Minha mulher não quer saber de trabalhar, mesmo sabendo que estou apertado!

108

Leitor: Olá, tenho 29 anos de idade e minha esposa 28. Somos casados há 5 anos e namoramos mais de 10 anos. Quando namorávamos, ela fazia questão de dividir as contas. Desde que nos casamos, eu trabalho e pago todas as contas da casa. Minha esposa teve diversos problemas para se graduar e agora estuda em uma universidade privada. Ela estuda de manhã e tem o resto do dia livre. Nossos gastos aumentaram muito desde que ela começou a estudar nesta universidade. Apesar de ganhar relativamente bem, eu me sinto muito pressionado por arcar com todos os gastos sozinho (inclusive a universidade dela). Isto está impactando até mesmo a tomar uma cervejinha de vez em quando… Já falei com ela diversas vezes que ela precisa trabalhar para ajudar com os gastos (principalmente os de sua faculdade). Divido as tarefas domésticas e outras responsabilidades e acho justo que ela também divida os gastos que temos (mesmo que parcialmente). Ela se recusa, pois teria que trabalhar em “empregos de merda” e não na área dela (pois ela ainda não é formada) e porque ganharia pouco frente ao que eu ganho. Ela fala que quer se dedicar integralmente ao curso dela para conseguir um bom emprego quando se formar (daqui a 2 anos). Mas o problema financeiro é agora! Nossa relação, que sempre foi boa, está se desgastando pelo aperto financeiro e por ela não querer trabalhar. Como lidar com esta situação? Obrigado! 

Minha mulher não quer saber de trabalhar, mesmo sabendo que estou apertado!

Mimadinha ela, né? rs. Avisa que pobre não pode ter mimo não, tem que trabalhar mesmo kkkk. Na verdade, acredito que falta um pouco mais de pulso da sua parte. Não brigar, obviamente, mas talvez pegar um levantamento bem explicadinho do mês, com os gastos mesmo, chamá-la para sentar e conversar numa boa que o gasto mensal foi de:

  • x pra faculdade dela;
  • y pras saídas de vocês;
  • z para a casa;
  • e assim por diante.

Daí você pergunta com o que ela pode colaborar, visto que até as tarefas domésticas vocês dividem. Daí é só se preparar para responder às frases prontas dela, tais como:

– Não quero um emprego de merda!

– Sim, mas a gente tá sem dinheiro, o que você sugere?

– Ah, mas eu vou ganhar muito menos do que você!

– Sim, mas todo mundo começa por baixo, é normal. Quer começar ganhando 10 mil? E não é porque eu ganho bem que você tem que ganhar bem pra poder dividir as contas comigo, certo?

– Mas vai me atrapalhar a estudar!

– Já pensou em trabalhar em casa? Vender algo? Trabalhos caseiros? Artesanatos? Você pode ganhar relativamente bem e fazer seu horário.

– Mas e se eu perder rendimento na minha faculdade?

– Você só pede se quiser. Já viu o monte de brasileiro que trabalha, estuda, se forma e depois melhora de vida? Tudo dependerá das suas prioridades, bem como da sua garra e foco.

E o interessante é que não tem nem muito como eu dar razão pra ela, visto que se vocês sempre dividiram tudo, não dá nem pra alegar que você a deixou mal acostumada e agora tirou o doce da criança, rs. Talvez ela seja apenas uma pessoa mimada e sem noção que precisa de um tapa de luva rápido, prático, direto e reto pra passar a entender melhor a partir de números e exemplos concretos! Uma outra opção, ainda que doa, é pensar na possibilidade de que talvez ela nem te ame tanto assim e está muito mais preocupada com o bem estar DELA, do que com o bem estar do casal.

Também pode ser que, ainda que inconscientemente, ela pense que “agora que casei e o bicho já tá amarrado, foda-se e eu faço o que quiser“, rs. É claro que na prática a gente sabe que não é bem assim, que ela pode muito bem levar um pé na bunda a qualquer momento, etc. Porém, infelizmente, tem mulher que é besta o bastante pra só pensar no presente + no fato de que o maridão já assinou o papel. E “se esquecem” que, ainda que seja chato e trabalhoso, dá pra anular o casamento, rs.

Por fim, outro argumento bacana de ser debatido diretamente com a patroa é dizer que, entre outras coisas, você se apaixonou pela mulher parceira que ela era no passado, não pela madame que ela está sendo no presente. É claro que você deve medir as palavras pra não ofender demais, porém, não deixe de dar os recados que você considera importantes no momento. Antes que as coisas piorem!!

Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.

  • Nat

    Meu! Eu fico puta ao ler esses tipos de relatos.
    Fico imaginando aqui o conceito que as pessoas tem na vida de AMIZADE e CASAMENTO.
    E o pior, essas pessoas que depois que botam a aliança no dedo mostram a sua verdadeira face.
    Meu chapa, mostra pra ela que você é o companheiro e não os pais.
    Qualquer relação na qual um doa mais está fadado ao fracasso.
    Aproveite que vocês não tem filho e dê um prazo, senão, rua.

    • Pior q nem sei se ela gosta tanto assim dele, as vezes gosta mais do conforto mesmo, pq sei lá, posso estar enganada, mas penso que quando uma pessoa gosta d alguém, ela “engole” muita coisa (leve isso em todos os sentidos, a começar pelas crises do pais e de casal que seja) em prol do outro e de uma relação feliz. E essa não ficou muito aí…

      • Nat

        Lu,
        Talvez ela goste dele sim, mas, ela ama mais a si própria.
        Conheço uma pá de gente que acha que o mundo tem que lhe oferecer tudo do bom e do melhor.
        Não sou trouxa, mas, sou da opinião que prefiro perder do que tirar o do outro.
        Qualquer relação seja familiar, conjugal e profissional exige engolir alguns sapos, tanto pq, nós não somos perfeitos. Mas, há que ter maturidade pra que as coisas fluam.

