Cobrei que ele assumisse um namoro comigo e ele se chateou, será que fiz mal?

46

Leitora: Olá! Tenho 19 anos e há mais ou menos 4 meses estou em um relacionamento sem compromisso (inclusive o sexo) com um rapaz de 26 anos, me sinto muito bem com ele e ele diz sentir o mesmo. No começo parecia tudo perfeito nessa relação sem compromisso, mas eu cansei! E quero um compromisso sério, alguém para amar e chamar de meu “namorado”. Ele sempre disse pra irmos devagar e deixar acontecer, que se for pra ser vai ser… Fui “cobrar” dele dizendo que não queria mais ficar assim, porque só me procurava quando estava afim de transar e muito menos me ligava pra saber como eu estava e ele fechou a cara, ficou chateado, disse que eu estava cobrando dele algo que ele não prometeu me dar e agora se afastou! Apesar de tudo gosto muito dele e estou sentindo falta, acho que me precipitei, será que coloquei tudo a perder?

Cobrei para que ele assumisse um namoro comigo e ele se chateou, será que fiz mal?

“Ele só me procurava quando estava afim de transar, e muito menos me ligava pra saber como eu estava. Fui cobrar e ele fechou a cara”.

Resumindo: ele não está apaixonado por você e só quer um “comes”!!

É triste, mas é isso. E concordo com ele: você cobrou algo que ele nunca te prometeu. E é claro que ele se afastou. O que você faria caso quisesse só dar um lezpo lezpo e o cara te cobrasse compromisso? Você correria que nem queniano, certeza kkkk. Na verdade, esse lance de namoro, ao meu ver, é algo que nunca deve ser cobrado: ou o cara pede, ou a gente pede e corre o risco de levar um fora. Não dá pra ficar de indiretinha não!

Se bem que se for pensar melhor, você já o pediu em namoro e já levou um fora faz tempo: você só ainda não parou pra pensar nisso. Digo isso porque a partir do momento em que ele sacou o que você queria e te respondeu o que te respondeu, só não entende quem não quiser. Ele só quer sexo e diversão e te escreveu isso em letras garrafais bem legíveis. Por que você se recusa a ler?

Você até pode continuar com ele se quiser, mas leia o “deixe acontecer naturalmente” como algo do tipo: “quem sabe um dia eu me apaixone por você e mude de ideia, mas até agora não rolou apego suficiente e muito menos posso garantir que rolará”.

Só não fique criando expectativas, porque o natural é que ele queira aproveitar ao máximo a situação: “Posso comer aqui e lá fora e ainda pago de sincero. Vou assumir por quê, se nem tô gamado (tanto assim) e ela tá aceitando tudo?”. Note que ele não é obrigado a ficar contigo: nem você com ele.

Eu no seu lugar partiria do pressuposto que ele nunca mudaria de ideia, só pra não criar falsas expectativas e correr o risco de me machucar ainda mais. Daí, de três uma:

1- Ou me contentava em ser uma fodinha de quem não tá preocupado com meu dia a dia, mas sim com a minha periquita (o que poderia ser bom, CASO não estivesse apaixonada);

2- Ou em caso de não conseguir largá-lo, continuava nessa de ”amor livre” que ele propôs, enquanto ficava com outros e orava pra me apaixonar por algum deles a ponto de largar o danado kkkkk. Seria algo meio biscate, SE o combinado não fosse esse 😉

3- Ou já largava tudo de uma vez, choraria bastante por uma semana, mas depois me conformaria que não adianta nada só um querer e o outro (no caso eu) pagar de doido se contentando com mixaria.

Naturalmente que a opção 3 é para os corajosos que acham que não tem tempo a perder e/ou estão descrentes de que a situação pode mudar, enquanto a opção 1 é mais pras bunda-moles (me senti uma vó falando assim kkk), mas aí fica contigo: o que importa é que você entenda que HOJE ele está tudo, menos apaixonado e só quer te ver pelo pinto.

Por fim, pense pelo lado bom: ao menos ele não está tentando te iludir!

Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.