheres encararem estas “invasões” que não cabe uma comparação. Não há simetria. O exemplo que eu citei, é interessante por que ele foge do senso comum, mas não é exatamente uma exceção… acredite se quiser…

      • CAMILA ALVES

        Mika, tive um lance parecido. A primeira encoxada que levei também foi dentro de um ônibus, eu tinha 15 anos, mas com a inocência de 10. E era virgem, não fazia ideia de nada. O ônibus nem estava cheio, mas eu estava de pé porque não tinha lugar para sentar, daí um tiozão colou em mim. Eu estava com uma calça bem molinha, de seda… juro que na inocência total… o véio não saía de cima de mim, eu mudava de lugar, daqui a pouco ele ia atrás. Um pouco antes de eu descer (plena Avenida Paulista, ia para meu primeiro emprego, uma loja do MC Donalds), ele disse alguma coisa como “que gostosa”, não lembro exatamente porque eu estava muito nervosa, sem saber o que fazer na situação. Minha calça ficou úmida, acho que o véio gozou… só de lembrar disso me dá um ódio… se fosse hoje, ele tomaria uma voadora na cara e eu ia parar na delegacia.

        • Rodrigo Silva

          A culpa não foi sua.Seria uma voadora bem merecida.Pessoas assim tem que sentir a mesma coisa para ver se é bom.

          • CAMILA ALVES

            Anos depois foi que tomei consciência de que não tinha sido minha culpa. Eu tinha 15 anos, mas era aquela adolescente que pouco saía de casa, andar sozinha era em situações extremamente excepcionais. Tive uma criação rígida e o assunto sexo era um tabu tremendo. Eu era bem criança, fui “crescer” lá pelos 18 anos kkkkkkkkk. É bem como a Mika falou. Ficamos acuadas, constrangidas e com medo. Agora já sei me defender kkkkkk.

          • Rodrigo Silva

            Vai ver eles estavam querendo te proteger também.Se eu tivesse uma filha talvez fosse super protetor também. Eu tive que amadurecer cedo tambem. Foi um caso de sobrevivência. Eu praticamente nem saía de casa (Não saio). Em casa comigo sempre foi tudo certo. Meu maior problema sempre foi do portão pra rua. A mulherada tá precisando aprender defesa pessoal.

          • CAMILA ALVES

            Pode ser viu. Eu demorei a amadurecer, mesmo sendo bem responsável grande parte da vida – também já fiz muita merda – mas acho que amadurecer de verdade me veio muito tarde. Hoje acho um barato quando percebo alguém jovem com atitude madura.

          • Rodrigo Silva

            É o que a juventude tá precisando.

        • caramba Camila, q nojo desse cara

          e quanto mais vcs falam, mais comum eu vejo q é, e mais assustada eu fico

          acho q gritava se rolasse comigo e ainda olhava com cara d cu, coisa q sou profissional em fazer quando me desrespeitam =(

          mas com a sua idade, realmente fica perdida mesmo, mt triste

          e vc contou pra sua mãe na epoca ou pra alguem?

          • CAMILA ALVES

            Não contei este fato a ninguém Luiza. Não soube como reagir ao abuso, tinha sido a primeira vez que passava por aquilo (e hoje digo, a última). Fiquei com medo da reação da minha mãe e principalmente se chegasse aos ouvidos do meu pai. Minha noção sobre sexualidade era ZERO, sem contar que naquela época não era como hoje, onde a informação está mega acessível a todos. Vivia como moleca, brincando com as amigas rs rs rs… nem de “namoradinho” “ficada” coisa que sempre foi tão comum. Era extremamente tímida, fugia de qualquer aproximação…pra vc ver como eu era bobinha rs rs rs.

          • e vc acha q isso te gerou algum trauma ou nem tanto?

          • CAMILA ALVES

            Trauma não… apenas aquele sentimento negativo, raiva… por isso crio meus filhos para o mundo… porque este fato nada mais foi do que resultado de um grande tabu moral. Nunca se falou sobre sexo/sexualidade na casa dos meus pais. Mas nunca coloquei culpa neles, pois foi a criação que eles receberam, gerações seguidas de gerações. Graças a Deus tenho a consciência tranquila de que não foi culpa minha, que tudo aconteceu por um infortúnio do destino.

          • qual é a idade dos seus filhos?

            Nossa, criar filho na nossa geração tbm não tá facil, rola muitas dúvidas! Por isso q tbm to abrindo uma área no site pra filhos, um dos temas que queria era “X motivos para colocar seu filho na creche”, mas claro, teria q ser alguma mae q concorda q pode ser melhor e faça isso!

            ai tbm pra fazer texto com teoria inversa e por ai vai!! E tbm queria pais escrevendo aqui, não só maes, acho q passou da hora d dar esse lugar aos homens, que só tem a ganhar com isso – e as mulheres e filhos tbm!

          • CAMILA ALVES

            4 e 6 anos!

            Sou super a favor dessa ideia Lu !!! Uhuuuu!!

            Quanto ao tema sugerido, eu sou mega a favor de filhos em creche. Não sou fã de deixar com a vovó rs rs rs. Os meus frequentam desde meu retorno da licença (aos 4 meses) e só vejo inúmeros benefícios no desenvolvimento psíquico, social e cognitivo deles.

          • me manda email?! [email protected]

          • CAMILA ALVES

            Mandei flor!!

          • já te respondi !

      • Daniel

        to impressionado com o relato

        • eu tbm to impressionada com tudo

          com o relato da mika, camila, dos meninos,de tudo

    • Rodrigo Silva

      Já aconteceu comigo também. Saí do busão me achando o tal. Fiz uma mulher gozar hoje gente!!! Mesmo que indiretamente…

      • como assim fez uma mulher gozar hj????

        • Rodrigo Silva

          Hoje? Quem dera… hahahahahahahaah! Já tem um tempo que isso aconteceu. Desculpa! Acho que não me expressei direito.

      • CAMILA ALVES

        kkkkkkkkkkkkkk!!!!!!!

  • Rodrigo Silva

    É. .. O primeiro orgasmo a gente nunca esquece.

  • ross martin azevedo

    de uma coisa eu sei por experiência própria, proporcionar um orgasmo, ou orgasmos múltiplos para uma mulher. é algo divino maravilhoso sublime adorável. podem ter certeza disso que falo.