        • Eu sou daquelas q sou meio exigente, mas não sou só exigente com os outros, sou comigo mesma tb. Quando vejo que to faltando em algo fico até meio neurótica, perco o sono d preocupada dependendo

          tipo me dá um peso saca, fico me achando mt folgada se acho q só recebo e não sou útil d nenhuma forma. Não sei como o povo fica d boa em ser parasita

          sei la, não ligo mt quem dá mais dinheiro, quem limpa mais a casa, quem caga ou peida mais. Isso não importa, oq eu fico d cara é com a falta d equilibrio e como um geralmente acaba fazendo praticamente tudo sozinho, independente do sexo da pessoa e do que ela faça

          • Nat

            Isso tá acontecendo com o meu melhor amigo, que o conheço desde os meus 4 meses de vida.
            Estão casados há 15 anos. Só que desde que o filho nasceu ela não quer mais saber de trabalhar e ainda acha que cuidar da casa é um pé no saco. Vira e mexe ela o cobra de que gostaria de ter uma faxineira, de comprar roupas e viajar.
            Acontece que ele é autônomo e com a crise os rendimentos caíram, ele pediu que ela arranjasse um emprego, ela disse com todas as letras que não iria trabalhar e que não ia deixar a filha na escola o dia inteiro.
            Um dia ele veio em casa e chorou na minha frente, que estava desesperado pq não estava conseguindo pagar as contas. E que ela o ainda humilhou como homem da casa.
            Eu dei pra ele R$1.800,00. Era o que eu tinha pra dar. Ele não quis aceitar e eu falei, se não pegar eu vou na sua casa e dar um esporro na inútil da sua esposa. Ele me disse que só não separou por causa da filha que é a vida dele.
            Sou e sempre serei contra o adultério. Mas, percebi ali que ela deixou a porta aberta pra ele conhecer outra mulher e sinceramente, se um dia aparecer com outra não terei dó da esposa.
            Agora ela está com um problema no ovário e tem frequentado a igreja pra curar, ai eu pensei…quer ajuda de Deus e nem presta ajuda ao marido.
            Por isso que fiquei puta da vida com o relato do perguntador.
            Tem muita gente egoísta neste mundo…muito…por isso que está esse caos.

          • Caralho, fiquei chocada com esse seu relato Nat…..

            vale pra muita gente pensar no que anda fazendo da vida

          • Nat

            Muitas pessoas sonham com casamento….na carência….cometem equívocos…

          • Monalisa

            Concordo com você! Tem muita gente, que paga de santo para os outros, mas em casa não tem coragem de tratar o companheiro(a), filhos, e pessoas da própria família com respeito. Já vi tanta gente indo para igreja, cumprindo a castidade, participando de todos os cultos mas xinga a mãe, desobedece o pai, é encostada na vida e ainda quer que Deus ajude!. =/

          • Nat

            Monalisa,
            Ela venera a família dela. Pq o pai sempre sustentou a mãe e os filhos, ela acha que o meu amigo tem que fazer o mesmo.
            Quanto a religião….é muita hipocrisia…

          • Monalisa

            Pois é, erro dela achar que o marido tem que ser igual ao pai. Incrível como a gente conhece as pessoas morando junto. Depois de alguns anos de casamento alguns se perguntam: ” Foi com essa pessoa mesmo que me casei?”

          • Nat

            Falta honestidade em mostrar o que se é e o que se quer….

          • ou morando junto ou viajando estando dependente da pessoa (mas tem q estar dependente na viagem)

            digo isso pq quando era mais nova, fui viajar dependente d uma amiga e ganhei mó trauma kkkkkkkkk

          • Carlos

            O problema não é entrar outra, mas ela separar e sugar o $ do sujeito…

          • Nat

            Neste caso, ela não separaria….rs

      • Carlos

        …quando uma pessoa gosta d alguém, ela “engole” muita coisa…

        kkkkkkkk
        Olha só!
        Luiza, tu é partidária do: “Se ama mesmo, chupa e engole”?
        kkkkkkkkk

    • Malmo Svenska

      Nat acho que foi isso msm que aconteceu. Ela acabou se afastando do padrastro após uma briga e acho que assumiu que eu devo fazer papel de pai. Eu falei pra ela que não quero uma filha, quero uma mulher, uma companheira. E que ela tem que partir pra luta junto comigo! Dei um prazo de mais 1 semestre pra ela arrumar um emprego ou estágio para ajudar. Depois disso vou pagar muito menos do que estou pagando agora pois as contas já não fecham mais…

      • Nat

        Boa Sorte pra ti!!!

  • mariana cobra

    É incrível a hipocrisia. Várias mulheres levantam bandeiras feministas e gritam pra quatro cantos QUEREMOS IGUALDADES, hoje mesmo eu li um post no facebook que só podia ser zuação, pq a mulher fez um textão afirmando que a mulher não pode “se rebaixar” e levar tapinhas, ficar de quatro ou fazer oral, pq isso reafirma a postura machista dos homens.
    Se vcs pudessem ver a minha cara, veriam o quanto fiquei pasma, indignada e com vontade de dar um murro no meio dos zoio dessa idiota.
    Mulheres! ACORDEM! Querem igualdade, mas não se coçam pra dividir continhas!?
    Eu ganho metade que meu noivo ganha, dividimos as contas na proporção dos ganhos. E falo mais, não foi algo conversado, foi algo natural…pois como casal tudo gira em torno das nossas conquistas, metas e crescimento como CASAL.
    No mais a “esposa” do relato está acomodada e deve ser trazida pra realidade.
    Seja firme ou isso vai pesar E MUITO com o tempo, pq se ela está achando que vai ganhar rios de dinheiro RECÉM formada e sem EXPERIÊNCIA ela está terrivelmente iludida e não tem noção da realidade do País!

    • Field

      O pessoas acham que vão formar e ganhar 10 mil, sendo que nem concurso público ganha isso direito(pelo menos na área que eu atuo).Demorei 1 ano e meio pra encontra emprego e msm assim ganhava 2 mil, mas graças a deus hj a situação melhorou bastante.
      Infelizmente acho que pra parte das mulheres feministas a igualdade some na hora que o financeiro aperta.

      • Mari e Fiel, tbm acho q ela está completamente errada

        mas me pergunto: será que ele é feminista?

        pq as vezes a gente pensa que mulher = feminista e muitas querem até mesmo a volta do machismo (pois é kkk)> Já teve uma até q queria fazer um texto colaborativo, falando que queria sim ser dona d casa e sustentada pra sempre. A ideia do texto era genial para um debate, pena que ela não foi muito clara nas ideias e não deu pra postar =(

        quem sabe apareça outra que pense o mesmo querendo escrever sobre o mesmo. Seria um ótimo tema pra debater, ao contrário de quase tudo que já foi debatido até agora o.O

        • Field

          Mas acho que se isso for de comum acordo tudo bem.O problema no caso dele foi que ela acomodou, e meio que não liga que eles estão passando por dificuldades financeiras.
          quanto a ele ser feminista, algumas feministas(uma amiga minha) disse que homens não podem ser feminista pq eles não sofrem o que elas sofrem.É praticamente impossível ver uma mulher assediando um homem na rua ou um homem ser estuprado por uma mulher. Nisso eu concordei com ela.Mas outros pontos que ela me apresentou eu não concordei por exemplo: aborto,prostituição, cavalheirismo e julgamentos.

          sobre o aborto eu não sou a favor(por enquanto),pq aqui no Brasil o pessoal renega dms o uso da camisinha.Parece que camisinha é feita só pra evitar gravidez(parece que gravidez é pior que dst),ou seja, se ela usa pílula ou outro método pode transar sem camisinha.

          E todo mundo sabe que o sistema de saúde no Brasil é uma bela bosta,tanto o privado quanto o público,parece que é simplesmente chegar lá e abortar, mas e dps a mulher não terá nenhum acompanhamento psicológico nem nada?só sou 100% a favor em casos de estupro e em que o feto apresenta anencefalia.

          Ela disse ser contra a profissão de prostituta, pq isso seria o grau máximo de objetificação da mulher.Eu acho que não pq se uma mulher resolver ser prostituta isso não deveria ser da conta de ninguém, pq o corpo é dela, e se ela quiser ganhar a vida assim.Que assim seja.

          O cavalheirismo ela disse que é uma inclinação machista, pq uma mulher é perfeitamente capaz de pagar uma conta sozinha. Eu concordei,mas acho que todo esse papo de “sou independente” uma hora cansa.Eu e minha esposa por exemplo simplesmente dividimos os gastos, por exemplo, um dia eu pago a saída e no outro dia ela paga.Não existe pressão pra ver de quem é a vez que pagar.A gente opta pelo bom senso.

          E quanto a julgamentos ela disse que a mulher é extremamente julgada pelo seu comportamento(principalmente sexual),pq um homem pega quantas quiser que ele fica intacto, e a mulher se pegar 3 já é considerada vagabunda, e os homens ainda separam a mulher em “pra casar” e “pra transar”. nas duas primeiras afirmações eu concordei, mas a última eu não concordei. E se a mulher não quer casar com ninguém(e nem ter um relacionamento) ela seria uma mulher para casar?
          quanto ao “pra transar” acho que simplesmente seriam pessoas (aqui incluo homens tbm) que não querem nada sério, e apenas procuram um sexo casual para aliviar.

          • “Ela disse ser contra a profissão de prostituta, pq isso seria o grau máximo de objetificação da mulher.Eu acho que não pq se uma mulher resolver ser prostituta isso não deveria ser da conta de ninguém, pq o corpo é dela, e se ela quiser ganhar a vida assim.Que assim seja.”

            pois é, mas tem feminista q diz justamente ao contrário: que se a mulher tem liberdade, ela pode ser qualquer coisa q ela quiser, inclusive prostituta. Afinal de contas, o corpo é dela

            só sei que eu tenho medo d debater esse assunto pq sempre corremos o risco d ser mal interpretados aí da aquele bate boca sem fim kkkkkkkk

          • Field

            É que o feminismo tem diversas vertentes,umas vertentes são contra a legalização, e outras são a favor.Ainda é uma questão bastante polêmica nesse movimento.

        • Carlos

          Que interessante isso…
          Não quer trabalhar, e isso inclui até não se esforçar para escrever.
          As coisas andam juntas…

        • Malmo Svenska

          Luiza ela até que é bem feminista. O problema foi que ela passou por um período de depressão muito forte e isso a mudou completamente. Ela sempre foi muito pró-ativa e agora está conformada e sem vontade de fazer nada. O problema é que a vida é agora e as contas vem todo início de mês…

          • Ou seja, acho q vale a pena leva-la a terapia, ou alguém q a acompanhe mais d perto =( até ela se animar d novo

  • Field

    Leitor diga para sua mulher que nenhum emprego é de “merda”, pelo simples fato de ganhar pouco.Me formei em engenharia metalúrgica e tenho mestrado(e rumo ao doutorado),minha família nunca foi rica,pelo contrário,minha mãe era empregada doméstica, e meu pai vivia fazendo bicos.Eu e meu irmão nunca tivemos tudo do bom e do melhor(materialmente falando),mas a única coisa que eles nunca abriram mão foi de estudássemos.Eu estudava a noite, e trabalhava de manhã até as 16 horas, e de lá ia pra faculdade.foi difícil, mas valeu a pena. Sua esposa poderia dar aulas particulares(se ela for muito boa em alguma matéria),fazer monitoria ou então iniciação cientifica(eu ganhava 400 reais por mês para fazê-las).

    • Saudades do tempo de IC!

      Amavaaaa e as bolsas deram pra fazer um pé de meia na época kkkkkkkk

      • Maurício Orneles

        Caramba! Milagre fazer pé de meia com a bolsa do IC, Luiza! haha
        Paga pouco, mas foi uma das melhores experiências que tive até agora. 🙂

        • uai, sempre dá pra fazer pé de meia, é só guardar proporcional, saca? Tipo sempre 10%, e por aí vai kkkkkkkkkkkkkkk

          eu tbm amava fazer, fiz todas que deram pra fazer, fui monitora tbm, Já fui vagal, já fui nerds, já fui tudo nessa vida kkkkkkkkkk

          • Maurício Orneles

            Viva a ciência! hahaha

    • Nat

      Tem gente que usa essa expressão “emprego de merda”.
      Não sabia que ganhar $$$ honestamente seja uma bosta.

  • Felipe

    Minha sugestão: fala pra ela arrumar um estágio.

    Embora vá ganhar pouco, será na área dela e bom para o currículo… Fora que no estágio a carga horária é reduzida (4 ou 6 hortas) então dá pra conciliar na boa com a facul…

    • Felipe

      *horas

    • Monalisa

      Dá sim, é preguiça mesmo. E com estágio a gente se esforça até mais na faculdade, porque se tirar nota baixa perde o estágio. =D

  • Monalisa

    Eu duvido muito que ela chegue da faculdade e fique o dia todo estudando! Duvido mesmo. Se Existem diversas coisas que ela pode fazer, estágio na área, vender doces na rua, secretaria , atendente , caixa, estes trabalhos já ganha um salario minimo. talvez não de para pagar a faculdade, mas da para ajudar em casa com as coisas, para você não ficar tão apertado.
    Ela reclama que ia atrapalhar o desempenho dela? Pois bem: Meu namorado trabalha das 06 até as 18 e vai para facul as 19 horas. E ainda percorre 35 km todos os dias para chegar ao trabalho. E mesmo assim consegue tirar boas notas. É difícil, é ,mas não é impossível.

    Eu também, que não sou nenhuma gênia, trabalhava das 08 as 17, e tinha aula as 19. Era estágio e eu ganhava 600 reais. E consegui me formar com notas razoáveis e nunca reprovei. Não precisa ser gênio, é só ter força de vontade e ter um pouco de organização. E olha que eu não precisava do dinheiro, nunca passei aperto na vida graças a Deus, mas eu ficava super feliz de ajudar meu pai a pagar uma conta de água e de luz, e levar eles para comer uma pizza de vez em quando.

    E se meu pai perdesse o emprego eu não pensaria duas vezes em arranjar qualquer emprego paar ajuda-lo. Família é parceria, casamento também!
    Impressiona-me que mesmo você dizendo que ta apertado ela não se mova! incrível isso. Até porque é raro alguém depois que terminar a faculdade já achar o emprego dos sonhos, e ganhar bem. Nunca vi . Demora, até porque o mercado ta estourando de gente com diploma.

    Mas uma coisa que me chamou atenção… antes ela pagava , rachava a conta, e agora não paga mais. porque? Você foi do tipo de “casa comigo que eu te sustento”? Você motivou esse comportamento nela durante os anos? Repense nas coisas que fez e que disse para ela. Quem sabe não foi você que alimentou esse comodismo dela. Claro que você ser uma pessoa proativa, não justifica montar em você. Mas quem sabe você inconscientemente não estimulou isso nela?

    resumindo: 1- Diga para ela arranjar qualquer emprego, que o minimo que ela ajudar será de bom tamanho.
    2- Se ela não aceitar diga que não vai pagar a faculdade dela, que ela vai ter que trancar.
    3-casamento é parceria, imagine se vocês passarem por dificuldades maiores e ela abandonar o barco porque perdeu o conforto?
    4-Tem casos que eu já vi aqui no blog que o cara tava doido paar separar, mas não fazia porque a mulher pagava a faculdade dele. =/
    5-Diga tudo que disse aqui, que o dinheiro ta atrapalhando seu relacionamento e que você não quer isso. Fale que seria uma prova de amor para você ela arranjar um emprego…. hehe

    • Carlos

      “Eu duvido muito que ela chegue da faculdade e fique o dia todo estudando! Duvido mesmo.”

      Eu fui além, e com o veneno escorrendo, imaginei outra coisa….

    • Jéssica

      Falou tudo que penso!

    • Arrasô Mona!!

    • Malmo Svenska

      Eu nunca falei pra ela casa comigo que eu te sustento. Ela estava ciente desde o início que íamos construir nossa vida juntos. Já tivemos uma conversa séria. Dei mais um semestre pra ela arrumar alguma fonte de renda, seja estágio ou emprego.

  • Carlos

    Olhando a minha bola de cristal vi que…
    No que terminar os estudos acadêmicos e começar sua vida profissional com um emprego de ouro, restará concluir o que está atualmente em gestação: Um pé na bunda do trouxa e vida nova com alguém considerado melhor…
    As explicações que sua esposa dá, parecem pura conversa fiada, não vale a pena argumentar.
    Caro perguntador, se agora falta empatia e, por que não dizer, respeito, imagina depois que não depender mais de você. Aparece um dia de surpresa em casa, nestas tardes livres dela, quem sabe não tem algo mais ocupando o tempo de sua esposa…

    • Shoopeen Leach

      Pode apostar que você ganha…

      • foda, cada vez mais eu tenho certeza que o povo tá casando pra dividir dívidas, não pra ser feliz

        no caso dela, nem isso, é pra ele pagar tudo mesmo kkkk

    • Nat

      Aconteceu isso com um cara do meu prédio. Pagou duas faculdades, cursos e ainda bancava academia. Só que ele trabalhava só pra sustentar seus luxos. Arranjou outro na academia. Separaram e depois de um tempo ela decidiu voltar, como ele não quis tentou suicídio. Infelizmente ela não morreu…rs

      • Tem uma da academia que ganha até o silicone kkk

        • Nat

          Eu nunca dei sorte de encontrar um cara que queira me dar uns agrados…kkk

          • nem presentes d dia de nada? =(

          • Nat

            Isso sim, mas, nada muito caaaaro não…rs
            Só caprichou no último presente, comprou um laptop, que não aceitei. estava separando…

    • Pior que tem chance heim….

      as vezes parece q uma pessoa dessas não gosta do cara, tá só querendo se formar. Ou é BEMMMMM sem noção e mimada MESMO

    • Mika

      Viajou, heim, cara de pedra… voltar pra casa fora de hora pra dar flagrante? rs
      Eu só achei ela muito folgada… Será que sou tão ingênua? :-O

      • Carlos

        Mas o que que eu faço, senão viajar…

    • Malmo Svenska

      Eu espero que este não seja o caso Carlos. Acredito que há amor, só falta que ela desconfie e faça mais esforço para ajudar a pagar as contas de casa!

      • Carlos

        Prezado Malmo, agora que vc trouxe novos dados, fiquei mais convicto que deve ter algo mais importante do que apenas faltar a ela “se mexer e ajudar a equilibrar o orçamento”. Depressão, a mudança de atitude, e até a área que ela escolheu, psicologia, são indícios fortes de que ela pode estar querendo te dizer algo, ou manifestar uma insatisfação, mas não consegue verbalizar. Bota de lado a planilha de custos, crie um clima confortável para que ela possa se abrir, e tente escutar…

        • Malmo Svenska

          Prezado Carlos. Sim tivemos uma conversa séria, mostrei pra ela nossos gastos e tudo. Choramos muito (os dois) mas ela agora está mais séria nas pesquisas, procurando estágios remunerados. Acredito que agora vai dar certo. Obrigado a todos pelos comentários!

  • Shoopeen Leach

    6 acham que as patricinhas filhinhas-de-papai escolhem os também filhinhos-de-papai riquinhos para casar por que? Para poder ir ao shopping quatro vezes por semana com cartão ilimitado na sua SUV zero km, para viajar para o NE duas vezes por ano, para frequentar festas e jantares, para que os pimpolhos possam estudar no melhor colégio da cidade, morar no melhor bairro, etc, etc, e tudo isso sem trabalhar, é claro !
    O cara quis a Pat mais bonita da facul, agora que se vire para sustentar os luxos dela, ou ele acha que a Pat vai encaram um trampo de vendedora jequiti ou de atendente de telemarketing ??? Não se esqueça que ela é uma “princesa”.

    • Nat

      Tem muito caso assim…
      Só que neste caso a mina rachava as despesas na época de namoro. Pior ainda….rs
      Se passou por “gente boa”

      • pois é, isso q achei foda. Se fosse desde sempre, aí ele q foi trouxa, mas ela deu um migué brabo pra casar kkkk

    • oq é SUV?

      • Maurício Orneles

        Sport Utility Vehicle. Tipo o Honda CRV, GM Captiva…

  • ross martin azevedo

    Essa se vacilar entra no puteiro para ganhar dinheiro deitada…

    • rafalight rafa

      Isso, no mesmo puteiro que tua mae, é a puta chefe

      • ross martin azevedo

        FOFOQUEIRA DE MERDA PAU NO CU FAZ TROCA TROCA COM O LUCAS ZELADOR DE BLOG

  • Carlos Schneider

    Q cilada hein amigo, coloca ela contra a parede logo antes q ela monte mais ainda nas suas costas.

    • vc é mineiro? Sempre ouço montar nas costas da boca do meu povo de MG kkkk

      • Carlos Schneider

        Sou goiano, aqui a gente tb usa bastante esses termos kkk

        • Goiana: terra de algumas das mulheres mais bonitas do Brasil

          nunca vi tanta mulher bonita quanto tem aí. E o povo só fala do Sul…

          • Carlos Schneider

            Verdade, aqui até as ”feinhas” são bem arrumadas e como n tem muito homem se torna ainda melhor hahaha.

          • e em geral os homens ai não são tão bonitos quanto as moças né kkkk

          • Carlos Schneider

            baseado em mim e no meu irmão podemos dizer q somos exceções kkk

          • kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
            ou seja, partiu Goiana por machos encalhados kkkk

      • Malmo Svenska

        Eu falo “muntar em cima” ou “muntar nas costas” e sou mineiro.

        • minha mae fala assim kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk muntar e é mineira kkk

  • Rodrigo Silva

    No começo tudo são flores…

  • Maurício Orneles

    Cara, aí te digo. Melhor ser solteiro, o progresso é maior!

    • OU arrumar uma pessoa q se preocupa contigo

      • Maurício Orneles

        Mas, convenhamos, isso é quase impossível nesse mundo individualista. Mais fácil viver por si só.

        • Difícil não é impossível, cadê sua fé garoto? kkkk

          • Maurício Orneles

            Sou um cara sem fé… hahaha

          • um cara sem fé é um cara triste =( kkkk

          • Maurício Orneles

            kkkkkk
            Não sou um cara triste, apenas realista. 🙂

          • é oq todos pessimistas dizem kkkkkkkkkk

            tá, só pra pentelhar um tico kkkk

          • Maurício Orneles

            hahahahahahaha
            Digamos que o copo não está cheio nem vazio, ele é duas vezes maior do que deveria ser. (Visão de engenheiro) hahaha

    • Gabriel Tavares

      Sem dúvidas! Se fosse comigo eu já teria ido embora de casa logo na primeira desconfiança de comodismo e pediria o divórcio. O casamento impede o homem de enriquecer ou mesmo de progredir. A verdade é que no começo é bem mais caro viver sozinho, o padrão de vida no começo é mais baixo, porém no longo prazo os solteiros conquistam um poder aquisitivo muito maior e podem se acomodar em apartamentos menores tendo muito mais renda, liberdade, conforto, segurança e dignidade. A qualidade de vida nem se compara no longo prazo. Sou um solteiro convicto! O legítimo mgtow.

  • S2SunsetS2

    A Lu deu dicas bem interessantes e quanto ao relato do leitor, achei que ficou faltando alguns detalhes sobre a esposa, se ela trabalhava ou não antes deles casarem, como foi a criação dela, comentar mais sobre o passado dela para entender melhor. Tive há alguns anos atrás um casal de colegas que se separaram porque a mulher dele foi criada como uma princesa e na vida de casada ela vivia como nos tempos de solteira. Lá, só o marido trabalhava para pagar todas as despesas da casa e ela sempre vivia inventando desculpas para não trabalhar. Eles se separaram e meu colega se casou com outra pessoa com um passado bem diferente, pois esta outra esposa sempre trabalhou muito e hoje, financeiramente falando, ele está muito melhor. Já a ex dele vive pedindo dinheiro para os pais e esta à procura de alguém que a banque com os seus caprichos.

    • Malmo Svenska

      Ela faz psicologia. Ela sempre dividia as contas pois ganhava dinheiro do padastro dela. Alguns anos depois ela teve uma briga feia com o padrasto e eles se afastaram. Foi logo na época que a gente se casou. No início estava tranquilo pois os gastos eram poucos. Nos mudamos pra outro país e ela teve que trancar a faculdade por muitos anos e perdeu a vaga na Federal. Depois voltamos ao Brasil, e ela teve que estudar numa faculdade privada para poder aproveitar o que ela já tinha feito. Na verdade ela o único emprego que ela teve foi logo antes de passar na faculdade federal pois ela precisa de dinheiro para fazer um cursinho. Depois que nos casamos ela não trabalhou mais. Agora que mudamos de cidade, os gastos estão muito maiores e ela precisa de trabalhar. Depois de uma conversa séria, ela está procurando estágios e monitorias em psicologia. Deu um prazo de mais um semestre pra ela ajudar com algum dinheiro. Se ela não conseguir vou voltar a pagar bem menos matérias pois não está dando.

  • Emily Takash

    Tem algumas pessoas que só se solidarizam quando o “calo doi”….
    Que tal dar um choque de realidade nela?!
    Fale que você não tem condições de pagar a faculdade dela sozinho,por isso no próximo semestre ela vai ter que diminuir a quantidade de materias cursadas ou então trancar o curso.
    Imaginando que ela esteja doida para formar, não vai querer cursar menos matérias que a grade e muito menos trancar a facul.
    Sugiro que coloque no papel os gastos dela que você paga, com isso vai ser possivel mostrar o quanto ela é “cara”. Não é para fazer isso com intuito de jogar na cara o que você faz por ela, mas sim que ela perceba que tem que ajudar nas despesas, pois são altas e você é um só.

  • Ela faz faculdade do que…. eu me pergunto…
    Porra. de repente vender uma trufa… um herbalife… avon… um bico no fim de semana…
    pega um trabalho de merda por uns meses pra estabilizar as contas… não seria o fim do mundo…

    Enfim… acho super errado bancar os estudos do conjuge… já vi dar muita merda…. se for pra dar nisso, melhor esperar casar quando os dois se formarem… ninguém vai morrer se for pra namorar por mais uns anos…

    • Verdadee

      vender Avon, Jequiti e só ligar o telefone aos finais de semana, já até avisa as clientes. Mas tem q avisar senão o tel não para kkkkkkk

    • Mika

      Também fiquei curiosa pra saber que faculdade é essa que abre portas assim tão rápido… será o MIT? rsrs
      Essa história de bancar estudos pra cônjuge me lembrou duas histórias emblemáticas. Numa delas, há anos, uma amiga se apaixonou por um sujeito sem iniciativa e empreguinho “sem futuro”. Quando eles se casaram, ela fazia faculdade e era secretária de diretoria de uma multinacional; ele só tinha o segundo grau e ganhava bem menos do que ela. Ela o incentivou a voltar a estudar, mas o dinheiro que ele ganhava não dava pra pagar a faculdade. Então fizeram um acordo, ela largou a dela e passou a pagar a dele, na condição de ele pagar a dela quando terminasse. Depois de um tempo, arrumou emprego pra ele na empresa em que ela trabalhava. Ele foi subindo até chegar a gerente. Depois de uns 6 anos de casamento, ela estava em licença gestante, com um bebê de 3 meses, quando ele chegou em casa e começou a fazer as malas. Quando ela perguntou se ele ia viajar, ele simplesmente respondeu que estava indo embora. Muito “bonzinho”, disse que ela poderia ficar com o apartamento que eles haviam comprado e ainda estavam pagando, mas que levaria o carro. Bom. pra encurtar a história… Ele foi morar com a secretária dele, deixou-a cheia de dívidas, porque as contas que estavam por conta dele não eram pagas há meses (inclusive as prestações do apartamento e condomínio). O carro era a única coisa que estava quitada, porque era ela quem pagava. Quatro anos depois ele quis voltar. Havia perdido o emprego (virou “persona non grata” entre os colegas de trabalho de ambos), levado o pé na bunda da “outra” e comprara um bar na periferia. Ela não aceitou. Ele finalmente estava onde merecia.

      • Leitor Esporádico

        Que história, heim? ! Daria um filme. Com a Jennifer Lopez como protagonista.

        Na minha opinião, relacionamento afetivo-amoroso em que um depende do outro tá sempre fadado ao insucesso. A outra pessoa não pode ser responsável total por seu sustento, dessa forma vira um acordo. E quando houver um desentendimento não vai existir liberdade o suficiente pra ambas as partes prensarem e decidirem o que é melhor pra si, a dependência vai sempre contar, perigando Até sufocar o sentimento de amor.

        • Mika

          Realmente a história dessa minha amiga daria um filme. Eu só contei uma pequena parte dela, tem muito mais coisas interessantes. Infelizmente, acabamos perdendo contato depois que ela foi morar no exterior. Mas, ela é realmente uma mulher incomum. É guerreira e pensa grande, e estava sempre procurando alguma forma de ganhar dinheiro e subir na vida. Não era o tipo de mulher que aceita um homem acomodado. Por isso, acho que foi meio ingênua em pensar que poderia transformá-lo naquilo que ele não era. Teria sido melhor procurar um parceiro com as mesmas ambições.
          Sobre relacionamentos, a pior prisão é a provocada por dependência ou acomodação de um dos parceiros, principalmente da mulher, que pode viver anos num inferno pessoal por não ter independência financeira ou psicológica, ou mesmo pra poupar os filhos do sofrimento com a separação dos pais.

      • Eu lembrei de duas histórias com isso que você contou…
        Uma delas uns dizem que foi com o Bill Clinton , outros falam que foi com o Bush…. O cara chega com a esposa num posto de gasolina e o frentista era um ex namorado dela….
        Quando o casal volta pro carro ele diz: “Se você se casasse com ele, seria esposa de um frentista…”
        Ela retruca: ” Não! Se ele se casasse comigo, ele seria presidente”…..

        ________

        A outra história foi com um amigo meu… Ele trabalhou enquanto a esposa fez faculdade, e o combinado era que assim que ela se formasse, seria a vez dele de estudar.
        Ela se formou, começou a trabalhar perto de casa e ele saiu do trabalho e começou a ficar em casa cuidando de algumas coisas da casa e estudando na maior parte do tempo…
        Ela começou a ficar estranha com ele… ficar distante… Até que no final das contas ele resolveu se separar….

        Já vi outro caso que o cara bancou a faculdade da noiva… e quando ela se formou, desmanchou-se o noivado…
        Enfim…. complicado isso….

        • Mika

          Acho que essa minha amiga é do tipo Hilary Clinton. Se ficar atrás do marido, vai ser pra empurrá-lo pra frente… rs.
          Concordo que é complicado, mas não vamos esquecer que a “ajuda” financeira é uma decisão pessoal de quem banca. Ninguém o obriga…
          Pessoalmente, não sou contra um ajudar o outro a se erguer. Num casamento ambos têm de estar no mesmo nível, e é normal que aquele que está melhor posicionado intelectual e financeiramente opte por ajudar o parceiro nesse momento. Acontece que a ajuda deve vir sem segundas intenções, sem esperar nada em troca, a não ser o crescimento pessoal do companheiro. É preciso aceitar que, se o relacionamento não deu certo, não necessariamente tem a ver com falha de caráter ou ingratidão pela ajuda financeira recebida.

      • Diego Miguel Almeida David

        Mas ninguém é obrigado a ficar com ninguém por gratidão se não ta feliz…..seu comentário somente vê o lado dela né? Assim não dá!

        “sem futuro” Vc é Deus pra saber quem vai ter bom futuro ou não?

        Ninguém sabe nem se vai acordar vivo ou morto…..

        • Mika

          Diego, meu caro. Releia meu texto. Eu não disse que o sujeito não tinha futuro. Eu disse apenas que “ele não tinha iniciativa e estava num empreguinho sem futuro”. Ele tomava conta de um boteco de periferia que nem era dele.
          Foi ela quem o convenceu a fazer faculdade, porque ele não queria. Olha aí a falta de iniciativa. A falta de dinheiro não é motivo pra se desistir de um sonho, não concorda?
          Quando eles ainda estavam noivos, ela parou a faculdade dela pra poder pagar a dele. Você faria isso pela sua noiva/namorada? De novo a falta de iniciativa. Ele não poderia ter arrumado um trabalho pra pagar a própria faculdade, sem que ela precisasse abandonar a dela?
          Quando ele ainda estava no primeiro ano, ela arrumou um emprego pra ele na multinacional onde ela trabalhava. Olha aí, de novo, a falta de iniciativa. Era mesmo necessário que ela arrumasse um emprego pra ele? Ele não poderia ter ido atrás por conta própria?
          Apesar da acomodação, ele até se deu bem nesse emprego. Chegou a gerente e estava ganhando bem. Era a hora de começar a retribuir tudo o que ela tinha feito por ele. É isso o que faria uma pessoa de boa índole. Minha amiga tinha dificuldade pra engravidar e teve que fazer um tratamento. Conseguiu depois de alguns anos, mas foi uma gravidez de risco e ficou um bom tempo em licença. Enquanto ela estava em casa segurando a gestação, ele estava galinhando com a secretária e torrando o dinheiro do condomínio e das prestações do apartamento.
          Ele só estava esperando a criança nascer pra dar o pé na bunda da esposa.
          Nesse ponto você tem razão: Ninguém é obrigado a ficar com ninguém por gratidão. Mas a gratidão deve sempre estar presente, mesmo que o casamento acabe. Então, qual seria a atitude correta? Ressarcimento de todo o dinheiro investido na faculdade dele, quitação de todas as dívidas que ele fez durante o casamento (inúmeras contas atrasadas que estavam a cargo dele) e pensão pra criança.
          Quando a licença terminou, minha amiga pediu demissão porque não suportava cruzar com ele e a “outra” pelos corredores da empresa. Usou o dinheiro da rescisão pra pagar as dívidas que ele deixou e passou 6 meses dentro do apartamento, com depressão profunda. Nesse momento só contou com a ajuda da família, porque ele nunca apareceu nem pra ver o filho.

          Mas, meu amigo, Deus é pai, não é padrasto! rsrs
          A “Lei do Retorno” é implacável.

          Então, ela se reergueu. Saiu da depressão, voltou a trabalhar, a ganhar dinheiro (ela é uma mulher esperta, ambiciosa e empreendedora) e foi morar no exterior.
          Enquanto isso, ele perdeu o emprego, a nova mulher, e voltou pro antigo boteco. Quando soube que ela estava bem, foi atrás dela no exterior, disse que estava arrependido, que ela era a mulher da vida dele (por acaso já ouviu essa frase antes? rsrs) e quis voltar. Quando ela disse que não, ameaçou brigar na justiça pela guarda do filho.
          Assustada, com medo de perder a guarda da criança, então com 5 anos, ela voltou pro Brasil, mas não voltou pra ele.
          Depois de uns meses no Brasil ela voltou pro exterior e se casou com um rapaz muito bom, que adotou o menino, e ainda vivia com ele até a última vez que tive contato com ela. Quando estive na casa dela (fiz questão de visitá-la quando viajei pro país em que ela morava), pude ver com meus próprios olhos o ótimo relacionamento entre eles, principalmente entre o menino e o padrasto. O garoto já estava com 10 anos, perfeitamente adaptado à cultura do país, e falando fluentemente 3 idiomas.
          Depois de 8 anos fora, ela veio ao Brasil visitar os pais. Ficou por aqui uns 3 meses, mas o marido voltou antes porque tinha que trabalhar. Na hora do embarque, a Polícia Federal a impediu de entrar no avião porque o documento de autorização pro garoto viajar (ele estava com 14 anos) estava com a assinatura do pai adotivo, não a do pai biológico. Sem a assinatura dele, ela e o filho não poderiam embarcar.
          Era quase meia-noite. Ela ligou pra mãe, pegou o endereço do ex-marido, entrou num táxi e foi pra casa dele. Quando chegaram na porta do edifício ela perguntou ao filho se ele queria subir pra ver o pai, mas o garoto respondeu que o pai dele estava em casa, esperando por eles (estava se referindo ao padrasto). Já era uma da madrugada quando ela bateu na porta e explicou o motivo da visita. Nesse momento ele perguntou do filho e ela explicou que ele não quis subir. Ele quis saber o motivo e ela respondeu que, provavelmente, era porque ele nunca havia mandado um só cartão ou telefonema de aniversário ou Natal em todos aqueles anos em que o filho estava fora. Ele assinou o documento, mas não desceu pra ver o filho.
          Isso aconteceu há muito tempo e o “menino” está hoje com 33 anos. Pena que perdi contato, porque tenho muita vontade de revê-los.

          • Diego Miguel Almeida David

            A sua visão é unilateral ,quando um homem ajuda financeiramente uma mulher (A maioria), ninguém diz que no final do relacionamento ela deva ressarci-lo ( eu fiz tudo isso ai pela minha atual mulher) e relacionamento ajuda quem “pode mais” é questão de generosidade,eu nunca esperei nada em troca e se acabar fico feliz de ter ajudado.

            Ao gostar de estar com ele naquele tempo ,algo bom ela viu naquele homem, seja na intimidade ou alguma característica abstrata que somente um casal conhece. Você fala como alguem que não conhece a dor e o sofrimento esse caso ai não me admira.

            Eu vi meu Pai de consideração terminar com minha mãe depois de 20 anos juntos ,ela sofreu era uma esposa dedicada e faleceu 7 anos depois de câncer nos meus braços.; ainda me dou bem com ele afinal, ele tem que ser feliz ; relacionamentos acabam e não interessa que ajudou ou se dedicou mais ,temos que ser felizes

            Eu fiz exatamente isso pela minha mulher quando namorávamos, seu pai idoso morreu,então sai da faculdade de Direito que fazia paga,para poder pagar 2 mensalidades na Estácio para ambos…..quando a conheci não trabalhava nem estudava e minha vida tava uma “merda” muitos diziam que era falta de iniciativa, mas eu naquele tempo (10 anos atrás) não estava bem estruturado na vida,comecei a trabalhar num trabalho de vendas online,talvez um “empreguinho sem futuro” o suficiente pra sustentar bem uma família.

            Muitos donos de “Buteco” estão ricos, não da pra adivinhar quem vai ter futuro ou não, vai por mim, pois a vida é uma grande “roda gigante” hoje vc ta por baixo e amanha por cima!Incrível parece que vc encontrou o “advogado do diabo” só que não,conheci o meu pai Biológico aos 32 anos e nunca tive nenhuma magoa dele por ele não ter me visitado e tal,pois certamente ele tinha seus motivos e nos demos muito bem.

            Esse garoto foi influenciado, muitas mães fazem isso e ele me pareceu mimado, veja no meu caso como aceitei desde garoto que a vida não é justa e hoje sou forte!

            Pare de ter uma só visão na vida, pois toda unanimidade é burra!….Nossos conceitos sobre a vida e as pessoas dependem do momento,situação,circunstancia e cultura que conhecemos, isso pode mudar sempre!

            Essa Moral da História é a sua versão e não a verdade real,pois a vida continua para ambos!

          • Mika

            Diego, meu caro, observe que em nenhum momento no meu texto fiz julgamento sobre você. Afinal, nunca o vi mais gordo, não sei e nem me interesso pela sua vida. Então, dispenso seus comentários sobre a minha, porque tampouco você me conhece. Daí, não venha com hipocrisia, quererendo comparar o que cada um de nós já passou.
            Dizer que minha visão é unilateral me soa como gozação. Homem (ou mulher) que não assume filho tem a minha reprovação. Esse é o meu pensamento, não uma “visão unilateral”, como se a pessoa fosse uma coitadinha pressionada pelas circunstâncias.
            Sobre sua vida, ótimo pra você que perdoou um sujeito escroto e sem culhões que não teve a dignidade de assumir a paternidade como se deve. Mas só precisou fazer isso aos 32 anos, não aos quatorze, em plena adolescência. Não sabemos se esse garoto fez o mesmo que você mais à frente (afinal, ele está atualmente com 33). Sobre a mãe influenciá-lo, isso ė achismo seu.
            Sobre reconhecimento e gratidão, já expressei minha opinião no texto anterior, mas parece que você não compreendeu a diferenciação que fiz. Se relê-lo com mais atenção vai perceber que não pensamos muito diferente.
            Você insiste na questão do “empreguinho sem futuro” como se fosse esse o cerne da questão. Parece que vou precisar desenhar…
            O cerne da questão é o mau caratimo do sujeito, característica que você me parece não ter, mas, estranhamente, insiste em defender, tanto nele quanto no seu pai.
            Agora, se a questão pra você é sobre PERDÃO, daí são outros quinhentos. Tenho até um comentário já publicado sobre isso.
            Abraço!

          • Diego Miguel Almeida David

            É isso ai Mika!

            Na realidade eu sempre tenho” bons olhos” para com meu próximo,deve ser porque sou Cristão Protestante, isso é uma sabedoria e fruto do Espirito Santo…….Observe no caso em questão, como o filho da sua amiga deu orgulho e trouxe felicidade a ela posteriormente ,mesmo de um homem como ele acabou saindo algo positivo.

            Não tenha tanta convicção que um homem que não assume o filho é mau caráter,na maioria dos casos esse homem não tem a menor condição psicológica,financeira e familiar no momento para ser Pai: Uma conhecida uma vez me disse “sabe que filho é decisão da mulher né” tive que concordar; porque um homem sonhando em ser pai e a mulher não querendo, nada acontece!…..Mas a mulher querendo ser mãe o marido na prática ,não tem opção!

            Deixo aqui uma frase de Dalai Lama que me recordei……

            “Neste mundo não existe verdade universal. Uma mesma verdade pode apresentar diferentes fisionomias. Tudo depende das decifrações feitas através de nossos prismas intelectuais, filosóficos, culturais e religiosos”. Dalai-Lama

            Deus te Abençoe!

          • Diego Miguel

            É isso ai Mika!

            Na realidade eu sempre tenho” bons olhos” para com meu próximo,deve ser porque sou Cristão Protestante, isso é uma sabedoria e fruto do Espirito Santo …..Observe no caso em questão, como o filho da sua amiga deu orgulho e trouxe felicidade a ela posteriormente ,mesmo de um homem como ele acabou saindo algo positivo.

            Não tenha tanta convicção que um homem não assumindo o filho é mau caráter,na maioria dos casos esse homem não tem a menor condição psicológica,financeira e familiar no momento para ser Pai: Uma conhecida uma vez me disse “sabe que filho é decisão da mulher né” tive que concordar; porque um homem sonhando em ser pai e a mulher não querendo, nada acontece!…..Mas a mulher querendo ser mãe o marido na prática ,não tem opção!

            Deixo aqui uma frase de Dalai Lama que me recordei……

            “Neste mundo não existe verdade universal. Uma mesma verdade pode apresentar diferentes fisionomias. Tudo depende das decifrações feitas através de nossos prismas intelectuais, filosóficos, culturais e religiosos”. Dalai-Lama

            Deus te Abençoe!

  • Rubia Mondardo

    Amigo, numa boa…
    Vaza desse relacionamento!
    E torce pra que ela não peça pensão depois porque “teve que se dedicar ao lar” como alega a maioria das mulheres que casam para ter uma vida garantida (tirar das costas delas a responsabilidade pela própria sobrevivência). Mulheres choramingam e se vitimizam, mas a verdade é que vivem na sombra da lei, onde são protegidas e privilegiadas. Esse papo de igualdade de direitos é balela total.
    Experimente fazer um filho e depois se divorciar! Você só terá direito a guarda “COMPARTILHADA” NAQUILO QUE INTERESSA A ELA (cuidar de fato da criança) pois a criança só vai morar em casas alternadas SE ELA CONSENTIR. O que é raro, uma vez que isso o desobrigaria de dar-lhe a tão desejada pensão. Do contrário, a moradia dos filhos será fixada no domicilio DELA, o que garante a ela a administração dos alimentos. Em outras palavras: um filho assegura a subsistência DELA, uma vez que fica isenta de prestar contas da parte que tocaria (na teoria) a ela financeiramente. Quem será escravo da pensão será sempre você, homem. Quem acabará atrás das grades se não puder arcar, também será você. A sua liberdade vai para o lixo e ela fica livre, solta e desobrigada (e com a vida garantida se nada mais der certo). E vai além… Se depois de divorciados, ela alegar que não pode trabalhar por ter que tomar conta dos filhos, você terá de arcar com a integralidade dos alimentos para as crianças e para ELA.
    Boa sorte! Se você nasceu homem.
    Pelo menos tenha honra que elas não têm.

    Se estiver em tempo, faça o que todo homem sensato deve fazer:
    Não se case e nunca proporcione filhos a nenhuma mulher, e muito menos assuma a paternidade de filhos que não são seus.

    • mas é mulher mesmo? Parece um homem escrevendo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      PS: Sério q vc acha q mulher q trabalha em casa é espertona q quer ganhar sem trabalhar? Pra mim MADAMES são assim, donas d casa trabalham horrores

      a proposito, se tem algo q nao quero ser é dona d casa pq ninguem reconhece as coitadas kkk

      • Monique

        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
        A-DO-REI o texto!! kkkkkkkkkkkkkkkkk radical mas carregado de emoção … e talvez ela veja de perto o que alguma infeliz faz com o ex marido.

        • mas não pareceu mulher escrevendo, e se for, q a leitora me perdoe kkkkkkkkkk
          e sim, foi babado o texto! kkkkkkkkkkkkkk

  • JULIANA DE VASCONCELLOS GOMES

    O namoro é pra isso. Conhecer….mas enquanto namora acostuma mal.. … e mais, quando se vê muito aparência dá nisso.. .

  • JULIANA DE VASCONCELLOS GOMES

    Eu acho que muitos homens, não digo todos, mas eu percebo isso. Normalmente homem só vê que precisa de uma mulher que Ô ajude depois que vê prejuízo…. provavelmente está endividado, fez o que não podia SIM, pra agradar a bonitona, e agora deu ruim.. ….